Santas e Santos de 10 de fevereiro

Me­mória do se­pul­ta­mento de Santa Es­co­lás­tica, virgem, irmã de São Bento, que, con­sa­grada a Deus desde a in­fância, tinha com o seu irmão a mesma co­mu­nhão em Deus, de forma que uma vez ao ano se en­con­travam em Mon­te­cas­sino, na Cam­pânia, re­gião da Itália, pas­sando todo o dia nos lou­vores di­vinos e em santos colóquios. († c. 547). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, festa de Santa Escolástica (também na Folhinha do Coração de Jesus). Consagrada a Deus desde sua infância, encontrava-se uma vez ao ano com seu irmão São Bento, perto do Mosteiro de Monte Cassino. O episódio ocorrido por ocasião de seu último encontro atesta os favores de que ela gozava junto a Deus, por causa de seu imenso amor. Suas relíquias, segundo uma antiga lenda, estariam repartidas entre a cidade de Le Mans, da qual é a padroeira, e Juvigny-les-Dames, situada hoje na diocese de Verdun. (R). Ver páginas 134-136: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Santa_Escol%C3%A1stica

2.   Em Mag­nésia, na pro­víncia ro­mana da Ásia, na ac­tual Tur­quia, os santos Ca­ra­lampo, Por­fírio, Dauto e três mulheres, már­tires no tempo do im­pe­rador Sep­tímio Severo. († s. III)

3.   Na Via La­bi­cana, a dez mi­lhas de Roma, os santos Zó­tico e Amâncio, mártires. († s. III/IV)

4.   Perto de Ter­ra­cina, na Cam­pânia, hoje no Lázio, re­gião da Itália, São Sil­vano (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo. († s. IV). Também ver São Silvano, dos 70: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Silvano_dos_Setenta

5.   Em Saintes, na Aqui­tânia, na ac­tual França, São Troiano, bispo. († c. 550). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Troiano_de_Saintes

6*.   Em Be­sançon, na Bor­gonha, hoje também na França, São Pro­tádio, bispo. († c. 624)

7.   No ter­ri­tório de Rouen, na Nêus­tria, também na ac­tual França, Santa Aus­tre­berta, virgem e aba­dessa, que di­rigiu pi­e­do­sa­mente o mos­teiro de Pa­villy pouco antes fun­dado pelo bispo Santo Audeno. († 704). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Normandia, em 704 Santa Austreberta, virgem, cujo nome significa “fermento de Deus”. Tendo ingressado no mosteiro de Port, logo depois ela fundou um outro em Marconne, na propriedade de seus pais, e depois dirigiu o mosteiro de Pavilly, construído por São Filiberto, abade de Jumièges. (M). Ver páginas 148-151: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

8.   Na gruta cha­mada Stá­bulum Rhódis, perto de Gros­seto, na Tos­cana, re­gião da Itália, São Gui­lherme (também na Folhinha do Coração de Jesus), ere­mita de Ma­la­valle, cujo exemplo deu origem a muitas con­gre­ga­ções de eremitas. († 1157). Ver páginas 152-155: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

Também conforme:

http://www.paginaoriente.com.br/santosdaigreja/fev/guilheval1002.htm

https://comeceodiafeliz.com.br/santo/sao-guilherme-de-malavale

9*.   No mos­teiro pre­mons­tra­tense de Fosses, perto de Namur, na Lo­ta­ríngia, ac­tu­al­mente na Bél­gica, o Beato Hugo, abade, cujo mestre, São Nor­berto, en­tre­tanto eleito bispo de Mag­de­burgo, lhe con­fiou a or­ga­ni­zação da nova Ordem, que ele go­vernou com grande sa­be­doria du­rante trinta e cinco anos. († c. 1163). Ver páginas 156-157: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

10*.   Em Rí­mini, na Fla­mínia, ac­tu­al­mente na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, Santa Clara, viúva, que ex­piou com pe­ni­tência, mor­ti­fi­cação da carne e je­juns a an­te­rior vida li­cen­ciosa e, reu­nindo-se num mos­teiro com ou­tras com­pa­nheiras, serviu o Se­nhor em es­pí­rito de humildade. († 1324/1329). Ver páginas 140-144: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

11*.   Em Avrillé, perto de An­gers, na França, os be­atos Pedro Fremond e cinco companheiras, már­tires, que du­rante a Re­vo­lução Fran­cesa foram fu­zi­lados por causa da sua fi­de­li­dade à Igreja católica. São estes os seus nomes: Ca­ta­rina e Maria Luísa du Ver­dier de la So­rinière, irmãs; Luísa Bessay de la Voûte; Maria Ana Ha­cher du Bois; Luísa Poirer, esposa. († 1794)

12.   Em Co­tija, no Mé­xico, São José Sán­chez del Rio, mártir. († 1927). Fuzilado aos 14 anos no México. Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Jos%C3%A9_Lu%C3%ADs_S%C3%A1nchez_Del_R%C3%ADo

13*.   Em Val­verde del Ca­mino, perto de Hu­elva, na An­da­luzia, re­gião da Es­panha, a Beata Eu­sébia Pa­lo­mino Yenes, virgem do Ins­ti­tuto das Fi­lhas de Maria Au­xi­li­a­dora, que, dando tes­te­munho in­signe de hu­mil­dade, sem os­ten­tação al­guma, com grande es­pí­rito de ab­ne­gação al­cançou nos ser­viços mais hu­mildes os mais su­blimes dons da graça. († 1935)

14*.   Na ci­dade de Krasic, perto de Za­greb, na Croácia, o Beato Luís Stepinac, ar­ce­bispo de Za­greb, que se opôs au­daz­mente a dou­trinas que ofen­diam a fé e a dig­ni­dade hu­mana, até que, pela sua fi­de­li­dade à Igreja, foi de­tido muito tempo no cár­cere e, en­fra­que­cido pela do­ença, ter­minou o seu in­signe episcopado. († 1960). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Alo%C3%ADsio_Stepinac

15. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, na Via Apia, cerca de 304, o martírio de Santa Sotera, virgem. Originária da ilustre família romana dos Aurélios, renunciou a seus privilégios por causa do amor a Cristo. (M). Ver pág. 145: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

16. São Zeno, monge e confessor. Ver páginas 146-147: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

17. Outros santos do dia 10 de fevereiro: págs. 134-159: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-v%203.pdf

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito. 

– Sobre o dia 10 de fevereiro, ver ainda: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/10_de_fevereiro

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004

ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para  Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.