Santas e Santos de 14 de fevereiro

1. Festa dos santos Ci­rilo (também na Folhinha do Coração de Jesus), monge, e Me­tódio (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo. Estes ir­mãos, na­tu­rais de Tes­sa­ló­nica, en­vi­ados para a Mo­rávia pelo bispo Fócio de Cons­tan­ti­nopla, ali pre­garam a fé cristã e cri­aram um al­fa­beto pró­prio para tra­duzir da língua grega para a língua es­lava os li­vros sa­grados. Quando vi­eram a Roma, Ci­rilo, que antes se cha­mava Cons­tan­tino, fez-se monge, e aí, atin­gido por uma en­fer­mi­dade, neste dia ador­meceu no Se­nhor. Me­tódio, or­de­nado pelo papa Adriano II bispo de Sír­mium, hoje Sremska Mi­tro­vica, na ac­tual Sérvia, evan­ge­lizou in­can­sa­vel­mente a Pa­nónia, onde so­freu muitas hos­ti­li­dades, mas foi sempre apoiado pelo Pon­tí­fices Ro­manos. Re­cebeu a re­com­pensa dos seus tra­ba­lhos em Ve­lehrad, na Mo­rávia, no dia 6 de Abril. († 869; † 885). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, memória dos Santos Cirilo, monge, e Metódio, bispo. De origem grega, estes dois irmãos foram enviados de Constantinopla para evangelizar os eslavos, tendo confirmados pela Igreja Romana seus meios de apostolado que consistiam em traduzir a Bíblia e em celebrar a liturgia em eslavão, língua que foi fixada com o auxílio de um novo alfabeto, chamado “cirílico”. São Cirilo morreu em Roma em 869, e seu corpo foi repatriado para Salônica, sua cidade natal, em 1976, como sinal de desejo de comunhão entre a Igreja Latina e as Igrejas Grega e Eslava. (R)

Ver “Cirilo (em grego: Κύριλλος; romaniz.: Kyrillos – Kyrill), diácono em Constantinopla, foi um dos grandes responsáveis pela expansão do cristianismo entre os eslavos do Leste Europeu no século IX.[1] Uma das realizações mais importantes de São Cirilo foi a elaboração de um alfabeto adaptado às línguas eslavas, conhecido posteriormente como alfabeto cirílico.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Cirilo,_o_Fil%C3%B3sofo

– Ver “Metódio (em grego: Μεθόδιος; em latimMethodius) foi um erudito gregoarcebispo da antiga Morávia, natural da Tessalônica e irmão de São Cirilo, o Filósofo (criador do alfabeto cirílico), dedicou-se à evangelização dos eslavos na Europa Central. Foi bispo de Sirmio.

Em 1980, os santos foram proclamados co-patronos da Europa, ao lado de São Bento de Núrsia, pelo Papa João Paulo II.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Met%C3%B3dio

– Ver ainda “Metódio morreu em 6 de abril de 885 em Velehrad, Tchecoslováquia, onde foi sepultado na igreja da Catedral. Atualmente se ignora o local exato onde foram colocadas suas relíquias. Metódio e Cirilo são considerados pela Igreja como “apóstolos dos eslavos” e venerados no dia 14 de fevereiro, dia da morte de Cirilo. Em 1980, o papa João Paulo II os proclamou “Patronos da Europa” ao lado de São Bento.”: http://www.arquisp.org.br/liturgia/santo-do-dia/sao-metodio

2.   Em Roma, na Via Fla­mínia, junto à ponte Mílvio, São Va­lentim (também na Folhinha do Coração de Jesus), mártir. († data inc.). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, no séc. III, São Valentim, sacerdote, martirizado por ter-se dedicado inteiramente, como sacerdote e como médico, a serviço dos cristãos aprisionados por causa da fé. (M). Em Roma, São Valentim, padre e mártir, quando do imperador Claudio. Decapitado por perseverar na fé católica, foi enterrado no lugar mesmo em que foi supliciado, por Sabinila, piedosa matrona de Roma. Conforme pág. 253: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

– Ainda sobre São Valentim e o dia dos namorados:

https://universa.uol.com.br/noticias/bbc/2019/02/13/valentines-day-x-dia-dos-namorados-por-que-o-brasil-o-comemora-em-junho.htm

– Ver também “São Valentim é um santo reconhecido pela Igreja Católica e pelas Igrejas Orientais que dá nome ao Dia dos Namorados em muitos países, onde o celebram como Dia de São Valentim. O nome refere-se a pelo menos três santos martirizados na Roma antiga.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Valentim_de_Roma

3.   Em Spo­leto, na Úm­bria, re­gião da Itália, São Vital, imor­ta­li­zado pela in­te­gri­dade da fé e pela imi­tação de Cristo. († data inc.)

4.   Em Roma, no ce­mi­tério de Pre­tex­tato, junto à Via Ápia, São Zenão, mártir. († data inc.)

5.   Em Ale­xan­dria, no Egipto, a co­me­mo­ração dos santos már­tires Bas­siano, To­niano, Proto, Lúcio, que foram lan­çados ao mar; Ci­rião, pres­bí­tero, Agatão, exor­cista, Moisés, que foram quei­mados no fogo; Di­o­nísio e Amónio, que, pas­sados ao fio da es­pada, al­can­çaram a glória eterna. († data inc.)

6.   Em Ra­vena, na Fla­mínia, hoje na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, Santo Eleu­cádio, bispo. († s. III)

7.   No monte Skopa, na Bi­tínia, hoje na Tur­quia, Santo Au­xêncio, pres­bí­tero e ar­qui­man­drita (Arquimandrita é um título dado pelas Igrejas orientais, sejam elas ortodoxas ou católicas, aos hegúmenos, ou aos sacerdotes celibatários que sejam dignos de honra pelos seus serviços prestados. O equivalente latino, em relação quando é dado para tais presbíteros celibatários, poderia ser o título de monsenhor. Conforme: https://pt.wikipedia.org/wiki/Arquimandrita ), que, desse lugar emi­nente, como de uma cá­tedra, apre­goava a fé cal­ce­do­nense com a po­tente voz das suas virtudes. († s. V). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto de 470, Santo Auxêncio. Nascido na Síria de pais persas, foi inicialmente oficial da guarda imperial, renunciando a prosseguir com seus privilégios para viver no despojamento e na solidão por causa de Cristo. (M). Ver páginas 250-252: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

8*.   Co­me­mo­ração de São Nos­triano, bispo de Ná­poles, na Itália. († c. 450). Ver “Em Nápoles, São Nostriano, bispo, célebre defensor da fé Católica contra as Perversidades heréticas (pelagianismo). Notável pela santidade e virtudes apostólicas, governou a Igreja de Nápoles durante dezessete anos, falecendo com a reputação de santo.”, páginas 252-253: VIDAS DOS SANTOS – 3.pdf (obrascatolicas.com)

– Ver ainda em São Quodvultdeus de Cartago “Também no exílio fez parte da luta contra o pelagianismo, apoiando a ação do bispo São Nostriano.”: https://pt.aleteia.org/daily-prayer/segunda-feira-19-de-fevereiro/

9.   Em Sor­rento, na Cam­pânia, re­gião da Itália, Santo An­to­nino, abade, que, de­pois de ter sido des­truído pelos Lom­bardos o seu mos­teiro, se re­tirou para a solidão. († c. 830)

10.     Em Cór­dova, na Es­panha, São João Bap­tista da Con­ceição Garcia, pres­bí­tero da Ordem da San­tís­sima Trin­dade, que em­pre­endeu a re­no­vação da Ordem e a de­fendeu com in­gente ardor no meio de graves di­fi­cul­dades e ás­peras tribulações. († 1613). Ver “Bem-aventurado João Batista da Conceição, da Ordem dos Trinitários… João Batista da Conceição, poucos momentos antes de falecer, pareceu mergulhar em meditação, e ouviram-no repetir baixinho: ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” páginas: 242-247: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

-Ver “João García Rico ou João Batista da Conceição (Almodóvar del Campo10 de julho de 1561Córdoba14 de fevereiro de 1613) foi um sacerdote católico espanhol, reformador da Ordem da Santíssima Trindade e santo da Igreja católica.[1]”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_Batista_da_Concei%C3%A7%C3%A3o

– Ver também “Ainda em Espanha, São João Batista da Conceição, funda o movimento dos Trinitários Descalços (ou Descalços Espanhóis), cujo primeiro convento foi fundado em Valdepeñas (província de Cidade Real) em 1600 e seguiram-se outros oito nos cinco anos seguintes. Os trinitários descalços adotaram um hábito mais grosseiro que o usual e usavam apenas sandálias.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ordem_da_Sant%C3%ADssima_Trindade

11*.   Em Va­lência, na Es­panha, o Beato Vi­cente Vilar David, mártir, que, du­rante a per­se­guição re­li­giosa, aco­lheu em sua casa sa­cer­dotes e re­li­gi­osas e pre­feriu morrer a negar a fé. († 1937)

12. Conforme o artirológio Romano-Monástico, no início do séc. VII, São Marão, monge que fez reflorescer o deserto da Síria. Um mosteiro construído em sua memória se destacou por seu apego à doutrina do Concílio de Calcedônia, e tornou-se o berço da Igreja Católica Maronita. (X)

13. Bem-aventurado Nicolau Pullia, dominicano. Ver “São Domingos tomou-o por companheiro e formou-o pessoalmente no mister da pregação nos seus cursos apostólicos. Após a morte do ilustre patriarca, continuou Nicolau a trabalhar para a salvação das almas, convertendo grande número delas… A doçura que o caracterizava atraiu para a ordem grande número de jovens”, páginas 248-249: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

14. Outros santos do dia 14 de fevereiro, páginas 242-254:  VIDAS DOS SANTOS – 3.pdf (obrascatolicas.com)

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XXI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 14 de fevereiro, ver ainda: 14 de fevereiro – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 202-204:

Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Maria, protegei-nos!

São José, Anjos e Santos, intercedei por nós!

Amém!

PAI AMADO DÊ-NOS, À NOSSA FAMÍLIA E A TODOS OS QUE O SENHOR JÁ CHAMOU E OS QUE ESTÃO AQUI, A GRAÇA DE ESTARMOS COM O SENHOR, A MÃEZINHA MARIA, SÃO JOSÉ E TODAS AS SANTAS E SANTOS QUANDO O SENHOR NOS CHAMAR TAMBÉM! DÊ-NOS A VOSSA GRAÇA! OBRIGADO PAI AMADO! PEDIMOS POR JESUS CRISTO, VOSSO FILHO, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO!  NÓS CONFIAMOS NO SENHOR! AMÉM!

OBSERVAÇÃO: MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS/OS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES.

CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS!

MUITO OBRIGADO!

“O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

“Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio, lembrado em 10 de fevereiro)

Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.(últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro)

Ver:

https://vidademartiressantasesantos.blog/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.