Santas e Santos de 26 de julho

Me­mória de São Jo­a­quim e Santa Ana (também na Folhinha do Coração de Jesus), pais da Ima­cu­lada Virgem Mãe de Deus, cujos nomes foram con­ser­vados pelas an­tigas tra­di­ções cristãsVer  Conforme o Martirológio Romano-Monástico, memória dos Santos Joaquim e Ana, herdeiros das Aliança das Promessas de Israel, de quem nasceu a Virgem Maria, Mãe de Deus. O culto de Sant’Ana desenvolve-se particularmente na Bretanha, desde as aparições em Auray, em 1623 (R). Ver páginas 361-368: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2013.pdf

Ver também São Joaquim, página 15: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf  

Ver também: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/São_Joaquim

https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Ana,_mãe_de_Maria

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ana,_m%C3%A3e_de_Maria

2.   Co­me­mo­ração de Santo Erasto, que era te­sou­reiro na ci­dade de Co­rinto e se tornou au­xi­liar no mi­nis­tério do Após­tolo São Paulo. Ver páginas 369-370: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2013.pdf  

3.   No mos­teiro de São Bento Pó, pró­ximo de Mântua, na Itália, São Si­meão, monge e eremita. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na região de Mântua, na Itália, no ano de 1016, São Simeão, eremita, cujos diversos milagres atestaram sua santidade. (M) († 1016)

4*.   Em Auch, na Aqui­tânia, ac­tu­al­mente na França, Santo Aus­tindo, bispo, a quem se deve a cons­trução da ca­te­dral, a re­forma dos cos­tumes do povo e a edi­fi­cação da casa de Deus. († 1068)

5*.   Em Ve­rona, hoje no Vé­neto, re­gião da Itália, os be­atos Evan­ge­lista e Pe­re­grino, presbíteros. († s. XII-XIII)

6*.   Em Sas­so­fer­rato, no Pi­ceno, hoje nas Marcas, re­gião da Itália, o Beato Hugo de Áctis, monge da Con­gre­gação dos Sil­ves­trinos da Ordem de São Bento. († 1250)

7*.   Em San Se­ve­rino, também na re­gião das Marcas, a Beata Ca­mila Gen­tíli, mártir, que foi as­sas­si­nada pelo seu ímpio esposo. († s. XIV/XV)

8*.   Em Ga­teshead, pró­ximo de New­castle-on-Tyne, na In­gla­terra, o Beato João In­gram, pres­bí­tero e mártir, que, de origem in­glesa, foi or­de­nado na Ba­sí­lica de La­trão e exerceu o mi­nis­tério sa­cer­dotal na Es­cócia, até que, tendo atra­ves­sado a fron­teira da In­gla­terra, no rei­nado de Isabel I foi con­de­nado à morte e en­for­cado por causa do sacerdócio. († 1594)

9*.   Em Dar­lington, também na In­gla­terra, o Beato Jorge Swal­lowell, mártir, que, no mesmo ano, foi con­de­nado à morte por se ter re­con­ci­liado com a Igreja ca­tó­lica e, apesar de for­te­mente ater­ro­ri­zado com as cruéis tor­turas dos ini­migos, for­ta­le­cido pela fé, aceitou por Cristo os mais atrozes tormentos. († 1594)

10*.   Em Len­castre, também na In­gla­terra, os be­atos Edu­ardo Thwing, da Ordem dos Pre­ga­dores, e Ro­berto Nutter, pres­bí­teros e már­tires, que, de­pois de terem re­a­li­zado muitos tra­ba­lhos na vinha do Se­nhor, con­de­nados à morte por serem sa­cer­dotes, con­su­maram o seu glo­rioso mar­tírio no rei­nado de Isabel I. († 1600)

11*.   Em Lon­dres, também na In­gla­terra, o Beato Gui­lherme Webster, pres­bí­tero e mártir, que, de­pois de ter exer­cido o mi­nis­tério du­rante mais de vinte anos em di­versas pri­sões, no rei­nado de Carlos I, por ordem do par­la­mento, foi en­car­ce­rado por causa do sa­cer­dócio e con­sumou o mar­tírio no pa­tí­bulo de Tyburn. († 1641)

12*.   Em Phu Yen, no Anam, hoje no Vi­etnam, o Beato André, mártir, que era ca­te­quista, quando, na per­se­guição contra a dou­trina cristã foi im­pi­a­mente cap­tu­rado pelos sol­dados e der­ramou o seu sangue por Cristo, como pri­mí­cias da Igreja nesta terra. († 1644)

13*.   Num barco-prisão an­co­rado ao largo de Ro­che­fort, os be­atos Mar­celo Gau­chério La­bigne de Regnefort, da So­ci­e­dade das Mis­sões, e Pedro José Le Groing de La Romagère, pres­bí­teros e már­tires, que, du­rante a Re­vo­lução Fran­cesa, foram cap­tu­rados – o pri­meiro na re­gião de Li­moges, o se­gundo na re­gião de Bourges – e en­car­ce­rados em con­di­ções de­su­manas em ódio à sua re­li­gião. Mor­reram con­su­midos pela exaustão e enfermidade. († 1794)

14*.   Em Orange, também na França, as be­atas Maria Mar­ga­rida Bonnet (Santo Agos­tinho) e quatro com­pa­nheiras, vir­gens da Ordem de Santa Úr­sula, que so­freram o mar­tírio na mesma perseguição. São estes os seus nomes: Maria Ma­da­lena de Jus­ta­mont (Ca­ta­rina de Jesus), Ana Car­tier (São Ba­sílio),  Maria Clara du Bac (Clara de Santa Ro­sália), Isabel Te­resa Con­solin (Co­ração de Jesus). († 1794)

15.   Em Ló­vere, na Lom­bardia, re­gião da Itália, Santa Bar­to­lo­meia Capitânio, que, jun­ta­mente com Santa Vi­centa Ge­rosa, fundou o Ins­ti­tuto da Ca­ri­dade de Maria Me­nina e morreu aos vinte e sete anos de idade, ví­tima da tu­ber­cu­lose e exausta pelo zelo da caridade. († 1833)

16*.   Em Mo­tril, pró­ximo de Gra­nada, no li­toral da Es­panha, os be­atos Vi­cente Pi­nilla, da Ordem dos Agos­ti­nhos Re­co­letos, e Ma­nuel Martin Sierra, pres­bí­teros e már­tires, que no dia se­guinte ao mar­tírio de cinco com­pa­nheiros, foram ar­re­ba­tados da igreja e fuzilados. († 1936)

17♦.   Em Vil­la­nueva del Ar­zo­bispo, na An­da­luzia, também na Es­panha, o Beato Ma­riano de São José (Tiago Al­to­la­guirre Al­to­la­guirre), pres­bí­tero da Ordem da San­tís­sima Trin­dade e mártir, que, na mesma per­se­guição, me­receu re­ceber a su­blime palma da glória celeste. († 1936)

18♦.   Em Cas­tell­gali, na Ca­ta­lunha, também na Es­panha, as be­atas Re­gi­nalda Picas Planas e Rosa Jut­glar Gallart, vir­gens da Con­gre­gação das Irmãs Do­mi­ni­canas da Anun­ciata e már­tires, que, du­rante a per­se­guição re­li­giosa, foram en­car­ce­radas e de­pois as­sas­si­nadas por causa da sua fi­de­li­dade a Cristo Esposo. († 1936)

19*.   No campo de con­cen­tração de Da­chau, pró­ximo de Mu­nique, na Ale­manha, o Beato Tito Brandsma, pres­bí­tero da Ordem dos Car­me­litas e mártir, de origem ho­lan­desa, que, por de­fender a Igreja e a dig­ni­dade do homem, su­portou se­re­na­mente todo o gé­nero de ve­xames e tor­turas, ma­ni­fes­tando um exemplo de exímia ca­ri­dade, tanto para com os seus com­pa­nheiros de prisão como para com os pró­prios algozes. († 1942)

20♦.   Em Cen­to­nara D´Artò, lo­ca­li­dade da pro­vínvia de No­vara, na Itália, a Beata Maria Pi­e­rina de Micheli (Jo­se­fina Maria de Mi­cheli), virgem do Ins­ti­tuto das Fi­lhas da Ima­cu­lada Con­ceição de Bu­enos Aires. († 1945)

21*.   Em La Va­letta, na ilha de Malta, São Jorge Preca, pres­bí­tero, que se de­dicou ar­do­ro­sa­mente à for­mação ca­tequé­tica dos jo­vens e fundou a So­ci­e­dade da Dou­trina Cristã para dar tes­te­munho da acção pro­vi­den­cial da pa­lavra de Deus entre o povo. († 1962)

22. São Pastor (também na Folhinha do Coração de Jesus. Ver página 370: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2013.pdf

23. São João Colombini. Ver páginas 348-360: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2013.pdf  

24. Outros santos do dia 26 de JULHO, páginas: 348-372: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2013.pdf

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre o dia 26 de julho, ver ainda: https://pt.wikipedia.org/wiki/26_de_julho

1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004

ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 578-581:  Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Maria, protegei-nos!

São José, Anjos e Santos, intercedei por nós!

Amém!

OBSERVAÇÃO: MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS/OS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES.

CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS!

MUITO OBRIGADO!

Ver:

https://vidademartiressantasesantos.blog/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.