Santas e Santos de 18 de fevereiro

1. Me­mória de São Te­o­tónio, que fez por duas vezes a pe­re­gri­nação a Je­ru­salém e, re­cu­sando a cus­tódia do Santo Se­pulcro, re­gressou à pá­tria, onde fundou, com onze re­li­gi­osos, a Con­gre­gação dos Có­negos Re­grantes da Santa Cruz, em Coimbra, ci­dade de Portugal. († c. 1162). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/S%C3%A3o_Teot%C3%B3nio

2.   Em Beth Lapat, no reino dos Persas, hoje Gun­deshapur, no Irão, a paixão dos santos már­tires Sadot, bispo de Se­lêucia, e cento e vinte e oito companheiros, már­tires, – pres­bí­teros, clé­rigos e sa­gradas vir­gens – que, por se re­cu­sarem a adorar o sol, foram me­tidos no cár­cere e, de­pois de pa­de­cerem du­rante longo tempo cruéis su­plí­cios, fi­nal­mente, por sen­tença do rei, foram assassinados. († 342)

3.   Em To­ledo, na His­pânia, Santo Eládio (também na Folhinha do Coração de Jesus, Santo Heládio), que, de­pois de ter exer­cido cargos ad­mi­nis­tra­tivos na corte régia e no go­verno, foi abade de Agali e, fi­nal­mente, ele­vado ao epis­co­pado de To­ledo, deu tes­te­munho da sua emi­nente caridade. († 632)

4.   Em Cons­tan­ti­nopla, hoje Is­tambul, na Tur­quia, São Ta­rásio, bispo, in­signe pela sua eru­dição e pi­e­dade, que abriu o Con­cílio de Ni­ceia II, no qual os Pa­dres de­fen­deram o culto das sa­gradas imagens. († 806). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Tar%C3%A1sio_de_Constantinopla

5*.   No mos­teiro de Cên­tula, no ter­ri­tório de Amiens, na Gália, hoje na França, Santo An­gil­berto, abade, que, dei­xando os cargos pa­la­ci­anos e mi­li­tares, com o as­sen­ti­mento de sua es­posa Berta, que também vestiu o véu sa­grado, abraçou a vida mo­nás­tica e go­vernou com êxito o ce­nóbio de Cêntula. († 814). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 814, Santo Angilberto. Conselheiro muito culto de Carlos Magno, era encarregado do governo civil de toda a costa marítima situada entre o Escalda e o Sena, quando tomou o hábito monástico. A abadia de Saint-Riquier conheceu um período de grande prosperidade durante seu abaciado. (X). Ver páginas 314-316: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Angilberto

6*.   Em Roma, o Beato João de Fiésole (também na Folhinha do Coração de Jesus) ou Fra Angélico, pres­bí­tero da Ordem dos Pre­ga­dores, que, sempre ani­mado pelo amor de Cristo, ex­primiu nas pin­turas o que con­tem­plava in­te­ri­or­mente, para elevar a mente dos ho­mens às re­a­li­dades celestes. († 1455). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Fra_Angelico

7*.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, o Beato Gui­lherme Harrington, pres­bí­tero e mártir, oriundo do con­dado de York, que, no rei­nado de Isabel I, por ter aceite e exer­cido o sa­cer­dócio na In­gla­terra, foi con­de­nado à morte, al­can­çando na praça de Ty­burn a coroa do martírio. († 1594)

8*.   Também em Lon­dres, o Beato João Pibush, pres­bí­tero e mártir, que, tendo sido en­cer­rado no cár­cere vá­rias vezes e du­rante muito tempo, no mesmo rei­nado de Isabel I foi con­de­nado à morte por causa do sa­cer­dócio, mor­rendo en­for­cado e es­quar­te­jado em Southwark. († 1601)

9.   Em Ou-Tchan-Fu, no Hubei, pro­víncia da China, São Fran­cisco Régis Clet (Ver também 09 de julho), pres­bí­tero da Con­gre­gação da Missão e mártir, que anun­ciou o Evan­gelho no meio de ex­tremas ad­ver­si­dades du­rante trinta anos, mas, de­nun­ciado por um após­tata, de­pois de um cruel ca­ti­veiro, morreu es­tran­gu­lado pelo nome de Cristo. († 1820). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Francisco_Regis_Clet

10.   Na ci­dade de Guizhou, também na China, os santos már­tires João Pedro Néel, pres­bí­tero da So­ci­e­dade das Mis­sões Es­tran­geiras de Paris, que, acu­sado de pregar a fé, foi ar­ras­tado a grande ve­lo­ci­dade preso à cauda dum ca­valo; de­pois, sub­me­tido a todo o gé­nero de zom­ba­rias e su­plí­cios, fi­nal­mente morreu de­ca­pi­tado. Com ele so­freram o su­plício também os santos már­tires Mar­tinho Wu Xuesheng, ca­te­quista, João Zhang Tianshen, neó­fito, e João Chen Xianheng. († 1862). Na china, o bem-aventurado João Pedro Neel, mártir em 1862. Nascido em Sainte-Catherine-sur-Riverie, diocese de Lião, em 1832, pertenceu à sociedade das Missões Estrangeiras em Paris. Partindo para Kong-Tchu, na China, a 21 de agosto de 1858, ali iniciou o trabalho missionário. Preso por ordem do mandarim quando catequizava uma família que se convertera, João Pedro foi decapitado. Conta-se que, no instante em que a cabeça caiu e rolou por terra, uma nuvem, luminosíssima, desceu do céu e pairou sôbre o corpo do mártir, ali se deixando ficar por algum tempo, desvanecendo-se em seguida. Todos os que assistiam à execução, apavorados, ficaram como que pregados no lugar; o carrasco, a tremer de mêdo, perdeu a fala por muito tempo. ]oão Pedro Neel, com vários outros naturais decapitados no mesmo dia, foi beatificado por Pio X, a 2 de maio de 1909. Conf. págs. 322-323: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

11*.   Em Bér­gamo, na Itália, Santa Ger­trudes (Ca­ta­rina Co­men­sóli), virgem, que fundou uma Con­gre­gação de re­li­gi­osas para a ado­ração do San­tís­simo Sa­cra­mento e a for­mação da juventude. († 1903)

12*.   Em Ro­sica, na Po­lónia, o Beato Jorge Kaszyra, pres­bí­tero da Con­gre­gação dos Clé­rigos Ma­ri­anos e mártir, que, du­rante a guerra, lan­çado às chamas pelos per­se­gui­dores da fé, morreu por Cristo Senhor. († 1943)

13. SANTOS MÁXIMO, CLÁUDIO (também na Folhinha do Coração de Jesus) PREPEDIGNA, ALEXANDRE e CÚCIAS – Mártires. Gabino (ver 19 de fevereiro), irmão do papa Caio, tinha uma filha, Susana, a qual Diocleciano queria que se casasse com Maximiano. Cláudio, o intermediário, recebendo resposta negativa, da própria Susana, foi, pelo ardor da jovem, convertido ao cristianisno. Caio, então, batizou-o. Ora, Claudio, casado com Prepedigna, acabou por sua vez, por converter a espôsa e os dois filhos, Alexandre e Cucias, distribuindo todos os bens aos pobres.Máximo, irmão de Cláudio, tocado, todo contaminado pelo calor de Cláudio, também abraçou a fé. Diocleciano, alheio, então, a tudo o que se passava, veio a saber dos sucessos todos. E, encolerizado, ordenou que tôda a família, à qual era aparentado, fôsse exilada, fazendo, depois, com que morressem pelo fogo em 295. Os corpos, atirados ao mar, foram recolhidos por cristãos de Óstia e sepultados. Conforme pág.317:

Clique para acessar o VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

14. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da Graça de 449, São Flaviano (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo de Constantinopla, que foi vítima de seu zelo pela ortodoxia, lutando contra a heresia monofisita de Euticeu. (M). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Flaviano_de_Constantinopla

15. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, Santa Bernadette Soubirous, virgem, que foi agraciada com dez aparições da Virgem Maria. Depois destes acontecimentos, entrou para a Congregação das Irmãs da Caridade e da Instrução Cristã de Nevers, onde só esperava permanecer escondida, vivendo integralmente segundo a mensagem que recebera em Lourdes. Após grandes sofrimentos, obteve, em 1879, a felicidade que Nossa Senhora lhe havia prometido. (F).

Santa Bernadete Soubirous, virgem, que foi agraciada com dez aparições da Virgem Maria. Depois desses acontecimentos, entrou para a Congregação das Irmãs da Caridade e da Instrução Cristã de Nevers, onde só esperava permanecer escondida, vivendo integralmente segundo a mensagem que recebera em Lourdes. Após grandes sofrimentos, obteve, em 1879, a felicidade que Nossa Senhora lhe havia prometido (Conforme o Martirológio Romano-Monástico – F)

Em 8 de Dezembro de 1933, festa da Imaculada Conceição, Bernadette foi canonizada como Santa Bernadette de Lourdes, pelo Papa Pio XI, depois de terem sido reconhecidas pela Santa Sé as virtudes pessoais e curas milagrosas a ela atribuídas após a morte. Sua festa litúrgica é celebrada na Igreja Católica no dia 16 de abril. Na França, é celebrada no dia 18 de fevereiro. A ela tem sido atribuídos vários milagres. Em 1983, o Papa João Paulo II esteve em Lourdes em peregrinação, e ali retornou em agosto de 2004.

Mais sobre Santa Bernadete em:

https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Bernadette_Soubirous

– Ver 16 de abril e ainda: páginas 371-401: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

16. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no mesmo dia, o martírio de São Simeão, (ver também 27 de abril) “o irmão do Senhor”, segundo o mesmo título de S. Tiago, ao qual sucedeu na direção da comunidade cristã de Jerusalém. Simeão organizou a fuga dos cristãos por ocasião do cerco da cidade no ano 70. Foi crucificado pelos romanos, que temiam um recrudescimento do nacionalismo judeu. (M). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Sime%C3%A3o_de_Jerusal%C3%A9m

SÃO SIMEÃO, Bispo e Mártir (também no Martirológio Romano-Monástico). Simeão, afirma-se, era filho de Cleofas, e parente próximo do Salvador, pela carne, descendendo de Davi. Ordenado bispo de Jerusalém depois de São Tiago, o Menor, que foi o primeiro bispo daquela cidade, Simeão suportou, a princípio, vários suplícios durante a perseguição de Trajano, terminando a vida pelo martírio. E todos os que estavam presentes, mesmo o juiz, admiraram-se de que um ancião de cento e vinte anos de idade pudesse sofrer com tanta constância e tanto heroísmo.

Simeão não foi somente acusado de ser cristão, mas também por pertencer à raça de Davi. Morreu crucificado em 107 .

Crê-se que o Santo governou a Igreja de Jerusalém por quarenta e três anos. Depois do século IX, os latinos passaram a celebrar-lhe a festa neste dia 18 de fevereiro, enquanto os gregos o fazem a 27 de abril. Ver, principalmente, Mateus, XIII, 55, e ]oão, XIX,25. Conforme pág. 313:

Clique para acessar o VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

17. SANTAS CONSTÂNCIA, ÁTILA E ARTÊMIA, Virgens. Constância era sobrinha do imperador Constantino (conforme alguns autores, era filha do imperador e neta de Santa Helena ). Pagã ainda, viu-se coberta de lepra. Apavorada, e tendo ouvido contar coisas de Santa Inês, de curas processadas tão-sòmente pela invocação que se lhe fazia do nome, demandou Roma, a visitar a tumba da santa virgem e mártir. Ali, Santa Inês apareceu-lhe, dizendo: Curar-te-ei, Constância, se , convertendo-te, receberes o batismo. Constância, emocionadíssima, cheia de esperança e tôda ela fé, converteu-se, recebeu o batismo e foi curada. Decidiu, então, consagrar a Deus a virgindade. Ora, nesse meio de tempo, um general pagão, Galicano, que fôra vencedor dos persas, solicitou-lhe a mão. Que fazer? Triste por ter que contrariar um dos mais valentes guerreiros do país, propôs-lhe:

– Tê-lo-ei como esposo, se venceres os invasores da Trácia, os Citas. Ficarei com tuas filhas e, quando voltares, cumprirei a promessa se ainda me desejares por esposa.

Galicano aceitou a proposta e partiu, levando dois servidores da santa virgem, cristãos como ela. Estavam incumbidos de, a todo o transe, converter o general.

Constância conseguiu levar para o Senhor as duas filhas de Galicano – Ática e Artêmia. E, sempre rogando a Jesus Cristo que lhe desse meios para continuar na virgindade, conforme lhe prometera, vivia com o pensamento no campo de batalha, onde os dois servidores – João e Paulo – trabalhavam o grande guerreiro. Era na antevéspera de importante batalha João e Paulo, aproximando-se de Galicano, preocupadíssimo com traças de guerra, disseram-lhe:

– Se te entregares ao Senhor, se te fizeres cristão, nenhuma dificuldade encontrarás em vencer o inimigo que temos à frente. Galicano encomenclou-se a Deus, venceu fàcilmente o adversário e abraçou o cristianismo. E, de volta, triunfante, uma nova ideia empolgava-o: servir ao Senhor enquanto vivesse, aquêle Senhor que o encaminhara no campo da luta e o preservara de todo o perigo . E, renunciando ao casamento, deu-se de corpo e alma às obras de caridade.

Galicano, João e Paulo morreram martirizados sob Juliano, o Apóstata. Constância faleceu em 354, e foi sepultada, com as duas filhas de Galicano, perto do túmulo de Santa Inês. Conf. págs. 318-319:

Clique para acessar o VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

18. Bem-aventurada Oringa ou Cristã de Santa Cruz, virgem. Ver páginas 307-312: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

19. Santos Leão e Paregório, mártires. Ver páginas 320-321: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

20.Outros santos do dia 18 de fevereiro: págs. 307-323: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-v%203.pdf

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito. 

– Sobre o dia 18 de fevereiro, ver ainda: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/18_de_fevereiro

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004

ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para  Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.