Santas e Santos de 27 de julho

1.   Co­me­mo­ração dos santos Sete Dormentes de Éfeso, que, se­gundo a tra­dição, con­su­mado o mar­tírio, des­cansam em paz, es­pe­rando o dia da ressurreição. († data inc.). Conforme o “Vidas dos Santos”, no mesmo dia, em Éfeso, a morte dos santos Sete Dormentes: Maximiano, Malco, Martiniano, Dionísio, João, Serapião e Constantino. Sob Décio, mais ou menos em 250, sete fiéis se refugiaram numa caverna perto de Éfeso Deus enviou-lhes um sono profundo e longo (cerca de 200 anos) de modo que acordaram somente quando de Teodósio II (401-450), falecendo logo depois, pelo testemunho de Deus. Ver página 381: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2013.pdf

– Nos Martirológios sua memória é 27 de julho. Texto abaixo diz que são comemorados em 04 de agosto, 14 de setembro ou 22 de outubro. Ver: http://santosortodoxos.blogspot.com/2013/08/santos-sete-jovens-dormentes-de-efeso-c.html

– Ver também: http://lhs.unb.br/atlas/Sete_dormentes_Maximi%C3%A1no,_M%C3%A1lco,_Martini%C3%A1no,_Dionisio,_Jo%C3%A3o,_Serapi%C3%A3o,_e_Constantino.

– Ver ainda o texto de Rubens Ricupero de 23.04.2000, “os sete adormecidos” : https://www1.folha.uol.com.br/fsp/dinheiro/fi2304200010.htm

2.   Em Ni­co­média, na Bi­tínia, hoje Izmit, na Tur­quia, São Pan­ta­leão (também na Folhinha do Coração de Jesus), ou Pan­ta­laimão, mártir, ve­ne­rado no Ori­ente por ter exer­ci­tado a pro­fissão de me­di­cina sem re­ceber re­com­pensa al­guma pelo seu trabalho. († c. 305). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Nicomédia, na Ásia Menor, o martírio de São Pantaleão, médico, venerado no Oriente como “anárgiro”, isto é, o que exerce a profissão por amor a Deus. (M)

– Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Pantale%C3%A3o_de_Nicom%C3%A9dia

3.   Em Lons-le-Saul­nier, nos montes do Jura, na Gália, ac­tu­al­mente na França, São De­si­de­rato, que é con­si­de­rado como bispo de Besançon. († s. V)

4.   Em Roma, no ce­mi­tério de Pris­cila, junto à Via Sa­lária, São Ce­les­tino I, papa, que, para de­fender a fé da Igreja e ex­pandir as suas fron­teiras, cons­ti­tuiu o epis­co­pado na In­gla­terra e na Ir­landa e apoiou o Con­cílio de Éfeso, no qual, em opo­sição a Nes­tório, foi sau­dada a Bem-aven­tu­rada Virgem Maria como Mãe de Deus. († 432). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 432, São Celestino I. Romano de nascença, passou algum tempo em Milão junto a Santo Ambrósio. Depois de eleito papa, aprovou por seus legados o Concílio de Éfeso, que proclamou a divina maternidade da Virgem Maria. (M)

5.   Pró­ximo de An­ti­o­quia, na Síria, hoje na Tur­quia, São Si­meão, monge, que viveu muitos anos sobre uma co­luna, pelo qual foi de­no­mi­nado o Es­ti­lita, homem ad­mi­rável pela sua vida e pela sua palavra. († 459)

6*.   Em Lo­ches, junto ao rio Indre, no ter­ri­tório de Tours, na Gália, ac­tu­al­mente na França, Santo Urso, abade, pai de muitos ce­nó­bios, cé­lebre pela sua abs­ti­nência e ou­tras virtudes. († s. V-VI). Santo Urso e Leubais, ver páginas 376-379: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2013.pdf

7*.   Em Ra­vena, na Fla­mínia, hoje na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, Santo Eclésio, bispo, que foi com­pa­nheiro do papa São João I na opo­sição às atro­ci­dades do rei Te­o­do­rico e, de­pois de as su­perar so­zinho, deu à sua Igreja novo esplendor. († c. 532)

8*.   Na re­gião de Béarn, si­tuada nos Pi­re­neus, na Gas­conha da Gália, hoje na França, São Ga­lac­tório, que é ve­ne­rado como bispo de Lescar e mártir. († s. VI)

9.   Em Man­ti­neia, pró­ximo de Es­kihisar, em Ho­no­ríades, ter­ri­tório da Ana­tólia, hoje na Tur­quia, Santa An­tusa, virgem, que, sendo monja, so­freu a fla­ge­lação e o exílio no tempo do im­pe­rador Cons­tan­tino Co­pró­nimo por causa do culto das sa­gradas ima­gens e, fi­nal­mente, pôde re­gressar à sua pá­tria, onde morreu em paz. († s. VIII). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Bitínia, a Bem-Aventurada Antusa, virgem. Depois de ter sido atormentada por causa do culto das santas imagens, sob o imperador Constantino Copromino, pôde retornar ao seu mosteiro e lá terminar seus dias em paz. (M)

10.     Em Cór­dova, na An­da­luzia, re­gião da Es­panha, os santos már­tires Jorge, diá­cono e monge sírio, Au­rélio (também na Folhinha do Coração de Jesus) e Sa­bi­goto (Natália), es­posos, Félix e Li­liosa, também es­posos, que, du­rante a per­se­guição dos Mouros, ani­mados pelo de­sejo de dar tes­te­munho da fé em Cristo, não ces­saram de louvar Jesus Cristo até ao mo­mento de serem decapitados. († 852). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no mesmo dia, São Jorge, monge, e os Santos Félix, Aurélia, Natália (também na Folhinha do Coração de Jesus) e Liliosa, martirizados em Córdova, na Espanha, em 852, por não terem hesitado em confessar abertamente sua fé em Cristo diante do islamismo (M).Ver também: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Mártires_de_Córdova

https://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%A1rtires_de_C%C3%B3rdova

– Ver também: Santa Natália de Córdova: https://pt.wikipedia.org/wiki/Nat%C3%A1lia_de_C%C3%B3rdova

11*.    Com ele se co­me­moram os santos bispos Go­razdo, Nahum, Sabas e An­ge­lário, que con­ti­nu­aram na Bul­gária a obra dos santos Ci­rilo e Metódio. († s. IX-X)

12*.   No ce­nóbio de Garsten, na Es­tíria, na ho­di­erna Áus­tria, o Beato Ber­toldo, abade, ao qual ti­nham fácil acesso os pe­ni­tentes em busca de con­selho e todos os que pro­cu­ravam auxílio. († 1142). Ver página 381: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2013.pdf

13*.   Em Pi­a­cenza, na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, o Beato Rai­mundo Pal­mério, pai de fa­mília, que, de­pois de mor­rerem a es­posa e os fi­lhos, fundou um hos­pício para aco­lher os pobres. († 1200)

14*.   Em Fa­enza, também na Emília-Ro­manha, o Beato Ne­vo­lone, cé­lebre pelas suas pe­re­gri­na­ções re­li­gi­osas, aus­te­ri­dade de vida e ob­ser­vância eremítica. († 1280). Ver páginas 373-375:   http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2013.pdf

15*.   Em Amélia, na Úm­bria, também re­gião da Itália, a Beata Lúcia Bu­fa­lári, virgem, irmã de São João de Riéti, das Oblatas da Ordem de Santo Agos­tinho, ilustre pela sua pe­ni­tência e zelo das almas. († c. 1350)

16*.   Em Staf­ford, na In­gla­terra, o Beato Ro­berto Sutton, pres­bí­tero e mártir, que, no rei­nado de Isabel I, foi en­for­cado por causa do sacerdócio. († 1588)

17*.   Em Be­au­maris, no País de Gales, o Beato Gui­lherme Da­vies, pres­bí­tero e mártir, que, na mesma per­se­guição, por causa do sa­cer­dócio, de­pois de orar pelos pre­sentes, so­freu o mesmo suplício. († 1593)

18*.   Em Bréscia, na Lom­bardia, re­gião da Itália, a Beata Maria Ma­da­lena Martinengo (também na Folhinha do Coração de Jesus), aba­dessa da Ordem das Cla­rissas Ca­pu­chi­nhas, in­signe pela sua abstinência. († 1737)

19♦.   Em San Giórgio a Cre­mano, ci­dade da pro­víncia de Ná­poles, na Itália, a Beata Maria da Paixão de Nosso Se­nhor Jesus Cristo (Maria da Graça Ta­rallo), re­li­giosa da Con­gre­gação das Re­li­gi­osas Cru­ci­fi­cadas Ado­ra­doras da Eucaristia. († 1912)

20*.   Em Ol­leria, po­vo­ação da pro­víncia de Va­lência, na Es­panha, o Beato Jo­a­quim Vi­la­nova Camallonga, pres­bí­tero e mártir, que, em tempo de per­se­guição contra a fé, al­cançou a glória celeste. († 1936)

21*.   Em Llisà, lo­ca­li­dade pró­xima de Bar­ce­lona, também na Es­panha, o Beato Mo­desto Vegas Vegas, pres­bí­tero da Ordem dos Frades Me­nores Con­ven­tuais e mártir, que, du­rante a mesma per­se­guição contra a fé, der­ramou o seu sangue por Cristo. († 1936)

22*.   Em Bar­ce­lona, também na Es­panha, os be­atos Fi­lipe Her­nández Martínez, Za­ca­rias Abadia Buesa e Jaime Ortiz Alzueta, re­li­gi­osos da So­ci­e­dade Sa­le­siana e már­tires, que na mesma per­se­guição so­freram o martírio. († 1936)

23♦.   Em Gua­da­la­jara, também na Es­panha, o Beato André Ji­ménez Galera, pres­bí­tero da So­ci­e­dade Sa­le­siana e mártir, que con­sumou glo­ri­o­sa­mente o com­bate da fé du­rante a mesma per­se­guição religiosa. († 1936)

24♦.   Em Las “emes” de Be­lin­chón, perto de Cu­enca, também na Es­panha, os be­atos már­tires An­tolin As­torga Díaz, Hen­rique Ber­nar­dino Fran­cisco Serra Chorro, José Au­rélio Cal­leja del Hi­erro e José Gu­tiérrez Arranz, pres­bí­teros da Ordem de Santo Agos­tinho; e Vi­cente To­le­dano Valenciano, pres­bí­tero da di­o­cese de Cu­enca, que pas­saram à glória ce­leste de­pois de terem dado um in­que­bran­tável tes­te­munho de fé em Cristo. († 1936)

25♦.   Em Mu­nera, na pro­víncia de Al­ba­cete, também na Es­panha, o Beato Bar­to­lomeu Ro­drí­guez Sória, pres­bí­tero da di­o­cese de Al­ba­cete e mártir, que na mesma per­se­guição re­li­giosa ter­minou vi­to­ri­o­sa­mente o com­bate da fé. († 1936)

26♦.   Em To­ledo, também na Es­panha, o Beato Jo­a­quim de la Ma­drid Arespacochaga, pres­bí­tero da di­o­cese de To­ledo e mártir, que deu o su­premo tes­te­munho de Cristo du­rante a mesma per­se­guição contra a fé cristã. († 1936)

27♦.   Em Bal­sareñy, ci­dade da Ca­ta­lunha, também na Es­panha, os be­atos Fran­cisco Magino (An­tónio Tost Lla­veria) e Rai­mundo Elói (Nar­ciso Serra Ro­vina), re­li­gi­osos da Con­gre­gação dos Ir­mãos das Es­colas Cristãs e már­tires, que, pelo com­bate do mar­tírio, al­can­çaram a im­pe­re­cível coroa de glória. († 1936)

28♦.   Em San Fru­tuoso de Bages, lo­ca­li­dade da Ca­ta­lunha, também na Es­panha, o Beato Ho­nesto Maria (Fran­cisco Pujol Es­pi­nalt), re­li­gioso da Con­gre­gação dos Ir­mãos das Es­colas Cristãs e mártir, que, na mesma per­se­guição, foi as­sas­si­nado por causa da sua fé. († 1936)

29♦.   Em Vall­vi­drera, na Ca­ta­lunha, também na Es­panha, as be­atas Rai­munda Fossas Romans, Adelfa Soro Bó, Te­resa Prats Marti, Otília Alonso González e Rai­munda Per­ramón Vila, vir­gens da Con­gre­gação das Irmãs Do­mi­ni­canas da Anun­ciata e már­tires, que, de lâm­padas acesas, foram dignas de en­trar na ceia eterna de Cristo Esposo. († 1936)

30*.   Em Aus­chwitz, pró­ximo de Cra­cóvia, na Po­lónia, a Beata Maria Cle­mente de Jesus Cru­ci­fi­cado (He­lena Stas­zewska), virgem da Ordem de Santa Úr­sula e mártir, que, du­rante o furor da guerra, foi en­car­ce­rada no de­su­mano campo de ex­ter­mínio, onde morreu ví­tima dos tor­mentos su­por­tados pela fé cristã. († 1943)

31. São Lourenço, bispo e confessor. Ver página 380: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2013.pdf  

32. São Teobaldo de Marly (27 de julho ou 08 de julho). Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Teobaldo_de_Marly

33. Outros santos do dia 27 de JULHO, páginas: 373-383: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2013.pdf

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre o dia 27 de julho, ver ainda: https://pt.wikipedia.org/wiki/27_de_julho

1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004

ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 582-585:  Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Maria, protegei-nos!

São José, Anjos e Santos, intercedei por nós!

Amém!

OBSERVAÇÃO: MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS/OS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES.

CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS!

MUITO OBRIGADO!

Ver:

https://vidademartiressantasesantos.blog/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.