Santas e Santos de 18 de março

1. São Ci­rilo (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo de Je­ru­salém e doutor da Igreja, que, tendo so­frido muitos ul­trajes dos ari­anos por causa da fé e ex­pulso vá­rias vezes da sua sede epis­copal, expôs ad­mi­ra­vel­mente aos fiéis a recta dou­trina, a Es­cri­tura e os santos mis­té­rios com ho­mi­lias e catequeses. († c. 386/387). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 386, o nascimento no céu de São Cirilo de Jerusalém, bispo e Doutor da Igreja. Inicialmente encarregado de preparar os catecúmenos, que introduzia nos mistérios cristãos, trabalhou em favor da verdade e da unanimidade da Igreja no I Concílio Ecumênico de Constantinopla. (R). Ver mais sobre São Cirilo às páginas 108-127: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

Ver também “Cirilo de Jerusalém foi o bispo da Igreja de Jerusalém, em sucessão ao bispo Máximo III, entre 350 e 386, com várias interrupções por conta da controvérsia ariana. Ele é venerado como santo pela Igreja CatólicaIgreja Ortodoxa e pela Comunhão Anglicana. Em 1883, Cirilo foi declarado Doutor da Igreja pelo papa Leão XIII.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Cirilo_de_Jerusal%C3%A9m

2.   Co­me­mo­ração de Santo Ale­xandre, bispo e mártir, que, tendo vindo da Ca­pa­dócia para Je­ru­salém, exerceu o mi­nis­tério pas­toral nesta Ci­dade Santa, fundou uma ex­ce­lente bi­bli­o­teca e abriu uma es­cola. Mais tarde, du­rante a per­se­guição do im­pe­rador Décio, quando já bri­lhavam os ca­belos brancos da sua ve­ne­randa ve­lhice, foi con­du­zido a Ce­sa­reia da Pa­les­tina e aí so­freu o mar­tírio pela fé em Cristo. († c. 250). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Palestina, Santo Alexandre. Discípulo de Clemente de Alexandria. Antes de ser nomeado pastor da Igreja de Jerusalém, recebeu Orígenes e ordenou-o presbítero, tendo mais tarde morrido na prisão, sob a perseguição de Décio. (M). Ver página 140: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

– Ver também “Alexandre de Jerusalém (m. 249[1] ou 251[2][3]) foi um clérigo do século III que esteve ativo nas províncias orientais do Império Romano. Nativo da Capadócia, mudou-se em data desconhecida para Alexandria, onde estudaria ao lado de Orígenes. Tempos depois iria para sua cidade natal, onde tornar-se-ia bispo.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Alexandre_de_Jerusal%C3%A9m

3.   Em Lucca, na Etrúria, hoje na Tos­cana, re­gião da Itália, São Frig­diano, bispo, na­tural da Ir­landa, que con­gregou clé­rigos num mos­teiro, para be­ne­fício do povo des­viou o curso do rio Sér­chio, tor­nando mais fértil a terra, e con­verteu à fé ca­tó­lica os Lom­bardos que ti­nham in­va­dido a região. († c. 588). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. VI, São Fridiano, monge irlandês. De volta de uma peregrinação à Roma, foi nomeado bispo a serviço da Igreja de Lucca, na Toscana. (M). Ver também sobre São Fridiano, à pág. 130: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

4.   Em Tours, ci­dade da Nêus­tria, ac­tu­al­mente na França, São Le­o­bardo, que viveu re­cluso numa pe­quena cela pró­xima do mos­teiro de Mar­mou­tier, onde res­plan­deceu pela sua ad­mi­rável abs­ti­nência e humildade. († c. 593)

5.   Em Sa­ra­goça, na His­pânia Tar­ra­co­nense, São Bráulio, bispo, que ajudou Santo Isi­doro, de quem foi grande amigo, a res­taurar a dis­ci­plina ecle­siás­tica em toda a His­pânia e foi seu digno su­cessor na eloquência e sabedoria. († 651)

6.   Perto de Wa­reham, lo­ca­li­dade da In­gla­terra, Santo Edu­ardo, rei dos In­gleses, do­lo­sa­mente as­sas­si­nado ainda jovem pelos servos da madrasta. († 978). Ver também sobre Santo Eduardo, às páginas 131-133: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

– Ver também “Eduardo, o Mártir (c. 962 – 18 de março de 978) foi o Rei dos Ingleses de 975 até seu assassinato. Era o filho mais velho do rei Edgar mas não seu herdeiro reconhecido. Após a morte do rei, a liderança da Inglaterra foi contestada, com alguns apoiando a reivindicação de Eduardo e outros apoiando seu irmão mais novo Etelredo, reconhecido como o filho legítimo de Edgar. Eduardo foi escolhido como rei e coroado por seus principais apoiadores do clero, os arcebispos Dunstan e Osvaldo de Worcester.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Eduardo,_o_M%C3%A1rtir

7.   Em Mântua, na Lom­bardia, re­gião da Itália, o pas­sa­mento de Santo An­selmo, bispo de Lucca, fi­de­lís­simo à Sé Ro­mana, que, no con­flito sobre as in­ves­ti­duras, res­ti­tuiu ao papa Gre­gório VII o anel e o bá­culo pas­toral que re­lu­tan­te­mente re­ce­bera do im­pe­rador Hen­rique IV e, ex­pulso da sua sede pelos có­negos que re­cu­savam a vida comum, foi en­viado à Lom­bardia como le­gado do papa, que en­con­trou nele um va­lioso colaborador. († 1086). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 1086, a volta para Deus de Santo Anselmo. Recolhido a um mosteiro beneditino pouco depois de sua sagração episcopal, trabalhou por sua oração e seus esforços para restabelecer a paz perturbada pelo imperador. (M). Ver também sobre Santo Anselmo às páginas 134-135: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

8.   Em Cá­gliari, na Sar­denha, São Sal­vador Gri­o­nesos de Horta, re­li­gioso da Ordem dos Frades Me­nores, que se tornou um hu­milde ins­tru­mento de Cristo para sal­vação dos corpos e das almas. († 1567)

9*.   Em Len­castre, na In­gla­terra, os be­atos João Thules, pres­bí­tero, e Ro­gério Wrenno, oriundos do mesmo con­dado, már­tires de Cristo no rei­nado de Jaime I. († 1616)

10*.   No mos­teiro de Saint-Sau­veur-le-Vi­comte, na Nor­mandia, re­gião da França, a Beata Marta (Amata Le Bou­teiller), virgem das Irmãs das Es­colas Cristãs da Mi­se­ri­córdia, que, ani­mada pela sua plena con­fi­ança em Deus, de­sem­pe­nhou sempre com inal­te­rável pa­ci­ência os ofí­cios mais humildes. († 1883)

11♦.   Em Flo­rença, na Itália, a Beata Ce­les­tina da Mãe de Deus (Maria Ana Do­náti), virgem, fun­da­dora da Con­gre­gação das Fi­lhas Po­bres de São José de Calasans. († 1925)

12. São Trófimo e Santo Eucárpio, mártires. No Martirológio Romano-Monástico, na Nicomédia, no séc. IV, os Santos Trófimo e Eucarpo. Soldados pagãos, tinham sido mandados perseguir os cristãos. Convertidos no trajeto pela caridade exemplar destes, foram também condenados ao suplício do fogo (M).Ver sua história às páginas 128-129: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

13. Em 707, São Tetrico, abade do Mosteiro de Saint-Germain, em Auxerre. Tornado Bispo daquela cidade, realçou a dignidade do Ofício Divino em sua catedral (Conforme Martirológio Romano-Monástico – X).

14. No mesmo dia, em Augsburgo, São Narciso (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo, o primeiro que pregou o evangelho aos grisões, indo_ em seguida a Espanha, tendo, depois, em Girona, feito inúmeras conversões. Recebeu a palma do martírio juntamente com o diácono Félix, quando do imperador Diocleciano, em 307. Ver página 138: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

15. Na Folhinha do Coração de Jesus, São Cristiano.

16. Outros santos do dia 18 de março: págs. 108-140 (vol.5): VIDAS DOS SANTOS – 5.pdf (obrascatolicas.com)

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 18 de março, ver ainda: 18 de março – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINA 266-268:

Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Maria, proteja-nos!

São José, Anjos e Santos, intercedam por nós!

Amém!

PAI AMADO DÊ-NOS, À NOSSA FAMÍLIA E A TODOS OS QUE O SENHOR JÁ CHAMOU E OS QUE ESTÃO AQUI, A GRAÇA DE ESTARMOS COM O SENHOR, A MÃEZINHA MARIA, SÃO JOSÉ E TODAS AS SANTAS E SANTOS QUANDO O SENHOR NOS CHAMAR TAMBÉM! DÊ-NOS A SUA GRAÇA! OBRIGADO PAI AMADO! PEDIMOS POR JESUS CRISTO, SEU FILHO, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO!  NÓS CONFIAMOS NO SENHOR! AMÉM!

OBSERVAÇÃO: MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS/OS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES.

CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS!

MUITO OBRIGADO!

“O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

“Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio, lembrado em 10 de fevereiro)

Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.(últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro). Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

“Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

Ver:

https://vidademartiressantasesantos.blog/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.