Santas e Santos de 28 de outubro

Festa dos santos Simão e Judas (também na Folhinha do Coração de Jesus, São Simão Cananeu e São Judas Tadeu), Após­tolos: o pri­meiro era ape­li­dado Ca­naneu ou Ze­lota; o se­gundo, também cha­mado Tadeu, filho de Tiago, na úl­tima ceia per­guntou ao Se­nhor acerca da sua ma­ni­fes­tação, re­ce­bendo esta res­posta: «Se al­guém Me ama, guar­dará a minha pa­lavra; meu Pai o amará; vi­remos a ele e fa­remos nele a nossa morada». Conforme o Martirológio Romano-Monástico, festa dos Santos Apóstolos Simão e Judas. Simão é chamado “o Zelota” por Lucas, pois provavelmente pertencia ao partido que tinha este nome, muito ligado à ideia teocrática e messiânica de Israel. Judas, com o sobrenome de Tadeu, foi o que perguntou a Cristo por que ele se tinha manifestado aos Apóstolos e não ao mundo, e recebeu em resposta a garantia da manifestação divina àqueles que O amam (cf. Jo 14,23). (R). Ver páginas 56-64: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

– Ver também: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Judas_T adeu

– Ver ainda: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Simão,_o_Zelote

2.   Em Mo­gúncia, na Gália Bél­gica, ac­tu­al­mente na Ale­manha, São Fer­rúcio, mártir, do qual se narra que, tendo aban­do­nado o ser­viço mi­litar para servir me­lhor e mais li­vre­mente a Cristo, con­sumou a vida com o martírio. († c. 300)

3.   Em Como, na Gália Ci­sal­pina, hoje na Itália, São Fiel, mártir. († c. s. IV)

4.   Em Ávila, na His­pânia, a paixão dos santos Vi­cente, Sa­bina e Cris­teta, már­tires, que, tendo fu­gido de Ta­la­vera para esta ci­dade, foram as­sas­si­nados cruelmente. († c. 305)

5*.   Em Thiers, na Aqui­tânia, hoje na França, São Gens ou Ge­nésio, que passou deste mundo ao céu pelo mar­tírio, quando le­vava ainda a veste branca do Baptismo. († c. s. IV)

6.   Em Amiens, na Nêus­tria da Gália, também na ac­tual França, São Sálvio, bispo, de­di­cado às ci­ên­cias di­vinas desde a ju­ven­tude e or­nado pela in­te­gri­dade de costumes. († c. 625)

7.   Em Meaux, também na Nêus­tria, hoje na França, São Farão (também na Folhinha do Coração de Jesus, São Faro), bispo, que, sendo fa­mi­liar do rei, exor­tado por sua irmã Santa Fara a de­dicar-se ao ser­viço de Deus, per­su­adiu sua es­posa a re­ceber o véu de re­li­giosa, para que ele pu­desse formar parte do clero; cha­mado a as­sumir o mi­nis­tério pas­toral, fez grandes do­a­ções dos seus bens à Igreja, erigiu pa­ró­quias e fa­vo­receu os mosteiros. († c. 670). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto de 670, São Farão, bispo de Meaux, irmão de Santa Fara e fundador da abadia de Santa Cruz, a qual posteriormente tomou o seu nome. (M). Ver páginas 65-66: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

8*.   Em An­necy, na Sa­vóia, também na França, a co­me­mo­ração de São Ger­mano, abade, que, in­signe pelo seu amor à so­lidão, fundou e di­rigiu o pri­o­rato de Talloires. († s. XI)

9.   Em Fu­jian, pro­víncia da China, os santos Fran­cisco Ser­rano, bispo, e Jo­a­quim Royo, João Al­cober e Fran­cisco Díaz del Rincon, pres­bí­teros, todos da Ordem dos Pre­ga­dores e már­tires, que con­fir­maram a sua fé com o martírio. († 1748)

10.   Em Cho-Ra, po­vo­ação do Ton­quim, hoje no Vi­etnam, São João Dat, pres­bí­tero e mártir, de­go­lado pela sua fé em Cristo. († 1798). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em 1798, o martírio do Bem-Aventurado João Dat, sacerdote tonquinês, que antes de ser decapitado, assim exortou seus fiéis: “Sofrer a morte por nosso Senhor é a maior felicidade. As diversas nações contam com muitos mártires; este reino tem somente um pequeno número deles. Eu desejo que vocês recebam este favor”. (X)

11.   Em Ejutla, lo­ca­li­dade do Mé­xico, São Ro­drigo Aguilar, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante a per­se­guição re­li­giosa, sus­penso de uma ár­vore pelos sol­dados, al­cançou glo­ri­o­sa­mente o mar­tírio que tanto desejava. († 1927)

12*.   Em Al­cira, na pro­víncia de Va­lência, na Es­panha, o Beato Sal­vador Damião En­guix Garés, mártir, pai de fa­mília, que, du­rante a per­se­guição re­li­giosa, con­sumou o com­bate pela fé. († 1936)

13*.   Em Gilet, também na pro­víncia de Va­lência, o Beato José Ruiz Brui­xola, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante a mesma per­se­guição, me­receu di­ante de Deus om­ni­po­tente a palma da vitória. (†1936)

14♦.   Em San­tander, também na Es­panha, os be­atos Cláudio Ju­lião Garcia San Roman e Leôncio Lope Garcia, pres­bí­teros da Ordem de Santo Agos­tinho e már­tires, que, no tempo da per­se­guição, pelo seu tes­te­munho glo­rioso me­re­ceram passar à fe­li­ci­dade eterna. († 1936)

15. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Cesaréia da Capadócia, no ano da graça de 268, São Firmiliano, bispo. Chefe do partido antidonatista, foi, segundo Eusébio, uma das figuras marcantes do episcopado oriental de seu tempo. (X)

16. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Constantinopla, perto de 270, a volta para Deus de São Malquião, sacerdote que ensinou retórica e conseguiu, por sua eloquência, a condenação das doutrinas heterodoxas de Paulo de Samosata. (M)

17. Santo Angilrano, bispo. Ver página 67: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

18. Outros santos do dia 28 de outubro: págs. 56-71, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf  Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XVII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre o dia 28 de outubro, ver ainda: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/28_de_outubro

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para  Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.