Santas e Santos de 05 de dezembro

1. Me­mória dos santos Mar­tinho de Dume, Fru­tuoso e Ge­raldo, bispos de Braga, em Portugal.

* Mar­tinho de Dume, oriundo da Pa­nónia, da ac­tual Hun­gria, homem de grande eru­dição, ocupou a sede epis­copal de Dume e de­pois a de Braga. Graças ao seu zelo apos­tó­lico e à sua pre­gação, os Su­evos aban­do­naram a he­resia ariana e abra­çaram a fé ca­tó­lica. Em­pe­nhou-se com ardor na er­ra­di­cação dos cos­tumes da ido­la­tria, in­clu­sive lin­guís­ticos, como na de­sig­nação cristã dos dias da se­mana, e es­creveu im­por­tantes opús­culos, no­me­a­da­mente de ori­en­tação moral, ca­tequé­tica, pas­toral e de vida mo­nás­tica. Com a sua vir­tude e sa­be­doria, diz Santo Isi­doro de Se­vilha, a Igreja flo­resceu na Ga­lécia. Morreu no dia 20 de março.

* Fru­tuoso, de nobre fa­mília vi­si­gó­tica, de­pois de ter sido monge e fun­dador de ce­nó­bios, foi eleito bispo de Dume e fi­nal­mente no­meado bispo me­tro­po­li­tano de Braga pelos Pa­dres do Con­cílio X de To­ledo, go­ver­nando si­mul­ta­ne­a­mente com suma pru­dência esta Igreja e os seus mos­teiros. A sua san­ti­dade e labor apos­tó­lico es­ten­deram-se a toda a pe­nín­sula ibé­rica. Morreu no dia 16 de Abril.

* Ge­raldo ou Gerardo, na­tural da Gália, pro­fessou no mos­teiro de Moissac, de onde passou para To­ledo; de­pois foi eleito bispo de Braga, onde exerceu grande ac­ti­vi­dade na re­or­ga­ni­zação da di­o­cese, na pro­moção da vida mo­nás­tica, na re­forma li­túr­gica e pas­toral, na re­cons­trução de igrejas, bem como na apli­cação da dis­ci­plina ecle­siás­tica. Morreu neste dia 5 de De­zembro, na lo­ca­li­dade de Bornes, quando fazia as vi­sitas pas­to­rais nessa dis­tante região. († c. 579; c. 665; 1108).

– Ver páginas 51-52: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2021.pdf

2.   Em Ta­bessa, na Nu­mídia, na ac­tual Ar­gélia, a paixão de Santa Cris­pina de Tagore (também na Folhinha do Coração de Jesus), mãe de fa­mília, que, no tempo dos im­pe­ra­dores Di­o­cle­ciano e Ma­xi­miano, porque se re­cusou sa­cri­ficar aos ídolos, por ordem do procônsul Ano­lino foi degolada. († 304).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Numídia, no ano do Senhor de 304, o martírio de Santa Crispina. Diante de seus juízes, confessou que não havia “jamais sacrificado aos falsos deuses, e só queria sacrificar ao verdadeiro Deus e a Nosso Senhor Jesus Cristo, seu Filho, que nasceu e sofreu”. Após a leitura da sentença de morte, fez o sinal da cruz, inclinou a cabeça e foi decapitada. (M).

– Ver páginas 45-49: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2021.pdf

3.   Perto de Je­ru­salém, São Sabas, abade, que, nas­cido na Ca­pa­dócia, se re­tirou para o de­serto da Ju­deia, onde ins­ti­tuiu um novo es­tilo de vida ere­mí­tica em sete mos­teiros, que se cha­maram lauras, nas quais os ere­mitas se reu­niam sob a di­recção de um su­pe­rior. Viveu du­rante muitos anos na Grande Laura, pos­te­ri­or­mente de­sig­nada com o seu nome, res­plan­de­cendo pelo exemplo da san­ti­dade e lu­tando ar­du­a­mente pela fé de Calcedónia. († 532).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto de Jerusalém, em 532, o nascimento no céu de São Sabas, cognominado “a pérola do Oriente”. Fundador e higúmeno do mosteiro que mais tarde tomou seu nome, foi um dos principais organizadores do monaquismo palestino. Seu culto foi introduzido em Roma por seus filhos, expulsos pelos persas e árabes no séc. VII. (B).

– Ver páginas 25-35: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2021.pdf

– Ver também: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Sabas,_o_Santificado

– Ver “Sabas, o Santificado (Mázaca439 – Lavra de São Sabas5 de dezembro de 532) foi um eremita dos séculos V-VI. Oponente assumido dos monofisistas e dos origenistas, Sabas tentou dissuadir os imperadores bizantinos (Anastácio I Dicoro em 511 e Justiniano I em 531) contra eles. A ele é atribuído a autoria do Típico de São Sabas (Typicon S. Sabae), um regulamento para o Culto Divino, embora ainda haja controvérsias.[1]”: Sabas, o Santificado – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

4.   No ce­nóbio de São Pedro de Aquara, na Lu­cânia, hoje na Cam­pânia, re­gião da Itália, São Lú­cido, monge. († c. 938)

5.   Em Mântua, na Lom­bardia, também re­gião da Itália, o Beato Bar­to­lomeu Fánti, pres­bí­tero da Ordem dos Car­me­litas, que, pela sua pa­lavra e exemplo, es­ti­mulou o co­ração dos fiéis ao santo amor de Deus e à de­voção fi­lial a Maria, Mãe de Deus. († 1495)

6.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, São João Almond, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante mais de dez anos exerceu clan­des­ti­na­mente o mi­nis­tério pas­toral, até que, no rei­nado de Jaime I, por causa do seu sa­cer­dócio foi en­for­cado em Ty­burn, não dei­xando de dar es­molas mesmo no patíbulo. († 1612)

7*.   Em Scwerin, ci­dade da re­gião de Mec­klen­burg, na Ale­manha, o pas­sa­mento do Beato Ni­colau Stensen, bispo ti­tular de Ti­ció­polis, que, oriundo da Di­na­marca, foi um dos mais no­tá­veis in­ves­ti­ga­dores das ci­ên­cias na­tu­rais; mas, abra­çando a fé ca­tó­lica, quis servir a Deus ao ser­viço da ver­dade e foi or­de­nado pres­bí­tero e de­pois bispo, de­sen­vol­vendo com grande zelo a sua missão na Eu­ropa setentrional. († 1683)

8*.   Em Turim, na Itália, o Beato Fi­lipe Rináldi, pres­bí­tero da So­ci­e­dade Sa­le­siana, que se de­dicou à pro­pa­gação da fé em terras de missão. († 1931)

9♦.   Em Gua­da­la­jara, na Es­panha, o Beato Luís Mar­tínez Alvarellos, re­li­gioso da So­ci­e­dade Sa­le­siana e mártir, que, no tempo de per­se­guição re­li­giosa, en­frentou glo­ri­o­sa­mente o com­bate por Cristo. († 1936)

10*.   Perto de Mu­nique, na Ba­viera, re­gião da Ale­manha, o Beato Nar­ciso Putz, pres­bí­tero e mártir, que, des­ter­rado da Po­lónia ocu­pada por um re­gime es­tran­geiro du­rante a guerra, foi le­vado para o campo de con­cen­tração de Da­chau, onde morreu con­su­mido por cruéis tormentos. († 1942)

11. São Nicécio, ou São Niziero (também na Folhinha do Coração de Jesus). Ver páginas 36-44:  http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2021.pdf

– Em 01 de outubro: Em Tré­veris, na Re­nânia da Aus­trásia, no ter­ri­tório da ac­tual Ale­manha, São Ni­cécio, bispo, que, se­gundo o tes­te­munho de São Gre­gório de Tours, era ve­e­mente na pre­gação, ter­rível na re­pre­ensão, con­sis­tente no en­sino. So­freu o exílio no tempo de Clo­tário, rei dos Francos. († 561). Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Nic%C3%A9cio_de_Tr%C3%A9veris

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico,o séc. VI, São Niziero, bispo de Treves. Conselheiro dos reis da Austrásia, sofreu o exílio por ter censurado os monarcas por seus erros. (M)

12. São Dalmácio (também na Folhinha do Coração de Jesus).

– Ver página 55: VIDAS DOS SANTOS – 21.pdf (obrascatolicas.com)

– Ver “…  Em Pavia, São Dalmácio, bispo e mártir, que sofreu na perseguição de Maximiano. Ele se converteu ao cristianismo e pregou no norte da Itália e na França. Em 303, foi nomeado bispo de Pavia, Itália. No ano seguinte, ele foi martirizado na perseguição do co-imperador Maximiano.
Dálmacio de Pavia BM (RM) nasceu em Monza. Nascido de pais pagãos, ele se converteu e pregou na Gália e no norte da Itália até sua eleição como bispo de Pavia, posição que ocupou por menos de um ano antes de ser martirizado sob Maximiano Hércules (beneditinos)…”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayDecember05.html

13. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no mesmo dia, receberam a coroa do martírio Santo Anastácio, no Oriente; e os Bem-Aventurados Júlio, Pótano, Félix e Grato, na África. (M)

14. Conforme o Martirológio Romano-Monástico,No séc. IX, na Frígia, São João, bispo, que durante sua vida e depois de sua morte beneficiou aquela região, (M)

15. São Basso, bispo e mártir. Ver página 50: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2021.pdf  

– Ver “… Em Nice, perto do rio Var, São Bassus, bispo. Na perseguição de Décio e Valeriano, ele foi torturado pelo governador Perênio pela fé em Cristo, queimado com pratos quentes de metal, açoitado com varas e chicotes guarnecidos com pedaços de ferro e lançado ao fogo. Quando ele saiu ileso, ele foi perfurado por duas pontas, e assim completou um ilustre martírio.

Nas perseguições instituídas pelo imperador Trajano Décio, Bassus foi pregado por dois grandes pregos de metal a uma tábua.”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayDecember05.html

16. BEM-AVENTURADOS NICOLAU TAVILICH, DEODATO ARIBERTO, ESTÊVÃO DE CUNEO E PEDRO DE NARBONA, FRANCISCANOS, mártires. Ver páginas 53-54: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2021.pdf

17. Outros santos do dia 05 de dezembro: págs. 25-55: VIDAS DOS SANTOS – 21.pdf (obrascatolicas.com)            

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XXI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

 * “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 05 de dezembro: 5 de dezembro – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Todas da internet, foram consultadas no dia de hoje)

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi eCaterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS  928-930: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  7. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayDecember05.html

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* SENHOR, NOSSO DEUS E PAI AMADO, OBRIGADO POR TUDO O QUE O SENHOR NOS TEM DADO E PERMITIDO VIVER!

QUERIDA MÃE VIRGEM MARIA, SOCORRA-NOS, PROTEJA-NOS!

SÃO JOSÉ, ANJOS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS! OBRIGADO! AMÉM!

PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PELO E PARA O SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS, AMADO PAI, CORAGEM DE LUTAR COM ENTUSIASMO E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES SEDUTORAS, DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS A DOCILIDADE DAS OVELHAS! SOBRETUDO, DÊ-NOS A GRAÇA! PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DESANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

* SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

“O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

“Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio,lembrado em 10 de fevereiro)

Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro).

Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

“… Não há nada mais difícil do que a oração, pois não há esforços que os demônios não façam para interromper este poderoso meio de os desanimar (Santo Antão, lembrado em 21 de outubro)

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guia para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

“Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível.

(conforme: Saint of the Day (lngplants.com)

ou

Saint of the Day May 20 (lngplants.com)

“…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio, lembrados em 21 de maio)

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

“… A PAIXÃO VIVE; APENAS ESTÁ REPRIMIDA… ESTÁ APENAS PRESA… AS PAIXÕES VIVEM, APENAS SÃO REPRIMIDAS PELOS SANTOS (COM A GRAÇA DE DEUS!) …”.  SANTAS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS PARA QUE POSSAMOS REPRIMIR AS PAIXÕES. (SANTO ABRAÃO, ERMITÃO, 27 DE OUTUBRO), conforme páginas 52-53: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

“… a oração por um ente querido é, para o crente, uma forma de apagar qualquer distância, até mesmo a morte. Em oração, permanecemos na presença de Deus na companhia de alguém que amamos, mesmo que essa pessoa tenha morrido antes de nós

“Não devemos transformar o purgatório em um campo de concentração em chamas à beira do inferno – ou mesmo em um ‘inferno por um curto período de tempo’. É uma blasfêmia pensar nisso como um lugar onde um Deus mesquinho cobra a última libra – ou grama – de carne … Santa Catarina de Gênova (Festa dia 15 de setembro, mística do século 15), escreveu ‘fogo’ do purgatório é o amor de Deus ‘queimando’ a alma para que, por fim, a alma esteja totalmente em chamas. É a dor de querer ser feito totalmente digno de Alguém que é visto como infinitamente amável, a dor do desejo de união que agora está absolutamente assegurada, mas ainda não completamente experimentada

(Leonard Foley, OFM, Crendo em Jesus) …”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayNovember02.html

* Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém!

* PAI, ABRACE-NOS! JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS UNA!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

EM NOME DE JESUS, PAI! AMÉM!

* Ver o blog https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!