Santas e Santos de 22 de abril

1. Em Roma, São Soter (também na Folhinha do Coração de Jesus, São Sotero), papa, de quem São Di­o­nísio de Co­rinto ce­lebra a egrégia ca­ri­dade para com os ir­mãos, os pe­re­grinos ne­ces­si­tados, os aflitos pela mi­séria e os con­de­nados a tra­ba­lhos forçados. († 175). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto de 174, São Sotero, papa. Em uma carta dirigida aos romanos. o bispo Dionísio de Corinto faz seu elogio nestes termos: “Sotero auxiliou com suas esmolas, várias igrejas; em suas cartas, ele exortava os cristãos a permanecerem firmes na fé, a ficarem unidos ao bispo e aos sacerdotes que os governavam”. (M). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Papa_Sotero

2.   Em Lião, na Gália, na ac­tual França, Santo Epi­pódio  que, de­pois de (no Martirológio Romano-Monástico, Santo Epípodo), qua­renta e oito glo­ri­osos már­tires desta ci­dade, foi preso jun­ta­mente com o seu amigo Ale­xandre e con­sumou o mar­tírio sendo decapitado. († 178). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Lião, os Santos Epípodo e Alexandre, jovens cristãos que escaparam ao massacre do qual foi vítima o bispo São Potímio. (M). Ver páginas 187-193: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

3.   Em Ale­xan­dria, no Egipto, a co­me­mo­ração de São Leó­nidas, mártir, que, no tempo do im­pe­rador Sep­tímio Se­vero, foi morto ao fio da es­pada pela sua fé em Cristo, dei­xando ainda cri­ança o seu filho Orígenes. († 204). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Alexandria, São Leônidas, pai de Orígenes, martirizado em 204. Contam que ele ia freqüentemente para junto de seu filho durante o sono, descobria-lhe o peito e beijava, com respeito, seu corpo habitado pelo Espírito Divino. (M). Ver páginas 194-195: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

4.   Em Roma, no ce­mi­tério de Ca­listo, junto à Via Ápia, o se­pul­ta­mento de São Caio (Gaio), papa, que, li­vrando-se da per­se­guição do im­pe­rador Di­o­cle­ciano, morreu como con­fessor da fé. († 296). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, m Roma, no ano da graça de 296, São Caio, papa, perseguido por Diocleciano. (M). Ver página 173: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

– Ver também: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Papa_Caio

5.   Co­me­mo­ração de São Ma­riab, quer dizer «o Se­nhor anuncia», co­re­pís­copo e mártir na Pérsia, que du­rante a per­se­guição do rei Sapor II, na Oi­tava da Páscoa so­freu o mar­tírio por Cristo. († 342)

6.   Em Cons­tan­ti­nopla, hoje Is­tambul, na Tur­quia, o dia natal de Santo Aga­pito I, papa, que se em­pe­nhou com fir­meza para que o bispo de Roma fosse li­vre­mente es­co­lhido pelo clero da Urbe e em toda a parte fosse con­ser­vada a dig­ni­dade da Igreja; en­viado de­pois por Teó­doto, rei dos Godos, a Cons­tan­ti­nopla para se en­con­trar com o im­pe­rador Jus­ti­niano, ali for­ta­leceu a ver­da­deira fé, or­denou Menas bispo da­quela ci­dade, onde des­cansou em paz. († 536)

7.   Em Sens, na Nêus­tria, hoje na França, São Leão, bispo. († s. VI)

8.   Em Sy­keon, lo­ca­li­dade da Ga­lácia, na ac­tual Tur­quia, São Te­o­doro, bispo e he­gú­meno, que, mo­vido pelo amor à so­lidão desde a in­fância, optou por um gé­nero de vida aus­tero e, cons­tran­gido a aceitar a sua or­de­nação como bispo de Anas­ta­sió­polis, pediu com in­sis­tência ao Pa­tri­arca de Cons­tan­ti­nopla para que o dei­xasse voltar ao seu ermo. († 613). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Galácia, São Teodoro, bispo. Foi um grande propagador do culto a São Jorge, de quem recebeu beneficios durante sua vida monástica e seu episcopado. Adormeceu no Senhor em 613. (M). Ver páginas 174-177: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

9*.   No ter­ri­tório de Sées, na Nêus­tria, ac­tu­al­mente na França, Santa Opor­tuna, aba­dessa, cé­lebre pela sua ri­go­rosa abs­ti­nência e austeridade. († c. 770). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na diocese de Sées, perto de 770, Santa Oportuna, virgem, padroeira de mosteiro de Almenèques, transferido mais tarde para Argentan. A difusão de suas relíquias propagou seu culto por toda a Île-de-France (X). Ver páginas 178-181: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf 

10*.   Em Basto, ter­ri­tório da Lu­si­tânia, hoje em Por­tugal, Santa Se­nho­rinha, aba­dessa, de quem se conta que Deus, por sua in­ter­cessão, ali­mentou ime­di­a­ta­mente as monjas quando lhes faltou alimento. († c. 980). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Santa_Senhorinha_de_Basto

11*.   Em Fa­briano, no Pi­ceno, hoje nas Marcas, re­gião da Itália, o Beato Fran­cisco Ve­nim­béni, pres­bí­tero da Ordem dos Me­nores, que foi exímio pre­gador da pa­lavra de Deus. († 1322) († 1322)

12. No ano do Senhor de 378, na Média, a paixão dos Santos Acepsimas, José e Atala. Com o corpo banhado em sangue, José rezava assim: “Eu te dou graças, ó Cristo, Filho de Deus, por me julgares digno deste segundo batismo, que me purifica de todos os meus pecados”. (Conforme Martirológio Romano-Monástico – Act.Martyr. – M).

13. Santo Azades, São Milese (na Folhinha do Coração de Jesus, São Miles) e muitos outros mártires da Pérsia, além de Tarba, sua irmã viúva e sua serva. Ver páginas 165-172: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

14. Bem-aventurado Wolfelme, abade e confessor. Ver páginas 182-183: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

15. Bem-aventurado Francisco de Fabriano, confessor. Ver páginas 184-186: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

16. São Bartolomeu de Cervere: 22 de abril, na Folhinha do Coração de Jesus. Ver também: https://pt.wikipedia.org/wiki/Bartolomeu_de_Cervere

17. Outros santos do dia 22 de abril: págs: 165-196 (vol.07):   http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito. 

– Sobre o dia 22 de abril, ver ainda: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/22_de_abril

1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004

ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 345-347: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.