Santas e Santos de 19.08.2019

São João Eudes (também na Folhinha do Coração de Jesus), pres­bí­tero, que se de­dicou du­rante muitos anos à pre­gação nas pa­ró­quias e fundou de­pois a Con­gre­gação de Jesus e Maria, para a for­mação dos sa­cer­dotes nos se­mi­ná­rios, e a das monjas de Nossa Se­nhora da Ca­ri­dade, para for­ta­lecer na vida cristã as mu­lheres pe­ni­tentes; fo­mentou com grande ardor a de­voção aos Sa­grados Co­ra­ções de Jesus e de Maria, até que, em Caen, na Nor­mandia, re­gião da França, ador­meceu pi­e­do­sa­mente no Senhor. († 1680). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Caen, em 1680, a volta para Deus de São João Eudes. Discípulo de Bérulle, consagrou-se à formação de seminaristas. Depois, fundou a Congregação de Jesus e Maria, tendo em vista a cristianização do meio rural, e também a Congregação de Nossa Senhora da Caridade do Refúgio. Foi um ardente propagandista das devoções aos corações de Jesus e de Maria, enfrentando o jansenismo. (M)

2.   Em Cec­cano, no Lácio, re­gião da Itália, São Magno, mártir. († data inc.)

3.   No ter­ri­tório de Tar­ra­gona, na His­pânia, São Ma­gino, mártir. († data inc.)

4.   Em Gaza, na Pa­les­tina, São Ti­móteo, mártir, que, du­rante a per­se­guição do im­pe­rador Di­o­cle­ciano e o go­ver­nador Ur­bano, de­pois de su­perar muitos su­plí­cios, foi quei­mado a fogo lento. († c. 305)

5.   Na Ci­lícia, na ho­di­erna Tur­quia, Santo André, tri­buno, e com­pa­nheiros sol­dados, que, se­gundo conta a tra­dição, de­pois de uma ba­talha mi­ra­cu­lo­sa­mente con­se­guida sobre os Persas, se con­ver­teram à fé em Cristo e, acu­sados por este mo­tivo, no tempo do im­pe­rador Ma­xi­miano foram mas­sa­crados pelo exér­cito do go­ver­nador Se­leuco, nos des­fi­la­deiros dos montes Tauro. († s. IV)

6.   Em Roma, junto à Via Ti­bur­tina, perto de São Lou­renço, o se­pul­ta­mento de São Sisto III (também na Folhinha do Coração de Jesus), papa, que con­ci­liou as dis­sen­ções entre os pa­tri­ar­cados de An­ti­o­quia e de Ale­xan­dria e cons­truiu em Roma para o povo de Deus a ba­sí­lica de Santa Maria no Esquilino. († 440)

7.   No ter­ri­tório de Sis­teron, na Gália, ac­tu­al­mente na França, São Do­nato, pres­bí­tero, que, se­gundo a tra­dição, passou muitos anos de vida anacorética. († s. VI)

8*.   No mos­teiro de Bóbbio, na Li­gúria, hoje na Emília-Ro­manha, São Ber­tolfo,  abade, su­cessor de Santo Atala no mesmo cenóbio. († 639). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano de 640, o sepultamento de São Bertulfo, abade. Originário de nobre família franca e convertido do paganismo, entrou em Luxeuil. Foi notado pelo abade de Bobbio, que o levou consigo, acabando por sucedê-lo. Foi um dos primeiros a obter da Santa Sé o privilégio da isenção, condição indispensável da observância monástica. (X). Ver páginas 60-61: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

9.   Em Nu­rem­berga, na Fran­cónia, hoje na Ale­manha, São Se­baldo, eremita. († s. IX-X)

10*.   Na Ca­lá­bria, re­gião da Itália, São Bar­to­lomeu de Sí­meri, pres­bí­tero e abade, que, de­pois de algum tempo de vida ere­mí­tica, fundou o mos­teiro dos Gregos. († 1130)

11*.   No mos­teiro de Igny, na França, o Beato Guer­rico, abade, que, como ver­da­deiro dis­cí­pulo de São Ber­nardo, não po­dendo dar aos seus con­frades um exemplo de tra­balho por causa da sua de­bi­li­dade cor­poral, com grande hu­mil­dade e ca­ri­dade os aju­dava muito com as­sí­duas exor­ta­ções espirituais. († 1151/1157). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 1157, o Bem-Aventurado Guerrico. Originário de Tournai, seguiu São Bernardo a Claraval, onde se tornou seu discípulo preferido. Foi nomeado abade do mosteiro cisterciense de Igny, na diocese de Reims. (X). Ver no VIDAS DOS SANTOS São Guerric, pág. 62: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

12*.   No mos­teiro de Cava de Tir­réni, na Cam­pânia, re­gião da Itália, o Beato Leão II, abade. († 1295). Ver página 57: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

13.   Em Brig­noles, na Pro­vença, re­gião da França, o pas­sa­mento de São Luís, bispo, so­brinho do rei São Luís, que pro­curou mais a po­breza evan­gé­lica que as honras e lou­vores do mundo e, ainda jovem na idade mas ma­duro na vir­tude, foi ele­vado à sede epis­copal de Tou­louse; e, pas­sado pouco tempo, con­su­mido pela pre­cária saúde, ador­meceu pi­e­do­sa­mente no Senhor. († 1297)

14*.   Em Pi­a­cenza, na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, o Beato Jordão de Pisa, pres­bí­tero da Ordem dos Pre­ga­dores, que ex­pli­cava ao povo em língua vulgar a mais pro­funda dou­trina com grande simplicidade. († c. 1311)

15*.   Em Ac­qua­pa­gana, no Pi­ceno, hoje nas Marcas, re­gião da Itália, o Beato Ân­gelo, ere­mita, da Ordem dos Camaldulenses. († 1313)

16♦.   Em Hagi, no Japão, o Beato Da­mião, ca­te­quista e mártir. († 1605)

17*.   Em Na­ga­sáki, no Japão, os be­atos már­tires Luís Flores, pres­bí­tero da Ordem dos Pre­ga­dores, Pedro de Zuñiga, pres­bí­tero da Ordem dos Ere­mitas de Santo Agos­tinho, e treze com­pa­nheiros, ma­ri­nheiros ja­po­neses, que, ao che­garem ao porto foram ime­di­a­ta­mente presos por causa da fé cristã e, de­pois de vá­rios su­plí­cios, todos re­ce­beram a mesma coroa do martírio. São estes os seus nomes: Jo­a­quim Hi­rayama, Leão Su­keyemon, João Soyemon, Mi­guel Díaz, An­tónio Ya­mada, Marcos Ta­ke­noshima Shinyemon, Tomé Koya­nagi, Tiago Matsuo Denshi, Lou­renço Ro­kuyemon, Paulo San­kichi, João Yago, João Na­gata Ma­ta­kichi, Bar­to­lomeu Mohioye. († 1622)

18*.   Em Dor­chester, na In­gla­terra, o Beato Hugo Green, pres­bí­tero e mártir, que, de­pois de or­de­nado em Douai, exerceu o mi­nis­tério du­rante trinta anos na pá­tria, até que, no rei­nado de Carlos I, longa e cru­el­mente di­la­ce­rado, me­receu as­so­ciar-se à paixão de Cristo. († 1642)

19.   Em Mon­te­a­gudo, na re­gião de Na­varra, na Es­panha, Santo Eze­quiel Mo­reno Díaz, bispo de Pasto, na Colômbia, da Ordem dos Re­co­letos de Santo Agos­tinho, que passou a vida a anun­ciar o Evan­gelho, tanto nas Fi­li­pinas como na Amé­rica do Sul. († 1906)

20*.   Em Llosa de Ranes, lo­ca­li­dade da pro­víncia de Va­lência, também na Es­panha, o Beato Fran­cisco Ibáñez Ibáñez, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante a per­se­guição contra a fé, ter­minou a sua vida se­guindo a Cristo até à morte. († 1936)

21*.   Em Gandia, também na Es­panha, o Beato Tomás Sitjar Fortiá, pres­bí­tero da Com­pa­nhia de Jesus e mártir, que, na mesma per­se­guição, der­ramou o seu sangue por Cristo. († 1936)

22*.   No lugar cha­mado El Saler, também na re­gião de Va­lência, as be­atas El­vira da Na­ti­vi­dade de Nossa Se­nhora (El­vira Tor­ren­tallé Pa­raire) e com­pa­nheiras, vir­gens do Ins­ti­tuto das Irmãs Car­me­litas da Ca­ri­dade e már­tires, que, também na mesma per­se­guição, com­ba­tendo pela fé em Cristo Es­poso, al­can­çaram a re­com­pensa eterna.  († 1936)

23. São Luís de Tolosa (também na Folhinha do Coração de Jesus). Ver páginas 44-55: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

24. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Sena, no ano de 1348, o nascimento no céu de São Bernardo Tolomei, brilhante jurista, que perto de seus quarenta anos retirou-se para a solidão dos Apeninos. Sua santidade atraiu-lhe diversos discípulos, que reuniu no mosteiro de Monte Oliveto, dando origem à congregação beneditina dos Oiivetanos. (B)

25. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Palestina, durante a perseguição de Diocleciano, o martírio dos Santos Timóteo, Tecla e Agápio. Segundo o historiador Eusébio, “Timóteo foi queimado vivo. Assim deu até o fim a mais viva prova de sua piedade em relação a Deus e recebeu a coroa dos atletas vencedores nos certames sagrados da religião”. (M)

26. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. VII, São Calmino, duque de Aquitânia e governador de Auvergne. Depois de uma longa peregrinação a Lérins, fundou, com sua esposa, Santa Namádia, três mosteiros: Le Monastier, na região de Velay; Tulle no Limousin; e Mozart, na Auvergne. (X)

27. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Provença, em 1297, São Luís D’Anjou, sobrinho-neto do rei São Luís. Fiel à sua vocação franciscana, brilhou por seu amor à pobreza material e espiritual. Morreu aos vinte e três anos, esgotado por seu zelo e sua frágil saúde, após longos meses no episcopado de Toulouse. (M)

28. São Mariano, ermitão. Ver página 56: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

29. São Mochta, abade. Ver páginas 58-59: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

30. Outros santos do dia 19 de agosto: págs. 44-65, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

 Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XIII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi publicado.

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para  Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.