Santas e Santos de 15 de maio

1.   Em Lâmp­saco, no He­les­ponto, na ac­tual Tur­quia, a paixão dos santos Pedro, André, Paulo e Di­o­nísia, (ou Denise, também na Folhinha do Coração de Jesus)) mártires. († s. III)

– No Martirológio Romano-Monástico, no Helesponto, no ano da graça de 251, a paixão dos Santos Pedro, André, Paulo e Denise. Ao procônsul que o intimava a sacrificar à deusa Vênus, Pedro respondeu: “É mais necessário e mais glorioso para mim oferecer o sacrifício de adoração e de oração, de compunção e de louvor ao Deus vivo e verdadeiro, a Cristo, Rei de todos os séculos” (Paixão – M)

– Ver também páginas 366-370: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

2.   Em Ar­vena, na Aqui­tânia, hoje Cler­mont-Fer­rand, na França, os santos Cássio e Vi­to­rino, már­tires, que, se­gundo a tra­dição, pa­de­ceram o mar­tírio no tempo de Crono, chefe dos Alamanos. († s. III)

– No Martirológio Romano-Monástico, em Clermont, na Auvergne, no séc. IV, os Santos Cássio, (também na Folhinha do Coração de Jesus), Vitorino, Máximo e seus companheiros, que foram martirizados por invasores teutônicos por causa da sua fé cristã. (M)

3.   Na Sar­denha, re­gião da Itália, São Sim­plício, presbítero. († s. III/IV)

4*.   Em La­rissa, na Tes­sália, re­gião da Grécia, Santo Aquileu o Tau­ma­turgo, bispo, que tomou parte no pri­meiro Con­cílio Ecu­mé­nico de Ni­ceia e, ani­mado de grande zelo apos­tó­lico e todas as vir­tudes, evan­ge­lizou vá­rios povos pagãos. († s. IV)

5*.   Em Autun, na Gália Li­o­nense, na ho­di­erna França, São Re­tício, bispo, que Santo Agos­tinho re­corda como per­so­na­li­dade de grande au­to­ri­dade na Igreja e São Je­ró­nimo ad­mira como bom exe­geta da Sa­grada Escritura. († s. IV)

6.   Na Etiópia, São Caleb ou Elésban, rei, que, para de­sa­gravar os már­tires de Na­gran, em­pre­endeu o com­bate contra os ini­migos de Cristo e, se­gundo a tra­dição, de­pois de ter en­viado, no tempo do im­pe­rador Jus­tino, o seu di­a­dema régio para Je­ru­salém, abraçou a vida mo­nás­tica, a que se com­pro­me­tera por voto, até partir deste mundo ao en­contro do Senhor. († c. 535)

7.   Em Sep­têm­peda, no Pi­ceno, hoje nas Marcas, re­gião da Itália, São Se­ve­rino, bispo, cujo nome foi dado à cidade.(† data inc.)

8*.   Em Bingen, junto ao rio Reno e perto de Mo­gúncia, ac­tu­al­mente na Ale­manha, São Ro­berto, duque, que, ainda jovem fez uma pe­re­gri­nação ao tú­mulo dos Após­tolos e, de re­gresso aos seus do­mí­nios, cons­truiu muitas igrejas; aos vinte e um anos de idade, ador­meceu no Senhor. († s. VIII)

– Ver páginas 373-374: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

9.   Em Cór­dova, na An­da­luzia, re­gião da Es­panha, a co­me­mo­ração de São Vi­te­sindo, mártir, que por medo dos Mouros aban­donou a fé cristã; mas de­pois, re­cu­sando pú­bli­ca­mente pra­ticar esse culto ma­o­me­tano, foi morto em ódio à fé cristã. († 855)

10.   Em Ma­drid, na re­gião de Cas­tela, na Es­panha, Santo Isidro, (ou Isidoro) la­vrador, que, com sua es­posa, a Beata Maria da Ca­beça, tra­ba­lhando ar­du­a­mente e pro­cu­rando pa­ci­en­te­mente mais os frutos do Céu que os da terra, se tornou um exemplo de grande pi­e­dade para o agri­cultor cristão. († c. 1130)

– No Martirológio Romano-Monástico, na Espanha, perto de 1130, Santo Isidoro Agricultor (também na Folhinha do Coração de Jesus). Empregado de um rico proprietário de Madri, visitava as Igrejas antes de começar a trabalhar e mostrava grande generosidade para com os mais pobres do que ele. O corpo do santo foi encontrado intacto cinco séculos após sua morte e Isidoro recebeu as honras da canonização em 1622 a pedido de Filipe III (X)

– Ver também páginas 363-365: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

11.   Em Aix-en-Pro­vence, na França, o Beato André Abellon, pres­bí­tero da Ordem dos Pre­ga­dores, que re­novou nos con­ventos a ob­ser­vância re­gular, ad­mi­nis­trando-os com be­ne­vo­lência e sobriedade. († 1450)

– Ver páginas 375-376: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

12. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, memória de São Pacômio, abade, morto na Tebaida em 346. Testemunha da caridade cristã para com os prisioneiros no tempo de seu serviço militar, converteu-se e pediu o hábito monástico ao eremita São Palamon. Sete anos mais tarde, uma voz divina o mandou “construir uma casa em Tabenesse, para nela reunir muitos irmãos”. São Pacômio é, assim, considerado fundador do monaquismo cenobítico (B).

13. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no mesmo dia, os Santos Torquato  (também na Folhinha do Coração de Jesus), Ctésifo, Segundo, Indalécio, Cecílio, Esíquio e Eufásio, considerados pela tradição como os primeiros apóstolos da Espanha. (M)

14. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em meados do séc. IV, São Prímaclo. Originário das Ilhas Britânicas, levou vida eremítica na Bretanha, onde numerosas igrejas foram-lhe dedicadas (X).

15. São Francoveu, confessor. Ver páginas 371-372: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

 16. Outros santos do dia 15 de maio: págs. 363-378 (vol.08):

Clique para acessar o VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi publicado.

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.