Santas e Santos de 04 de setembro

NOSSA SENHORA DA CONSOLAÇÃO E CORREIA: 04 DE SETEMBRO

As Paróquias Agostinianas dedicadas a Nossa Senhora da Consolação e Correia celebram a Padroeira com uma programação especial. O Dia de Nossa Senhora da Consolação e Correia, é lembrado por toda a Igreja em 4 de setembro. 

A Ordem de Santo Agostinho divulgou esta devoção pelo mundo inteiro. A Consolação recorda a alegria de Santa Mônica pela conversão de seu filho Santo Agostinho, e aviva em nossos corações a esperança de que Maria não deixará nunca de velar por nós e pelos nossos entes queridos.

http://www.agostinianos.org.br/visualizacao-de-ultimas-noticias/ler/547/dia-de-nossa-senhora-da-consolacao-e-correia-4-de-setembro Ver também: https://chamadeamordemaria.blogspot.com/2012/08/aparicao-de-nossa-senhora-da-consolacao.html e https://nossasenhoratodas.blogspot.com/2016/08/nossa-senhora-da-correia-santo.html

1.   Co­me­mo­ração de São Moisés (também na Folhinha do Coração de Jesus), pro­feta, que Deus es­co­lheu para li­bertar o seu povo do Egipto e con­duzi-lo à terra pro­me­tida; no monte Sinai re­velou-lhe o seu nome, di­zendo: «Eu sou o que sou», e deu-lhe a lei que devia reger a vida do povo eleito. Este servo de Deus morreu com avan­çada idade no monte Nebo, na terra de Moab, di­ante da terra da promessa. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. XII antes de nossa era, o Patriarca Moisés. Recebeu de Deus, presente na sarça ardente, a revelação do Nome inefável e a missão de libertar o povo de Israel, oprimido no Egito pelo Faraó. Como se visse o invisível, falava face-a-face com Deus, como se fala com um amigo. Medidor da Lei solenemente promulgada por ocasião da teofania do Monte Sinai, deu testemunho a Cristo, mediador da Nova e Eterna Aliança por ocasião da transfiguração no Monte Tabor. (M).Ver páginas 21-32: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

2.   Em Ca­bil­lonum, na Gália Li­o­nense, hoje Chalon-sur-Saône, na França, São Mar­celo (também na Folhinha do Coração de Jesus), mártir. († s. III/IV). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Châlon-sur-Saône, São Marcelo, martirizado por sua fé sob o imperador Antonino, no séc. II. Um mosteiro cluniacense estabeleceu-se mais tarde sobre o seu túmulo. (M)

3.   Em Roma, no ce­mi­tério de Má­ximo, junto à Via Sa­lária, o se­pul­ta­mento de São Bo­ni­fácio I, papa, que con­se­guiu re­solver muitas con­tro­vér­sias sobre a dis­ci­plina eclesiástica. († 422). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, São Bonifácio I, papa. Os quatro anos de seu pontificado, entre 418 e 422, foram uma época de grande atividade nos planos político, disciplinar e teológico. (M)

4*.   Em Char­tres, na Nêus­tria, ac­tu­al­mente na França, São Ca­lé­trico, bispo. († a. 573)

5*.   Em He­res­feld, na Sa­xónia, ac­tu­al­mente na Ale­manha, Santa Ida, viúva do duque Eg­berto, in­signe pela sua ca­ri­dade para com os po­bres e oração assídua. († 825)

6*.   Em Mende, na Aqui­tânia, ac­tu­al­mente na França, São Fre­daldo, bispo e mártir. († c. s. IX)

7*.   Em Co­lónia, na Lo­ta­ríngia, hoje na Ale­manha, Santa Irm­garda ou Ir­men­garda, con­dessa de Süch­teln, que ofe­receu todos os seus bens para a cons­trução de igrejas. († c. 1089)

8.   Em Pa­lermo, na Si­cília, re­gião da Itália, Santa Ro­sália, virgem, de quem se narra ter se­guido vida so­li­tária no monte Peregrino. († s. XII). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, religiosa basiliana, cujo corpo foi descoberto numa caverna do Monte Pelegrino em 1624. Esta descoberta, os milagres que a ela sucederam e a distribuição das relíquias, tornaram a santa muito popular. (M)

9*.   Em Ca­ra­magna, no Pi­e­monte, também re­gião da Itália, a Beata Ca­ta­rina Mattei, virgem, re­li­giosa das Irmãs da Pe­ni­tência de São Do­mingos, que su­portou com ad­mi­rável ca­ri­dade e grande vir­tude a longa en­fer­mi­dade, as ca­lú­nias e todas as tentações. († 1547)

10♦.   Em Thúsis, lo­ca­li­dade da Récia, hoje na Suíça, o Beato Ni­colau Rusca, pres­bí­tero e mártir, homem de pro­funda cul­tura e ge­ne­rosa de­di­cação pas­toral, que morreu ví­tima dos con­flitos po­li­tico-re­li­gi­osos do seu tempo. († 1618)

11*.   Num barco-prisão an­co­rado ao largo de Ro­che­fort, na França, o Beato Ci­pião Je­ró­nimo Bri­géat de Lambert, pres­bí­tero e mártir, có­nego de Avran­ches, que, na per­se­guição re­li­giosa du­rante a Re­vo­lução Fran­cesa, por causa do sa­cer­dócio foi apri­si­o­nado na ga­lera em con­di­ções de­su­manas e aí morreu de fome e inanição. († 1794)

12*.   Em Sil­lery, ci­dade do Québec, pro­víncia do Ca­nadá, a Beata Maria de Santa Ce­cília Romana (Maria Dina Bé­langer), virgem da Con­gre­gação das Re­li­gi­osas de Jesus e Maria, que su­portou du­rante vá­rios anos uma grave en­fer­mi­dade, con­fi­ando só em Deus. († 1929)

13*.   Em Oro­pesa, pró­ximo de Cas­tellón, no li­toral da Es­panha, o Beato José Pas­coal Carda Saporta, pres­bí­tero da Ir­man­dade de Sa­cer­dotes Ope­rá­rios Di­o­ce­sanos e mártir, que, du­rante a vi­o­lenta per­se­guição contra a Igreja, em ódio à re­li­gião foi con­du­zido ao glo­rioso martírio. († 1936)

14*.   Em Teu­lada, po­vo­ação pró­xima de Ali­cante, também na Es­panha, o Beato Fran­cisco Sendra Ivars, pres­bí­tero e mártir, que pa­deceu o mar­tírio na mesma per­se­guição contra a fé. († 1936)

15*.   Pró­ximo de Ge­novés, po­vo­ação da pro­víncia de Va­lência, também na Es­panha, o Beato Ber­nardo de Lugar Nuevo de Fe­nollet (José Bleda Grau), re­li­gioso da Ordem dos Frades Me­nores Ca­pu­chi­nhos e mártir, que, na mesma per­se­guição, venceu glo­ri­o­sa­mente o seu com­bate por Cristo. († 1936)

16♦.   Em Vil­la­nueva del Ar­zo­bispo, perto de Jaén, também na Es­panha, o Beato José de Jesus Maria (José Vi­cente Hor­ma­e­chea y Apoitia), pres­bí­tero da Ordem da San­tís­sima Trin­dade e mártir. († 1936)

17. São Vitalício, também na Folhinha do Coração de Jesus.

18. Santa Rosa de Viterbo. Ver páginas 33-35: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

19. Bem-Aventurada Catarina de Racconigi. Ver páginas 36-37: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf  

20. Outros santos do dia 04 de setembro: págs. 21-39, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

 Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XIII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi publicado.

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para  Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular