Santas e Santos de 22 de novembro

Me­mória de Santa Ce­cília (também na Folhinha do Coração de Jesus), virgem e mártir, que, se­gundo a tra­dição, al­cançou a dupla palma da vir­gin­dade e do mar­tírio por amor de Cristo, em Roma, no ce­mi­tério de Ca­listo, junto à Via Ápia. Desde a an­ti­gui­dade, tem o seu nome o tí­tulo de uma ba­sí­lica no Transtêvere. († data inc.). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, memória de Santa Cecilia, virgem e mártir, cuja generosidade e gloriosa morte a Igreja canta. Enterrada no cemitério dos bispos de Roma, por deferência a sua origem nobre, teve seu corpo transportado, no séc. IX, além do Tibre, para uma basílica que desde então traz seu nome. (R). Ver páginas 186-200: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2020.pdf

– Ver também: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Cecília_de_Roma

2.   Co­me­mo­ração de São Fi­lémon de Colossos, na ac­tual Tur­quia, cujo amor a Jesus Cristo foi causa de ale­gria para São Paulo; jun­ta­mente com ele é ve­ne­rada sua es­posa, Santa Ápia . Santa Áfia, (também na Folhinha do Coração de Jesus). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. I, São Filêmon, rico habitante de Colossos. O Apóstolo Paulo dirigiu-lhe uma carta na qual louva “sua caridade e sua fé em relação Senhor Jesus e a todos os seus fiéis”. (M). Ver páginas 201-202: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2020.pdf

– Ver também: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Filémon_(Bíblia)

3.   Em Ar­bela, na Pérsia, hoje Erbil, no Iraque, Santo Ana­nias, mártir, que, no tempo do rei Sapor II, por ordem do ar­qui­mago Ar­disag foi feito pri­si­o­neiro e por três vezes es­pan­cado com tal cru­el­dade, que os ver­dugos, jul­gando-o já morto, o dei­xaram caído na praça; mas de noite os cris­tãos le­varam-no para sua casa, onde en­tregou a alma a Deus. († 345)

4.   Em Milão, na Li­gúria, hoje na Lom­bardia, re­gião da Itália, São Be­nigno, bispo, que na grande per­tur­bação cau­sada pelas in­va­sões, ad­mi­nis­trou com grande zelo e pi­e­dade a Igreja que lhe foi confiada. († c. 470)

5.   Em Autun, na Gália Li­o­nense, na ho­di­erna França, São Prag­mácio (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo. († c. 517)

6*.   Junto ao rio Zihun, perto de Maras, ci­dade da Ci­lícia, no ter­ri­tório ac­tual da Tur­quia, os be­atos Sal­vador Lillo, pres­bí­tero da Ordem dos Frades Me­nores, João, filho de Balzi, e ou­tros seis com­pa­nheiros na­tu­rais da Ar­ménia, már­tires, que, pe­rante a im­po­sição dos sol­dados oto­manos para re­ne­garem Cristo, re­cu­saram trair a sua fé e, tres­pas­sados pelas lanças, emi­graram para o reino eterno. São estes os seus nomes: K´adir, filho de Xo­di­anin; Cerun, filho de K´urazi; Var­davar, filho de Dim­balac; Paulo, filho de Je­re­mias; David e Te­o­doro, ir­mãos, fi­lhos de David. († 1895)

7*.   Na lo­ca­li­dade de Triora, na Li­gúria, re­gião da Itália, o Beato Tomás Réggio, bispo de Gé­nova, que, as­so­ci­ando a aus­te­ri­dade de vida a uma ad­mi­rável afa­bi­li­dade, con­se­guiu es­ta­be­lecer a con­córdia entre os ci­da­dãos e as­sistiu com todos os meios os in­di­gentes, aten­dendo es­pe­ci­al­mente aos pro­blemas da con­vi­vência humana. († 1901)

8.   Em Te­o­cal­ti­tlan, ci­dade do Mé­xico, São Pedro Es­queda Ra­mírez, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante a per­se­guição me­xi­cana, por ser sa­cer­dote foi en­car­ce­rado e fuzilado. († 1927)

9*.   Em Pa­terna, ci­dade da pro­víncia de Va­lência, na Es­panha, os be­atos Elias (Ju­lião Tor­rijo Sánchez) e Bel­trão Fran­cisco (Fran­cisco Lahoz Mo­liner), re­li­gi­osos da Con­gre­gação dos Ir­mãos das Es­colas Cristãs e már­tires, que, ani­mados pelo exemplo de Cristo, du­rante a per­se­guição re­li­giosa me­re­ceram al­cançar o prémio eterno pro­me­tido aos que per­se­veram na fé. († 1936)

10♦.   Em Or­fans, perto de Ge­rona, também na Es­panha, o Beato Fer­nando Maria  (Fer­nando Maria Llo­vera Puig­sech), pres­bí­tero da Ordem dos Car­me­litas e mártir, que, na mesma per­se­guição contra a fé, re­cebeu a coroa de glória. († 1936)

11. Outros santos do dia 22 de novembro: págs. 186-203: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2020.pdf                

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito. 

– Sobre o dia 22 de novembro, ver ainda:   https://pt.m.wikipedia.org/wiki/22_de_novembro

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para  Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.