Santas e Santos de 16 de maio

1.   Em Uzális, na África Pro­con­sular, na ac­tual Tu­nísia, a co­me­mo­ração dos santos Félix e Ge­nádio, mártires. († data inc.)

2.   Em Ósimo, no Pi­ceno, hoje nas Marcas, re­gião da Itália, os santos Flo­rêncio e Di­o­cle­ciano, mártires. († data inc.)

3.   Na an­tiga Pérsia, os santos már­tires Abdas e Edésio, bispos, que foram mortos por ordem do rei Sapor II, jun­ta­mente com trinta e oito companheiros. († 375/376). Ver: Abdas de Susa no Wikipedia de 31 de março:  https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Abdas_de_Susa

4.   Em Bouhy, lo­ca­li­dade do ter­ri­tório de Au­xerre, na Gália, hoje na França, São Pe­re­grino, mártir, ve­ne­rado como pri­meiro bispo desta cidade. († s. IV/V). Ver págs. 393-394: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

– Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Peregrino_de_Auxerre

5.   Co­me­mo­ração de São Pos­sídio, bispo de Guelma, na Nu­mídia, na ac­tual Ar­gélia, que foi dis­cí­pulo e amigo de Santo Agos­tinho, as­sistiu à sua morte e es­creveu a sua me­mo­rável biografia. († d. 473). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, No séc. V, São Possídio, que foi discípulo dn Santo Agostinho em Hipona, antes de se tomar bispo de Calana, na Numídia. Deixou uma biografia do grande Doutor africano, assim como um catálogo de suas obras. (M)

6.   Em Troyes, na Gália Li­o­nense, ac­tu­al­mente na França, São Fí­dolo, pres­bí­tero, que, se­gundo a tra­dição, foi feito pri­si­o­neiro de guerra pelo rei Te­o­do­rico, du­rante a in­vasão do Au­vergne, mas, res­ga­tado e ins­truído no ser­viço de Deus por Santo Aven­tino, abade, foi o seu sucessor. († c. 540)

7.   Na Ir­landa, São Brandão, abade de Clon­fert, ze­loso pro­pa­gador da vida mo­nás­tica, de quem se narra a cé­lebre «na­ve­gação de São Brandão». († 577/583). No Martirológio Romano-Monástico, no séc. VI, São Brendam, abade de Clonfert, na Irlanda, que guiou seus numerosos discípulos através das vagas deste mundo até “a terra prometida dos santos”. (M).

– Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A3o_Brand%C3%A3o

8.   Em Amiens, na Nêus­tria, ac­tu­al­mente na França, Santo Ho­no­rato (também na Folhinha do Coração de Jesus)bispo. († c. 600). Ver páginas 398-399: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

– Ver Santo Honório de Amiens: https://pt.wikipedia.org/wiki/Hon%C3%B3rio_de_Amiens

9*.   Na Bre­tanha, em ter­ri­tório da ac­tual Grã-Bre­tanha, São Ca­ran­toco, bispo e abade de Cardigan. († s. VII)

10.   Na Pa­les­tina, a paixão de qua­renta e quatro santos monges, que, no tempo do im­pe­rador He­rá­clio, foram mas­sa­crados pelos Sar­ra­cenos que as­sal­taram o seu mos­teiro de São Sabas. († 614)

11*.   Em Tou­louse, na Aqui­tânia, na ac­tual França, São Ger­mério, bispo, que se em­pe­nhou em di­vulgar o culto de São Sa­tur­nino e vi­sitar as­si­du­a­mente o povo que lhe foi confiado. († s. VII f.)

12.   Em Gúbbio, na Úm­bria, re­gião da Itália, Santo Ubaldo, bispo, que tra­ba­lhou di­li­gen­te­mente para re­novar a vida co­mu­ni­tária dos clérigo. († 1160). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Itália, Santo Ubaldo, bispo de Gubbio. Ao receber em seu tribunal um culpado que o havia insultado, levantou-se de sua cadeira e aproximou-se dele, dizendo-lhe: “Dá-me o abraço da paz e que o Senhor Todo-Poderoso te perdoe esta ofensa, assim como todos os teus pecados”. (M). Ver também páginas 400-401: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

13*.   Em Fermo, no Pi­ceno, hoje nas Marcas, re­gião da Itália, Santo Adão, abade do mos­teiro de São Sabino. († c.1210)

14*.   Em Bor­déus, na Gas­conha, na ho­di­erna França, São Simão Stock, pres­bí­tero, que, de­pois de ter sido ere­mita na In­gla­terra, in­gressou na Ordem dos Car­me­litas, da qual foi ad­mi­rável su­pe­rior, tor­nando-se cé­lebre pela sua sin­gular de­voção à Virgem Maria. († 1265). Ver “…No ano de 1251, numa visão, Nossa Senhora apareceu-lhe, e, depositando-lhe entre as mãos o escapulário, revelou-lhe que os que morressem trazendo-o consigo certamente escapariam das penas do inferno.”, página 402: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

– Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Sim%C3%A3o_Stock

– Sobre o Escapulário de Nossa Senhora do Carmo, ver: a. https://pt.wikipedia.org/wiki/Escapul%C3%A1rio_de_Nossa_Senhora_do_Carmo b. https://www.acidigital.com/Maria/vcarmen/escapulario.htm

– Ver 16 de julho NOSSA SENHORA DO CARMO, que evoca o monte Car­melo, onde o pro­feta Elias re­con­duziu o povo de Is­rael ao culto do Deus vivo e, mais tarde, ali se re­ti­raram al­guns ere­mitas à pro­cura de so­lidão, cons­ti­tuindo uma ordem de vida con­tem­pla­tiva sob o pa­tro­cínio da Santa Mãe de Deus. Ver páginas 91-92: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2013.pdf

15.   Em Janow, junto a Pinsk, nas mar­gens do rio Pripjat, na Po­lónia, Santo André Bobola, pres­bí­tero da Com­pa­nhia de Jesus, que foi ze­loso pro­motor da uni­dade dos cris­tãos, até que, ar­re­ba­tado por sol­dados, de bom grado deu o su­premo tes­te­munho da fé com o der­ra­ma­mento do seu sangue. († 1657). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano de 1657, a morte sangrenta de Santo André Bobola, jesuíta polonês. Pregador e missionário ativo, teve um tamanho sucesso que atraiu a inimizade de certos cismáticos, diante de quem deu testemunho pela última vez: “Eu creio e confesso que, como há apenas um só Deus, há também apenas uma e verdadeira Igreja e uma e verdadeira fé católica, revelada por Jesus Cristo e pregada pelos Apóstolos, e, a exemplo de muitos mártires, sofro e morro de boa vontade por ela”. (M). Ver págs 403-404: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

–  Ver também: https://pt.wikipedia.org/wiki/Andr%C3%A9_Bobola

16*.   Perto de Mu­nique, ci­dade da Ba­viera, na Ale­manha, o Beato Mi­guel Wozniak, pres­bí­tero e mártir, que foi de­por­tado da Po­lónia, ocu­pada por um re­gime hostil à dig­ni­dade hu­mana e à re­li­gião, para o campo de con­cen­tração de Da­chau e, de­pois de cruéis tor­turas, partiu para a glória celeste. († 1942)

17.   Em Drohobych, na Ucrânia, o Beato Vital Vla­di­miro Bajrak, pres­bí­tero da Ordem de São Jo­safat e mártir, que, pe­rante os per­se­gui­dores da re­li­gião, pelo com­bate da fé al­cançou o fruto da vida eterna. († 1946)

18. No ano da graça de 1383, o martírio de São João Nepomuceno (também na Folhinha do Coração de Jesus). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 1383, o martírio de São João Nepomuceno. Originário da Boêmia, exerceu seu ministério sacerdotal em Praga. Foi aprisionado e depois atirado no rio Moldava por ter se recusado a violar o segredo da confissão. (M). Ver págs. 379-392: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

– Ver: https://www.youtube.com/watch?v=4zeIgMzGmtE

– Ver também: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_Nepomuceno

19. São Luiz Orione (na Folhinha do Coração de Jesus). Canonizado em 16 de maio de 2004 por São João Paulo II. Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Lu%C3%ADs_Orione

20. São Falo ou Fal. Ver página 395: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

21. Santo Emano, mártir. Ver páginas 396-397: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

22. Outros santos do dia 16 de maio: páginas: 379-406 (vol.08): http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito. 

– Sobre o dia 16 de maio, ver ainda: https://pt.wikipedia.org/wiki/16_de_maio

1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004

ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 401-403:  Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

OBSERVAÇÃO: MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS/OS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA. SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS! MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.