Santas e Santos de 31 de julho

1. Me­mória de Santo Inácio de Loiola (também na Folhinha do Coração de Jesus), pres­bí­tero, que, na­tural do País Basco, na Es­panha, viveu na corte e no exér­cito, até que, gra­ve­mente fe­rido, se con­verteu a Deus; fez os seus es­tudos te­o­ló­gicos em Paris e as­so­ciou a si os pri­meiros com­pa­nheiros, com os quais mais tarde cons­ti­tuiu a Com­pa­nhia de Jesus em Roma, onde exerceu um fru­tuoso mi­nis­tério, quer pelas obras que es­creveu quer na for­mação dos dis­cí­pulos, para maior glória de Deus. († 1556).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, memória de Santo Inácio de Loyola, sacerdote, morto em 1556. Convertido aos trinta anos após uma vida de soldado cheia de aventuras, viveu retirado em Montserrat e em Manresa. Depois partiu para estudar em Paris, onde reuniu seus primeiros discípulos, núcleo da Companhia de Jesus, a qual fundou “para a maior glória de Deus e para o serviço da Igreja militante”. (R).

– Ver páginas 461-481: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2013.pdf  

– Ver “…Inácio de Loyola, nascido Iñigo López de Oñaz y Loyola (Azpeitia31 de maio de 1491 — Roma31 de julho de 1556), foi o fundador da Companhia de Jesus, uma ordem religiosa católica romana que teve grande importância na Reforma Católica, cujos membros são conhecidos como os jesuítas. Em 2009, a Companhia de Jesus era a ordem religiosa masculina mais numerosa na Igreja Católica.[1]”: https://pt.wikipedia.org/wiki/In%C3%A1cio_de_Loyola

2.   Em Milão, na Trans­pa­dânia, hoje na Lom­bardia, re­gião da Itália, São Ca­lí­mero, bispo. († s. II f.)

3.   Em Sí­nada, na Frígia, hoje Çi­fit­ka­saba, na Tur­quia, os santos De­mó­crito (também na Folhinha do Coração de Jesus), Se­gundo e Di­o­nísio, mártires. († s. III)

4.   Em Ce­sa­reia, na Mau­ri­tânia, hoje Cher­chell, na Ar­gélia, São Fábio (também na Folhinha do Coração de Jesus), mártir, que foi en­car­ce­rado por ter re­cu­sado levar a in­sígnia do go­ver­nador numa as­sem­bleia geral da pro­víncia e, como per­se­ve­rava na con­fissão da fé em Cristo, foi con­de­nado à morte pelo juiz. († 303-304).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Cesaréia da Mauritânia, durante a perseguição de Diocleciano, a paixão do Bem-Aventurado Fábio. Por sua recusa em levar as insígnias do governador da província, foi preso e sofreu dois interrogatórios, durante os quais perseverou em confessar Cristo. Enfim o juiz o condenou à pena capital. (M).

– Ver páginas 482-483: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2013.pdf  

–  Ver também “… São Fábio (nascido na Mauritânia, falecido em 303 ou 304 na Mauritânia Cesariense,[1] atualmente CherchellArgélia) foi um mártir do Império Romano na antiga Mauritânia, venerado como santo pela Igreja Católica. A memória da liturgia é realizada em 31 de julho.[2][3][4]”: https://pt.wikipedia.org/wiki/F%C3%A1bio_da_Maurit%C3%A2nia

5.   Em Roma, junto à Via La­tina, São Ter­tu­liano, mártir. († c. s. IV)

6.   Em Ra­vena, na Fla­mínia, na ho­di­erna Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, o pas­sa­mento de São Ger­mano (também na Folhinha do Coração de Jesus do dia 03 de agosto), bispo de Au­xerre, que li­bertou por duas vezes a Bre­tanha da he­resia pe­la­giana e, tendo-se di­ri­gido a Ra­vena para pro­mover a paz na re­gião da Ar­mó­rica, foi re­ce­bido com honras so­lenes pelos im­pe­ra­dores Va­le­riano e Gala Pla­cídia, su­bindo dali ao reino celeste. († 448).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico (de 31 de julho), em 448, São Germano, inicialmente alto funcionário do império, residia em Auxerre, sua cidade natal. Fundou um mosteiro além do rio Yonne, para reunir o exemplo e a oração dos monges à atividade do clero. Reavivou a religião católica nas Ilhas Britânicas, ameaçadas pela heresia pelagiana. Foi “pai espiritual” de Santa Genoveva, e é honrado em Paris na Igreja de Saint-Germain-l’Auxerrois, paróquia dos reis de França. (M).

– No VIDAS DOS SANTOS do dia 30 de julho, São Germano, bispo de Auxerre. Ver Páginas 429-445: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2013.pdf

– Ver também “… Germano de Auxerre (c. 378 – c. 448) foi bispo de Auxerre na Gália. É um santo para a igrejas Católica e Ortodoxa, e seu dia é celebrado em 31 de julho.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Germano_de_Auxerre

7.   Em Ímola, também na Fla­mínia, o pas­sa­mento de São Pedro Crisólogo, bispo de Ra­vena, cuja me­mória é ce­le­brada na vés­pera deste dia. († c. 450).

– Ver 30 de julho.

8.   Em Skövde, na Suécia, Santa He­lena (Elena), viúva, que, in­jus­ta­mente as­sas­si­nada, é con­si­de­rada mártir. († c. 1160)

9*.   Em Ac­qua­pen­dente, na Tos­cana, hoje no Lácio, re­gião da Itália, o pas­sa­mento do Beato João Colombíni, rico co­mer­ci­ante de ves­tuário que se con­verteu à po­breza e reuniu os seus dis­cí­pulos na Ordem dos Je­su­atos, cujos mem­bros quis trans­formar em po­bres de Cristo e es­posos da se­nhora Pobreza. († 1307)

– Ver: São João Colombini, às páginas 348-360: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2013.pdf  

– Ver “… Nasceu em Siena, Itália, c. 1300; beatificado pelo Papa Gregório XIII. Se John Colombini pôde conquistar o favor de Deus, há esperança para todos nós. Segundo todos os relatos, esse rico comerciante de Siena que ocupava a posição de primeiro magistrado (gonfalionere) era um homem ambicioso, avarento e mal-humorado. Ele mesmo se converteu ao ler a história da conversão de Santa Maria do Egito em As Vidas dos Santos. Depois disso, ele se dedicou a obras de caridade e fundou uma sociedade de irmãos leigos chamada Gesuati, que foi aprovada em 1367 – apenas 37 dias antes de sua morte (Beneditinos, Enciclopédia)…”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJuly31.html

10*.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, o Beato Eve­rardo Hanse, pres­bí­tero e mártir, que, desde o dia em que pro­fessou a fé ca­tó­lica, a guardou sempre fi­el­mente, a di­fundiu entre os seus con­ci­da­dãos e, no rei­nado de Isabel I, a con­firmou com o glo­rioso mar­tírio em Tyburn. († 1581).

Everaldo Hanse (também na Folhinha do Coração de Jesus de 30 de julho).

11♦.   Em Nishi­zaka, no Japão, o Beato Ni­colau Fu­ku­naga Keian, re­li­gioso da Com­pa­nhia de Jesus e mártir. († 1633)

12*.   Num barco-prisão an­co­rado ao largo de Ro­che­fort, na França, o Beato João Fran­cisco Jar­rige de la Mo­relie du Breuil, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante a per­se­guição contra a Igreja de­sen­ca­deada na Re­vo­lução Fran­cesa, en­cer­rado na sór­dida ga­lera morreu de tuberculose. († 1794)

13.   Em Cay Met, lo­ca­li­dade pró­xima de Saigão, na Co­chin­china, hoje no Vi­etnam, os santos Pedro Doan Cong Quy, pres­bí­tero, e Ma­nuel Phung, már­tires, que, de­pois de cerca de sete meses de cár­cere, foram de­ca­pi­tados no tempo do im­pe­rador Tu Duc por serem cristãos. († 1859)

14.   No vale de Alighede, na Etiópia, São Jus­tino De Jacobis, bispo, da Con­gre­gação da Missão, que, com ad­mi­rável man­sidão e ca­ri­dade, se de­dicou ao mi­nis­tério apos­tó­lico e à for­mação do clero in­dí­gena, so­frendo por isso a fome, a sede, as tri­bu­la­ções e o cárcere. († 1860)

15*.   Em Gra­nol­lers, ci­dade pró­xima de Bar­ce­lona, na Es­panha, os be­atos már­tires Di­o­nísio Vi­cente Ramos, pres­bí­tero, e Fran­cisco Remon Játiva, re­li­gioso da Ordem dos Frades Me­nores Con­ven­tuais, que, du­rante a per­se­guição contra a fé, com o seu mar­tírio se­guiram os passos de Cristo. († 1936)

16*.   Em Va­lência, também na Es­panha, o Beato Jaime Buch Canals, re­li­gioso da So­ci­e­dade Sa­le­siana, que na mesma per­se­guição morreu pro­fes­sando a sua fé em Cristo. († 1936)

17♦.   Em La Ar­ra­bas­sada, perto de Bar­ce­lona, também na Es­panha, as be­atas Es­pe­rança da Cruz (Te­resa Su­birá San­jaume) e Com­pa­nheiras, vir­gens da Con­gre­gação das Irmãs Car­me­litas Mis­si­o­ná­rias e már­tires, que, du­rante a per­se­guição re­li­giosa, foram as­sas­si­nadas por causa da sua fi­de­li­dade a Cristo Esposo. São estes os seus nomes: Da­niela de São Bar­nabé (Vi­centa Achurra Go­ge­nola), Ga­briela de São João da Cruz (Fran­cisca Pons Sardá) e Maria do Re­fúgio de Santo Ân­gelo (Maria Ro­queta Serra), vir­gens da Con­gre­gação das Irmãs Car­me­litas Missionárias († 1936)

18♦.   Em To­ledo, também na Es­panha, os be­atos Na­zário do Sa­grado Coração (Na­zário del Valle Gon­zález), pres­bí­tero da Ordem dos Car­me­litas Des­calços e com­pa­nheiros már­tires, que, na mesma per­se­guição, me­re­ceram re­ceber a su­blime palma do martírio. São estes os seus nomes: Pedro José dos Sa­grados Co­ra­ções (Pedro José Ji­ménez Val­lejo), e Rai­mundo de Nossa Se­nhora do Carmo (José Gri­jaldo Medel), pres­bí­teros; Mel­chior do Me­nino Jesus (Mel­chior Martin Monge), Félix de Nossa Se­nhora do Carmo (Luís Gómez de Pablo), Plá­cido do Me­nino Jesus (José Luís Col­lado Oliver), Da­niel da Sa­grada Paixão (Da­niel Mora Nine), re­li­gi­osos todos da Ordem dos Car­me­litas Descalços. († 1936)

19♦.   Em An­dújar, lo­ca­li­dade da pro­víncia de Jaen, também na Es­panha, os be­atos Pru­dêncio da Cruz (Pru­dêncio Gue­ré­quiz Gue­zu­raga) e Se­gundo de Santa Teresa (Se­gundo Garcia Ca­bezas), pres­bí­teros da Ordem da San­tís­sima Trin­dade e már­tires, que, opri­mido pela vi­o­lência dos ini­migos da Igreja, foi ao en­contro do Senhor. († 1936)

20♦.   Em Pa­ra­cu­ellos del Ja­rama, lo­ca­li­dade pró­xima de Ma­drid, também na Es­panha, o Beato Ví­tório (Mar­tinho An­glés Oli­veras), re­li­gioso da Con­gre­gação dos Ir­mãos das Es­colas Cristãs e mártir, que pelo mar­tírio se tornou par­ti­ci­pante na vi­tória de Cristo. († 1936)

21*.   Em Da­chau, pró­ximo de Mu­nique, ci­dade da Ba­viera, na Ale­manha, o Beato Mi­guel Ozieblowski, pres­bí­tero e mártir, que, de­por­tado da Po­lónia, sua pá­tria, do­mi­nada por um re­gime hostil à re­li­gião, por causa da fé foi en­car­ce­rado num campo de con­cen­tração e, du­ra­mente tor­tu­rado, con­sumou o seu martírio. († 1942)

22*.   Em Ka­lisz, na Po­lónia, o Beato Fran­cisco Stryjas, mártir, que, na mesma per­se­guição, es­vaído por muitos su­plí­cios, foi glo­ri­o­sa­mente ao en­contro do Senhor. († 1944)

23*.   Em Tr­nava, na Es­lo­vá­quia, a Beata Si­dónia (Ce­cília Sche­lin­gova), virgem da Con­gre­gação das Irmãs da Ca­ri­dade da Santa Cruz e mártir, que, em tempo de ex­trema hos­ti­li­dade contra a Igreja na sua nação, por ter pro­te­gido um sa­cer­dote so­freu muitas tri­bu­la­ções no corpo e no es­pí­rito e, fi­nal­mente con­su­mida pela en­fer­mi­dade, res­plan­deceu como in­que­bran­tável e alegre tes­te­munha de Cristo. († 1955)

24. Outros santos do dia 31 de JULHO, páginas 461-485:

http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-

%2013.pdf

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santase Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre 31 de julho, ver ainda: 31 de julho – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

BIBLIOGRAFIA:

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi eCaterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS  591-594: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes,sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livrariaon line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  7. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJuly31.html

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Virgem Maria, socorra-nos, proteja-nos

São José, Anjos e Santos, intercedam por nós! Obrigado! Amém!

PAI AMADO, DÊ-NOS A GRAÇA PARA LUTAR COM ENTUSIASMO

E FORÇA DE VONTADE,

POR MEIO DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO,

MESMO EM SITUAÇÕES DIFÍCEIS E ESPINHOSAS,

PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ

DE BONS COSTUMES E SANTIDADE!

LIVRA-NOS DA CERVIZ DURA E DO CORAÇÃO EMPEDERNIDO!

EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO!

AMÉM!

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DESANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

* SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

“O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

“Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio,lembrado em 10 de fevereiro)

“Ó meu Deus, “sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro). Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

“Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo,na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

“Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível.

(conforme: Saint of the Day (lngplants.com)

ou

Saint of the Day May 20 (lngplants.com)

“…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio, lembrados em 21 de maio)

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

* Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém!

* PAI, ABRACE-NOS! JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS UNA!

MÃEZINHA MARIA, VELE POR NÓS!

EM NOME DE JESUS, PAI! AMÉM!

* Ver o blog https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!