Santas e Santos de 22 de março

1.   Co­me­mo­ração de Santo Epa­fro­dito, a quem o após­tolo São Paulo chama irmão, co­la­bo­rador e com­pa­nheiro de combate. Ver também páginas  215-216: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

– Ver também: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Epafrodito

2.   Perto de Nar­bonne, ci­dade do li­toral da Gália, hoje na França, junto da Via Do­mícia, o se­pul­ta­mento de São Paulo, bispo. († s. III). Ver também páginas 217-218: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

3.   Na Ga­lácia, na ac­tual Tur­quia, os santos Ca­lí­nico e Ba­si­lissa, mártires. († data inc.)

4.   Em An­cara, também na Ga­lácia, São Ba­sílio, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante todo o man­dato do im­pe­rador Cons­tâncio, re­sistiu for­te­mente aos ari­anos, e em se­guida, no tempo do im­pe­rador Ju­liano, tendo orado a Deus para que ne­nhum cristão se afas­tasse da fé, foi preso e en­tregue ao procônsul da pro­víncia e, de­pois de muitos tor­mentos, con­sumou o seu martírio. († 362). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Ancyra, hoje Ancara, na Turquia, São Basilio, sacerdote. Pela santidade de sua vida e pela força de sua palavra, tirava a cada dia, do erro ariano, cristãos que se tinham deixado levar por aquela heresia. Com a ascensão ao trono de Juliano Apóstata, sua oposição aberta ao imperador valeu-lhe a palma do martírio. (M). Ver também às páginas 222-226: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

5.   Co­me­mo­ração de Santa Lia (Lea), viúva ro­mana, cujas vir­tudes e par­tida deste mundo para Deus re­ce­beram os lou­vores de São Jerónimo. († c. 383). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto de 584, Santa Léia (também na Folhinha do Coração de Jesus). Dama romana de alta estirpe, renunciou ao mundo depois da morte de seu marido, e passou a viver sob a direção de São Jerônimo, que sobre ela escreveu : “Castigando seus membros sob o burel, ela passava as noites em oração e instruía suas companheiras mais por seus exemplos que por suas palavras” (M).

6.   Em Ósimo, no Pi­ceno, hoje nas Marcas, re­gião da Itália, São Ben­vindo Sco­tí­voli, bispo, que, eleito pelo papa Ur­bano IV para esta sede, con­ci­liou a paz entre os ci­da­dãos e, con­forme o es­pí­rito dos Frades Me­nores, quis morrer sobre a terra nua. († 1282). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 1283, São Benvindo, franciscano italiano, que tornando-se bispo de Ostia, dirigiu todos os seus esforços para que fossem aplicadas as leis relativas aos bens da Igreja. (M).

7.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, São Ni­colau Owen, re­li­gioso da Com­pa­nhia de Jesus e mártir, que du­rante muitos anos cons­truiu re­fú­gios para es­conder os sa­cer­dotes; e por isso, no rei­nado de Jaime I, de­pois de ser en­car­ce­rado e du­ris­si­ma­mente tor­tu­rado e fi­nal­mente lan­çado no ca­va­lete, foi glo­ri­o­sa­mente ao en­contro de Cristo Senhor. († 1606)

8*.   Em An­gers, na França, o Beato Fran­cisco Char­tier, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante a Re­vo­lução Fran­cesa, morreu de­ca­pi­tado em ódio ao sa­cer­dócio. († 1794)

9*.   No campo de con­cen­tração de Stutthof, perto de Gdansk, na Po­lónia, os be­atos Ma­riano Górecki e Bro­nislau Komorowski, pres­bí­teros e már­tires, que, du­rante a ocu­pação mi­litar da sua pá­tria por se­quazes de uma dou­trina hostil à re­li­gião, foram fu­zi­lados em ódio à fé cristã. († 1940)

10♦.   Em Münster, na Ale­manha, o Beato Cle­mente Au­gusto Graf von Galen, bispo, que re­flectiu entre o clero e o povo a imagem evan­gé­lica do bom Pastor; lutou aber­ta­mente conta os erros do na­ci­onal-so­ci­a­lismo e contra a vi­o­lação dos di­reitos do homem e da Igreja e,  pela sua co­ragem foi cha­mado “o leão de Münster. († 1947). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Clemens_August_von_Galen

11. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no mesmo dia, São Deogratias (também na Folhinha do Coração de Jesus, São Deogracias), bispo de Cartago. Resgatou grande número de fiéis católicos das prisões dos vândalos arianos. Depois, rico de boas obras, adormeceu no Senhor, em 546 (M). Ver também páginas 219-221: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

12. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, igualmente em Cartago, o martírio de Santo Otaviano, arquidiácono, e de muitos milhares de cristãos africanos, condenados à morte por causa de sua fé perto do ano de 484, na mesma época em que seu bispo Eugênio morria em Albi. (M)

13. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no meio do séc. VIII, São Zacarias, papa. De origem grega, traduziu em sua língua materna os Diálogos de São Gregório Magno. Soube impor-se junto a vários soberanos lombardos, francos e bizantinos por causa de sua forte personalidade. Em Roma, restaurou diversas igrejas e fez grande número de fundações em favor dos pobres e dos peregrinos. (M)

14. Santa Catarina da Suécia, filha de Santa Brígida. Ver páginas 206-207: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

15. Santa Catarina de Gênova, contemplativa. Ver sua história às páginas 208-214: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

16. Outros santos do dia 22 de março: págs. 206-227 (vol.5): http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito. 

– Sobre o dia 22 de março, ver ainda: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/22_de_mar%C3%A7o

1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004

ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 275-276: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para  Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.