Santas e Santos de 01 de novembro

SOBRE NOVEMBRO, VER “… Novembro é o décimo primeiro mês do ano no calendário gregoriano, tendo a duração de 30 dias. Novembro deve o seu nome à palavra latina novem (nove), dado que era o nono mês do calendário romano, que começava em março. Novembro foi o nono mês do calendário de Rômulo c.  750 a.C. Novembro manteve seu nome (do latim novem que significa “nove”) quando janeiro e fevereiro foram adicionados ao calendário romano.

Novembro é um mês de final da primavera no hemisfério sul e final do outono no hemisfério norte. Portanto, novembro no hemisfério sul é o equivalente sazonal de maio no hemisfério norte e vice-versa. Na Roma Antiga, Ludi Plebeii era realizado de 4 a 17 de novembro, Epulum Jovis era realizado em 13 de novembro e as celebrações de Brumalia começavam em 24 de novembro. Essas datas não correspondem ao calendário gregoriano moderno. Novembro foi referido como Blōtmōnaþ pelos anglo-saxões. Brumário e Frimário foram os meses em que novembro caiu no calendário republicano francês.[1][2]

Novembro começa no mesmo dia da semana que março e, exceto em anos bissextos, também como fevereiro. Em novembro, temos o zodíaco ou signo zodiacal de Escorpião (23 de outubro a 21 de novembro), no final do mês vai para Sagitário (22 de novembro a 21 de dezembro).[3]

Igreja católica dedica o mês de Novembro em oração às pobres Almas do Purgatório.[4]

”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Novembro

****************************************************************************

SO­LE­NI­DADE DE TODOS OS SANTOS (em 2011 será dia 07 de novembro) que estão com Cristo na glória. Na mesma ce­le­bração fes­tiva, a santa Igreja ainda pe­re­grina sobre a terra ve­nera a me­mória da­queles cuja com­pa­nhia alegra os Céus, para que se es­ti­mule com o seu exemplo, se con­forte com a sua pro­tecção e com eles re­ceba a coroa do triunfo na visão eterna da di­vina majestade.

No Brasil esta solenidade é comemorada no domingo ou primeiro domingo após 01 de novembro.

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, Solenidade de Todos os Santos, multidão de batizados de todas as raças, línguas, povos e nações, glorificados para todo o sempre junto a Cristo, que é o “único Santo”. (R).

– Ver TODOS OS SANTOS E FINADOS, no VIDAS DOS SANTOS, páginas 111-118: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

– Ver também: TODOS OS SANTOS, APÊNDICE: páginas 127-128: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

– Ver ainda: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Dia_de_Todos_os_Santos

Ver “Igreja Católica celebra a Festum Omnium Sanctorum (Festa de Todos os Santos) a 1 de novembro que é seguido pelo dia dos fiéis defuntos a 2 de novembro, (a data pode as vezes ser transferida para o domingo seguinte). A Igreja Ortodoxa celebra esta festividade no primeiro domingo depois do Pentecostes, fechando a época litúrgica da Páscoa, tal como a Igreja Católica Oriental. A Igreja Anglicana também celebra o dia de Todos os Santos com o mesmo significado que nas Igrejas Católica e Ortodoxa. Na Igreja Luterana, o dia é celebrado principalmente para lembrar que todas as pessoas batizadas são santas e também aquelas pessoas que faleceram no ano que passou, pelo que o significado da celebração também é quase idêntico ao de outras igrejas cristãs.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_de_Todos_os_Santos

– Ver ainda “SERMÃO DE TODOS OS SANTOS – Padre Antônio Vieira”: páginas 7-70: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

2.   Em Ter­ra­cina, no li­toral do Lácio, na ac­tual Itália, São Ce­sário, mártir. († data inc.).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Terracina, na Campânia, São Cesáreo, mártir, que se tornou o titular do oratório imperial no momento da conversão do imperador, no séc. IV. (M).

– Ver: São Cesário e São Julião, mártires, às páginas 119-121: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

– Ver “…Cesário se opôs aos rituais pagãos que proporcionavam o sacrifício de um jovem em homenagem ao deus Apolo. Por esse motivo, o jovem diácono foi fechado em um saco e jogado no mar.[2][3]

Em todo o mundo cristão, existem muitas igrejas dedicadas a este diácono porque ele substituiu e cristianizou o culto dos imperadores romanos por causa de seu nome que significa “devoto a César”.[4][5]contra afogamentos, inundações e pelo sucesso de cesarianas…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ces%C3%A1rio_de_Terracina

3.   Em Dijon, na Gália Li­o­nense, ac­tu­al­mente na França, São Be­nigno, que é ve­ne­rado como pres­bí­tero e mártir. († data inc.).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no mesmo dia, São Benigno, que consumou seu martírio na cidade de Dijon. Uma célebre abadia beneditina construída em sua honra propagou seu culto durante a Idade Média. (M)

4.   Em Ar­vena, na Aqui­tânia, hoje Cler­mont-Fer­rand, na França, Santo Aus­tre­mónio, bispo, que, se­gundo a tra­dição, pregou nesta ci­dade a pa­lavra da salvação. († s. III).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. III, Santo Austremonge, que segundo Gregório de Tours, foi um dos sete bispos enviados pela Igreja de Roma para evangelizar as Gálias. “ E assim considerado como o Apóstolo de Auvergne, onde o mosteiro de Issoire lhe foi dedicado”. (M)

5.   Em Paris, na Gália Li­o­nense, na ho­di­erna França, São Mar­celo, bispo. († s. IV f.)

– Ver “… (também conhecido como Marceau) Nasceu em Paris; morreu em 1º de novembro, c. 430. O bispo Marcelo de Paris nasceu de pais comuns, mas obviamente virtuosos. Desde sua juventude, ele exibiu as virtudes da pureza, modéstia, mansidão e caridade. Ele tentou viver no mundo sem fazer parte dele, mantendo seus olhos focados na Jerusalém celestial. Seu progresso a esse respeito levou à sua nomeação como leitor na catedral de Paris. Desde aquela época, ele era conhecido como um fazedor de milagres e logo foi ordenado ao sacerdócio. Após a morte do bispo Prudêncio, Marcelo foi escolhido para sucedê-lo. Como bispo, ele foi cuidadoso e infatigável. Um relato pouco confiável de um estrangeiro nos diz que Marcelo libertou o país de uma grande serpente que vivia no sepulcro de uma adúltera. São Marcelo foi sepultado no antigo cemitério cristão fora dos muros da cidade, onde hoje fica o bairro de Saint-Marceau que recebeu esse nome em sua homenagem. Suas relíquias são veneradas na catedral (Beneditinos, Husenbeth).”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayNovember01.html

6*.   No ter­ri­tório de Bourges, na Aqui­tânia, também na ho­di­erna França, São Ró­mulo, pres­bí­tero e abade. († s. V)

7.   Em Tí­voli, no Lácio, na ac­tual Itália, São Se­ve­rino, monge. († c. s. VI)

8.   Em Milão, na Lom­bardia, também na Itália, São Magno, bispo. († s. VI)

9.   Em Bayeux, na Gália Li­o­nense, hoje na França, São Vigor, bispo, que foi dis­cí­pulo de São Vedasto. († a. 538). Ver “Em Bayeux, na Gália, São Vigor, bispo, nos tempos de Childeberto, rei dos francos. Nascido antes de 51 1, faleceu antes de 528.”, página 125: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

10.   Em An­gers, na Nêus­tria, também na ho­di­erna França, São Li­cínio (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo, a quem o papa São Gre­gório Magno en­co­mendou al­guns monges des­ti­nados para a Inglaterra. († c. 606)

11.   Em Lar­chant, ci­dade do Ga­ti­nais da Aqui­tânia, também na França, São Ma­tu­rino, presbítero. († c. s. VII).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. III, São Maturino, nobre galo-romano, que se converteu ao cristianismo com toda sua família. Tornando-se presbítero, evangelizou a região de Gâtin. Sua fama de santidade foi tal, que o imperador Maximiano o fez ir a Roma para curar sua filha Teodora, o que foi obtido com o emprego do sinal da Cruz. (M).

– Ver páginas 122-123: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

12.    No ter­ri­tório de Thé­rou­anne, na Flan­dres, igual­mente na ho­di­erna França, Santo Au­de­maro, que, sendo dis­cí­pulo de Santo Eus­tásio, abade de Lu­xeuil, foi eleito bispo dos Mo­rinos e re­novou nesta re­gião a fé cristã. († c. 670)

13*.   Em San­se­polcro, na Úm­bria, hoje na Tos­cana, re­gião da Itália, o Beato Rai­nério (Raniero) de Arezzo, re­li­gioso da Ordem dos Me­nores, ad­mi­rável pela sua hu­mil­dade, po­breza e paciência. († 1304)

14*.   Em Lisboa, ci­dade de Por­tugal, São Nuno de Santa Maria (Nuno Ál­vares Pe­reira), re­li­gioso da Ordem dos Car­me­litas, cuja me­mória se ce­lebra em Por­tugal no dia 6 de Novembro. († 1431)

15*.   Em Shi­ma­bara, no Japão, os be­atos Pedro Paulo Navarro, pres­bí­tero, Di­o­nísio Fujishima e Pedro Oni­zuka Sandayu, re­li­gi­osos da Com­pa­nhia de Jesus, e Cle­mente Kyuemon, már­tires, que foram lan­çados na fo­gueira em ódio à fé cristã. († 1622)

16.   Em Hai Duong, ci­dade do Ton­quim, hoje Vi­etnam, os santos már­tires Je­ró­nimo Her­mo­silla e Va­lentim Bérrio Ochoa, bispos, e Pedro Al­mató Ri­beira, pres­bí­tero, da Ordem dos Pre­ga­dores, que foram de­ca­pi­tados por ordem do im­pe­rador Tu Duc. († 1861)

17*.   Em Mu­nique, ci­dade da Ba­viera, na Ale­manha, o Beato Ru­perto Mayer, pres­bí­tero da Com­pa­nhia de Jesus, ze­lo­sís­simo guia dos fiéis, grande pro­tector dos po­bres e dos ope­rá­rios e emi­nente pre­gador da pa­lavra de Deus, que, per­se­guido pelo ne­fando re­gime nazi, foi de­por­tado para um campo de con­cen­tração e de­pois in­ter­nado num mos­teiro, pri­vado de toda a co­mu­ni­cação com os fiéis. († 1945)

18*.   Em Mu­ka­cevo, ci­dade da Ucrânia, o Beato Te­o­doro Jorge Romzsa, bispo e mártir, que, em tempo de per­se­guição contra a fé cristã, pela sua in­de­fec­tível fi­de­li­dade à Igreja me­receu al­cançar a palma gloriosa. († 1947)

19. São Tiago da Pérsia (também na Folhinha do Coração de Jesus)

20. Santa Maria, escrava (também na Folhinha do Coração de Jesus). Ver “Santa Maria, escrava: acusada de ser cristã, depois de ter sido, por este motivo, sob o imperador Adriano, cruelmente flagelada, estendida sobre o cavalete, rasgada com as unhas de ferro, dignamente cumpriu o martírio. ”, página 124: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

21. Outros santos do dia 01 de novembro: págs. 111-128, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf  Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XIX – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

 “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre novembro: Novembro – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

Sobre 01 de novembro: 1 de novembro – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

BIBLIOGRAFIA:

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi eCaterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS  845-847: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  7. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayNovember01.html

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Virgem Maria, socorra-nos, proteja-nos!

São José, Anjos e Santos, intercedam por nós! Obrigado! Amém!

PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PELO E PARA O SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS A GRAÇA, AMADO PAI, DE LUTAR COM ENTUSIASMO, CORAGEM E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS, SOBRETUDO, A DOCILIDADE DAS OVELHAS. PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DESANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

* SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

“O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

“Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio,lembrado em 10 de fevereiro)

Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro).

Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

“… Não há nada mais difícil do que a oração, pois não há esforços que os demônios não façam para interromper este poderoso meio de os desanimar (Santo Antão, lembrado em 21 de outubro)

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guia para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

“Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível.

(conforme: Saint of the Day (lngplants.com)

ou

Saint of the Day May 20 (lngplants.com)

“…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio, lembrados em 21 de maio)

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

“… A paixão vive; apenas está reprimida… está apenas presa… As paixões vivem, apenas são reprimidas pelos santos…” Santas e Santos, intercedam por nós para que possamos reprimir as paixões. (Santo Abraão, ermitão, 27 de outubro), páginas 52-53: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

* Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém!

* PAI, ABRACE-NOS! JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS UNA!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

EM NOME DE JESUS, PAI! AMÉM!

* Ver o blog https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.