Santas e Santos de 06 de junho

06 DE JUNHO DE 2022 – SEGUNDA-FEIRA DEPOIS DE PENTECOSTES

MEMÓRIA DE MARIA MÃE DA IGREJA

 Papa institui a Memória de Maria “Mãe da Igreja” no calendário litúrgico

Coroação da Virgem MariaMemória de Maria, Mãe da Igreja, será celebra todos os anos na Segunda-feira depois de Pentecostes

Cidade do Vaticano –Com um Decreto publicado este sábado, 03 de março, pela Congregação do Culto Divino e da Disciplina dos Sacramentos, o Papa Francisco deter minou a inscrição da Memória da “Bem-aventurada Virgem, Mãe da Igreja” no Calendário Romano Geral. Esta memória será celebrada todos os anos na Segunda-feira depois de Pentecostes.

O motivo da celebração está brevemente descrito no Decreto “Ecclesia Mater”: favorecer o crescimento do sentido materno da Igreja nos Pastores, nos religiosos e nos fiéis, como, também, da genuína piedade mariana: https://www.vaticannews.va/pt/vaticano/news/2018-03/memoria-de-maria-mae-da-igreja-papa-francisco.html

Decreto ECLESIA MATER. Ver “…Com o Decreto “Ecclesia Mater“, publicado em 03 de março (2018), Papa determina a inscrição da Memória da “Bem-aventurada Virgem, Mãe da Igreja” no Calendário Romano Geral. DECRETO Sobre a celebração da bem-aventurada Virgem Maria, Mãe da Igreja no Calendário Romano Geral…

… O Sumo Pontífice Francisco, considerando atentamente quanto a promoção desta devoção possa favorecer o crescimento do sentido materno da Igreja nos Pastores, nos religiosos e nos fiéis, como, também, da genuína piedade mariana, estabeleceu que esta memória da bem-aventurada Virgem Maria, Mãe da Igreja, seja inscrita no Calendário Romano na Segunda-feira depois do Pentecostes, e que seja celebrada todos os anos.

Esta celebração ajudará a lembrar que a vida cristã, para crescer, deve ser ancorada no mistério da Cruz, na oblação de Cristo no convite eucarístico e na Virgem oferente, Mãe do Redentor e dos redimidos.

Esta memória deverá, pois aparecer, em todos os Calendário e Livros Litúrgicos para a celebração da Missa e da Liturgia das Horas. Os respectivos textos litúrgicos são apresentados em anexo a este decreto, e a sua tradução, aprovada pelas Conferências Episcopais, serão publicados depois da confirmação por parte deste Dicastério.

Onde a celebração da bem-aventurada Virgem Maria, Mãe da Igreja, por norma do direito particular aprovado, já se celebra num dia diferente com grau litúrgico mais elevado, pode continuar a ser celebrada desse modo…”: https://www.vaticannews.va/pt/vaticano/news/2018-03/decreto-maria-mae-da-igreja-calendario-romano.html

– Ver ainda “… «A Igreja é “mulher” — relançou o Papa — e quando pensamos no papel da mulher na Igreja devemos remontar a esta fonte: Maria, mãe». E «a Igreja é “mulher” porque é mãe, pois é capaz de “dar à luz filhos”: a sua alma é feminina porque é mãe, é capaz de gerar atitudes de fecundidade»… «Maria, mãe; a Igreja, mãe; a nossa alma, mãe» repetiu Francisco, convidando a pensar «nesta grande riqueza da Igreja e nossa; e deixemos que o Espírito Santo nos fecunde, a nós e à Igreja, a fim de que nos tornemos também mães dos outros, com atitudes de ternura, de mansidão, de humildade. Certos de que este é o caminho de Maria». E, na conclusão, o Papa observou também como é «curiosa a linguagem de Maria nos Evangelhos: quando fala ao Filho, é para lhe indicar as coisas das quais os outros precisam; e quando fala aos outros, é para lhes dizer: “fazei tudo o que Ele vos disser”».”: https://www.vatican.va/content/francesco/pt/cotidie/2018/documents/papa-francesco-cotidie_20180521_igreja-mulher-mae.html

SANTAS E SANTOS DE 06 DE JUNHO

1. São Nor­berto, bispo, homem de vida aus­tera, to­tal­mente con­sa­grado à união com Deus e à pre­gação do Evan­gelho, que fundou a Ordem de Có­negos Re­grantes Pre­mons­tra­tenses em Laon, na França; eleito de­pois bispo de Mag­de­burgo, na Sa­xónia, na ac­tual Ale­manha, em­pe­nhou-se na re­foma da vida cristã e na ex­pansão da fé entre os povos vizinhos. († 1134).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 1134, o nascimento no céu de São Norberto (também na Folhinha do Coração de Jesus) fundador da ordem dos Cônegos Premonstratenses, cujos membros se dedicam ao ministério pastoral na comunhão fraterna e à celebração litúrgica. Tornando-se arcebispo de Magdeburgo, na Saxônia, mostrou-se um dos maiores artífices da reforma gregoriana. Seu corpo foi transferido para Praga. (R).

– Ver páginas 72-109: – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959 (NÃO TEM LINK)

– Ver também “Norberto de Gennep (GennepBaixo Reno, c. 1080 — Magdeburg6 de junho de 1134) é um santo cristão holandês

Norberto morreu no dia 6 de junho de 1134, na sua sede episcopal, onde foi sepultado.

Foi canonizado, em 1582, pelo papa Gregório XIII. Devido à Reforma Protestante, suas relíquias foram trasladadas para a abadia de Strahov, na cidade de Praga, capital da República Tcheca, em 1627, onde estão guardadas até hoje.

Ao lado de São BernardoSão Norberto é considerado um dos maiores reformadores eclesiásticos do século XII. Atualmente, existem milhares de cônegos da Ordem de São Norberto, em vários mosteiros encontrados em muitos países de todos os continentes, inclusive no Brasil.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Norberto_de_Xanten=

– Ver ainda São Norberto de Xantem “… Também conhecido como

  • Norberto de Kingdown
  • Norberto de Magdeburgo

Memorial

Perfil

Nascido na nobreza, Norberto foi criado na corte real e serviu como esmoleiro do imperador Henrique V. Na corte , ele desenvolveu uma visão muito mundana e recebeu ordens sagradas como um movimento de carreira, juntando-se aos beneditinos em Siegburg. Uma fuga por pouco da morte levou a uma experiência de conversão, e ele começou a levar seus votos a sério. Ele tentou reformar a casa local de sua ordem, então se tornou um pregador errante . Ele fundou uma comunidade de cânones agostinianos em Premontre, França ; ficaram conhecidos como os Norbertinos ou Premonstratenses, e iniciou um movimento de reforma que varreu as casas monásticas europeias .

Amigo do Beato Godofredo de Cappenberg . Arcebispo de Magdeburg, Alemanha . Reformado o clero em sua  , usando a força quando necessário. Trabalhou com São Bernardo de Clairvaux e São Hugo de Grenoble para curar o cisma causado pela morte do Papa Honório II . Lutou contra a heresia em Cambrai , França , com a ajuda de Saint Waltmann .

Nascer

Morreu

Canonizado

Patrocínio

Representação

informação adicional

Leituras

Norbert estabeleceu um clero dedicado aos ideais do Evangelho e da Igreja apostólica. Eles eram castos e pobres. Eles usavam as roupas e os símbolos do novo homem; isto é, eles usavam “o hábito religioso e exibiam a dignidade própria do sacerdócio ”. Norbert pediu-lhes “viver de acordo com as normas das Escrituras com Cristo como seu modelo. Os sacerdotes viviam em comunidade, onde continuavam o trabalho dos apóstolos. Quando Norbert foi nomeado arcebispo, ele exortou seus irmãos a levar a fé para as terras dos Wends. A fé foi a virtude notável da vida de Norbert, como a caridade tinha sido a marca de Bernard de Clairvaux. Afável e encantador, amável com todos, estava à vontade na companhia dos humildes e dos grandes. Finalmente, ele foi um pregador muito eloquente; depois de longa meditação ele pregava a palavra de Deus e com sua eloquência ardente purgava vícios, virtudes refinadas e enchia as almas de boa vontade com o calor da sabedoria. – da vida de São Norberto

Citação MLA

2.   Na Via Au­rélia, a duas mi­lhas de Roma, os santos Ar­témio e Pau­lina (também na Folhinha do Coração de Jesus), mártires. († c. s. IV)

– Ver “…  Em Roma, São Artêmio, com sua esposa Cândida e sua filha Paulina. Artemius tornou-se um crente através da pregação e milagres de São Pedro, o Exorcista, que foi batizado com toda a sua casa pelo padre São Marcelino. Por ordem do juiz Serenus, ele foi açoitado com chicotes de chumbo e depois morto à espada. Sua esposa e filha foram forçadas a uma cova e cobertas com pedras e terra…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune06.html#At_Rome_St._Artemius_with_his_wife

3.   Em Cete, no Egipto, São Bes­sa­rião, ana­co­reta, que viveu como men­digo e pe­re­grino por amor de Deus. († s. IV)

– Ver “… 466 São Bessarion Maravilhoso do Egito Egípcio batizado ainda jovem levava uma vida rigorosa, esforçando-se para preservar a graça que lhe foi dada durante o Batismo. Buscando conhecer mais de perto a vida monástica, viajou para os lugares santos. Ele estava em Jerusalém, visitou São Gerasimus (4 de março) no deserto da Jordânia, viu outros mosteiros do deserto e assimilou todas as regras da vida monástica.
Ao regressar, recebeu a tonsura monástica e tornou-se discípulo de Santo Isidoro de Pelúsio (4 de fevereiro). São Bessarion fez voto de silêncio e comia apenas uma vez por semana. Às vezes ele ficava sem comida ou bebida por quarenta dias. Certa vez, o santo ficou imóvel por quarenta dias e quarenta noites sem comer ou dormir, imerso em oração.
São Bessarion recebeu de Deus o dom de fazer maravilhas. Quando seu discípulo estava com muita sede, ele adoçou água amarga. Por sua oração, o Senhor enviou chuva sobre a terra, e ele pôde atravessar um rio como se estivesse em terra seca. Com uma única palavra ele expulsou demônios, mas fez isso em particular para evitar a glória.
Sua humildade era tão grande que uma vez, quando um padre ordenou que alguém do skete deixasse a igreja por ter caído em pecado, Bessarion também foi com ele dizendo: “Eu também sou um pecador”. São Bessarion dormia apenas em pé ou sentado. Uma grande parte de sua vida foi passada sob o céu aberto em solidão de oração. Ele partiu pacificamente para o Senhor em sua velhice.
Nosso Santo Padre Bessarion 6 de junho SérvioOrthodoxChurch.net
    Nascido e educado no Egito, dedicou-se à vida espiritual desde tenra idade e “nunca manchou a roupagem espiritual com que se vestia no batismo”. Ele visitou São Gerasim pelo Jordão e aprendeu com Santo Isidoro de Pelusium. Ele conquistou sua carne em jejuns e vigílias estritos, mas, na medida do possível, escondeu seu ascetismo dos homens. Certa vez, ele passou quarenta dias em oração, sem comer nem dormir, e tinha uma única roupa que usava no verão e no inverno. Ele tinha um grande dom de fazer maravilhas. Ele não tinha morada fixa, mas vivia nas montanhas e florestas, curando os enfermos e realizando muitos outros milagres para ajudar os homens e glorificar a Deus. Ele entrou pacificamente em descanso em 466.
(No prólogo grego, este santo é comemorado em 20 de fevereiro.) …: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune06.html#400_Saint_Bessarion_Wonderworker_of  

4*.   Em Gre­noble, na Bor­gonha, ac­tu­al­mente na França, São Ce­rázio, bispo, que agra­deceu ao papa São Leão Magno as cartas es­critas a Fla­viano e pre­servou o seu re­banho do con­tágio da heresia. († c. 452)

5.   Em Milão, na Li­gúria, hoje na Lom­bardia, re­gião da Itália, Santo Eus­tórgio II, bispo, que foi in­signe pela sua pi­e­dade, jus­tiça e vir­tudes pas­to­rais e edi­ficou um cé­lebre baptistério. († 518)

6*.   Na Ir­landa, São Jarlat, bispo. († c. 550)

– Ver “… São Jarlath, Bispo de Tuam
(cAD 550)
A arquidiocese de Tuam, em Galway, venera São Jarlath como seu patrono principal e fundador de sua antiga sede episcopal. Este santo não deve ser identificado com seu homônimo anterior, um dos discípulos de São Patrício, que se tornou bispo de Armagh, e cujo festival é celebrado em 11 de fevereiro. São Jarlath de Tuam está na segunda classe de santos irlandeses, viz. aqueles cujas atividades pertencem mais ao sexto do que ao quinto século. Nenhum “ato” tradicional está disponível para a reconstrução da história do santo: apenas um mero esboço de sua carreira pode ser derivado de alusões a ele em glosas de data tardia – alusões que muitas vezes são intrigantes e nem sempre concordam. Diz-se que seu pai pertencia à nobre família Conmaicne, que dominava um grande distrito de Galway, e sua mãe, chamada Mongfinn, ou a Senhora das Belas Tresses, era filha de Cirdubhan dos Ceneus. A data de seu nascimento é bastante desconhecida.
Na juventude, ele foi enviado para ser treinado por um homem santo, que eventualmente ordenou ele e seu primo Caillin, ou talvez os apresentou para a ordenação. St. Benignus é citado por alguns escritores como tendo sido esse mestre, mas Benignus morreu por volta do ano 469, quando Jarlath mal poderia ter idade suficiente para o sacerdócio. Parece provável que os escritores o estivessem confundindo com o outro Jarlath, que sucedeu São Benigno na sede de Armagh. Como padre, acredita-se que St. Jarlath tenha retornado ao seu distrito natal, onde fundou um mosteiro em Cluain Fois – o prado de descanso – a uma curta distância da atual cidade de Tuam. Sobre esta comunidade ele governou como abade-bispo, honrado por todos por sua piedade e erudição. Em conexão com o mosteiro, ele abriu uma escola que alcançou grande renome. Entre seus alunos estavam São Brendan de Clonfert e São Colman filho de Lenine, o “bardo real de Munster”, que foi estudar em Cluain Fois depois de ter sido induzido por São Brendan e St Ita a renunciar à sua carreira mundana.
St Jarlath parece ter morrido em meados do século VI. Sua festa é mantida em toda a Irlanda.
A questão toda é muito incerta, embora Colgan, “Acta Sanctorum Hiberniae”, vol. i, pp. 307-308, professa dar algum relato deste santo. Há referências a ele em Healy , Ireland’s Ancient Schools and Scholars ; J. Ryan , Monaquismo Irlandês ; e O’Hanlon , LIS . E ver “Acta Sanctorum”, novembro, vol. iv, pp. 147-186.
Das Vidas dos Santos de Butler, Edição completa, editada, revisada e complementada por Herbert J. Thurston, SJ e Donald Attwater, Christian Classics, uma divisão de Thomas More Publications, Allen, Texas
Imagens da igreja de St Jarleth em Tuam http://art.okstate.edu /vrl/ireland/st%20jarlathdig.htm”…: https://celticsaints.org/2014/0606a.html

7.   No ma­ciço do Jura, na Bor­gonha, re­gião da França, São Cláudio, que é ve­ne­rado como bispo e abade do mos­teiro de Condat. († c. 703).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. VI, São Cláudio. Inicialmente militar, abraçou a vida monástica em Condat, antes de ser eleito bispo de Besançon, mas demitiu-se logo desse cargo para buscar a solidão. Seu nome está ligado a seu mosteiro, e, por extensão, à cidade que se desenvolveu em seu redor. (M).

– Ver “Cláudio de Besançon (em francêsClaudec. 607–6 de junho de 696 ou 699), chamado também de Cláudio, o Taumaturgo[1], foi um padremongeabade e bispo. Um nativo do Franco-Condado, Cláudio foi ordenado sacerdote em Besançon e depois tornou-se monge. Segundo a Enciclopédia Católica“a vida de São Cláudio, abade do Condado, tem sido tema de muita controversa”.[2]”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Cl%C3%A1udio_de_Besan%C3%A7on

8.   No ter­ri­tório de Bo­lonha, na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, o pas­sa­mento de Santo Ale­xandre, bispo de Fié­sole, que, ao re­gressar da ci­dade de Pavia, aonde tinha ido re­clamar ao rei dos Lom­bardos os bens da sua Igreja usur­pados, foi lan­çado ao rio e afogado. († 823)

9.   Em Cons­tan­ti­nopla, hoje Is­tambul, na Tur­quia, Santo Hi­la­rião, pres­bí­tero e he­gú­meno do mos­teiro de Dal­mácio, que, por de­fender o culto das sa­gradas ima­gens, su­portou in­ven­ci­vel­mente o cár­cere, as fla­ge­la­ções e o exílio. († 845)

10*.   Nas ilhas Ór­cades, ao largo da Es­cócia, São Col­mano, bispo. († c. 1010)

– Ver “… Consagrado em Roma para as Ilhas Orkney, sob o reinado de Kenneth III (988-1000), morreu por volta de 1010. Sua festa ocorre em 6 de junho. As informações a seu respeito são incertas, pois dependem da História Eclesiástica Gentis Scotorum de Dempster, obra não digna de fé. Parece provável que sejam dois personagens confundidos e que o outro Colmoco tenha sido bispo de Dromore na Escócia (ver Colmàn)…”: http://www.santiebeati.it/dettaglio/56130

11*.   No mos­teiro de Cava de’ Tir­réni, na Cam­pânia, re­gião da Itália, o Beato Falcão, abade. († 1146).

– Ver página 119 (NÃO TEM LINK): – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

12*.   Em Cler­mont-Fer­rand, na Aqui­tânia, re­gião da França, São Gil­berto, abade da Ordem Pre­mons­tra­tense, que, de­pois de ter vi­vido como ere­mita, cons­truiu o mos­teiro e o hos­pital de Neufontaines. († 1152).

– Ver páginas 123-124 (NÃO TEM LINK), São Gilberto, abade, e Santas Petronilha e a Bem-Aventurada Pôncia, abadessas: – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

13*.   Em Údine, no Friúli-Ve­nézia Giúlia, re­gião da Itália, o Beato Bel­trão, bispo de Aqui­leia e mártir, que pro­moveu com ardor a for­mação do clero, sus­tentou com os seus bens os po­bres no tempo da fome, de­fendeu vi­go­ro­sa­mente os di­reitos da sua Igreja e morreu no­na­ge­nário, fe­rido pelos golpes de al­guns sicários. († 1350)

14*.   Em Or­tona, nos Abruzos, também re­gião da Itália, o Beato Lou­renço de Más­culis de Villamagna, pres­bí­tero da Ordem dos Frades Me­nores, in­signe na pre­gação da pa­lavra de Deus. († 1535).

– Ver página 122 (NÃO TEM LINK): – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

15*.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, o Beato Gui­lherme Gre­enwood, mártir, da Car­tuxa desta ci­dade, que, pela sua tenaz fi­de­li­dade à Igreja, no rei­nado de Hen­rique VIII, so­freu o mar­tírio, con­su­mido pela sor­didez do cár­cere, pela fome e pelas enfermidades. († 1537)

16.   Em Saint-Cha­mond, ci­dade do ter­ri­tório de Lião, na França, São Mar­ce­lino Cham­pagnat (também na Folhinha do Coração de Jesus), pres­bí­tero da So­ci­e­dade de Maria, que fundou o Ins­ti­tuto dos Pe­quenos Ir­mãos de Maria para a for­mação cristã das crianças. († 1840).

– Ver “Marcellin Joseph Benoît Champagnat, aportuguesado para Marcelino José Bento Champagnat (20 de maio de 1789Marlhes – 6 de junho de 1840Notre Dame de l’Hermitage) foi um presbítero da Sociedade de Maria, fundador do Instituto dos Pequenos Irmãos de Maria e das Escolas Irmãos Maristas. Foi canonizado pelo Papa João Paulo II em 1999

… Chega em La Valla em junho de 1816 e em 2 de janeiro de 1817, aos seus 27 anos, reúne seus dois primeiros discípulos formando os irmãos Maristas. Ele forma seus irmãos com o intuito de catequizar os jovens e criar neles o espírito cristão, tendo por base as lições “mariais”.

Funda sua primeira casa, que logo se torna pequena pela quantidade de gente necessitando de ajuda, passa por inúmeras dificuldades, a principal delas a incompreensão do clero em relação aos seus projetos catequistas, mesmo assim continuou abrigando e catequizando crianças devido a intensa procura da população rural.

Eles fundam uma nova casa, com capacidade para um maior número de pessoas tendo o nome de: “Nossa Senhora de l’Hermitage”. “Tornar Jesus Cristo conhecido e amado” é a missão dos Irmãos, e eles realizam essa missão através das escolas e instituições sociais.

Em 1836, a igreja reconhece a Sociedade de Maria e lhe confia a missão da Oceania.

Esgotado pelo trabalho, morre aos 51 anos de idade, 6 de junho de 1840, deixando aos irmãos a mensagem: “Que haja entre vocês um só coração e um só espírito! Que se possa dizer dos irmãozinhos de Maria como dos primeiros cristãos: ‘vejam como eles se amam!'”.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Marcellin_Champagnat

– Ver também “…São Marcelino Champagnat, fundador dos Pequenos Irmãos de Maria, os maristas, colega de classe de São Vianney, nasceu em 20 de maio (1789-05-20) St. Etienne, França. Morreu em 6 de junho de 1840 (51 anos) Marlhes, França… O Instituto dos Irmãos Maristas não foi formalmente aprovado até 1863 pelo Papa Pio IX. A filosofia educacional de Champagnat era simples: para ensinar as crianças é preciso amá-las, e as disciplinas seculares deveriam ser bem ensinadas como meio das crianças para as escolas, onde aprenderiam os elementos básicos de sua fé. Champagnat viu Deus no centro da vida e a Virgem Maria como meio seguro de atrair as pessoas para Deus. Marcelino Champagnat foi declarado Venerável em 1920 pelo Papa Bento XV, beatificado pelo Papa Pio XII em 29 de maio de 1955 e canonizado pelo Papa João Paulo II em 18 de abril de 1999. Sua festa é celebrada na Igreja Católica Romana em 6 de junho. Em seu maior número, os Irmãos Maristas somavam cerca de 10.000. Em 2005, havia cerca de 5.000 irmãos…

Depois de uma longa e dolorosa enfermidade de câncer, Champagnat faleceu em 6 de junho de 1840, aos 51 anos, em Nossa Senhora de l’Hermitage, no vale do rio Gier, a cerca de 30 quilômetros de onde havia começado seu trabalho. Foi sepultado em 8 de junho. Ele deixou esta mensagem em seu Testamento espiritual de 18 de maio de 1840: “Haja entre vocês um só coração e uma só mente. Sempre se diga dos Pequenos Irmãos de Maria como o foi dos primeiros cristãos: Vede como eles amam um outro!” Naquela época, havia 280,4 Irmãos e 48,8 escolas maristas na França e na Oceania (Pacífico Sul), e em 1856 havia 300 casas e mais de 1.500 Irmãos…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune06.html

17.   Em Luong My, ci­dade do Ton­quim, hoje no Vi­etnam, os santos már­tires Pedro Dung e Pedro Thuan, pes­ca­dores, e Vi­cente Duong, agri­cultor, que, por se re­cu­sarem fir­me­mente a pisar a cruz, foram con­de­nados à fo­gueira no tempo do im­pe­rador Tu Duc. († 1862)

18*.   Na Ci­dade do Mé­xico, o pas­sa­mento de São Ra­fael Guizar Valência, bispo de Vera Cruz, no Mé­xico, que, no tempo da per­se­guição, apesar da sua si­tu­ação de exi­lado e clan­des­tino, exerceu va­lo­ro­sa­mente o mi­nis­tério episcopal. († 1938)

– Ver São Rafael Guízar e Valência.

Memorial

Perfil

Um dos onze filhos de Prudenzio Guizar e Natividad Valencia, ricos e piedosos proprietários de terras. Ordenado em 1901 . Conduziu missões em todo o México . Fundou a Congregação dos Missionários de Nossa Senhora da Esperança em 1903 . Missionário apostólico em 1905 . Diretor espiritual no seminário maior de Zamora, México . Usou o dinheiro de sua família para fundar uma escola para meninas pobres . Fundou duas faculdades 

para meninos .

Em 1911 começou uma perseguição estatal à Igreja . Sua Congregação foi dissolvida e seu trabalho missionário foi proibido, então Padre Raphael continuou seu trabalho ilegalmente. Ele fundou uma revista católica na Cidade do México , que o governo rapidamente fechou. Rafael foi para a estrada, disfarçado de comerciante viajante ou músico , ministrando aos pobres e pregando quando podia. Ele foi baleado várias vezes por soldados , e condenado à morte à revelia . Em 1916 , as autoridades estavam tão perto de seu rastro que Raphael fugiu do México , primeiro para os Estados Unidos e depois para a Guatemala , onde passou um ano pregando em missões . Pregado em Cuba de 1917 a 1919 . Nomeado bispo de Veracruz-Jalapa , México , em 1º de agosto de 1919 ; ele recebeu a notícia da nomeação enquanto pregava em Havana. Ele continuou seu trabalho missionário na Colômbia , mas finalmente retornou a Veracruz, México em 4 de janeiro de 1920 .

perseguição do governo à Igreja aumentou. O seminário diocesano foi fechado; O bispo Raphael transferiu seus alunos para a Cidade do México e continuou seu treinamento secretamente. Em 1931 , o governador Tejada de Veracruz decretou que só poderia haver um padre por 100.000 católicos ; Rafael fechou todas as suas igrejas em protesto. Tejeda ordenou que Raphael fosse fuzilado à vista; Raphael foi direto ao governador palácio de e entrou em seu escritório. Tejeda temia a revolta que matar tal homem causaria e revogou a sentença de morte; Raphael passou o resto de seus dias lutando para continuar o trabalho da Igreja diante da oposição do governo.

Nascer

Morreu

Venerado

Beatificado

Canonizado

informação adicional

Leituras

O Evangelho que ouvimos ajuda-nos a compreender a figura de São Rafael Guízar y Valencia, Bispo de Vera Cruz na amada nação mexicana, como exemplo de quem deixou tudo para “seguir Jesus”. Este Santo foi fiel à Palavra divina, “viva e atuante”, que penetra nas profundezas do espírito (cf. Hebreus 4,12). Imitando o pobre Cristo, renunciou aos seus bens e nunca aceitou os dons dos poderosos, ou melhor, devolveu-os imediatamente. Por isso recebeu “cem vezes mais” e assim pôde ajudar os pobres, mesmo em meio a intermináveis ​​“perseguições” (cf. Mc 10,30). A sua caridade, vivida de forma heroica, valeu-lhe o nome de “Bispo dos pobres”. No seu ministério sacerdotal e posterior episcopal, foi um incansável pregador das missões populares, a forma mais adequada à época para evangelizar as pessoas, usando o seu próprio “Catecismo da Doutrina Cristã”. Sendo a formação dos sacerdotes uma das suas prioridades, reabriu o seminário, que considerava “a menina dos seus olhos”, e por isso costumava dizer: “Um Bispo pode prescindir da mitra, do báculo e mesmo sem a catedral, mas não pode prescindir do seminário, porque dele depende o futuro da sua Diocese”. Com esse profundo senso de paternidade sacerdotal enfrentou novas perseguições e exílios, mas sempre garantiu a formação dos alunos. O exemplo de São Rafael Guízar y Valencia é um apelo aos seus irmãos Bispos e sacerdotes para que considerem como fundamental nos programas pastorais, para além do espírito de pobreza e evangelização, a promoção das vocações sacerdotais e religiosas, e a sua formação segundo o coração de Jesus!… Papa Bento XVI, da homilia de canonização de São Rafael

Citação MLA

19*.   Em Sa­ch­se­nhausen, na Ale­manha, o Beato Ino­cêncio Guz, pres­bí­tero da Ordem dos Frades Me­nores Con­ven­tuais e mártir, na­tural da Po­lónia, que, du­rante a ocu­pação mi­litar da sua pá­tria por sec­tá­rios de uma dou­trina hostil à dig­ni­dade hu­mana e à re­li­gião, pela sua fé em Cristo foi cru­el­mente morto pelos guardas do campo de concentração. († 1940)

20. No Martirológio Romano-Monástico, na Palestina, São Filipe, que foi um dos sete primeiro diáconos ordenados pelos Apóstolos. Evangelizou a Samaria, converteu o mago Simão e batizou um criado da rainha da Etiópia, depois de haver-lhe anunciado a Boa Nova de Jesus, o Cordeiro de Deus e Servo Sofredor profetizado por Isaías (M).

– Ver páginas 110-115 (NÃO TEM LINK): – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

21. São Cerácico, Cerato ou Cerásio, bispo e confessor. Ver página 116 (NÃO TEM LINK): – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

– Ver “… 455 ST CERATIUS, OU CERASE, BISPO DE GRENOBLE. Os relatos em que o Bispo Ceratius é mencionado são escassos e aparentemente conflitantes. Mas temos dados definitivos que comprovam sua existência como bispo de Grenoble em meados do século V – e também que ele foi homenageado naquela cidade cerca de um século depois, em 6 de junho. Sabemos que ele esteve presente no Concílio de Orange em 441, também que ele com dois outros bispos gauleses escreveu ao Papa São Leão Magno em 450, e finalmente há menção dele em uma carta escrita ao mesmo papa por Eusébio de Milão. Por outro lado, os Gascons reivindicam um Ceratius, ou Cerasius, como o fundador e primeiro ocupante da sé de Eauze, mais tarde a diocese de Auch. Diz-se que suas relíquias estão preservadas na abadia de Simorre, perto de Lombez. Surgiram teorias de que o santo foi expulso de Grenoble pela perseguição dos arianos da Borgonha e depois migrou para a Aquitânia para fundar o que hoje é a sede de Auch. Não há, no entanto, nenhuma evidência histórica para apoiar essas conjecturas. O culto de São Cerácio de Grenoble foi confirmado em 1903.

Os Bollandistas no Acta Sanctorum , junho, vol. i, 708-710 e vol. ii, pág. lxxxviii, esforçou-se sem sucesso para encontrar uma solução aceitável da dificuldade. Veja o comentário de Delehaye sobre o Hieronymianum , onde o nome de São Ceratius é inscrito em 6 de junho como bispo de Grenoble, e também Duchesne, Fastes Épiscopaux , vol. eu, pág. 231…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune06.html#St._Ceratius_Bishop_of_Grenoble_present

22. Santo Agobardo, arcebispo. Ver páginas 117-118 (NÃO TEM LINK): – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

– Ver “… 840 Santo Agobardo. O arcebispo teólogo fugiu da Espanha para evitar a invasão mourisca.
Quando os muçulmanos entraram em sua terra natal, Agobardo foi para a França. Tornou-se sacerdote ordenado em Lyon, distinguindo-se pela sua santidade e caridade. Em 813, Agobardo foi nomeado arcebispo de Lyon. Ele teve um papel ativo nos assuntos da cidade e foi um notável autor de tratados sobre teologia e assuntos litúrgicos…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune06.html#840_St._Agobard_Archbishop_theologian

23. São Geraldo de Monza, confessor. Ver páginas 120-121 (NÃO TEM LINK): – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

– Ver “… 1207 BD GERARD DE MONZA
MONZA, a antiga capital da Lombardia, venera um de seus próprios cidadãos, Gerard Tintorio, como seu principal patrono. Mais de dois séculos e meio depois de sua morte, seu culto foi revivido por São Carlos Borromeu, que promoveu sua causa e obteve sua confirmação em 1582. Ele é homenageado não apenas em sua cidade natal, mas em todas as dioceses de Milão e Como. O santo, oriundo de uma abastada família burguesa, perdeu os pais ainda jovem. Ao atingir a maioridade, gastou seu patrimônio na construção de um hospital para os pobres doentes, e aos seus cuidados dedicou toda a sua vida. Iria procurá-los e levá-los ao hospital; lavou os leprosos com as próprias mãos e saudou cada recém-chegado com o beijo da paz. Nenhum serviço que ele pudesse prestar era muito desagradável ou servil. Não é de admirar que muitos deles tenham se recuperado, graças ao terno cuidado do homem santo ou ao seu poder milagroso. Ele colocou sua instituição sob a proteção dos cânones da catedral e elaborou regras sábias e comerciais para sua administração, que ainda podem ser vistas em uma cópia da carta original. Em uma data posterior, a equipe consistia principalmente ou inteiramente de terciários franciscanos.
Os doentes não eram os únicos objetos de sua caridade. Nenhum mendigo que pediu esmola ou assistência foi rejeitado de mãos vazias. Certa vez, durante uma fome, os apelos foram tão numerosos que o mordomo veio a Gerard desesperado, dizendo que os estoques estavam esgotados e que a fome os encarava no rosto. O homem santo pôs-se à oração. Quando o mordomo foi em seguida aos armazéns, encontrou o celeiro tão cheio de milho que mal conseguia abrir a porta, e a adega bem abastecida com bom vinho. Outro milagre atribuído a Bd Gerard explica o ramo de cerejas que nas fotos do santo ele é representado carregando na mão. Uma vez no meio do inverno, ele pediu permissão para passar a noite em oração na igreja de São João Batista. Os porteiros hesitaram, mas um deles disse que poderia ficar se se comprometesse a trazer-lhes algumas cerejas. Ele aceitou a condição e no dia seguinte, nos dizem, presenteou cada um deles com um punhado de cerejas frescas maduras. Bd Gerard morreu em 6 de junho de 1207.

Não parece haver muita informação sobre Bd Gerard disponível em fontes contemporâneas. Os bolandistas publicaram no Acta Sanctorum , junho, vol. i, um relato derivado de materiais manuscritos coletados por São Carlos Borromeo em vista da confirmação do culto. Ver também Frisi, Memorie Storiche di Monza (1841), pp. 292-304; A. Lesmi, La Vita del V. Gherardo di Monza (1647); F. Meda, S. Girardo Tintore. (1896)

Cultus aprovado em 1582. Gerard, um jovem cidadão de Monza na Lombardia, Itália, era um homem de posses, mas não rico.

Ele gastou seu tesouro mundano na fundação de um hospital, onde atendia os doentes, especialmente os leprosos (beneditinos)…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune06.html#1207_Blessed_Gerard_of_Tintorio_expended

24. São Bertrand de Angoulème, patriarca da Aquiléia e Mártir. Ver páginas 125-126 (NÃO TEM LINK): – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

– Ver “… 1350 Bertrand de Aquileia Bispo mártir; decano do capítulo da catedral de Angoulême; morreu defendendo os direitos da Igreja.
Nascido perto de Cahors, 1260; cultus aprovado pelo Papa Bento XIV. Bertrand tornou-se decano do capítulo da catedral de Angoulême, de onde foi elevado ao patriarcado de Aquileia. Morreu defendendo os direitos da Igreja (beneditinos).
1350 São Bertrand Bispo e mártir. Nascido perto de Cahors, França, em 1260, tornou-se decano do capítulo da catedral de Angoulême.

Ele foi então nomeado bispo de Aquilela e foi morto defendendo os direitos da Igreja. Ele também é chamado de Bertrichramnus em algumas listas…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune06.html#1350_Bertrand_of_Aquileia_dean_of_the

25. VER SANTAS E SANTOS DO DIA 06 DE JUNHO (alguns destacados acima):

<- OntemCalendárioAmanhã ->
Norberto de Magdeburgo (Memorial Opcional) — Abdela Agobardo de Lyon Alexandre de Fiesole Alexandre de Noyon Amâncio de Noyon Anoub de Skete Arcanjo de Agnone Artêmio de Roma Bazalota da Abissínia Bertrand de Aquileia Bessarion do Egito Cândida de Roma Cerácio de Grenoble Cláudio de Besançon Coca Colmán de Orkney Daniel de Bérgamo Delfina de Pedralbes Eufêmia da Abissínia Eustórgio II de Milão Falco de La Cava Gerard TintorioGilberto de Neufontaines Grazia de Germagno Gudwall Gundisalvus de Azebeyro Hilarion, o mais novo Jarlath de Tuam João de Verona Józef Wojciech Guz Lorenzo de Masculis Marcelino Champagnat Maria Laura Mainetti Paulina de Roma Rafael Guízar e Valência Vicente de Bevagna William GreenwoodMarytras de Tarso Padres Mercedários de Avignon Mártires do Vietnã Estrume Phêrô Phêrô Tuan Vinh-Son Duong — Felícia de Montmorency
todos esses memoriais em uma única página

26. Outros santos do dia 06 DE JUNHO: páginas: 72-128 – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959 – NÃO TEM LINK

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 06 de junho, ver ainda: 6 de junho – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Na internet, foram consultadas no dia de hoje);

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 452-455: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp- content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  7. The Book of Saints – A Comprehensive Biographical Dictionary – Dom Basil Watkins, OSB on behalf of the Benedictine monks of St Augustine’s Abbey, Ramsgate Eighth Edition Entirely revised and reset – T&T Clark; 8ª edição (19 novembro 2015)
  8. https://catholicsaints.info/6-june/
  9. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune06.html#

  (este site mostra os santos do dia, em inglês. Tradução Google)

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* SENHOR, NOSSO DEUS E PAI AMADO, OBRIGADO POR TUDO O QUE O SENHOR NOS TEMDADO E PERMITIDO VIVER!

QUERIDA MÃE VIRGEM MARIA, SOCORRA-NOS, PROTEJA-NOS!

SÃO JOSÉ, SANTAS/OS E ANJOS, INTERCEDAM POR NÓS! OBRIGADO! AMÉM!

================

* PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PARA E PELO SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS, AMADO PAI, CORAGEM DE LUTAR COM ENTUSIASMO E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES SEDUTORAS, DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO  DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS A DOCILIDADE DAS OVELHAS! SOBRETUDO, DÊ-NOS A GRAÇA! PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

================

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA, ESCREVA-NOS:

barpuri@uol.com.br

================

  • SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

================

* “O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

================

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu só lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

================

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

================

  • “Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível”.

================

* 07 de janeiro ou 09 de abril – Beata Lindalva Justo de Oliveira: Toda santidade passa pelo crisol (lugar ou circunstância apropriada a evidenciar as melhores qualidades de algo ou alguém) do sofrimento

(referente à Beata Lindalva de Oliveira, conforme http://www.santosdobrasil.org.br/?system=news&eid=294)

================

* 17 de janeiro: Santo Antão ou Antônio

Oração: “Santo Antônio, você falou da importância de perseverar em nossa fé e nossa prática. Ajude-nos a acordar a cada dia com um novo zelo pela vida cristã e um desejo de enfrentar o próximo desafio em vez de apenas ficar parado. Amém!”

================

* 19 de janeiro, São Macário. “… A oração não requer muitas palavras. sobre você, você só precisa dizer: “SENHOR, TEM MISERICÓRDIA!” O Senhor sabe o que é útil para nós e nos concede misericórdia.”… “Se você deseja ser salvo, seja como um morto. Não fique com raiva quando insultado (e provocado), nem orgulhoso quando elogiado.” E ainda: “Se a calúnia (e a provocação) é como o louvor para você, a pobreza como a riqueza, a insuficiência como a abundância, então você não perecerá.“…

================

  • 04 de fevereiro, SANTO ANDRÉ CORSINI: “Ele trabalhou arduamente para subjugar suas paixões por meio de humilhações extremas, obediência até mesmo à última pessoa na casa, pelo silêncio e oração (HUMILHAR-SE, OBEDECER, SILENCIAR, REZAR)”.

================

* 10 de fevereiro, SÃO JOSÉ SÁNCHEZ DEL RIO “Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio).

Ver: https://catholicsaints.info/saint-jose-sanchez-del-rio/

================

* 14 de fevereiro, SÃO JOÃO BATISTA DA CONCEIÇÃO GARCIA Ó meu

Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de

São João Batista da Conceição Garcia).

Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

================

* 14 de março, Albert Einstein: Deus Todo-Poderoso não joga dadosDiante de Deus somos todos igualmente sábios – igualmente tolos!

================

  • 15 de março: São Clemente-Maria Hoffbauer: “Ó Meu Redentor, chegará aquele terrível momento em que restarão poucos cristãos inspirados pelo espírito de fé, aquele momento em que Sua indignação será provocada e Sua proteção será tirada de nós? Nossos vícios e nossas vidas más moveram irrevogavelmente Sua justiça a se vingar, talvez neste mesmo dia, de Seus filhos para não deixar que a luz da fé se apague nas almas? “Lembre das antigas misericórdias, volta os olhos compassivos para a vinha plantada com a sua destra, regada pelas lágrimas dos Apóstolos, pelo sangue precioso de inúmeros mártires, e fecundada pelas orações de tantos confessores e virgens inocentes.

“Ó divino Mediador, olhe para aquelas almas zelosas que elevam seus corações ao Senhor e oram sem cessar pela manutenção desse seu dom mais precioso, a Verdadeira Fé. Mantenha-nos seguros na verdadeira fé católica e romana. Preserve-nos em sua santa fé, pois se formos ricos com este dom precioso, suportaremos com prazer todas as tristezas e nada poderá mudar nossa felicidade. Sem este grande tesouro da fé, nossa       infelicidade seria indizível e sem limites.

“Ó Bom Jesus, Autor da nossa fé, conservai-a pura em nós; guardai-nos na barca de Pedro, fiel e obediente ao seu sucessor, e Vosso vigário aqui na terra, para que se mantenha a unidade da santa Igreja, a santidade promovida, a Santa Sé protegida em liberdade e a Igreja universal estendida em benefício das almas.

“Ó Jesus, Autor da nossa fé, humilha e converte os inimigos da Sua Igreja; conceda verdadeira paz e concórdia a todos os reis e príncipes cristãos e a todos os crentes; fortalece-nos e preserva-nos no Seu santo serviço até ao fim, para que vivamos com o Senhor e morramos no Senhor. “Ó Jesus, Autor de nossa fé, deixe-nos viver pelo Senhor e morrer pelo Senhor. Amém.”

================

  • 15 de março, SANTA LUÍSA DE MARILLAC “… SEDE DILIGENTES NO SERVIÇO AOS POBRES . . . AMEM OS POBRES, HONREM-NOS, MEUS FILHOS, COMO VOCÊS HONRARIAM O PRÓPRIO CRISTO”

================

  • 21 de março, SÃO NICOLAU DE FLUE: “Salve, ó Mãe de toda pureza, virgem imaculada, Mãe de toda misericórdia e Mãe de nosso Salvador; venho rogar-lhe que interceda por um pobre pecador junto ao seu Divino Filho, para que me conceda Sua santa Graça. O inimigo implacavelmente me persegue e me ataca. Você uma vez esmagou a cabeça da serpente ao dar à luz nosso Salvador – ajude-me a superar suas artimanhas e enganos. Você é meu refúgio. Por que você me afastaria? …

Não, ó Virgem graciosa! Você virá em meu socorro e o inimigo será derrotado. Amém! “São Nicolau relatou que nunca invocou Maria em vão e que sempre sentiu visivelmente os efeitos de sua proteção.”

================

  • 21 de março, SÃO SERAPIÃO DE THMUIS A mente é purificada pelo conhecimento espiritual (ou pela santa meditação e oração), as paixões espirituais da alma pela caridade e os apetites irregulares pela abstinência e penitência… (regra resumida da perfeição cristã – que São Serapião repetia muitas vezes) … “Nossos corpos podem se tornar instrumentos do bem ou do mal, dependendo da disposição do coração; tanto os homens justos quanto os ímpios são frequentemente mudados para o outro tipo.” http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayMarch21.html#370_St._Serapion_th e_Scholastic_Bishop)

================

  • 05 de abril, SÃO VICENTE FERRER “Faça o que fizer, não pense em si mesmo, mas em Deus…

Você deseja estudar a seu favor? Deixe a devoção acompanhar todos os seus estudos, e estude menos para se tornar um sábio do que para se tornar um santo.

Consulte a Deus mais do que seus livros, e peça-Lhe, com humildade, que faça você entender o que lê.

O ESTUDO CANSA E ESGOTA A MENTE E O CORAÇÃO. VÁ DE VEZ EM QUANDO, PARA REFRESCÁ-LOS, AOS PÉS DE JESUS CRISTO SOB SUA CRUZ. REPOUSE ALI.

Alguns momentos de repouso em suas chagas sagradas dão novo vigor e novas luzes.

Aplique-se por orações curtas, mas fervorosas e jaculatórias. Nunca comece ou termine seu estudo, sem ser pela oração.

A ciência é um dom do Pai das luzes“.

================

* 06 de abril: São Zeferino Agostini

Fundou a Pia União das Irmãs Devotas de Santa Ângela Merici…

Dizia a elas: “Não se assustem com o trabalho ou o sofrimento, nem com o fruto escasso de seu trabalho. Lembrem-se de que Deus recompensa não pelos resultados, mas pelo esforço.” (L’Observattore Romano).

Ele sabia que sua primeira prioridade era desenvolver seu relacionamento com Deus por meio da oração pessoal, porque Deus era a fonte de sua alegria e poder para fazer o bem…

================

*12 de abril: São David Uribe

“Perdoo todos os meus inimigos e peço a Deus e a quem ofendi que me perdoe.” -da última vontade e testamento de Saint David

===============

* 21 de maio, PADRE MANOEL E COROINHA ADÍLIO “…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio)

================

  • 20 de abril: Projeto de vida de SÃO CONRADO DE PARZHAM

“MEU PROJETO DE VIDA É PRINCIPALMENTE ESTE: amar e sofrer, sempre meditando, adorando e admirando o amor indizível de Deus por suas criaturas mais humildes.”

RESOLUÇÕES DE SÃO CONRADO DE PARZHAM:

  • Resolvo em primeiro lugar permanecer continuamente na presença de Deus e perguntar-me frequentemente se faria isto ou aquilo se meu confessor ou superior estivesse me observando e principalmente se Deus e meu anjo da guarda estivessem presentes.
  • Resolvo me perguntar, sempre que tenho que encontrar cruzes de sofrimento: “Conrad, por que você veio aqui?”
  • Resolvo evitar sair do convento, na medida do possível, a menos que seja por amor ao próximo, obediência, motivos de saúde, peregrinação piedosa ou outra boa causa.
  • Resolvo fomentar a caridade fraterna em mim e nos outros. Portanto, resolvo tomar cuidado para nunca dizer uma palavra

indelicada. Resolvo suportar pacientemente os defeitos e as fraquezas dos outros e, na medida do possível, escondê-los com o manto da caridade, a menos que seja obrigado a manifestá-los a alguém que possa corrigi-los.

  • Resolvo observar o silêncio conscientemente. Resolvo falar brevemente e assim evitar muitas armadilhas e ser mais capaz de conversar com Deus.
  • Quando à mesa, resolvo colocar-me na presença de Deus o máximo que puder, permanecer recolhido e deixar de lado meus pratos favoritos para praticar uma forma oculta de mortificação. Resolvo não comer entre as refeições, a menos que seja ordenado a fazê-lo sob obediência.
  • Resolvo atender ao primeiro toque da campainha, a menos que seja legitimamente impedido.
  • Resolvo evitar, na medida do possível, conversar com o sexo oposto, a menos que a obediência me imponha deveres que tornem necessário falar com mulheres. Nesse caso, resolvo ser muito reservado e manter a guarda dos olhos.
  • Resolvo cumprir as ordens pontualmente e ao pé da letra. Resolvo especialmente fazer todos os esforços para conquistar minha própria vontade em todas as coisas.
  • Resolvo me forçar a prestar muita atenção aos pequenos detalhes e, na medida do possível, evitar todas as imperfeições. Resolvo observar fielmente a santa regra e não me afastar dela um fio de cabelo, aconteça o que acontecer.
  • Resolvo cultivar uma profunda devoção à Bem-Aventurada Virgem Maria e me esforçar para imitar suas virtudes.

UMA COMUNHÃO ESPIRITUAL, À NOITE, DE SÃO CONRADO DE PARZHAM

“Vim para passar alguns momentos contigo, ó Jesus, e em espírito me prostro no pó diante do Teu Santo Tabernáculo para adorar-Te, meu Senhor e Deus, na mais profunda humildade. Mais uma vez, um dia chegou ao fim, querido Jesus, outro dia que me aproxima da sepultura e do meu amado lar celestial. Mais uma vez, ó Jesus, meu coração anseia por Ti, o verdadeiro Pão da Vida, que contém toda doçura e prazer. Ó meu Jesus, perdoa-me misericordiosamente pelas faltas e ingratidão deste dia, e vem a mim para refrescar o meu pobre coração que anseia por Ti. Como o coração anseia pelas águas, como a terra seca anseia pelo orvalho do céu, assim meu pobre coração anseia por Ti, Tu Fonte da Vida. Eu Te amo, ó Jesus, espero em Ti, Te amo, e por Ti lamento sinceramente todos os meus pecados. Que Tua paz e Tua bênção sejam minhas agora e sempre e por toda a eternidade. Um homem.”

================

  • 28 de abril, São Luís Maria Grignion de Montfort. Algumas máximas… “…Você é verdadeiramente abençoado se o mundo o persegue injustamente, opondo-se a seus desígnios, por melhores que sejam, julgando mal suas intenções, caluniando sua conduta, roubando injustamente sua reputação ou sua riqueza.

Cuida, então, minha filha (meu filho), de não reclamar a ninguém, a não ser a mim, dos maus-tratos que você está sendo tratado, e de buscar meios de se justificar quando, em particular, é só você que sofre com isso…

Pelo contrário, reza por aqueles que te trazem a felicidade da perseguição…

Agradeça-me por tratarem-no como fui tratado na terra, sendo um sinal de contradição…

Não desanime em suas boas intenções, por causa da contradição; é uma marca de vitória futura; uma boa obra que não está marcada com o sinal da cruz, não tem grande valor diante de mim e em breve será destruída… ”

Conforme: https://catholicsaints.info/saint-louis-marie-grignion-de-montfort/

================

  • 29 DE ABRIL: SANTA CATARINA DE SENA:

«Por misericórdia Vós lavastes-nos no Sangue e por misericórdia desejastes dialogar com as criaturas. Ó Louco de amor! Não vos foi suficiente encarnar, mas também quisestes morrer! …»

================

* 31 de maio: NOSSA SENHORA DO SAGRADO CORAÇÃO

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DO SAGRADO CORAÇÃO

Lembrai-vos, ó Nossa Senhora do Sagrado Coração, do poder
Inefável que vosso divino filho vos concedeu sobre seu Coração
adorável. Com a maior confiança em vossos merecimentos, vimos
implorar a vossa proteção.
Vós sois celeste Tesoureira do Coração de Jesus, daquele coração que é o
manancial inexaurível de todas as graças e que podeis abrir a vosso
bel prazer para fazer descer sobre os homens todos os tesouros de amor e
misericórdia, de luz e salvação que Ele encerra; concedei-nos, vo-lo pedimos, os favores que suplicamos (fazer o pedido).
Sois nossa Mãe, ó Nossa Senhora do Sagrado Coração. Acolhei benignamente as nossas preces e dignai-vos a deferi-las. Amém.
Nossa Senhora do Sagrado Coração, rogai por nós!

(conf.https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_do_Sagrado_Cora%C3%A7%C3%A3o)

================

  • 31 de maio, São NICOLAS BARRÉ, citações:
  • ACONTEÇA O QUE ACONTECER, ESTEJA SEMPRE EM PAZ E CONFIE EM DEUS, ISSO SERÁ FEITO A VOCÊ DE ACORDO COM SUA FÉ, SUA ESPERANÇA E SUA CARIDADE E MUITO MAIS. » Carta 61 (OC p 538) – Máxima de conduta para as amantes número 21 obras completas p.128
  • “DEVEMOS NOS CONCENTRAR MAIS EM ESTABELECER O BEM AO INVÉS DE DESTRUIR O MAL. ESTABELECIDO O BEM, O MAL NÃO PODERÁ MAIS SUBSISTIR. » Máxima para a Direção das Almas 17 Obras Completas p.357
  • “QUANTO MAIS ESTAMOS UNIDOS A DEUS, MAIS RECEBEMOS FORÇA DE ESPÍRITO E INFLUÊNCIA, POIS ELE É SUA FONTE E

OCEANO”. – Carta 27 (OC p 457)

================

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…” Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém! http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

================

  • 15 de setembro, SANTA CATARINA DE GÊNOVA “… a oração por um ente querido é, para o crente, uma forma de apagar qualquer distância, até mesmo a morte. Em oração, permanecemos na presença de Deus na companhia de alguém que amamos, mesmo que essa pessoa tenha morrido antes de nós

Não devemos transformar o purgatório em um campo de concentração em chamas à beira do inferno – ou mesmo em um ‘inferno por um curto período de tempo’. É uma blasfêmia pensar nisso como um lugar onde um Deus mesquinho cobra a última libra – ou grama – de carneSanta Catarina de Gênova (Festa dia 15 de setembro, mística do século 15), escreveu ‘fogo’ do purgatório é o amor de Deus ‘queimando’ a alma para que, por fim, a alma esteja totalmente em chamas. É a dor de querer ser feito totalmente digno de Alguém que é visto como infinitamente amável, a dor do desejo de união que agora está absolutamente assegurada, mas ainda não completamente experimentada

(Leonard Foley, OFM, Crendo em Jesus) …”:

================

* 21 de outubro, SANTO AGATÃO “… Não há nada mais difícil do que a oração, pois não há esforços que os demônios não façam para interromper este poderoso meio de os desanimar

================

*        27 de outubro SANTO ABRAÃO, ERMITÃO “… A PAIXÃO VIVE; APENAS ESTÁ REPRIMIDA… ESTÁ APENAS PRESA… AS PAIXÕES VIVEM, APENAS SÃO REPRIMIDAS PELOS SANTOS (COM A GRAÇA DE DEUS!) …”. SANTAS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS PARA QUE POSSAMOS REPRIMIR AS PAIXÕES! PAI AMADO, DÊ-NOS A GRAÇA DE REPRIMIR AS PAIXÕES! SANTO

ABRAÃO, ROGUE POR NÓS! AMÉM!”, conforme páginas 52-53: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

================

* ORAÇÃO DO ANO DE SÃO JOSÉ “PATRIS CORDE”

Salve, guardião do Redentor e esposo da Virgem Virgem Maria!

A vós, Deus confiou o seu Filho;

em vós Maria depositou a sua confiança;

  convosco, Cristo tornou-Se homem.

Ó Bem-aventurado José, mostrai-vos pai

também para nós e guiai-nos no caminho da vida.

Alcançai-nos graça, misericórdia e coragem e coragem,

e defendei-nos de todo o mal. Amém!

(Conforme < https://radio.cancaonova.com/sao-jose-do-rio-preto/oracao-ano- de-sao-jose/ >)

================

* PAI, ABRACE-NOS!

JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS ENCHA E NOS UNA NO AMOR!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

SÃO JOSÉ, SANTAS, SANTOS E ANJOS, ROGUEM POR NÓS! POR CRISTO, NA UNIDADE DO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

================

  • Após Deus, o Pai amado, chamar minha amada esposa e companheira por 38 anos, 9 meses e oito dias, em 24.09.2017, descobri:
  • Posso comunicar com a minha Frô, pela ORAÇÃO;
  • Posso VER, ESCUTAR, SENTIR a FRÔ (transformada, sem dores, linda, maravilhosa) em meu ser;
  • Ela está vivendo nos braços de Deus (bondosos, vigorosos);

 4. Um dia vamos estar juntos;

  • Quando Deus me chamar, quero levar coisas boas para o banquete celeste (amor a Deus e ao próximo).

Dê-nos essa Graça, Pai amado! Dê-nos A GRAÇA! AMÉM! Obrigado, Senhor, por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

                                                         ================                                  

“Senhor, eu tenho fé. Ajude-me a ter mais fé ainda!” (Mc 9,24)

================

* Ver o blog: https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!