Santas e Santos de 11 de junho

11 DE JUNHO DE 2020 – CORPUS CHRISTI

            – Ver: A origem da Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo remonta ao século XIII. O papa Urbano IV, na época o cônego Tiago Pantaleão de Troyes, arcediago do Cabido Diocesano de Liège, na Bélgica, recebeu o segredo da freira agostiniana Juliana de Mont Cornillon, que teve visões de Cristo demonstrando desejo de que o mistério da Eucaristia fosse celebrado com destaque…. https://pt.wikipedia.org/wiki/Corpus_Christi

            – Ver também: http://www.vatican.va/content/john-paul-ii/pt/homilies/2001/documents/hf_jp-ii_hom_20010614_corpus-domini.html

            – Ver: http://w2.vatican.va/content/john-paul-ii/pt/encyclicals/documents/hf_jp-ii_enc_20030417_eccl-de-euch.html

            – Ver também: https://www.acidigital.com/fiestas/eucaristia/historia.htm

SANTAS E SANTOS DE 11 DE JUNHO

Me­mória de São Bar­nabé, Após­tolo, que era um homem bom e cheio de fé e do Es­pí­rito Santo, con­tado entre os pri­meiros fiéis de Je­ru­salém. Pregou o Evan­gelho em An­ti­o­quia e in­tro­duziu entre os ir­mãos Saulo de Tarso, recém-con­ver­tido, acom­pa­nhando-o também na sua pri­meira vi­agem para evan­ge­lizar a Ásia. Par­ti­cipou no Con­cílio de Je­ru­salém e, vol­tando para a ilha de Chipre, sua pá­tria, aí pro­pagou o Evangelho. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, memória de São Barnabé. Sem ter sido um dos doze, recebeu o título de Apóstolo em razão do importante papel que desempenhou na Igreja dos primeiros tempos. Foi ele quem introduziu Saulo no grupo dos Apóstolos, o levou a Antioquia e o acompanhou durante sua primeira viagem missionária. Barnabé deixou em seguida São Paulo, para ir evangelizar a ilha de Chipre. (R). Ver páginas 206-222 (NÃO TEM LINK): – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

– Ver também: https://pt.wikipedia.org/wiki/Barnab%C3%A9_(B%C3%ADblia)

2.   Em Ná­poles, na Cam­pânia, re­gião da Itália, São Má­ximo, bispo, que foi man­dado para o exílio pelo im­pe­rador Cons­tâncio por causa da fé ni­cena, onde, con­su­mido pelas tri­bu­la­ções, morreu como con­fessor da fé. († s. IV)

3.   Em Bremen, na Sa­xónia, na ac­tual Ale­manha, São Rem­berto, bispo de Ham­burgo e de Bremen, fiel dis­cí­pulo e su­cessor de Santo Óscar (ou Ans­cário), que ex­pandiu o seu mi­nis­tério até às terras da Di­na­marca e da Suécia e, no tempo da in­vasão dos Nor­mandos, se de­dicou à li­ber­tação dos cris­tãos cativos. († 888)

4*.   Em Mo­gúncia, ci­dade da Fran­cónia, também na ac­tual Ale­manha, São Bardão, bispo, que, de­pois de ser abade de He­res­feld, foi ele­vado à sede epis­copal e tra­ba­lhou ex­ce­len­te­mente pela sua Igreja com in­can­sável so­li­ci­tude pastoral. († 1051)

5*.   No mos­teiro de La Cambre, pró­ximo de Bru­xellas, no Bra­bante, na ac­tual Bél­gica, Santa Alaíde, virgem da Ordem Cis­ter­ci­ense, que, atin­gida pela lepra aos vinte e dois anos de idade, foi cons­tran­gida a uma vida mar­gi­nada e, nos úl­timos anos da sua vida, perdeu a vista e nem um só membro do corpo ficou são, ex­cepto a língua para cantar os lou­vores de Deus. († 1250)

6.   Em Tre­viso, no Vé­neto, re­gião da Itália, São Páris ou Parísio (também na Folhinha do Coração de Jesus), pres­bí­tero da Ordem Ca­mal­du­lense, que, du­rante se­tenta e sete anos, ajudou as monjas com sa­lu­tares con­se­lhos de vida es­pi­ri­tual e morreu de­pois dos cento e oito anos de idade. († 1267). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Itália, no ano do Senhor de 1267, São Parísio, monge camaldulense, diretor espiritual do convento de Santa Cristina de Treviso. (M). Ver página 223 (NÃO TEM LINK): – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

7*.   Em Gni­ezno, na Po­lónia, a Beata Io­landa, aba­dessa, que, de­pois da morte do es­poso, o duque Bo­leslau Pio, re­nun­ci­ando às ri­quezas ter­renas, pro­fessou a vida mo­nás­tica com sua filha na Ordem de Santa Clara. († 1298)

8*.   Em Sa­luzzo, no Pi­e­monte, re­gião da Itália, o Beato Es­têvão Bandélli, pres­bí­tero da Ordem dos Pre­ga­dores, emi­nente na pre­gação e as­síduo no mi­nis­tério das confissões. († 1450)

9.   Em Sa­la­manca, na Es­panha, São João de São Fa­cundo Gon­zález de Castrillo, pres­bí­tero da Ordem dos Ere­mitas de Santo Agos­tinho, que res­taurou a con­córdia entre os ci­da­dãos, agi­tados em con­flitos cru­entos, com os seus con­se­lhos par­ti­cu­lares e a san­ti­dade da sua vida. († 1479). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Espanha, no ano da graça de 1479, São João de São Facundo. Professor de Direito e de Teologia em Salamanca, exerceu grande influência sobre os estudantes daquela cidade universitária. Tornando-se eremita de Santo Agostinho, conseguiu, através de sua intercessão, restabelecer a paz na cidade dilacerada pelas discórdias. (M)

10.   Em Tor­tosa, na Es­panha, Santa Rosa Fran­cisca Maria das Dores (Maria Rosa Molas Vallvé), virgem, que trans­formou uma as­so­ci­ação de pi­e­dosas mu­lheres na Con­gre­gação das Irmãs de Nossa Se­nhora da Con­so­lação, des­ti­nada ao ser­viço dos atribulados. († 1876)

11.   Em Roma, Santa Paula Frassinétti (também na Folhinha do Coração de Jesus), virgem, que, su­pe­rando muitas di­fi­cul­dades ini­ciais, fundou a Con­gre­gação das Irmãs de Santa Do­ro­teia, des­ti­nada à for­mação das jo­vens cristãs, di­ri­gindo-a com grande for­ta­leza de alma, be­ne­vo­lente su­a­vi­dade e enér­gica actividade. († 1882). Ver páginas 225-226 (NÃO TEM LINK): – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

– Ver também: https://pt.wikipedia.org/wiki/Paula_Frassinetti

12*.   Em Ra­gusa, na Si­cília, re­gião da Itália, a Beata Maria Schininá, virgem, que optou por viver com grande hu­mil­dade e sim­pli­ci­dade para tratar os en­fermos, os aban­do­nados e os po­bres, e fundou o ins­ti­tuto das Irmãs do Sa­grado Co­ração de Jesus, des­ti­nado a prestar au­xílio a todo o gé­nero de miséria. († 1910)

13*.   Em Kara-Kenpru, ci­dade pró­xima de Diyar­bakir, na Tur­quia, o Beato Inácio Maloyan, bispo de Mardin dos Ar­menos e mártir du­rante o ge­no­cídio dos cris­tãos, per­pe­trado na­quela re­gião pelos per­se­gui­dores da fé. Tendo re­cu­sado abraçar uma re­li­gião di­versa do cris­ti­a­nismo, de­pois de con­sa­grado o pão para ali­mento es­pi­ri­tual do grupo dos com­pa­nheiros de prisão, foi fu­zi­lado jun­ta­mente com ou­tros inú­meros cris­tãos, al­can­çando pelo der­ra­ma­mento do seu sangue a fe­li­ci­dade da paz eterna. († 1915)

14♦.   Em Viena, na Áus­tria, Hil­de­garda Burjan, mãe de fa­mília, que, con­ver­tida do ju­daísmo ao ca­to­li­cismo, fundou a or­ga­ni­zação fe­mi­nina Cá­ritas So­ci­alis, des­ti­nada a vá­rias obras de as­sis. ­tência so­cial e caritativo. († 1933)

15. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Aquiléia, a paixão dos Santos Félix e Fortunato (M).

16. Santa Adelaide, virgem. Ver página 224 (NÃO TEM LINK): – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

17. Outros santos do dia 11 DE JUNHO: páginas: 206-226 (NÃO TEM LINK):  Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito. 

– Sobre o dia 11 de junho, ver ainda: https://pt.wikipedia.org/wiki/11_de_junho

1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004

ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 463-465:  Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver! Querida Mãe Maria, protegei-nos! São José, Anjos e Santos, intercedei por nós! Amém!

OBSERVAÇÃO: MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS/OS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA.

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS! MUITO OBRIGADO!

Ver:

https://vidademartiressantasesantos.blog/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.