Santas e Santos de 20 de maio

1. São Ber­nar­dino de Sena (também na Folhinha do Coração de Jesus) pres­bí­tero da Ordem dos Me­nores, que por ci­dades e al­deias evan­ge­lizou o povo da Itália com a pa­lavra e o exemplo e pro­pagou a de­voção ao San­tís­simo Nome de Jesus, exer­cendo in­fa­ti­ga­vel­mente o mi­nis­tério da pre­gação com grande fruto das almas até ao dia da sua morte, em L’Áquila, nos Abruzos, re­gião da Itália. († 1444).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 1444, o nascimento no céu de São Bernardino de Sena, franciscano, que se consagrou sobretudo às pregações populares em cidades e regiões do interior da Itália, anunciando a misericórdia de Deus e a salvação “em nome de Jesus”. (R).

– Ver páginas 87-102: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%209.pdf

– Ver também “São Bernardino de Siena (GrossetoMassa Marítima8 de setembro de 1380 — Áquila20 de maio de 1444) foi um pregador e místico franciscano que se tornou célebre por sua pregação da devoção ao Nome santo em praças e igrejas da Itália no século XV.

Em 1450, foi canonizado pelo Papa Nicolau V (1447-1455), apenas seis anos após sua morte.

Seu pensamento econômico: Foi o autor de “De contractibus et usuris[4] (“Sobre o contrato e a usura”), no qual condena a usura e lida com os temas de justificação da propriedade privada, ética do comércio e determinação de valor e preço.

Analisa a figura do empresário com grande profundidade e defende seu trabalho honesto. Ele afirma que o comércio, como todas as outras ocupações, pode ser praticado de maneira lícita ou ilegal, não sendo, portanto, necessariamente uma fonte de condenação.

Desse modo, os empresários honestos, prestam serviços muito úteis a toda a sociedade, pois:

  • corrigem a escassez de mercadorias, transportando-as de áreas onde são abundantes;
  • estocam mercadorias, o que limita os danos de possíveis fomes;
  • transformam materiais brutos e inúteis em produtos processados úteis.

Portanto, os empreendedores deveriam que quatro grandes virtudes : eficiência, responsabilidade, diligência e capacidade para assumir riscos.

Desse modo, os ganhos auferidos pelos poucos que foram capazes de cumprir essas virtudes seriam a recompensa certa pelo trabalho árduo e pelos riscos assumidos.

Por outro lado, ele condenava os novos ricos, que, em vez de investirem em novos negócios, preferiam emprestar a juros altos e, desse modo, estrangulavam a sociedade, em vez de fazê-la crescer.

Acreditava que a propriedade não “pertencia ao homem”, mas “era para o homem” como uma ferramenta para obter uma melhoria na sociedade como um todo. Um instrumento que veio de Deus e que o homem tinha que merecer, aplicar e tornar frutífero como administrador sábio.

Apreciava particularmente o tema da reconciliação e da resolução de disputas.

Os agiotas o trataram com hostilidade, ao ponto de o denunciarem por heresia”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Bernardino_de_Siena

– Ver ainda “Desde meados do século XX, Bernardino da Siena tem sido indicado como o mais importante ‘economista’ medieval (de Roover 1967…”: http://www.treccani.it/enciclopedia/bernardino-da-siena_%28Il-Contributo-italiano-alla-storia-del-Pensiero:-Economia%29/

2.   Co­me­mo­ração de Santa Lídia, de Ti­a­tira, co­mer­ci­ante de púr­pura, que foi a pri­meira a acre­ditar no Evan­gelho em Fi­lipos, na Ma­ce­dónia, ao ouvir a pre­gação de Paulo.

3.   Em Óstia, no Lácio, re­gião da Itália, Santa Áurea, mártir. († data inc.).

– Ver “ÁureaAura ou Crise (Chryse em grego clássico; “garota dourada”) é uma santa venerada como padroeira de Óstia em 20 de maio (com menção a Óstia) ou 22 de agosto (com menção ao Porto Romano), segundo o Martirológio Jeronimiano, ou 24 de agosto, de acordo com sua Paixão.[1][2]”: https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%81urea_de_%C3%93stia.

4.   Em Nimes, na Gália Nar­bo­nense, ac­tu­al­mente na França, São Bau­délio, mártir. († data inc.).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. III, São Baudélio. Originário de Orléans, decidiu, junto com sua esposa, evangelizar a região de Nîmes, onde foi decapitado após interromper um sacrificio pagão. (M)

5.   Em Egea, na Ci­lícia, hoje Ayás, na Tur­quia, São Ta­laleu, mártir. († s. III)

6*.   Em Cá­gliari, na Sar­denha, região da Itália, São Lu­cí­fero, bispo, que, por de­fender co­ra­jo­sa­mente a fé ni­cena, foi muito per­se­guido e man­dado para o exílio pelo im­pe­rador Cons­tâncio; mas re­gressou à sua sede epis­copal, onde morreu como con­fessor de Cristo. († 370).

Ver págs. 103-104: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%209.pdf

– Ver “Lúcifer ou Lúcifer Calaritano (em latimLucifer Calaritanus; em italianoSan Lucifero) foi um bispo de Cagliari na Sardenha e é um santo cristão conhecido, sobretudo, pela sua oposição ao arianismo[1].

Sua festa, no calendário da Igreja Católica é dia 20 de maio. Uma capela na Catedral de Caligliari é dedicada a São Lúcifer (talvez a única no mundo). Maria Josefina de Saboia, rainha consorte, esposa de Luís XVIII de França, está enterrada lá.[2]”: https://pt.wikipedia.org/wiki/L%C3%BAcifer_(bispo)

7*.   Em Tou­louse, na Aqui­tânia, hoje na França, Santo Hi­lário, bispo, que cons­truiu uma pe­quena ba­sí­lica de ma­deira sobre o se­pulcro de São Sa­tur­nino, seu antecessor. († c. 400)

8.   Em Bourges, na Aqui­tânia, também na ac­tual França, Santo Aus­tre­gi­sílio (Santo Austregésilo, também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo, que se tornou mi­nistro da ca­ri­dade, de modo es­pe­cial para com os po­bres, os ór­fãos, os en­fermos e os con­de­nados à morte. († c. 624).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Bourges, em 624, Santo Austresgildo, bispo, que durante os doze anos de seu episcopado alimentou seu povo pela palavra e o formou por seu exemplo. (M).

Ver págs. 105-106: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%209.pdf

9.   Em Bréscia, na Lom­bardia, re­gião da Itália, Santo Anas­tásio, (ou Anastácio, no Martirológio Romano-Monástico) bispo. († s. VII).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no início do séc. VII, Santo Anastácio, bispo de Bréscia, que impulsionado pelo zelo missionário levou o Evangelho à África. (M)

10.   Em Pavia, também na Lom­bardia, São Te­o­doro, bispo, que pa­deceu o exílio du­rante a guerra entre os Francos e os Lom­bardos. († c. 785).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, o ano do Senhor de 778, São Teodoro, bispo de Pavia. (M)

11*.   Em Cas­tag­neto, na Etrúria, hoje na Tos­cana, re­gião da Itália, o Beato Guido de Gheraldesca, eremita. († c. 1134)

12*.   Em Pe­rúgia, na Úm­bria, também re­gião da Itália, a Beata Co­lomba (Ân­gela) de Riéti (na Folhinha do Coração de Jesus, Columbano de Riéti), virgem das Irmãs da Pe­ni­tência de São Do­mingos, que pro­moveu a paz entre as fac­ções em con­flito na cidade. († 1501)

13.   Em Seul, na Co­reia, São Pro­tásio Chomg Kuk-bo, mártir, que, de­pois de ter aban­do­nado a fé cristã, a abraçou de novo, pro­fes­sando-a no cár­cere entre cruéis tor­turas até à morte. († 1839)

14♦.   Em Steyl, lo­ca­li­dade da Ho­landa, a Beata Jo­sefa (Hen­drina Sten­manns), virgem, co-fun­da­dora da Con­gre­gação das Irmãs Mis­si­o­ná­rias Servas do Es­pí­rito Santo. († 1903)

15*.   Em Bot­ti­cino Sera, lo­ca­li­dade pró­xima de Bréscia, na Itália, Santo Ar­cân­gelo Tadíni, pres­bí­tero, que se em­pe­nhou em pro­mover os di­reitos e dig­ni­dade dos ope­rá­rios e fundou a Con­gre­gação das Irmãs Ope­rá­rias da Santa Casa de Na­zaré, des­ti­nada es­pe­ci­al­mente a tra­ba­lhar pela jus­tiça social. († 1912)

16*.   Em Milão, na Lom­bardia, re­gião da Itália, o Beato Luís Talamóni, pres­bí­tero, que, cul­ti­vando a sua vo­cação de edu­cador da ju­ven­tude, exerceu o mi­nis­tério com suma di­li­gência e eficaz par­ti­ci­pação nas di­fi­cul­dades so­ciais do seu tempo, e fundou a Con­gre­gação das Irmãs Mi­se­ri­cor­dinas de São Gerardo. († 1926)

17♦.   Em Val­lenar, no Chile, a Beata Maria Cres­cência Pérez (Maria An­gé­lioca Pérez), virgem da Con­gre­gação das Fi­lhas de Maria do San­tís­simo do Horto. († 1932)

18. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Edessa, na Cilícia, em 272, a paixão de Santo Astério e seus companheiros. Astério, encarregado de levar um cristão à morte, converteu-se ao ver a coragem daquele homem e desejou partilhar seu martírio. (M)

19. Santo Ivo de Chartres. Ver págs. 107-110:   http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%209.pdf

-Ver também “Ivo de Chartres (em latimIvo Carnotensis ou Ivonis Carnutensis ou Ivonem Carnotensem; em francêsYves de Chartres) foi bispo de Chartres de 1090 até sua morte e um importante canonista durante a Controvérsia das investiduras. Teria supostamente estudado na Abadia de Bec, na Normandia, com Lanfranco, onde teria se encontrado ainda com Anselmo de Aosta, o grande escolástico de sua época. Em 1067 ou pouco depois, tornou-se, por desejo de seu bispo, prior dos cônegos de Saint-Quentin em Beauvais. Já como bispo e famoso canonista, lutou contra a simonia e atacou o repúdio de Filipe I da França à sua esposa, Berta da Holanda para se casar com Bertranda de Anjou em 1092, o que o levou à prisão por um curto período.

Três extensivas obras canônicas — “Tripartita”“Decretum” e “Panormia” — são atribuídas a Ivo. Além disso, ele foi ainda um prolífico escritor de cartas.

Sua festa tem sido celebrada em 20 de maio desde 1570, mas não se sabe se ele algum dia foi oficialmente canonizado ou quando.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ivo_de_Chartres

20. Beato Alcuíno de Iorque. Dia 20 de maio na Wikipedia. Ver dia 19 de maio (festa litúrgica). Ver “Alcuíno de Iorque (em latimAlcuinus) (Iorque, c. 735 – Tours19 de maio de 804) foi um monge, poeta, matemático e professor inglês… É atribuída a ele a versão mais antiga do problema do fazendeiro, o lobo, o carneiro e a alface:

Um homem, um lobo, uma cabra e um repolho têm que atravessar um rio em um pequeno barco. No barco, o homem só pode levar ou o lobo, ou a cabra, ou o repolho, e ele não pode deixar, do lado do rio, o lobo sozinho com a cabra, nem a cabra sozinha com o repolho. Como fazer esta travessia?

Depois de ter se retirado da corte carolíngia, foi abade de um mosteiro na cidade francesa de Tours. Com toda a justiça, Santo Alcuíno tornou-se o patrono das universidades cristãs. Morreu no dia 19 de maio de 804.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Alcu%C3%ADno_de_Iorque

– Solução do problema do fazendeiro, lobo, carneiro e alface: Problema do fazendeiro, o lobo, o carneiro e a alface – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

– Ver também “Bem-aventurado Alcuin de York, OSB Abbot (PC) (também conhecido como Flaccus Albinus) Nascido em York, Inglaterra, c. 735; morreu em Saint Martin’s em Tours, França, em 19 de maio de 804. Alcuin estudou com Saint Edbert na escola da catedral de York, foi ordenado diácono lá e, em 767, tornou-se seu chefe. Sob sua direção, tornou-se um conhecido centro de aprendizagem.”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayMay19.html#804_Bl._Alcuin_Benedictine_scholar_and

21. Outros santos do dia 20 de maio: págs. 87-111 (vol.09): http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%209.pdf

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 20 de maio, ver ainda: 20 de maio – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

BIBLIOGRAFIA:

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINA 407-410: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp- content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  7. Saint of the Day May 20 (lngplants.com)

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Virgem Maria, socorra-nos, proteja-nos!

São José, Anjos e Santos, intercedam por nós! Obrigado! Amém!

PAI AMADO DÊ-NOS, À NOSSA FAMÍLIA E A TODOS OS QUE O SENHOR JÁ CHAMOU E OS QUE ESTÃO AQUI, A GRAÇA DE ESTARMOS COM O SENHOR, A  MÃEZINHA MARIA, SÃO JOSÉ E TODAS AS SANTAS E SANTOS QUANDO O SENHOR NOS CHAMAR TAMBÉM! DÊ-NOS A SUA GRAÇA! OBRIGADO PAI AMADO! PEDIMOS POR JESUS CRISTO, SEU FILHO, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! NÓS CONFIAMOS NO SENHOR! AMÉM!

OBSERVAÇÃO:

MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE   SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES.

ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS!

“O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

“Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio, lembrado em 10 de fevereiro)

Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.(últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro). Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

* “Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

* “Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”,
mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível.

(conforme: Saint of the Day (lngplants.com)

ou

Saint of the Day May 20 (lngplants.com)

-Ver o blog:

https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.