Santas e Santos de 04 de outubro

Me­mória de São Fran­cisco, que, de­pois de uma vida des­pre­o­cu­pada, se con­verteu à vida evan­gé­lica em Assis, na Úm­bria, re­gião da Itália, en­con­trando Jesus Cristo es­pe­ci­al­mente nos po­bres e tor­nando-se ele mesmo pobre ao ser­viço dos ne­ces­si­tados. Reuniu em co­mu­ni­dade con­sigo os Frades Me­nores, pregou o amor de Deus a todos nas suas ca­mi­nhadas, in­clu­si­va­mente na pe­re­gri­nação à Terra Santa, mos­trando com as suas pa­la­vras e ati­tudes o de­sejo de se­guir a Cristo, e quis morrer dei­tado sobre a terra nua.  († 1226). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, memória de São Francisco de Assis. Chamado pelo Divino Crucificado a reparar Sua Igreja, renunciou a uma rica herança paterna e decidiu viver e anunciar o ideal evangélico na mais estrita pobreza. Em seu desnudamento, recebeu no eremitério de Auverne os estigmas da Paixão e cantou as belezas da Criação. Foi canonizado dois anos após sua morte, ocorrida em 1226. Seus numerosos discípulos, chamados franciscanos, são repartidos em três ramos: os Frades Menores, os Capuchinhos e os Conventuais. (R). Ver páginas 303-319: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2017.pdf 

2.   Em Bo­lonha, hoje na Emília-Ro­manha, também re­gião da Itália, São Pe­trónio, bispo, que passou das res­pon­sa­bi­li­dades po­lí­ticas ao mi­nis­tério sa­cer­dotal e ilus­trou com os seus es­critos e o seu exemplo a na­tu­reza do mi­nis­tério episcopal. († c. 450). ). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em 460, São Petrônio, alto funcionário, que renunciou a ser servido para servir à Igreja de Bolonha. (M). Ver página 320: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2017.pdf

3*.   No ter­ri­tório da Gália Tu­ro­nense, na ho­di­erna França, São Quin­tino, mártir. († s. VI)

4.   Em Paris, na Gália, hoje na França, Santa Áurea, aba­dessa, de­sig­nada por Santo Elígio para pre­sidir ao mos­teiro que ele tinha fun­dado dentro da ci­dade se­gundo a regra de São Co­lum­bano, no qual tinha reu­nido tre­zentas virgens. († 856). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 666, Santa Áurea, primeira abadessa do mosteiro de São Marcial, fundado por Santo Elói, em Paris. (M)

5*.   Em New Or­leans, na Lui­siana, nos Es­tados Unidos da Amé­rica do Norte, o Beato Fran­cisco Xa­vier Se­elos, pres­bí­tero da Con­gre­gação do San­tís­simo Re­dentor, oriundo da Ba­viera, que atendeu com grande so­li­ci­tude às ne­ces­si­dades das cri­anças, dos jo­vens e dos imigrantes. († 1867)

6*.   Em Xa­raco, po­vo­ação da pro­víncia de Va­lência, na Es­panha, o Beato Hen­rique Mo­rant Pellicer, pres­bí­tero e mártir, que con­sumou o com­bate pela fé du­rante a per­se­guição religiosa. († 1936)

7*.   Perto de Gandia, na mesma pro­víncia de Va­lência, o Beato José Canet Giner, pres­bí­tero e mártir, que, pela sua fi­de­li­dade a Cristo, me­receu ser as­so­ciado ao sa­cri­fício do Salvador. († 1936)

8*.   Em Bellr­re­guart, também na pro­víncia de Va­lência, o Beato Al­fredo Pel­licer Muñoz (Jaime), re­li­gioso da Ordem dos Frades Me­nores e mártir, que, na mesma per­se­guição, con­firmou a sua fé em Cristo até al­cançar a palma da vitória. († 1936)

9. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Síria, no ano do Senhor de 302, Santa Donina e suas duas filhas, vítimas da última perseguição romana. Elas preferiram jogar-se num rio a correrem o risco da desonra com a qual as ameaçavam os soldados encarregados de prendê-las. São João Crisóstomo e Santo Agostinho elogiaram essas mulheres que se fizeram mártires voluntárias. (M)

10. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. IV, Santo Amônio, fundador da célebre colônia de anacoretas de Nítria, situada a cerca de 60 km de Alexandria. Ele povoou também, com ascetas mais avançados, o deserto de Celas. (M)

11. São Pedro de Capitólias, mártir. Ver páginas 321-322: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2017.pdf

12. Outros santos do dia 04 de outubro: págs. 303-324, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2017.pdf

 Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XIII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou portuguêsda época em que o livro foi escrito.

– Sobre o dia 04 de outubro, ver ainda: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/4_de_outubro

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para  Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.