Santas e Santos de 12 de julho

1.   Em An­cira, na Ga­lácia, hoje An­cara, na Tur­quia, a co­me­mo­ração dos santos Proclo e Hi­la­rião, már­tires, no tempo do im­pe­rador Tra­jano e do pre­feito Máximo. († s. II)

– Ver “… No mesmo dia, os santos Proclus e Hilarion, que conquistaram a palma do martírio depois dos mais amargos tormentos, na época do imperador Trajano e do governador Máximo… Santo Hilarião foi levado a julgamento e, com a mesma coragem de São Proclo (seu tio), confessou-se cristão. Após torturas, ele foi condenado à morte. Eles amarraram as mãos do mártir e o arrastaram pelos pés pela cidade, ferido e ensanguentado, e então o decapitaram três dias após a morte de seu tio, o santo Mártir Proclus. Os cristãos os enterraram juntos em uma única sepultura…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJuly12.html

2.   Em Aqui­leia, na Ve­nécia, hoje no Friúli, re­gião da Itália, os santos For­tu­nato e Her­má­goras, mártires. († s. III).

– Ver “… Em Aquileia, aniversário de São Hermágoras, discípulo do beato evangelista Marcos e primeiro bispo daquela cidade. Ao realizar curas milagrosas, ou enquanto pregava, frequentemente trazendo almas ao arrependimento, ele sofreu muitos tormentos. Finalmente, com a pena de morte, ela mereceu um triunfo imortal junto com seu diácono Fortunato…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJuly12.html

3.   Em Milão, na Li­gúria, hoje na Lom­bardia, também re­gião da Itália, os santos Nabor e Félix, már­tires, que, sendo sol­dados ori­gi­ná­rios da Mau­ri­tânia, da ho­di­erna Ar­gélia, conta-se que so­freram o mar­tírio em Lódi du­rante a per­se­guição de Ma­xi­miano e foram se­pul­tados em Milão. († c.304).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Milão, no séc. IV, o martírio dos irmãos Nabor e Félix, soldados de origem africana. (M).

Ver página 386: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2012.pdf

4.   Em Fano, no Pi­ceno, hoje nas Marcas, também re­gião da Itália, São Pa­ter­niano, bispo. († s. IV)

5.   Em Lião, na Gália, ac­tu­al­mente na França, São Vi­ven­cíolo, bispo, que, pro­mo­vido da es­cola do mos­teiro de Santo Eu­gendo ao epis­co­pado, in­citou a pre­sença de clé­rigos e leigos no Con­cílio de Epaone, para que o povo co­nhe­cesse me­lhor as normas pontificais. († c.523).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto de 525, São Vivenciolo, bispo de Liao, que por seu exemplo e pela convocação de um concílio regional, convidou seus fiéis a levarem uma vida de acordo com sua fé. (M).

Ver “São Viventíolo” página 387: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2012.pdf

– Ver também “…Vivenciolo (em latimViventiolus Lugdunensis; em francêsVivientol) foi arcebispo de Lugduno (moderna Lyon, na França) de 514 até sua morte em meados da década de 520. Venerado como santo, sua festa é 12 de julho….”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Vivenc%C3%ADolo

6.   Em Pas­sig­nano, na Etrúria, hoje na Tos­cana, re­gião da Itália, São João Gual­berto, abade, que, ainda sol­dado de Flo­rença, per­doou por amor de Cristo ao as­sas­sino do seu irmão e de­pois tomou o há­bito mo­nás­tico; mas, as­pi­rando a uma vida mais aus­tera, es­ta­be­leceu em Va­lum­brosa os fun­da­mentos duma nova fa­mília monástica. († 1073).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano de 1073, o nascimento no céu de São João Gualberto. Depois de ter poupado a vida do assassino de seu irmão, por amor a Cristo, este oficial florentino tomou o hábito beneditino e mais tarde fundou um novo ramo da Ordem em Valumbrosa, cujo exemplo de pobreza e de vida fraterna exerceu uma feliz influência sobre o decadente clero de sua época. (B).

Ver páginas 382-385: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2012.pdf

– Ver também “…João Gualberto (Florença,[1] c. 995 — Tavarnelle Val di Pesa12 de julho de 1073) foi um religioso italianobeneditino, fundador da Congregação dos Valombrosanos, foi proclamado santo pela Igreja Católica”: https://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A3o_Jo%C3%A3o_Gualberto

7*.   No mos­teiro de Cava de’ Tir­réni, na Cam­pânia, também re­gião da Itália, São Leão I, abade, que so­correu os po­bres com o tra­balho das suas pró­prias mãos e os pro­tegeu dos poderosos. († 1079).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no mosteiro de La Cava, em 1079, São Leão, abade. (X)

8*.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, o Beato David Gunston, mártir, que, sendo ca­va­leiro da Ordem de São João de Je­ru­salém, porque negou a au­to­ri­dade do rei Hen­rique VIII nos as­suntos es­pi­ri­tuais, foi en­for­cado no pa­tí­bulo em Southwark. († 1541)

9.   Também em Lon­dres, São João Jones (também na Folhinha do Coração de Jesus), pres­bí­tero da Ordem dos Frades Me­nores e mártir, que, oriundo do País de Gales, abraçou a vida re­li­giosa na França e, no rei­nado de Isabel I, foi con­de­nado à morte por ter en­trado da In­gla­terra como sa­cer­dote e con­sumou o mar­tírio sus­penso na forca. († 1598)

10*.   Em Na­ga­sáki, no Japão, os be­atos Ma­tias Araki e sete companheiros, már­tires, que so­freram o mar­tírio por Cristo.  Estes são os seus nomes: Pedro Ara­kiyori Cho­bioye e Su­sana, es­posos; João Ta­naka e Ca­ta­rina, es­posos; João Nagai Naisen e Mó­nica, es­posos, e seu filho Luís, criança. († 1626)

11*.   Em Orange, na Pro­vença, re­gião da França, as be­atas Rosa de São Fran­cisco Xavier (Ma­da­lena Te­resa Tal­lien), Marta do Bom Anjo (Maria Cluse), Maria de Santo Henrique (Mar­ga­rida Ele­onor de Jus­ta­mond) e São Bernardo (Joana Maria de Ro­millon), vir­gens e már­tires, que du­rante a Re­vo­lução Fran­cesa re­ce­beram a palma do martírio. († 1794)

12.   Em Nam Dinh, ci­dade do Ton­quim, ac­tu­al­mente no Vi­etnam, São Cle­mente Inácio Del­gado Ce­brian, bispo e mártir, que, de­pois de cin­quenta anos de pre­gação do Evan­gelho, foi preso por ordem do im­pe­rador Minh Mang por causa da sua fé em Cristo e morreu no cár­cere de­pois de muitos sofrimentos. († 1838)

13.   Na pro­víncia de Nihn Binh, também no Ton­quim, Santa Inês Lê Thi Thành (De), mártir, mãe de fa­mília, que, apesar de su­jeita a du­rís­simas tor­turas por ter ocul­tado em sua casa um sa­cer­dote, re­cusou ab­jurar a sua fé e morreu no cár­cere, no tempo do im­pe­rador Thieu Tri. († 1841)

14.   Na pro­víncia de Nghê An, no Anam, também no ac­tual Vi­etnam, São Pedro Khanh, pres­bí­tero e mártir, que, re­co­nhe­cido entre os ta­be­liães como cristão, foi en­car­ce­rado du­rante seis meses e, de­pois de vãos in­tentos para o fazer ab­jurar a fé, fi­nal­mente foi de­go­lado por ordem do im­pe­rador Thieu Tri. († 1842)

15. São Luís Martin (também na Folhinha do Coração de Jesus). Santa Zélia Guérin (também na Folhinha do Coração de Jesus).

– Ver Santos Luís Martin e Zélia Guérin (pais de Santa Teresinha do Menino Jesus) “…São Luís Martin (Bordeaux, 22 de agosto de 1823 – Arnières-sur-Iton, 29 de julho de 1894) e Santa Zélia Guerín Martin (Saint-Denis-sur-Sarthon, 23 de dezembro de 1831 – Alençon, 28 de agosto de 1877) foram um casal que viveu em Alençon, França, mais conhecidos por serem os pais de Santa Teresinha do Menino Jesus. Luís era relojoeiro e Zélia rendeira, sendo ambos filhos de militares e educados em ambiente severo. Ele foi educado nos “Irmãos das Escolas Cristãs” e ela nas “Irmãs da Adoração Perpétua”. Zélia, depois de passar um tempo ajudando a mãe na loja da família, especializou-se no ponto de Alençon na escola de tecelões e rendas, abrindo uma pequena fábrica de rendas onde obteve relativo sucesso…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Lu%C3%ADs_Martin_e_Z%C3%A9lia_Gu%C3%A9rin

16. Santa Epifânia (também na Folhinha do Coração de Jesus). Em Lentini, na Sicília, Santa Epifânia, que morreu depois de ter os seios cortados sob o imperador Diocleciano e o governador Tertilo.

– Ver página 391: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2012.pdf

17. Bem-Aventurado André, menino mártir. Ver páginas 388-389: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2012.pdf

18. Santa Verônica de Jerusalém. Ver “… Santa Verônica ou Berenice, de acordo com o Acta Sanctorum publicado pelos bolandistas[2], foi uma mulher piedosa de Jerusalém que, comovida com o sofrimento de Jesus ao carregar a cruz até o Gólgota, deu-lhe seu véu para que ele pudesse limpar seu rosto. Jesus aceitou a oferta e, após utilizá-lo,devolveu-o à Verônica. E então, a imagem de seu rosto estava milagrosamente impresso nele[3][4][5]. Este véu é conhecido como “Véu de Verônica“…”:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ver%C3%B4nica_de_Jerusal%C3%A9m

19. São Jasão de Tarso. Ver página 389: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2012.pdf

Ver também “Jasão de Tarso, também Jasom, é um dos Setenta Discípulos. Ele aparece no Novo Testamento em Atos 17, quando sua casa foi utilizada como refúgio para PauloSilas e Timóteo, na Tessalônica. Jasão foi preso quando as autoridades não conseguiram localizar nem Paulo e nem Silas e ele foi obrigado a pagar uma fiança para ser libertado…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jas%C3%A3o_de_Tarso

20. Outros santos do dia 12 de JULHO, páginas 382-391:

http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2012.pdf – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 12 de julho, ver ainda: 12 de julho – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

BIBLIOGRAFIA:

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 536-538: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

7. http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJuly12.html

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Virgem Maria, socorra-nos, proteja-nos

São José, Anjos e Santos, intercedam por nós! Obrigado! Amém!

PAI AMADO DÊ-NOS, À NOSSA FAMÍLIA E A TODOS OS QUE O SENHOR JÁ CHAMOU E OS QUE ESTÃO AQUI, A GRAÇA DE ESTARMOS COM O SENHOR, A  MÃEZINHA MARIA, SÃO JOSÉ E TODAS AS SANTAS E SANTOS QUANDO O SENHOR NOS CHAMAR TAMBÉM! DÊ-NOS A SUA GRAÇA! OBRIGADO PAI AMADO! PEDIMOS POR JESUS CRISTO, SEU FILHO, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! NÓS CONFIAMOS NO SENHOR! AMÉM!

OBSERVAÇÃO:

MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE   SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES.

ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

“O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

“Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio, lembrado em 10 de fevereiro)

“Ó meu Deus, “sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.”  (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro). Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

* “Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

* “Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”,
mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível.

(conforme: Saint of the Day (lngplants.com)

ou

Saint of the Day May 20 (lngplants.com)

* “…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio, lembrados em 21 de maio)

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: Meios de se preparar para uma boa morte …: Na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado...”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém!

PAI, ABRACE-NOS! JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO! DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS UNA! MÃEZINHA MARIA, VELE POR NÓS! EM NOME DE JESUS, PAI! AMÉM!

-Ver o blog

https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.