Santas e Santos de 14 de fevereiro

Festa dos santos Ci­rilo (também na Folhinha do Coração de Jesus), monge, e Me­tódio (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo. Estes ir­mãos, na­tu­rais de Tes­sa­ló­nica, en­vi­ados para a Mo­rávia pelo bispo Fócio de Cons­tan­ti­nopla, ali pre­garam a fé cristã e cri­aram um al­fa­beto pró­prio para tra­duzir da língua grega para a língua es­lava os li­vros sa­grados. Quando vi­eram a Roma, Ci­rilo, que antes se cha­mava Cons­tan­tino, fez-se monge, e aí, atin­gido por uma en­fer­mi­dade, neste dia ador­meceu no Se­nhor. Me­tódio, or­de­nado pelo papa Adriano II bispo de Sír­mium, hoje Sremska Mi­tro­vica, na ac­tual Sérvia, evan­ge­lizou in­can­sa­vel­mente a Pa­nónia, onde so­freu muitas hos­ti­li­dades, mas foi sempre apoiado pelo Pon­tí­fices Ro­manos. Re­cebeu a re­com­pensa dos seus tra­ba­lhos em Ve­lehrad, na Mo­rávia, no dia 6 de Abril. († 869; † 885). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, memória dos Santos Cirilo, monge, e Metódio, bispo. De origem grega, estes dois irmãos foram enviados de Constantinopla para evangelizar os eslavos, tendo confirmados pela Igreja Romana seus meios de apostolado que consistiam em traduzir a Bíblia e em celebrar a liturgia em eslavão, língua que foi fixada com o auxílio de um novo alfabeto, chamado “cirílico”. São Cirilo morreu em Roma em 869, e seu corpo foi repatriado para Salônica, sua cidade natal, em 1976, como sinal de desejo de comunhão entre a Igreja Latina e as Igrejas Grega e Eslava. (R)

Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Cirilo,_o_Fil%C3%B3sofo

– Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Met%C3%B3dio

2.   Em Roma, na Via Fla­mínia, junto à ponte Mílvio, São Va­lentim (também na Folhinha do Coração de Jesus), mártir. († data inc.). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, no séc. III, São Valentim, sacerdote, martirizado por ter-se dedicado inteiramente, como sacerdote e como médico, a serviço dos cristãos aprisionados por causa da fé. (M). Em Roma, São Valentim, padre e mártir, quando do imperador Claudio. Decapitado por perseverar na fé católica, foi enterrado no lugar mesmo em que foi supliciado, por Sabinila, piedosa matrona de Roma. Conforme pág. 253: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

– Ainda sobre São Valentim e o dia dos namorados:

– Ver também: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Valentim_de_Roma

3.   Em Spo­leto, na Úm­bria, re­gião da Itália, São Vital, imor­ta­li­zado pela in­te­gri­dade da fé e pela imi­tação de Cristo. († data inc.)

4.   Em Roma, no ce­mi­tério de Pre­tex­tato, junto à Via Ápia, São Zenão, mártir. († data inc.)

5.   Em Ale­xan­dria, no Egipto, a co­me­mo­ração dos santos már­tires Bas­siano, To­niano, Proto, Lúcio, que foram lan­çados ao mar; Ci­rião, pres­bí­tero, Agatão, exor­cista, Moisés, que foram quei­mados no fogo; Di­o­nísio e Amónio, que, pas­sados ao fio da es­pada, al­can­çaram a glória eterna. († data inc.)

6.   Em Ra­vena, na Fla­mínia, hoje na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, Santo Eleu­cádio, bispo. († s. III)

7.   No monte Skopa, na Bi­tínia, hoje na Tur­quia, Santo Au­xêncio, pres­bí­tero e ar­qui­man­drita (Arquimandrita é um título dado pelas Igrejas orientais, sejam elas ortodoxas ou católicas, aos hegúmenos, ou aos sacerdotes celibatários que sejam dignos de honra pelos seus serviços prestados. O equivalente latino, em relação quando é dado para tais presbíteros celibatários, poderia ser o título de monsenhor. Conforme: https://pt.wikipedia.org/wiki/Arquimandrita ), que, desse lugar emi­nente, como de uma cá­tedra, apre­goava a fé cal­ce­do­nense com a po­tente voz das suas virtudes. († s. V). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto de 470, Santo Auxêncio. Nascido na Síria de pais persas, foi inicialmente oficial da guarda imperial, renunciando a prosseguir com seus privilégios para viver no despojamento e na solidão por causa de Cristo. (M). Ver páginas 250-252: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

8*.   Co­me­mo­ração de São Nos­triano, bispo de Ná­poles, na Itália. († c. 450)

9.   Em Sor­rento, na Cam­pânia, re­gião da Itália, Santo An­to­nino, abade, que, de­pois de ter sido des­truído pelos Lom­bardos o seu mos­teiro, se re­tirou para a solidão. († c. 830)

10.     Em Cór­dova, na Es­panha, São João Bap­tista da Con­ceição Garcia, pres­bí­tero da Ordem da San­tís­sima Trin­dade, que em­pre­endeu a re­no­vação da Ordem e a de­fendeu com in­gente ardor no meio de graves di­fi­cul­dades e ás­peras tribulações. († 1613). Ver “Bem-aventurado João Batista da Conceição, da Ordem dos Trinitári9s” páginas: 242-247: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

-Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_Batista_da_Concei%C3%A7%C3%A3o

11*.   Em Va­lência, na Es­panha, o Beato Vi­cente Vilar David, mártir, que, du­rante a per­se­guição re­li­giosa, aco­lheu em sua casa sa­cer­dotes e re­li­gi­osas e pre­feriu morrer a negar a fé. († 1937)

12. Conforme o artirológio Romano-Monástico, no início do séc. VII, São Marão, monge que fez reflorescer o deserto da Síria. Um mosteiro construído em sua memória se destacou por seu apego à doutrina do Concílio de Calcedônia, e tornou-se o berço da Igreja Católica Maronita. (X)

13. Bem-aventurado Nicolau Pullia, dominicano. Ver páginas 248-249: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

14. Outros santos do dia 14 de fevereiro: págs. 242-254: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-v%203.pdf

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito. 

– Sobre o dia 14 de fevereiro, ver ainda: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/14_de_fevereiro

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004

ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para  Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.