Santas e Santos de 01 de agosto

AGOSTO

– “…Agosto, do latim augustus, é o oitavo mês do calendário gregoriano. É assim chamado por decreto em honra do imperador César Augusto. Antes dessa mudança, agosto era denominado Sextilis ou Sextil, visto que era o sexto mês no calendário de Rômulo… A Igreja dedica o mês de Agosto às Vocações e ao Santíssimo Sacramento…”:Agosto – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

SANTAS E SANTOS DE 01 DE AGOSTO

1. Me­mória de Santo Afonso Maria de Ligório (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo e doutor da Igreja, in­signe pelo zelo das almas, pelos seus es­critos, pela sua pa­lavra e pelo seu exemplo. Para pro­mover a vida cristã do povo, de­dicou-se à pre­gação e es­creveu li­vros, es­pe­ci­al­mente sobre a moral, dis­ci­plina em que é con­si­de­rado mestre emi­nente e, su­pe­rando muitos obs­tá­culos, fundou a Con­gre­gação do San­tís­simo Re­dentor para a evan­ge­li­zação das po­pu­la­ções ru­rais. Eleito bispo de Sant’ Ágata dei Góti, em­pe­nhou-se in­ten­sa­mente neste mi­nis­tério, que de­pois de quinze anos teve de deixar por causa de graves en­fer­mi­dades, e passou o resto da sua vida em Nó­cera dei Pa­gáni, na Cam­pânia, su­por­tando grandes so­fri­mentos e dificuldades. († 1787).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, memória de Santo Afonso Maria de Ligório. Renunciando a uma brilhante carreira, este advogado napolitano fez-se padre em 1746 e fundou a Congregação do Santíssimo Redentor, com a finalidade de sustentar a fé dos humildes pela pregação. Eleito bispo, é conhecido sobretudo como moralista, e foi por causa disso proclamado Doutor da Igreja. (R).

– Ver páginas 234-272: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

– Ver também “… Afonso Maria de LigórioC.Ss.R., nascido Afonso Maria Antônio João Francisco Cosme Damião Miguel Ângelo Gaspar de Ligório, foi um bispo católico italiano que se destacou como escritor espiritual, filósofo escolástico e teólogo”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Afonso_de_Lig%C3%B3rio

2.   Co­me­mo­ração da paixão dos santos sete ir­mãos mártires, que em An­ti­o­quia, na Síria, hoje An­takya, na Tur­quia, du­rante o rei­nado de An­tíoco Epi­fânio, pela sua in­ven­cível fi­de­li­dade à lei do Se­nhor foram cru­el­mente en­tre­gues à morte, jun­ta­mente com sua mãe, que so­freu a morte de cada um deles, mas em todos foi co­roada de glória, como se narra no Se­gundo Livro dos Macabeus.

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. II antes da nossa era, a paixão dos Sete Irmãos martirizados com Sua Mãe, por ordem do Rei Antíoco Epifânio, dando testemunho de sua fidelidade à Lei do Senhor e de sua esperança na Ressurreição. Inicialmente localizado em Antioquia, seu culto passou para o Ocidente no séc. V. Os Padres da Igreja, que viam neles cristãos ao pé da letra, dedicaram-lhes diversas homilias. (M).

– Ver páginas 11-24: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

– Ver também “… mulher com sete filhos foi uma mártir judia descrita em II Macabeus 7[1] e em outras fontes. Embora seu nome não tenha sido citado no texto bíblico, ela é chamada popularmente de Ana (Hannah),[2] Míriam[3] e Salomônia.[4]… Embora não sejam os mesmos monarcas hasmoneus chamados de “macabeus“, a mulher e seus filhos, juntamente com Eleazar, descrito em II Macabeus 6,[17] são conhecidos conjuntamente como “Santos Macabeus” ou “Santos Mártires Macabeus” na Igreja Católica e na Igreja Ortodoxa.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Mulher_com_sete_filhos#Santos_Mártires_Macabeus

– Co­me­mora-se também Santo Eleá­zaro, um dos es­cribas mais no­tá­veis, homem de avan­çada idade, que na mesma per­se­guição, re­cusou comer carne sa­crí­lega para salvar a vida, pre­fe­rindo a morte glo­riosa a uma vida de­son­rada, e se adi­antou es­pon­ta­ne­a­mente para o su­plício, dei­xando um in­signe exemplo de virtude.

3.   Na Via Pre­nes­tina, a trinta mi­lhas de Roma, São Se­cun­dino, mártir. († data inc.)

4.   Em Ge­rona, na His­pânia Tar­ra­co­nense, São Félix, mártir na per­se­guição do im­pe­rador Diocleciano. († s. IV in.).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Gerona, na Espanha, no final do séc. III, a paixão de São Félix. (M).

Ver páginas 25-26: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

5.   Em Ver­celas, na Li­gúria, hoje no Pi­e­monte, re­gião da Itália, o dia natal de Santo Eu­sébio, bispo, cuja me­mória se ce­lebra amanhã. († 371)

6*.   Em Bayeux, na Gália Li­o­nense, hoje na França, Santo Exu­pério, que é ve­ne­rado como pri­meiro bispo desta cidade. († c. s. IV)

7*.   Na Aqui­tânia, também na ac­tual França, São Se­vero, pres­bí­tero, que deu todos os seus bens para a cons­trução de igrejas e para o ser­viço dos pobres. († c. 500).

São Severo de Rustam, sacerdote. Ver páginas 27-28: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

8*.   Em Besné, ilha pró­xima de Nantes, na Gália, hoje também na França, os santos Fri­ardo e Se­cun­delo diá­cono, eremitas. († s. VI).

São Friardo e São Secundel. Ver página 29: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

9*.   Em Mar­chi­ennes, na Gália Bél­gica, ac­tu­al­mente também na França, São Jo­nato, abade, dis­cí­pulo de Santo Amando. († c. 690)

10. Em Win­chester, na In­gla­terra, o se­pul­ta­mento de Santo Etel­voldo, bispo, que re­digiu a “Re­gu­láris Con­córdia”, para re­novar a ob­ser­vância mo­nás­tica que apren­dera de São Dustano.

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Inglaterra, no ano do Senhor de 984, Santo Etelvoldo. Inicialmente monge beneditino de Glastonbury e depois abade de Abingdon, acabou tornando-se bispo de Winchester. Foi um dos principais renovadores da vida monástica em seu país, depois da grave crise do séc. IX. (X) († 984)

11*.   Em Aosta, nos Alpes Graios, na ho­di­erna Itália, o Beato Emé­rico de Quart, bispo, ad­mi­rável pela sua vida de aus­te­ri­dade e zelo pela sal­vação das almas. († 1313)

12*.   Em Riéti, na Sa­bina, também na ac­tual Itália, o Beato João Bu­fa­lári, re­li­gioso da Ordem dos Ere­mitas de Santo Agos­tinho, jovem hu­milde e alegre, sempre pronto para ajudar o próximo. († c. 1336)

13*.   Em Roma, São Pedro Fabro (Favre), pres­bí­tero, um dos pri­meiros com­pa­nheiros da Com­pa­nhia de Jesus, que de­sem­pe­nhou di­fí­ceis com­pro­missos em di­versas partes da Eu­ropa e morreu em Roma quando se di­rigia para o Con­cílio de Trento. († 1546).

– Ver “… Pedro Fabro (VillaretAlta SaboiaFrança13 de abril de 1506 — Roma1 de agosto de 1546)[1] foi o primeiro padre e teólogo jesuíta… O Papa Francisco, em entrevista publicada pela revista La Civiltà Cattolica, declarou que se impressionava com sua capacidade de manter: ‘…o diálogo com todos, inclusive com os mais afastados e com os adversários, a piedade simples, talvez, uma certa ingenuidade, a disponibilidade imediata, seu atento discernimento interior, o fato de ser homem de grandes e fortes decisões e, ao mesmo tempo, capaz de ser doce’…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A3o_Pedro_Fabro

14*.   Em York, na In­gla­terra, o Beato Tomás Welbourne, mártir, que, sendo mestre-es­cola, foi con­de­nado à morte no rei­nado de Jaime I por ter de­fen­dido a fi­de­li­dade ao Ro­mano Pon­tí­fice e, en­for­cado no pa­tí­bulo, se con­fi­gurou no mar­tírio com Cristo, o di­vino Mestre. († 1605)

– Ver “… 1605 – Bl. Thomas Welbourne, mártir inglês. Nascido em Hutton Bushel, Yorkshire, trabalhou como professor até ser preso por pregar a fé católica. Ele foi preso e condenado com os Beatos John Fuithering e William Brown. Ele foi enforcado e esquartejado em York… Todos foram executados de acordo com à sentença [por enforcamento, sorteio e esquartejamento]; Sr. Welbourn e Sr. Fulthering em York, em 1º de agosto, 605; Sr. Brown em Ripon, em 5 de setembro do mesmo ano.”…”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayAugust01.html

15*.   Em Nam Dinh, ci­dade do Ton­quim, no ac­tual Vi­etnam, os santos Do­mingos Nguyên Van Hanh (Diêu), da Ordem dos Pre­ga­dores, e Ber­nardo Vu Van Duê, pres­bí­teros e már­tires, que, no tempo do im­pe­rador Minh Mang, foram de­ca­pi­tados pela sua fé em Cristo. († 1838).

– Ver “…São Bernardo Due Van Vu, (em vietnamita: Thánh Bênađô Vũ Văn Duệ) (1755 – 1 de agosto de 1838) foi um Vietnamita convertido ao Catolicismo. Ele tornou-se um sacerdote e trabalhou como missionário no país por várias décadas. Ele foi preso e decapitado em 1838, por ser um sacerdote Católico Romano em Tonkin. Mais tarde ele foi canonizado como um dos Mártires do Vietnã.[1]…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Bernardo_Due_Van_Vu

16.   Em La Mure, lo­ca­li­dade da re­gião de Isère, na França, o dia natal de São Pedro Ju­lião Eymard, pres­bí­tero, cuja me­mória se ce­lebra amanhã. († 1868)

17*.   Em Ma­drid, na Es­panha, o Beato Ben­vindo (José de Mi­guel Arahal), pres­bí­tero da Con­gre­gação dos Ter­ciá­rios Ca­pu­chi­nhos de Nossa Se­nhora das Dores e mártir, que, du­rante a per­se­guição de­sen­ca­deada contra a fé, der­ramou o seu sangue por Cristo. († 1936)

18♦.   Em To­ledo, também na Es­panha, o Beato Jus­tino Alarcón Vera, pres­bí­tero da di­o­cese de To­ledo e mártir, que, du­rante a mesma per­se­guição, al­cançou a palma da vi­tória no com­bate pela fé. († 1936)

19♦.   No campo de con­cen­tração de Da­chau, perto de Mu­nique, na Ale­manha, o Beato Ge­rardo Hirschfelder, pres­bí­tero di­o­ce­sano e mártir por ódio à fé. († 1942)

20*.   No campo de con­cen­tração de Da­chau, pró­ximo de Mu­nique, na Ba­viera, re­gião da Ale­manha, o Beato Aleixo Sobaszek, pres­bí­tero e mártir, que, na­tural da Po­lónia, foi de­su­ma­na­mente de­por­tado pelos in­va­sores da sua pá­tria e, su­por­tando atrozes tor­mentos na de­fesa da fé, morreu por Cristo. († 1942)

21*.   Num bosque pró­ximo de Nowo­grodek, ci­dade da Po­lónia, as be­atas Maria Es­tela do San­tís­simo Sacramento (Ade­laide Mar­do­sewicz) e dez companheiras da Con­gre­gação das Irmãs da Sa­grada Fa­mília de Na­zaré, vir­gens e már­tires, que, em fu­nesto tempo de guerra, foram fu­zi­ladas pelos ini­migos da fé e al­can­çaram a glória celeste. São estes os seus nomes: Maria Imelda de Jesus Hóstia (Ed­viges Ca­ro­lina Zac), Maria Rai­munda de Jesus e Maria (Ana Ku­ko­lowicz), Maria Da­niela de Jesus e Maria Ima­cu­lada (Ele­o­nora Aniela Jozwik), Maria Ca­nuta de Jesus no Horto de Get­sé­mani (Jo­sefa Ch­robot), Maria Sérgia da Se­nhora das Dores (Júlia Ra­piej), Maria Guida da Di­vina Mi­se­ri­córdia (He­lena Ci­erpka), Maria Fe­li­ci­dade (Pau­lina Bo­rowik), Maria He­li­o­dora (Le­o­cádia Ma­tus­zewska), Maria Ca­nísia (Eu­génia Mac­ki­ewicz), Maria Bor­ro­meia (Ve­ró­nica Narmontowicz). († 1943)

22. Santa Esperança (também na Folhinha do Coração de Jesus)

 23. Santa Caridade (também na Folhinha do Coração de Jesus)

– Ver (lenda?) “…FÉ, ESPERANÇA E CARIDADE, E SUA MÃE SABEDORIA, MÁRTIRES. A viúva romana Santa Sabedoria e suas três filhas teriam sofrido pela fé sob o imperador Adriano. De acordo com uma lenda espúria, Santa Fé, de doze anos, foi açoitada, lançada em piche fervente, retirada viva e decapitada; Santa Esperança, de dez anos, e Santa Caridade, de nove, não tendo se ferido na fornalha, também foram decapitadas; e sua mãe sofreu enquanto orava pelos corpos de seus filhos. É muito provável que toda a história seja um mito, a lenda se espalhando para o Oriente a partir de Roma, onde há referência a dois grupos de uma família martirizada sob Adriano e sepultada na Via Aureliana, onde seu túmulo sob a igreja de São Pancras foi posteriormente recorreram a seus nomes: grego, Sofia, Pistis, Elpis e Ágape; e outro grupo de mártires de data desconhecida, Sapientia, Fides, Spes e Caritas, sepultados no cemitério de São Calisto, na Via Ápia. O Martirológio Romano nomeia Fé, Esperança e Caridade em 1º de agosto, e sua mãe (de cujo martírio nada diz) em 30 de setembro; é dedicado em honra da Santa Sabedoria, isto é, a Cristo como Palavra de Deus.”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayAugust01.html

24. LEMBRANÇA DE SÃO PEDRO NO CÁRCERE. Ver páginas 9-10: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

– Ver também “… Libertação de São Pedro é um evento descrito em Atos 12 no qual Pedro é resgatado da prisão por um anjo. Embora o evento ocupe apenas 14 versículos (Atos 12:5-19), o episódio deu origem a várias discussões teológicas e foi retratado em inúmeras obras de arte…”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Libertação_de_São_Pedro

– Ver também: https://pt.wikipedia.org/wiki/Liberta%C3%A7%C3%A3o_de_S%C3%A3o_Pedro

25. Santa Augusta de Serravalle. Ver também 27 de março. Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Augusta_de_Serravalle

26. Outros santos do dia 01 de agosto, páginas: 09-32: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santase Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre 01 de agosto, ver ainda: 1 de agosto – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

BIBLIOGRAFIA:

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi eCaterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS  599-602: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes,sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livrariaon line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  7. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayAugust01.html

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Virgem Maria, socorra-nos, proteja-nos

São José, Anjos e Santos, intercedam por nós! Obrigado! Amém!

PAI AMADO, DÊ-NOS A GRAÇA PARA LUTAR COM ENTUSIASMO

E FORÇA DE VONTADE,

POR MEIO DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO,

MESMO EM SITUAÇÕES DIFÍCEIS E ESPINHOSAS,

PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ

DE BONS COSTUMES E SANTIDADE!

LIVRA-NOS DA CERVIZ DURA E DO CORAÇÃO EMPEDERNIDO!

EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO!

AMÉM!

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DESANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

* SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

“O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

“Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio,lembrado em 10 de fevereiro)

“Ó meu Deus, “sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro). Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

“Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo,na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

“Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível.

(conforme: Saint of the Day (lngplants.com)

ou

Saint of the Day May 20 (lngplants.com)

“…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio, lembrados em 21 de maio)

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

* Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém!

* PAI, ABRACE-NOS! JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS UNA!

MÃEZINHA MARIA, VELE POR NÓS!

EM NOME DE JESUS, PAI! AMÉM!

* Ver o blog https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.