Santas e Santos de 31 de agosto

1.   Em Je­ru­salém, co­me­mo­ração dos santos José de Arimateia e Ni­co­demos, que aco­lheram o corpo de Jesus des­cido da cruz, o en­vol­veram num lençol e co­lo­caram no se­pulcro. José, nobre de­cu­rião e dis­cí­pulo do Se­nhor, es­pe­rava o reino de Deus; Ni­co­demos, fa­riseu e prín­cipe dos Ju­deus, viera de noite ter com Jesus para co­nhecer a sua missão e, pe­rante os sumos sa­cer­dotes e os fa­ri­seus que que­riam prender Jesus, de­fendeu a sua causa.

2.   Em Atenas, na Grécia, Santo Aris­tides (também na Folhinha do Coração de Jesus), fi­ló­sofo, ilus­trís­simo pela sua fé e sa­be­doria, que es­creveu e apre­sentou ao im­pe­rador Adriano al­guns dos seus li­vros sobre a re­li­gião cristã. († c. 150). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Atenas, no séc. II, Santo Aristides. Segundo a crônica de Eusébio, era filósofo pagão quando se converteu. Dirigiu então ao imperador uma apologia, onde ressalta a novidade da religião de Cristo, mensagem de esperança e de amor. (M)

3.   Em Tré­veris, na Gália Bél­gica, ac­tu­al­mente na Ale­manha, São Pau­lino, bispo e mártir, que no tempo da he­resia ariana foi um ver­da­deiro arauto da ver­dade e, no Sí­nodo de Arles, con­vo­cado pelo im­pe­rador Cons­tâncio, não se deixou de­mover, nem com ame­aças nem com adu­la­ções para con­denar Santo Ata­násio e afastar-se da ver­da­deira fé; por isso foi des­ter­rado para a Frígia, na ho­di­erna Tur­quia, onde, de­pois de cinco anos de exílio, con­sumou o martírio. († 358). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 358, São Paulino, bispo de Treves. Defensor intrépido da fé de Nicéia e fiel partidário de Santo Atanásio, foi por isso exilado na Ásia Menor. Vários padres fizeram elogio de sua firmeza na fé. (M)

4.   Em Lin­dis­farne, na Nor­túm­bria, na ac­tual In­gla­terra, Santo Ai­dano, bispo e abade, homem de in­signe man­sidão, pi­e­dade e justo go­verno, que, cha­mado pelo rei Os­valdo, veio do mos­teiro de Iona para esta ci­dade, onde cons­truiu a sede epis­copal e um mos­teiro, para fo­mentar efi­caz­mente a evan­ge­li­zação deste reino. († 651). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 651, a volta para Deus de Santo Aidano, monge de Iona. Chamado para evangelizar a Inglaterra e a Escócia, foi o primeiro bispo de Lindsfarne. (M)

5.   Em Car­dona, po­vo­ação da Ca­ta­lunha, na Es­panha, São Rai­mundo No­nato (também na Folhinha do Coração de Jesus), que foi um dos pri­meiros com­pa­nheiros de São Pedro No­lasco na Ordem de Nossa Se­nhora das Mercês; conta-se que so­freu muito pelo nome de Cristo para a re­denção dos cativos. († c. 1240). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no mesmo dia, o sepultamento de São Raimundo Nonato, religioso da Ordem das Mercês, que se ofereceu como refém para obter a libertação de um prisioneiro, e se consagrou à evangelização de seus companheiros de infortúnio. Libertado depois de ter sido torturado, foi nomeado cardeal, e morreu, mais tarde, em Barcelona, no ano de 1240. (M). Ver páginas 350-354: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

6*.   No ermo de Val­lú­cola, na Etrúria, hoje na Tos­cana, re­gião da Itália, o Beato André de Borgo Sansepolcro, pres­bí­tero da Ordem dos Servos de Maria, in­signe pela sua aus­te­ri­dade e vida contemplativa. († 1315). Ver Bem-Aventurado André Dotti, servita, páginas 355-356: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

.

7*.   Em Al­meria, na Es­panha, os be­atos Ed­mígio (Isi­doro Primo Ro­drí­guez), Amálio (Justo Za­ri­quiégui Men­doza) e Va­lério Ber­nardo (Mar­ciano Her­rero Mar­tínez), da Con­gre­gação dos Ir­mãos das Es­colas Cristãs e már­tires, que, du­rante a per­se­guição re­li­giosa, foram mortos em ódio à fé cristã. († 1936)

8♦.   Em Má­laga, também na Es­panha, os be­atos már­tires Hen­rique Vi­daur­reta Palma, pres­bí­tero da di­o­cese de Má­laga, Félix Paco Escartin, pres­bí­tero da So­ci­e­dade Sa­le­siana e Tomás Alonso Sanjuán, re­li­gioso da So­ci­e­dade Sa­le­siana, que na mesma per­se­guição contra a fé cristã deram a vida por Cristo. († 1936)

9♦.   Em Sama de Lan­greo, ci­dade das As­tú­rias, também na Es­panha, os be­atos  már­tires Isidro Ordoñes Díez, José Maria Pa­lácio Montes e Mi­guel Me­néndez Garcia, pres­bí­teros da Ordem dos Pre­ga­dores e Cris­tóvão Itur­riaga-Eche­varria Irazola e Pedro Vega Ponce, re­li­gi­osos da mesma Ordem, as­sas­si­nados em ódio à fé cristã. († 1936)

10♦.   Em Bar­ce­lona, também na Es­panha, a Beata Jo­se­fina Sau­leda Paulís (Bo­a­ven­tura Sau­leda Paulís), virgem da Ordem dos Pre­ga­dores e mártir, que, du­rante a per­se­guição re­li­giosa, foi as­sas­si­nadas por causa da sua fi­de­li­dade a Cristo Esposo. († 1936)

11♦. Também em Bar­ce­lona, o Beato Pedro Tarrés Claret, presbítero. († 1950)

12. Santo Amado (também na Folhinha do Coração de Jesus)

13. Outros santos do dia 31 de agosto: págs. 350-359, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

 Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XIII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi publicado.

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para  Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.