Santas e Santos de 20.08.2019

Me­mória de São Ber­nardo (também na Folhinha do Coração de Jesus), abade e doutor da Igreja, que, tendo en­trado com trinta com­pa­nheiros no novo mos­teiro de Cister, foi de­pois fun­dador e pri­meiro abade do mos­teiro de Cla­raval, onde di­rigiu sa­bi­a­mente os monges pelo ca­minho dos man­da­mentos de Deus, com a vida, a dou­trina e o exemplo. Per­correu a Eu­ropa para res­ta­be­lecer a paz e a uni­dade e ilus­trou a toda a Igreja com os seus es­critos e as suas ar­dentes exor­ta­ções, até que, no ter­ri­tório de Lan­gres, na França, ador­meceu no Senhor. († 1153). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, São Bernardo, abade e Doutor da Igreja. Nascido no castelo de Fontaine-Les-Dijon em 1090, entrou muito jovem na abadia de Citeaux, levando atrás de si cinco irmãos e vários parentes e amigos. Aos vinte e cinco anos foi encarregado de fundar Claraval. Por seus escritos místicos e sua pregação exerceu considerável influência na Igreja de seu tempo, da qual foi considerado como “a Conciência”. Espalhou por toda a Europa a Ordem Cisterciense, que herdou sua rica doutrina mariana enraizada na Escritura. (R). Ver páginas 66-72: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

2.   Co­me­mo­ração de São Sa­muel (também na Folhinha do Coração de Jesus), pro­feta, que, cha­mado por Deus quando ainda era cri­ança, foi de­pois juiz em Is­rael e, por man­dato di­vino, ungiu Saul como rei do seu povo; mas, quando Deus re­pu­diou Saul por causa da sua in­fi­de­li­dade, con­feriu a unção real a David, de cuja des­cen­dência havia de nascer Cristo. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no século XI antes da nossa era, o Profeta Samuel, de quem o sábio Sirac assim faz o elogio: “Samuel foi amado por seu Deus. Profeta do Senhor, estabeleceu sua realeza e julgou a assembleia segundo a Lei de Deus. Antes do tempo do sono eterno, ninguém se levantou para o acusar (Eclo 46,13 ss).” (M). Ver páginas 73-103: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

VER: ORIGEM DE SAUL E SEU ENCONTRO COM SAMUEL: páginas 88-103: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

3.   Em Chinon, for­ta­leza do ter­ri­tório de Tours, na Aqui­tânia, hoje na França, São Má­ximo, dis­cí­pulo de São Mar­tinho, que, de­pois de ter sido monge na Île-Barbe, junto de Lião, fundou um mos­teiro junto ao rio Vi­enne, onde morreu com avan­çada idade. († s. V)

4.   Em Noir­mou­tier, na ilha Hero, no li­toral da Aqui­tânia, também na ho­di­erna França, São Fi­li­berto (também na Folhinha do Coração de Jesus, São Felisberto), abade, que, edu­cado na corte do rei Da­go­berto, ainda ado­les­cente se tornou monge; fundou e di­rigiu o mos­teiro de Ju­miéges e de­pois o mos­teiro de Hero, pos­te­ri­or­mente cha­mado Noirmoutier. († c. 684). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 685, o retorno para Deus de São Filiberto. Jovem nobre educado na corte de Dagoberto I, tomou o hábito aos vinte e dois anos no mosteiro de Rebais. Fundou mais tarde a célebre abadia de Jumièges, não longe de Ruão. Aprisionado por ter denunciado a crueldade do administrador do palácio, teve que fugir do país e fundou um outro mosteiro na ilha de Noirmoutiers, onde terminou seus dias. Suas relíquias foram transportadas, primeiro para Grandlieu, onde os monges se haviam refugiado para escapar aos normandos, e depois para Tournous, na Borgonha (M). Ver páginas 109-113: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

5.   Em Cór­dova, na An­da­luzia, re­gião da Es­panha, os santos már­tires Le­o­vi­gildo e Cris­tóvão, monges, que, na per­se­guição dos Mouros, es­pon­ta­ne­a­mente con­fes­saram a fé em Cristo pe­rante o juiz, e por isso foram de­ca­pi­tados, assim al­can­çando a palma do martírio. († 852)

6*.   Em Sena, na Etrúria, hoje na Tos­cana, re­gião da Itália, o pas­sa­mento de São Ber­nardo To­lomei, abade, fun­dador da Con­gre­gação Oli­ve­tana, com a Regra de São Bento, que viveu com grande fervor a dis­ci­plina mo­nás­tica e, du­rante uma epi­demia de peste que as­so­lava a Itália, morreu no mos­teiro de Sena. († 1348). Conforme o Martirológio Romano-Monástico (registrado em 19 de agosto), em Sena, no ano de 1348, o nascimento no céu de São Bernardo Tolomei, brilhante jurista, que perto de seus quarenta anos retirou-se para a solidão dos Apeninos. Sua santidade atraiu-lhe diversos discípulos, que reuniu no mosteiro de Monte Oliveto, dando origem à congregação beneditina dos Olivetanos. (B). Ver páginas 136-138: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

7*.   Num barco-prisão an­co­rado ao largo de Ro­che­fort, na França, os be­atos Luís Fran­cisco Le Brun e Ger­vásio Brunel, pres­bí­teros e már­tires: o pri­meiro foi monge da Con­gre­gação Be­ne­di­tina de Santo Amaro, o se­gundo foi prior da Abadia Cis­ter­ci­ense da Trapa; ambos foram de­tidos em con­di­ções de­su­manas du­rante a Re­vo­lução Fran­cesa e con­su­maram o seu mar­tírio con­su­midos pela enfermidade. († 1794)

8.   Em Roma, Santa Maria de Mattias, virgem, fun­da­dora da Con­gre­gação das Irmãs da Ado­ração do Pre­ci­o­sís­simo Sangue de Cristo. († 1866)

9.   Em Roma, o dia natal de São Pio X, papa, cuja me­mória se ce­lebra amanhã. († 1914)

10*.   Em Val­li­bona, na pro­víncia de Cas­tellón, na Es­panha, o Beato Ma­tias Car­dona Meseguer, pres­bí­tero da Ordem dos Clé­rigos Re­grantes das Es­colas Pias e mártir na per­se­guição religiosa. († 1936)

11*.   Em Xa­tiva, na pro­víncia de Va­lência, também na Es­panha, a Beata Maria Cle­mente Mateu, virgem e mártir, que, du­rante a mesma per­se­guição, pela per­se­ve­rança na fé me­receu con­fi­gurar-se com Cristo. († 1936)

12♦.   Em Bar­ce­lona, também na Es­panha, o Beato Ce­les­tino António (Is­mael Bárrio Mar­quilla), re­li­gioso da Con­gre­gação dos Ir­mãos das Es­colas Cristãs e mártir, que, na mesma per­se­guição, foi as­sas­si­nado por causa da sua fé. († 1936)

13*.   No campo de con­cen­tração de Da­chau, pró­ximo de Mu­nique da Ba­viera, na Ale­manha, o Beato La­dislau Macz­kowski, pres­bí­tero e mártir, na­tural da Po­lónia, que foi de­por­tado em tempo de guerra e, pe­rante os per­se­gui­dores da dig­ni­dade hu­mana e cristã, su­por­tando cruéis tor­turas, de­fendeu a fé até à morte. († 1942)

14♦.   No campo de con­cen­tração de Da­chau, perto de Mu­nique, ci­dade da Ba­viera, na Ale­manha, o Beato Jorge Häffner, pres­bí­tero da di­o­cese de Wurz­burgo e mártir. († 1942)

15. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Tourraine, no séc. V, São Mesmino, monge. Discípulo de São Martinho, foi viver no mosteiro de Île-Barbe, em Lião, para fugir da popularidade de que era objeto. De volta à sua região natal, fundou um mosteiro perto do Castelo de Chinon. (M). Ver São Mesmo, abade, páginas 104-105: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

16. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no mesmo dia, Santo Amador, eremita, a quem se atribui a origem do culto e da peregrinação de Nossa Senhora de Rocamadour. (M)

17. São Haduíno, abade. Ver página 106: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

18. Santo Oswin, rei e mártir. Ver páginas107-108: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

19. Outros santos do dia 20 de agosto: págs. 66-116, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

 Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XIII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi publicado.

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para  Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.