Santas e Santos de 14 de outubro

1. São Ca­listo I (também na Folhinha do Coração de Jesus), papa e mártir, que, sendo diá­cono, de­pois de um longo exílio na ilha da Sar­denha, teve a seu cui­dado o ce­mi­tério da Via Ápia que é de­sig­nado com o seu nome, onde deixou para ve­ne­ração da pos­te­ri­dade as me­mó­rias dos már­tires; de­pois, eleito papa, pro­moveu a recta dou­trina e re­con­ci­liou be­nig­na­mente os após­tatas, ter­mi­nando o seu in­tenso pon­ti­fi­cado com a glória do mar­tírio. Neste dia co­me­mora-se a de­po­sição do seu corpo no ce­mi­tério de Ca­le­pódio, junto à Via Au­rélia, em Roma. († c. 222).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, no ano da graça de 222, o martírio de São Calixto. Antigo escravo egresso das galés, depois de ter confessado sua fé, viu-se-lhe confiar, quando se tornou diácono, a administração temporal da Igreja. Eleito Papa em 218, resistiu ao cisma de Hipólito e ao rigorismo de Tertuliano, amenizando as normas de admissão ao catecumenato e as de perdão aos apóstatas. (R).

– Ver “… Calisto (em latimCallixtusca. 155 — Roma222) foi papa de 217 a 222, tendo sucedido ao papa Zeferino. Seu papado aconteceu durante o reinado dos imperadores romanos Heliogábalo e Alexandre Severo”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Papa_Calisto_I

2.   Em Cápua, na Cam­pânia, re­gião da Itália, São Lú­pulo, mártir. († data inc.).

 Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no mesmo dia, receberam a coroa do martírio os Santos Lúpulo, em Cápua, e Gaudêncio, bispo de Rímini, no séc. II (M).

3.   Em Rí­mini, na Emília, também na Itália, São Gau­dêncio, que é ve­ne­rado como pri­meiro bispo desta ci­dade du­rante o tempo de perseguição. († s. IV)

4.   Em Bruges, no ter­ri­tório da ac­tual Bél­gica, a co­me­mo­ração de São Do­na­ciano, bispo de Reims, cujas re­lí­quias se con­servam nesta cidade. († 389)

5.   Em Tódi, na Úm­bria, re­gião da Itália, São For­tu­nato, bispo, que, como re­fere o papa São Gre­gório Magno, ma­ni­festou es­pe­ci­al­mente a sua vir­tude na as­sis­tência aos enfermos. († s. V).

Ver páginas 187-188: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2018.pdf  

6*.     No ter­ri­tório de Cha­lons, na Cham­pagne, re­gião da Gália, hoje na França, Santa Ma­ne­quilde, virgem. († s. V)

– Ver “… SIGMARUS … a sua esposa tiveram sete filhas, todas veneradas como santas em diferentes partes de Champagne; eram Lintrudis, Amata (Amée), Pusinna, Hoildis, Francula, Libergis e Manechildis (Ménéhould), que era a mais nova. Todos eles receberam o véu de virgens consagradas de St Alpinus, Bispo de Chalons, e Manechildis em particular, entregou-se a todo o tipo de boas obras espirituais e temporais que acompanharia o seu pai nas suas visitas a Château-sur-Aisne (agora chamada Sainte-Ménéhould), um dos lugares da sua jurisdição, a fim de cuidar dos doentes daquele lugar. Na Côte-à-Vignes é uma fonte que se diz ter sido produzida milagrosamente pela santa para saciar a sede das pessoas que a procuravam em grande número quando ela se encontrava na sua cela na encosta da montanha. Após a morte dos seus pais, St Manechildis deixou a sua casa e as suas irmãs para viver como solitária em Bienville, no Marne, e aqui morreu no meio das lamentações dos pobres e doentes que ela tinha tratado…”:  https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayOctober14.html

7*.     Em Lúni, na Li­gúria, re­gião da Itália, a co­me­mo­ração de São Ve­nâncio, bispo, que de­dicou es­pe­cial atenção ao clero e aos monges e teve a es­tima e ami­zade do papa São Gre­gório Magno. († s. VI)

8*.     Em Be­au­vais, ci­dade da Nêus­tria, ac­tu­al­mente na França, Santa An­ga­drisma, aba­dessa do mos­teiro fun­dado por Santo Ebrulfo e cha­mado Ora­tório, hoje Oroër-des-Vi­erges, porque tinha vá­rios lu­gares de oração, onde o Se­nhor era ve­ne­rado sem interrupção. († c. 695)

9*.     Em San Se­ve­rino, no Pi­ceno, hoje nas Marcas, re­gião da Itália, São Do­mingos – cha­mado Lo­ri­cato, porque le­vava cin­gida ao corpo uma cou­raça de ferro – pres­bí­tero da Ordem Ca­mal­du­lense, o qual, tendo sido or­de­nado si­mo­ni­a­ca­mente, de­pois se fez ere­mita e, dis­cí­pulo de São Pedro Da­mião, levou uma vida de aus­te­ri­dade e ri­go­rosa observância. († 1060).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 1060, São Domingos, eremita, cognominado “o Encouraçado”, por causa dos instrumentos de penitência que trazia sobre o corpo, em reação à decadência dos costumes e da moral do clero de sua época. (M).

– Ver páginas 175-178: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2018.pdf

– Ver “… A severidade com que este jovem se condenou à penitência por um delito que não era seu é uma vergonha para aqueles que, depois de ofender a Deus com pleno conhecimento e por malícia, esperam o perdão sem considerar as condições que o verdadeiro arrependimento requer.
 Os pais de Domingos aspiravam a um estado eclesiástico para seu filho, e seu pai obteve sua promoção ao sacerdócio do bispo por meio de um presente de pele de cabra. Quando o jovem sacerdote tomou conhecimento disso, foi tomado de remorso e não poderia, dizem, ser induzido novamente a se aproximar do altar para celebrar a missa ou exercer qualquer outro ofício sacerdotal. Na Úmbria, nesta época, entre as montanhas dos Apeninos, um homem santo chamado João de Montefeltro levou uma vida muito austera como um eremita, com quem em dezoito celas diferentes viviam tantos discípulos. Dominic dirigiu-se a esse superior e implorou para ser admitido na companhia desses anacoretas. Ele obteve seu pedido e, pela austeridade de sua penitência, deu prova de quão profundo era o espírito de tristeza com que seu coração foi traspassado. Depois de alguns anos mudou de residência, por volta de 1042retirando-se para a ermida da Fonte Avellana, que São Pedro Damião então governava.

O abade, há muito acostumado a encontrar exemplos de penitência heróica, ficou surpreso com esse novo recruta. Domingos usava ao lado de sua pele uma cota de malha (da qual recebeu o sobrenome Loricatus, ou seja, o “Enviado”),e sobrecarregou ainda mais seus membros com correntes, suas flagelações infligidas a si mesmo, além disso, eram tão frequentes e violentas que ele parecia ter excedido todas as medidas. Comia o mínimo que lhe era permitido, depois só pão e ervas, com água para beber e dormia ajoelhado no chão. Quando ele se carregava com sua couraça e correntes e anéis de ferro, ele fazia inúmeras prostrações ou ficava com os braços estendidos na cruz, até que o peso que arrastava em seus membros fosse demais para ele. E essas práticas ele continuou até sua morte, que ocorreu alguns anos depois de ter sido nomeado prior de uma ermida fundada por São Pedro Damião perto de San Severino. Na última noite de sua vida, São Domingos recitou matinas e laudes com seus irmãos e morreu enquanto eles cantavam Prime, em 14 de outubro de 1060… Pouco ou nada se sabe sobre este santo, além do que aprendemos com São Pedro Damião. Tudo o que tem valor foi recolhido no artigo dedicado a São Domingos na Acta Sanctorum , outubro, vol. vi. Ver também AM Zimmermann, Kalendarium benedictinum, vol. iii (1937),pp. 178-181 e Annales Camaldulenses, vol. ii...”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayOctober14.html

10♦.   Em Ko­kura, no Japão, o Beato Diogo Ka­gayama Haito, mártir. († 1619)

11*.   Em An­gers, na França, o Beato Tiago Laig­neau de Lan­gel­lerie, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante a Re­vo­lução Fran­cesa, por ser sa­cer­dote foi decapitado. († 1794)

12*.   Em Pi­ca­dero de Pa­terna, lo­ca­li­dade da pro­víncia de Va­lência, na Es­panha, a Beata Ana Maria Aranda Riera, virgem e mártir, que, em tempo de per­se­guição contra a fé cristã, der­ramou o seu sangue por Cristo. († 1936)

13*.   No campo de con­cen­tração de Da­chau, pró­ximo de Mu­nique, na Ba­viera, re­gião da Ale­manha, os be­atos Es­ta­nislau Mysakowski e Fran­cisco Ros­la­niec, pres­bí­teros e már­tires, que, du­rante a ocu­pação mi­litar da Po­lónia por ini­migos de Deus e da hu­ma­ni­dade, con­su­maram o mar­tírio na câ­mara de gás. († 1942)-

14*.   Em L’viv, na Ucrânia, o Beato Ro­mano Lysko, pres­bí­tero e mártir, que, em tempo de per­se­guição contra a fé, se­guindo os passos de Cristo, pela sua graça chegou ao reino celeste. († 1949)

15. Santo Evaristo (também na Folhinha do Coração de Jesus).

– Ver “… Em Cesaréia da Palestina, os santos Carpônio, Evaristo e Prisciano, irmãos da bem-aventurada Fortunata (também na Folhinha do Coração de Jesus). Degolados, como ela receberam a coroa do martírio. Santa Fortunata, virgem e mártir, irmã dos mártires acima mencionados – Carpônio, Evaristo e Prisciano. Durante a perseguição de Diocleciano, depois de ter triunfado dos tormentos do cavalete e do fogo, do furor dos animais ferozes e doutros suplícios, entregou a Deus a alma. Em seguida, teve o corpo transferido para Nápoles, na Campânia…” à página 189

16. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto de 382, São Justo, bispo de Lião, que defendeu a fé de Nicéia antes de se retirar na Tebaida com o Leitor de sua Igreja, São Viator. Ambos morreram com intervalo de poucos meses, e seus corpos foram levados mais tarde de volta para Lião. (M).

– Ver páginas 184-186: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2018.pdf

17. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Palestina, perto de 760, a volta para Deus de São Cosmas, poeta e teólogo, que foi monge da laura de São Sabas na mesma ocasião que São João Damasceno, antes de se tornar bispo de Maiúna. (X).

– Ver páginas 179-183: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2018.pdf

18. Outras santas e santos do dia 14 de outubro: págs. 175-191, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2018.pdf

 Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XVII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

 Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XIII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

 “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre 14 de outubro: 14 de outubro – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

BIBLIOGRAFIA:

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi eCaterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS  802-804: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livrariaon line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  7. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayOctober14.html

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Virgem Maria, socorra-nos, proteja-nos!

São José, Anjos e Santos, intercedam por nós! Obrigado! Amém!

PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PELO E PARA O SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS A GRAÇA, AMADO PAI, DE LUTAR COM ENTUSIASMO, CORAGEM E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS, SOBRETUDO, A DOCILIDADE DAS OVELHAS. PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DESANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

* SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

“O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

“Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio,lembrado em 10 de fevereiro)

Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro).

Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guia para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

“Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível.

(conforme: Saint of the Day (lngplants.com)

ou

Saint of the Day May 20 (lngplants.com)

“…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio, lembrados em 21 de maio)

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

* Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém!

* PAI, ABRACE-NOS! JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS UNA!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

EM NOME DE JESUS, PAI! AMÉM!

* Ver o blog https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.