Santas e Santos de 03 de fevereiro

1. São Brás, bispo e mártir, que pa­deceu pela fé cristã em Se­baste, na an­tiga Ar­ménia, hoje Sivas, na Tur­quia, sob o man­dato do im­pe­rador Licínio. († c. 320). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no final das grandes perseguições romanas, o martírio de São Brás (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo de Sebaste, na Armênia. Grande taumaturgo, obteve da misericórdia divina a cura de diversas misérias humanas, pela invocação do Nome de Cristo. (R). Ver páginas 394-399: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

– Ver ““Ficou conhecido porque retirou, após uma breve oração, um espinho da garganta de uma criança. Por esse motivo, é padroeiro das doenças da garganta e, no dia de sua celebração a 3 de fevereiro, nas cidades da EspanhaCampanário (Ribeira Brava), Arco da Calheta, Calheta (Madeira) e algumas da América Latina, as mães levam os filhos para benzerem a garganta.[1]”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Br%C3%A1s_de_Sebaste

2. Santo Óscar (ou Ans­cário), bispo de Ham­burgo e de­pois também de Bremen, na Sa­xónia, ac­tu­al­mente na Ale­manha, que, tendo sido monge de Corbie, foi le­gado do papa Gre­gório IV nas mis­sões de toda a Es­can­di­návia; anun­ciou o Evan­gelho a mul­ti­dões de pes­soas e es­ta­be­leceu a Igreja de Cristo na Di­na­marca e na Suécia, su­pe­rando com grande for­ta­leza de ânimo nu­me­rosas di­fi­cul­dades, até que, em Bremen, des­cansou dos seus trabalhos. († 865). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 865, Santo Oscar ou Anscário (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo de Bremen e Hamburgo. Inicialmente monge beneditino em Corbio e depois em Corwey, na Saxônia, foi chamado a fundar a Igreja de Cristo em território dinamarquês e sueco, merecendo por isso o título de “Apóstolo dos Escandinavos”. (R). Ver Santo Ansgar, páginas 365-387: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf 

– Ver “Ansgário foi como missionário à Dinamarca em 826, missionando nas cidades víquingues de Hedeby e Ribe, e depois à Suécia em 830, onde se estabeleceu na cidade viquingue de Birka. Reinava então um rei chamado Biorno (Björn), que o recebeu amigavelmente e o autorizou a celebrar missa e pregar a religião cristã.[5][6] Após o seu regresso da Escandinávia em 831, foi nomeado em 834 bispo da Arquidiocese de Hamburgo-Brema, vocacionada para a missão de evangelizar os dinamarqueses, suecos, eslavos e bálticos. Foi designado legado pontifício à Dinamarca e Suécia pelo Papa Gregório IV Fez uma segunda viagem a Birka como missionário em 851, quando lá reinava um rei chamado Olavo (Olof).[7][8]“: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Ansg%C3%A1rio_de_Hamburgo

3.   Em Je­ru­salém, a co­me­mo­ração dos santos Si­meão, an­cião justo e pi­e­doso, e Ana, viúva e pro­fe­tiza, que no dia em que o Me­nino Jesus foi le­vado ao templo para ser apre­sen­tado se­gundo o cos­tume da lei de Moisés, O me­re­ceram saudar como o Mes­sias e Sal­vador, es­pe­rança e re­denção de Israel.

4.   Em Car­tago, na ho­di­erna Tu­nísia, São Ce­le­rino, leitor e mártir, que, atri­bu­lado no cár­cere com açoites e ca­deias e ou­tros tor­mentos, pro­fessou in­ven­ci­vel­mente a fé em Cristo, se­guindo o exemplo da sua avó Ce­le­rina (também na Folhinha do Coração de Jesus) já an­te­ri­or­mente co­roada com o mar­tírio, do seu tio pa­terno Lou­renço e de seu tio ma­terno Inácio, os quais, tendo sido antes sol­dados no exér­cito, se tor­naram sol­dados do ver­da­deiro Deus e, com a sua glo­riosa paixão, al­can­çaram as palmas e co­roas do Senhor. († s. III). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. III, São Celerino, confessor da fé. Encarcerado em Roma, lá suportou fome e sede durante dezenove dias. Libertado, voltou para Cartago, onde foi ordenado diácono por São Cipriano. (M). Ver página 401: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

5*.   Em Poi­tiers, na Aqui­tânia, hoje na França, São Leónio, pres­bí­tero, que, se­gundo a tra­dição, foi dis­cí­pulo de Santo Hilário. († s. IV)

6.   Em Gap, ci­dade da Pro­vença, ac­tu­al­mente na França, os santos Te­rídio e Re­médio, bispos. († s. IV-V)

7.   Em Lião, na Gália Li­o­nense, também na ac­tual França, São Lu­pi­cino, bispo, no tempo da per­se­guição de­sen­ca­deada pelos Vândalos. († s. V f.)

8*.   No mos­teiro de Celles, no Hai­nault, na ac­tual Bél­gica, Santo Ade­lino, pres­bí­tero e abade. († c. 696)

9*.   Em Chester, Mércia, re­gião da In­gla­terra, Santa Ve­re­burga, aba­dessa de Ely, que fundou muitas casas de vida religiosa. († c. 700). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Verburga

10*.   Em Me­er­becke, no Bra­bante, hoje na Bél­gica, Santa Ber­linda, virgem, que nesta ci­dade se con­sa­grou à vida re­li­giosa de po­breza e caridade. († s. IX-X)

11*.   No mos­teiro cis­ter­ci­ense de Froid­mont, no ter­ri­tório de Be­au­vais, na França, a co­me­mo­ração do Beato He­li­nando, monge, que era um cé­lebre tro­vador e se en­tregou de­pois à vida hu­milde e oculta no claustro. († d. 1320)

12*.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, o Beato João Nélson, pres­bí­tero da Com­pa­nhia de Jesus e mártir, que, por ter ne­gado o poder su­premo de Isabel I nas ques­tões es­pi­ri­tuais, foi con­de­nado à pena ca­pital e morreu en­for­cado na praça de Tyburn. († 1578)

13*.   Em Lyon, na França, Santa Maria de Santo Inácio (Cláu­dina Thé­venet), virgem, que, mo­vida pelo ardor da ca­ri­dade e for­ta­leza de ânimo, fundou a Con­gre­gação das Irmãs de Jesus e Maria, des­ti­nada à for­mação cristã das jo­vens, so­bre­tudo das mais pobres. († 1837)

14*.   Em Bourg-Saint-An­déol, no ter­ri­tório de Vi­viers, na França, a Beata Maria Ana Rivier, virgem, que, du­rante a Re­vo­lução Fran­cesa, quando ti­nham sido ex­tintas todas as Or­dens e Con­gre­ga­ções re­li­gi­osas, fundou a Con­gre­gação das Irmãs da Apre­sen­tação de Maria para ins­truir na fé o povo cristão. († 1838)

15*.   Na po­vo­ação de Steyl, na Ho­landa, a Beata Maria He­lena Stollenwerk, virgem, que co­la­borou com Santo Ar­naldo Janssen na fun­dação da Con­gre­gação das Mis­si­o­ná­rias Servas do Es­pí­rito Santo e, de­pois de ter dei­xado a função de su­pe­riora, se en­tregou com grande fervor de alma à ado­ração perpétua. († 1900)

16.   Em Da­chau, perto de Mu­nique, na Ale­manha, o Beato Aloísio Andritzki, pres­bí­tero e mártir, as­sas­si­nado du­rante o do­mínio de um re­gime hostil a Deus e à dig­ni­dade humana. († 1943)

17. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 576, São Lourenço, bispo de Spoleto, cognominado “o Iluminador”, pois devolvia miraculosamente a visão a numerosos cegos. Pelo final de sua vida, abandonou suas funções episcopais e fundou o mosteiro de Farfa, onde veio ele mesmo partilhar a vida dos monges. (X). Ver página 399: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

18. São Justo Ukon Takayama. Ver Justo Takayama Ukon高(takayama Hikogorō (高ののの彦郎) e também conhecido como Dom Justo Takayama (1552 – 3 ou 5 de fevereiro de 1615) foi um daimyō e samuraicatólico japonês que viveu durante o período Sengoku… Sua causa para a santidade começou quando ele foi declarado servo de Deus. Relatos em 2014 indicaram que ele seria beatificado em algum momento de 2015, mas o Papa Francisco mais tarde aprovou em 21 de janeiro de 2016; a celebração da beatificação ocorreu em 7 de fevereiro de 2017 em Osaka com o Cardeal Angelo Amato presidindo a beatificação em nome do papa. [5]”:

– Ver também: https://en.wikipedia.org/wiki/Dom_Justo_Takayama

19. Bem-aventurado Oderico, franciscano, missionário na China. Ver páginas 388-391: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

20. Bem-aventurado Nicolau de Longobardi, mínimo.er páginas 392-393: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

21. Santo Arão, o ilustre. Ver “Arão, o Ilustre foi um monge cristão da Mesopotâmia. Nascido no século IV em Sarug, Osroena, foi discípulo de Santo Eugênio. Fundou dois mosteiros nas proximidades Malatya, na atual Turquia. É venerado na Igreja Ortodoxa Síria, sendo celebrado na segunda-feira de Pentecostes, em 3 de fevereiro, em 22 de outubro e em 23 de maio. Arão é incluído no “Martirológio Sírio de Rabban Silba“: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ar%C3%A3o,_o_Ilustre

22. Outros santos do dia 03 de fevereiro, páginas 365-401: VIDAS DOS SANTOS – 2.pdf (obrascatolicas.com)

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XXI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 03 de fevereiro, ver ainda: 3 de fevereiro – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 177-179:

Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Maria, protegei-nos!

São José, Anjos e Santos, intercedei por nós!

Amém!

PAI AMADO DÊ-NOS, À NOSSA FAMÍLIA E A TODOS OS QUE O SENHOR JÁ CHAMOU E OS QUE ESTÃO AQUI, A GRAÇA DE ESTARMOS COM O SENHOR, A MÃEZINHA MARIA, SÃO JOSÉ E TODAS AS SANTAS E SANTOS QUANDO O SENHOR NOS CHAMAR TAMBÉM! DÊ-NOS A VOSSA GRAÇA! OBRIGADO PAI AMADO! PEDIMOS POR JESUS CRISTO, VOSSO FILHO, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO!  NÓS CONFIAMOS NO SENHOR! AMÉM!

OBSERVAÇÃO: MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS/OS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES.

CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS!

MUITO OBRIGADO!

Ver:

https://vidademartiressantasesantos.blog/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.