Santas e Santos de 09 de setembro

Ver também 09 de setembro na Igreja Ortodoxa “… Todas as comemorações fixas abaixo são comemoradas no dia 22 de setembro pelas igrejas ortodoxas sob o Velho Calendário. No dia 9 de setembro do calendário civil, as igrejas sob o Velho Calendário celebram as comemorações listadas no dia 28 de agostoPós-Festa da Natividade de Nossa Santíssima Senhora, a Mãe de Deus e Sempre-Virgem Maria.[1][2][3]…”; 9 de setembro na Igreja Ortodoxa – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

1. São Pedro Claver (também na Folhinha do Coração de Jesus), (seu dia natal foi lembrado dia 08 de setembro) pres­bí­tero da Com­pa­nhia de Jesus, que, em Car­ta­gena, na Colômbia, du­rante mais de qua­renta anos, com ad­mi­rável ab­ne­gação e exímia ca­ri­dade se de­dicou ao ser­viço dos ne­gros tra­zidos como es­cravos, dos quais cerca de tre­zentos mil fez re­nascer para Cristo pelo Bap­tismo por ele administrado. († 1654).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 1654, São Pedro Claver, jesuíta espanhol, mandado em missão à Colômbia, onde se dedicou ao apostolado junto aos escravos durante quarenta anos. (M).

– Ver também “…Pedro Claver (VerdúEspanha26 de Junho de 1580 – CartagenaColômbia8 de Setembro de 1654) foi um padre jesuíta e missionário espanhol nascido em Verdú (CatalunhaEspanha) que, devido a sua vida e obra, tornou-se o santo padroeiro dos escravos, da República da Colômbia, e o ministério para afro-americanos. Durante os 40 anos de seu ministério no Novo Reino de Granada, estima-se que ele tenha batizado pessoalmente cerca de 300 000 pessoas (em grupos de 10) e ouvido as confissões de mais de 5 000 escravos por ano. Ele também é santo padroeiro dos marítimos. Ele é considerado um exemplo heróico do que deveria ser a práxis cristã do amor e do exercício dos direitos humanos.[1] O Congresso da República da Colômbia declarou 9 de setembro como o Dia Nacional dos Direitos Humanos em sua homenagem. Entrou na Companhia de Jesus com 21 anos e depois dos estudos foi enviado como missionário a Cartagena, porto da Colômbia…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Pedro_Claver

2.   Em Roma, no ce­mi­tério “ad Duas Lauros”,  na Via La­bi­cana, São Gor­gónio, mártir. († d. 203).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no início do séc. IV, receberam a palma do martírio: São Gorgônio, em Roma; São Jacinto, na Savina; e os Santos Estratão, Rufo e Rufiniano, no Oriente. (M)

3.   Na Sa­bina, a trinta mi­lhas de Roma, São Ja­cinto, mártir. († data inc.)

– Ver “… 690 São Jacinto Mártir com Alexandre e Tiburtius (também na Folhinha do Coração de Jesus, São Tibúrcio). Eles morreram perto de Roma.”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DaySeptember09.html

4.   No mos­teiro de Clon­mac­nois, junto ao rio Shannon, na Ir­landa, São Ci­a­rano ou Que­rano (São Cirano, também na Folhinha do Coração de Jesus), pres­bí­tero e abade, fun­dador deste mosteiro. († s. VI).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Irlanda, perto de 549, São Clarano, fundador do mosteiro de Clonmacnoix, um dos maiores centros religiosos e culturais do país (M).

– Ver São Kieran, abade. Ver páginas 116-117: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

– Ver “São Ciarán de Clonmacnoise (c. 516 – c. 549),[1] supostamente nascido como Ciarán mac an tSaeir[2] foi um dos Doze Apóstolos da Irlanda[3] e o primeiro abade de Clonmacnoise. Ele é por vezes referido como Ciarán o Jovem para o distinguir de São Ciarán o Velho, que foi bispo de Osraige. O seu nome é produzido em muitas variantes diferentes, incluindo CeranKieran e Queran.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ciar%C3%A1n_de_Clonmacnoise

5*.   Em Cas­tela, re­gião da Es­panha, a Beata Maria de la Cabeza (Maria To­ríbia), es­posa de Santo Isidro La­vrador, que viveu hu­milde e la­bo­ri­o­sa­mente a vida eremítica. († s. XII)

6*.   Em York, na In­gla­terra, o Beato Jorge Dou­glas, pres­bí­tero e mártir, na­tural da Es­cócia, que era mestre-es­cola e se tornou sa­cer­dote em Paris e, no rei­nado de Isabel I, por ter per­su­a­dido ou­tras pes­soas a abraçar a fé ca­tó­lica, através do su­plício no pa­tí­bulo partiu vi­to­rioso para o Céu. († 1587)

7*.   Em Münster, na Ale­manha, a Beata Maria Eu­tímia (Ema Üffing), virgem da Con­gre­gação das Irmãs da Com­paixão, que, ani­mada pela sua exímia ca­ri­dade, be­nig­ni­dade e des­pren­di­mento de si mesma, serviu a Deus na pessoa dos enfermos. († 1855)

8*.   Em Gramat, ci­dade do ter­ri­tório de Cahors, na França, o Beato Pedro Bo­nhomme, pres­bí­tero, que se de­dicou ad­mi­ra­vel­mente às mis­sões po­pu­lares e à evan­ge­li­zação do mundo rural e fundou a Con­gre­gação das Irmãs de Nossa Se­nhora do Monte Cal­vário, a quem en­co­mendou o cui­dado dos jo­vens, dos en­fermos e dos indigentes. († 1861)

9*.   Em Port-Louis, na ilha Mau­rícia, no Oceano Ín­dico, o Beato Tiago De­si­dério Laval, pres­bí­tero, que, de­pois de exercer S]aal­guns anos a pro­fissão de mé­dico, se fez mis­si­o­nário na Con­gre­gação do Es­pí­rito Santo e con­duziu muitos ne­gros li­bertos da es­cra­vidão à li­ber­dade de fi­lhos de Deus. († 1864)

10*.   Em Bilbau, no País Basco, na Es­panha, o Beato Fran­cisco Gá­rate Arangúren, re­li­gioso da Com­pa­nhia de Jesus, que de­sem­pe­nhou o ofício de por­teiro du­rante qua­renta e dois anos com in­signe humildade. († 1929)

11. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na época merovíngia, Santo Ulfácio, que levou vida eremítica na diocese de Le Mans. Uma localidade perto de Mountmirail tomou mais tarde seu nome. (M)

12. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. VII, Santo Omero, monge de Luxeuil que evangelizou as regiões de Artois e da Flandres, fundando a Sé Episcopalo  de Thérouanne. Criou o mosteiro de São Bertino, núcleo da futura cidade de Saint-Omer. (M)

13. São Teófano ou Teófanes. Nas anotações do Martirológio Romano de 12 de março, em Si­griana, lo­ca­li­dade da Bi­tínia, na ac­tual Tur­quia, no mos­teiro de Campo Grande, o se­pul­ta­mento de São Teó­fanes, o Cronógrafo, que, sendo muito rico se fez pobre monge e, por de­fender o culto das sa­gradas ima­gens, foi en­car­ce­rado por ordem do im­pe­rador Leão o Ar­ménio du­rante dois anos e de­pois de­por­tado para a Sa­mo­trácia, onde, exausto com tantas tri­bu­la­ções, en­tregou o es­pí­rito a Deus. († 817).

– Ver São Teófano, páginas 114-115: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

14. Bem-aventurada Serafina Sforza, Clarissa. Ver “… Chamava-se, no século, Sueva Montefeltro, e era filha de Guido Antônio, conde de Urbino, e de Catarina Colonna, sobrinha do papa Martinho V. Nascida no ano de 1432, viu-se órfã bem cedo. Educada em Roma, na casa dum tio, irmão de sua mãe, casou-se, em 1448, com Alexandre Sforza, senhor de Pesaro – Marca de Ancona. Alexandre era viúvo e tinha dois filhos. Nove anos depois, de repente, Sueva foi constrangida a encerrar-se entre as clarissas de Pesaro. Por quê? Com o consentimento do marido, ou mesmo com uma ordem do esposo, ali entrou a professar sob o nome de Serafina Professar sob ;;”;; de Serafina e se tornou abadessa em 1475; a história tradicional quer que Alexandre, para poder viver, sem interferências, com outra mulher, assim se desembaraçou de Sueva, acusando-a de crimes imaginários. Tendo levado vida deveras edificante, Serafina faleceu santamente em 1478. Em 1810, teve o corpo transportado para a catedral de Pesaro…”, à página 118: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

15. Outras santas e santos do dia 09 de setembro, págs. 114-120, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

 Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XIII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

 “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre 09 de setembro, ver ainda: 9 de setembro – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

BIBLIOGRAFIA:

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi eCaterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS  710-711: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livrariaon line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  7. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DaySeptember09.html

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Virgem Maria, socorra-nos, proteja-nos

São José, Anjos e Santos, intercedam por nós! Obrigado! Amém!

PAI AMADO, DÊ-NOS A GRAÇA PARA LUTAR COM ENTUSIASMO

E FORÇA DE VONTADE,

POR MEIO DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO,

MESMO EM SITUAÇÕES DIFÍCEIS E ESPINHOSAS,

PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ

DE BONS COSTUMES E SANTIDADE!

LIVRA-NOS DA CERVIZ DURA E DO CORAÇÃO EMPEDERNIDO!

EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO!

AMÉM!

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DESANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

* SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

“O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

“Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio,lembrado em 10 de fevereiro)

“Ó meu Deus, “sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro). Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

“Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

“Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível.

(conforme: Saint of the Day (lngplants.com)

ou

Saint of the Day May 20 (lngplants.com)

“…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio, lembrados em 21 de maio)

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

* Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém!

* PAI, ABRACE-NOS! JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS UNA!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

EM NOME DE JESUS, PAI! AMÉM!

* Ver o blog https://vidademartiressantasesantos.blog/E

MUITO OBRIGADO!