Santas e Santos de 07 de abril

Me­mória de São João Bap­tista de la Salle (também na Folhinha do Coração de Jesus), pres­bí­tero, que em Ruão, na Nor­mandia, re­gião da França, se de­dicou com grande di­li­gência à for­mação hu­mana e cristã das cri­anças, prin­ci­pal­mente das mais po­bres, fun­dando para isso a Con­gre­gação dos Ir­mãos das Es­colas Cristãs, pela qual su­portou muitas tri­bu­la­ções, tor­nando-se grande be­ne­mé­rito do povo de Deus.  († 1719). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, memória de São João Batista de La Salle, que fundou em Reims, sua cidade natal, o Instituto dos Irmãos da Escolas Cristãs, a serviço do ensino popular. Contribuiu para a expansão de sua obra aceitando no silêncio as humilhações sem conta que lhe vieram dos seus mais próximos colabores. (R). Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_Batista_de_La_Salle

2.   Co­me­mo­ração de Santo He­ge­sipo, que viveu em Roma no tempo dos papas Ani­ceto e Eleu­tério e es­creveu em lin­guagem sim­ples a his­tória da Igreja, desde a Paixão do Se­nhor até ao seu tempo. († c. 180). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no final do século II, Santo Hegesipo. Chegando a Roma durante o papado de Aniceto II, demorou-se na cidade até o pontificado de Eleutério. Durante sua permanência, escreveu uma história da Igreja, desde a Paixão do Senhor até o seu tempo (M). Ver também páginas 163-164: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

– Ver também: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Heg%C3%A9sipo

3.   Em Ale­xan­dria, no Egipto, São Pe­lúsio, pres­bí­tero e mártir. († d. inc.)

4.   Em Pen­tá­polis, na Líbia, os santos már­tires Te­o­doro, bispo, Ireneu, diá­cono, Se­ra­pião e Amónio, leitores. († s. IV)

5.   Em Pom­peió­polis, lo­ca­li­dade da Ci­lícia, na ac­tual Tur­quia, São Ca­liópio, mártir. († s. IV). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no Oriente, a paixão de São Calíopo, crucificado de cabeça para baixo na Sexta-Feira Santa do ano de 304 (M). – Ver também páginas 165-168: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

6.   Em Sí­nope, no Ponto, também na ac­tual Tur­quia, du­zentos santos mártires, soldados. († s. IV). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Sínopo, no Ponto, durante a perseguição de Maximiniano, o martírio de Duzentos Soldados, que se converteram diante dos prodígios realizados no momento em que dois cristãos eram torturados (M).

7.   Em Mi­ti­lene, na ilha de Lesbos, na Grécia, São Jorge, bispo, que, no tempo do im­pe­rador Leão o Ar­ménio, su­portou muitos tor­mentos por de­fender o culto das sa­gradas imagens. († 816)

8*.   Junto ao mos­teiro de Crespin, no Hai­naut, hoje na França, Santo Ai­berto, pres­bí­tero e monge, que todos os dias re­ci­tava na so­lidão, de jo­e­lhos ou pros­trado em terra, todo o Sal­tério, e aos pe­ni­tentes que a ele acor­riam ad­mi­nis­trava a di­vina misericórdia. († 1140). Ver páginas 176-180: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

9*.   No mos­teiro pre­mons­tra­tense de Stein­feld, na Ale­manha, Santo Her­mano José, pres­bí­tero, que res­plan­deceu pelo seu terno amor para com a Virgem Maria e ce­le­brou com hinos e cân­ticos a de­voção ao di­vino Co­ração de Jesus. († 1241/1252). Ver páginas 171-172: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

10.   Em York, na In­gla­terra, Santo Hen­rique Wal­pole, da Com­pa­nhia de Jesus, e o Beato Ale­xandre Ra­wlins, pres­bí­teros e már­tires, que, no rei­nado de Isabel I, foram presos e cru­el­mente ator­men­tados por causa do seu sa­cer­dócio e, fi­nal­mente, con­du­zidos ao pa­tí­bulo, en­for­cados e di­la­ce­rados, al­can­çaram a coroa eterna. († 1595)

11.   Em Wor­cester, também na In­gla­terra, os be­atos már­tires Edu­ardo Old­corne, pres­bí­tero, e Ro­dolfo Asley, re­li­gioso, ambos da Com­pa­nhia de Jesus, que exer­ceram clan­des­ti­na­mente du­rante muitos anos o mi­nis­tério apos­tó­lico, até que, sob a acu­sação falsa de con­jura contra o rei Jaime I, foram in­tro­du­zidos no cár­cere, tor­tu­rados e fi­nal­mente di­la­ce­rados ainda vivos. († 1606)

12.   Na Co­chin­china, no ac­tual Vi­etnam, São Pedro Nguyen Van Luu, pres­bí­tero e mártir, que, no tempo do im­pe­rador Tu Duc, foi con­de­nado à pena ca­pital e morreu com ale­gria no patíbulo. († 1861)

13*.   Em Don­gerkou, lo­ca­li­dade da China, a Beata Maria As­sunta Pallotta, virgem das Irmãs Fran­cis­canas Mis­si­o­ná­rias de Maria, que, ocu­pando-se dos ser­viços hu­mildes, levou uma vida sim­ples e oculta pelo reino de Cristo. († 1905)

14. Santo Afraates, solitário. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, Santo Afrato, anacoreta, filho de persas convertidos. No tempo do imperador Valêncio, confirmou diversos cristãos na fé na divindade do Verbo. Ver páginas 160-162: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Afraates_(ermit%C3%A3o)

15. Bem-Aventurado Eberardo, confessor. Ver páginas 169-170: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

16. Bem-aventurada Ursulina, (também na Folhinha do Coração de Jesus) virgem. Ver páginas 173-175: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

17. São Guilherme de Scicli. Lembrado na Folhinha do Coração de Jesus.

18. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 888, São Gilberto, abade de Luxeuil, morto com seus companheiros religiosos pelos bárbaros, por haver se recusado a renegar sua fé cristã e o ideal de vida monástico (X).

19. Outros santos do dia 07 de abril: págs. 160-183 (vol.6): http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito. 

– Sobre o dia 07 de abril, ver ainda: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/7_de_abril

1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004

ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 309-311: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.