Santas e Santos de 04 de agosto

1. Me­mória de São João Maria Vianney (também na Folhinha do Coração de Jesus), pres­bí­tero, que du­rante mais de qua­renta anos exerceu de modo ad­mi­rável o seu mi­nis­tério na pa­ró­quia que lhe foi con­fiada na lo­ca­li­dade de Ars, perto de Belley, na França, com a pre­gação as­sídua, a oração e o exemplo de pe­ni­tência. Todos os dias ex­pli­cava o ca­te­cismo aos mais pe­quenos e aos adultos, re­con­ci­liava os pe­ni­tentes e com a sua ar­dente ca­ri­dade, que hauria da sua fonte pri­mor­dial, a San­tís­sima Eu­ca­ristia, res­plan­deceu de tal modo que di­fundiu os seus con­se­lhos ao longe e ao largo e sa­pi­en­te­mente con­duziu muitos a Deus.

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, memória de São João Maria Vianney, morto em 1859. Ordenado padre depois de laboriosos estudos, foi primeiro vigário em Ecully. Tornando-se o pároco de Ars, três anos depois, exerceu durante mais de quarenta anos uma influência considerável sobre todos os que se beneficiaram de sua oração, dos méritos de sua vida austera e de seu ministério no sacramento da penitência. Pio XI, ao canonizá-lo, proclamou-o patrono celeste dos padres encarregados de paróquias. (R).

– Ver páginas 292-299: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

– Ver “…João Maria Batista Vianney – Santo Cura d’Ars (DardillyRódano8 de maio de 1786 — Ars-sur-Formans4 de agosto de 1859) foi um sacerdote francês, canonizado pela Igreja Católica.[1] Foi nomeado padroeiro dos Párocos em 23 de abril de 1928.[2] Também é conhecido como o Santo Cura de Ars”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_Batista_Maria_Vianney

– Ver ainda “…  Padre Trochu escreveu esta história em seu livro sobre o Cura d’Ars: Um dia, alguns paroquianos indiscretos subiram ao primeiro andar de sua casa e ouviram a voz de uma mulher conversando com seu padre. A surpresa deles foi indescritível, pois sabiam que o padre era muito reservado com o sexo feminino. Alguns garantiram que não era a primeira vez. Então, eles juntaram coragem e bisbilhotaram a porta. O que eles ouviram foram recomendações para cuidar de fulano de tal, depois salvar fulano de tal etc. Eles ficaram ali ouvindo uma conversa muito particular … Depois de meia hora, o santo abriu a porta e surpreendeu os visitantes … que foram obrigados a explicar o motivo da sua presença. Eles conseguiram se desculpar sem muito constrangimento. Foi o Cura d’Ars quem pareceu o mais envergonhado. Depois de refletir um pouco – e para afastar qualquer suspeita -, ele confessou que tinha o prazer de, às vezes, receber a Virgem Maria em sua casa para falar sobre suas preocupações e se aconselhar sobre casos difíceis… “Não podemos compreender o poder que uma alma pura tem sobre Deus. Não é a alma que faz a vontade de Deus, mas Deus quem faz a vontade da alma…

… Entre os traços imitáveis ​​da prodigiosa santidade de John Vianney, a mais notável é provavelmente sua devoção a Maria. (…) Deixou-nos o exemplo da sua vida de sacerdote e pastor, pontilhada de festas marianas, onde vemos claramente o domínio resplandecente e maternal de Maria sobre a alma daquele santo, devido à consagração total que lhe fez de sua própria pessoa e trabalho. Seria exagero ver nessa consagração a chave da sua santidade pessoal e fecundidade apostólica?”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayAugust04.html

2.   Co­me­mo­ração de Santo Aris­tarco de Tessalónica, que foi dis­cí­pulo do Após­tolo São Paulo, fiel com­pa­nheiro nas suas vi­a­gens e também seu com­pa­nheiro de prisão em Roma.

Ver páginas 124-128 http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

3.   Em Roma, junto à Via Ti­bur­tina, os santos Jus­tino e Cres­cen­ciano, mártires. († 258)

4.   Em Társia, na Bi­tínia, ac­tu­al­mente na Tur­quia, Santo Eleu­tério, mártir.

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Constantinopla, Santo Eleutério, mártir de Tarso, cujo túmulo foi o começo de uma célebre peregrinação feita naquela cidade imperial. (M). († s. IV)

5.   Na an­tiga Pérsia, Santa Ia (também na Folhinha do Coração de Jesus), mártir no tempo do rei Sapor II.

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Pérsia, o martírio de Santa Ia e seus companheiros, que suportaram a morte por causa da fé cristã, depois de terem sofrido cruéis suplícios sob o rei Sapor. (M) († c. 362)

– Ver “…Fontes não confiáveis ​​fizeram de Santa Ia (que significa “violeta“) uma grega, talvez uma escrava, que teve tanto sucesso em converter mulheres persas ao cristianismo que foi presa durante a perseguição aos cristãos pelo rei Sapor II da Pérsia. Ela foi torturada por meses na tentativa de forçá-la a apostatar, mas não teve efeito. Por fim, ela foi açoitada até a morte e depois decapitada, supostamente com outras 9.000 pessoas. Muito pouco se sabe sobre esta santa – até o gênero é incerto – e nenhuma passio existe (Beneditinos, Delaney, Enciclopédia).”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayAugust04.html

6.   Em Tours, na Nêus­tria, na ho­di­erna França, a co­me­mo­ração de Santo Eu­frónio, bispo, que tomou parte em vá­rios con­cí­lios, re­cons­truiu muitas igrejas na ci­dade, fundou pa­ró­quias em todo o ter­ri­tório e pro­moveu di­li­gen­te­mente a ve­ne­ração à Santa Cruz.

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 573, Santo Eufrônio, bispo de Tours. Teve grande prestígio junto aos poderosos, e consagrou seu trabalho na restauração ou construção de santuários de sua cidade episcopal. (M) († 573).

– Ver páginas 129-130: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

7*.   Na flo­resta de Pa­naia, perto de Ca­tan­zaro, na Ca­lá­bria, re­gião da Itália, Santo Onofre, ere­mita, in­signe pela sua vida de je­juns e austeridade. († 995)

8*.   Em Split, na Dal­mácia, na ac­tual Croácia, São Rai­nério (Raniero), bispo e mártir, que, de­pois de ter sido monge, por de­fender os di­reitos da Igreja su­portou nu­me­rosos tor­mentos na sede de Cágli e de­pois morreu ape­dre­jado em Split. († 1180).

– Ver São Reinier, bispo, arcebispo e mártir. Páginas 133-140: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

9*.   Em Bo­lonha, na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, a Beata Ce­cília, virgem, que re­cebeu o há­bito mo­nacal das mãos de São Do­mingos, de cuja vida e es­pi­ri­tu­a­li­dade foi fi­de­lís­sima testemunha. († 1290)

10*.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, o Beato Gui­lherme Horne, mártir, monge na Car­tuxa desta ci­dade, sempre fiel à ob­ser­vância da Regra, que su­portou um longo ca­ti­veiro no rei­nado de Hen­rique VIII e, sub­me­tido fi­nal­mente ao su­plício no pa­tí­bulo de Ty­burn, partiu desta vida e tomou lugar à di­reita de Cristo. († 1540)

11*.   Em Mon­tréal, no Quebec, pro­víncia do Ca­nadá, o Beato Fre­de­rico Jans­soone, pres­bí­tero da Ordem dos Frades Me­nores, que di­fundiu muito as pe­re­gri­na­ções à Terra Santa para pro­gredir na fé. († 1916)

12*.   Em Ma­drid, na Es­panha, o Beato Gon­çalvo Gon­çalo, re­li­gioso da Ordem de São João de Deus e mártir, que, du­rante a per­se­guição contra a re­li­gião, con­firmou com o seu sangue a sua fé em Cristo. († 1936)

13.   Em Bar­ce­lona, também na Es­panha, os be­atos már­tires José Ba­talla Parramon, pres­bí­tero, José Ra­basa Bentanachs e Gil Ro­dício Rodício, re­li­gi­osos da So­ci­e­dade Sa­le­siana, que na mesma per­se­guição, ven­cendo o bom com­bate da fé, al­can­çaram a vida eterna. († 1936)

14*.   No campo de con­cen­tração de Da­chau, perto de Mu­nique, ci­dade da Ba­viera, na Ale­manha, o Beato Hen­rique Krzys­tofik, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante a guerra, de­por­tado da Po­lónia para um cár­cere es­tran­geiro por causa da sua fé cristã, com nu­me­rosos su­plí­cios con­sumou o seu martírio. († 1942)

15. Na Folhinha do Coração de Jesus, São Lugaido.

– No VIDA DOS SANTOS, São Molua, ou Mo-lua, ou Ludgid, ou Ludgaid, Lughaedh, abade. Ver páginas 131-132: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

– Ver “… 622 Molua educado em Bangor sob Saint Comgall fundou mais de 100 mosteiros na Irlanda Abbot (AC);distinguiu-se por milagres (também conhecido como Lua, Da Lua, Luanus, Lugid, Lughaidh)
Nasceu em Limerick; morreu em 4 de agosto. São Molua foi educado em Bangor sob o comando de São Comgall e era conhecido como monge, eremita e construtor. Como São Bernardo nos assegura, Molua fundou mais de 100 mosteiros na Irlanda, incluindo o de Killaloe (County Clare) e Cluain-Fearta Molua, nas fronteiras de Ossory e Queen’s County em Leinster. São Molua prescreve uma regra monástica austera que foi observada por muito tempo na Irlanda. Impedia o mais estrito silêncio e recolhimento, e proibia as mulheres de se aproximarem da igreja dos monges.
   Apesar de sua estrita observância da disciplina monástica, ele era um homem de grande ternura para com os homens e os animais. Seu principal discípulo foi Saint Flannan , que o sucedeu no governo de Killaloe. O oratório de Molua na Ilha dos Frades, a algumas centenas de metros da catedral, foi reerguido antes que a área fosse submersa pelas obras hidroelétricas de Shannon em 1929 (Beneditinos, Enciclopédia, Fazendeiro, Husenbeth)…

… Em seu leito de morte, São Molua dirigiu-se a seus monges e disse: “Queridos irmãos, cultivem sua terra diligentemente, para que tenham comida, bebida e roupas suficientes; pois onde há o suficiente, há estabilidade; onde há estabilidade, há verdadeira religião; e o fim da verdadeira religião é a vida eterna”…

… Existe alguma confusão entre este Molua e outros santos do mesmo nome. Killaloe (Cill da Lua) pode receber o nome deste Molua ou de outro que se chamava “o Leproso”, ou podem ser ambos a mesma pessoa. Existem três recensões em latim da Vida de São Molua; um foi impresso na Acta Sanctorum, agosto, vol. eu; outro na edição de De Smedt do Codex Salmanticensis, e o terceiro por C. Plummer em VSH., vol. ii, pp. 206-225. AP Forbes em KSS. (pp. 409-411) repudia qualquer identidade entre São Moloc ( 25 de junho )e São Molua …”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayAugust04.html

16. Bem-Aventurado Francisco Cecco, ermitão (PÁGINAS 141-153). Inclui texto sobre a INDULGÊNCIA DA PORCIÚNCULA (ver 02 de agosto). Ver páginas 144-153: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

17. Outros santos do dia 04 de agosto, páginas: 94-155: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santase Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre 04 de agosto, ver ainda: 4 de agosto – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

BIBLIOGRAFIA:

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi eCaterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS  607-609: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livrariaon line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  7. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayAugust04.html

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Virgem Maria, socorra-nos, proteja-nos

São José, Anjos e Santos, intercedam por nós! Obrigado! Amém!

PAI AMADO, DÊ-NOS A GRAÇA PARA LUTAR COM ENTUSIASMO

E FORÇA DE VONTADE,

POR MEIO DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO,

MESMO EM SITUAÇÕES DIFÍCEIS E ESPINHOSAS,

PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ

DE BONS COSTUMES E SANTIDADE!

LIVRA-NOS DA CERVIZ DURA E DO CORAÇÃO EMPEDERNIDO!

EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO!

AMÉM!

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DESANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

* SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

“O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

“Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio,lembrado em 10 de fevereiro)

“Ó meu Deus, “sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro). Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

“Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo,na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

“Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível.

(conforme: Saint of the Day (lngplants.com)

ou

Saint of the Day May 20 (lngplants.com)

“…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio, lembrados em 21 de maio)

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

* Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém!

* PAI, ABRACE-NOS! JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS UNA!

MÃEZINHA MARIA, VELE POR NÓS!

EM NOME DE JESUS, PAI! AMÉM!

* Ver o blog https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.