Santas e Santos de 08 de agosto

DEVIDO À MEMÓRIA DE SÃO DOMINGOS DE GUSMÃO, 08 DE AGOSTO, LEMBRAMOS TAMBÉM NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO, CUJA FESTA É 07 DE OUTUBRO E NOSSA SENHORA MEDIADORA / MEDIANEIRA DE TODAS AS GRAÇAS, FESTA EM 31 DE MAIO

Curiosidade: CATORZE SANTOS AUXILIADORES (abaixo, nº 28), entre eles São Ciríaco, nº 3 abaixo

NOSSA SENHORA, MEDIADORA DE TODAS AS GRAÇAS. LEMBRADA NO VIDAS DOS SANTOS DE 08 DE AGOSTO, JUNTO COM OS SANTOS AUXILIADORES. Ver páginas 225-230: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

– Ver também: https://pt.wikipedia.org/wiki/Medianeira

– Ver “Trata-se de um título litúrgico, celebrado a 31 de maio”: https://www.portalsaofrancisco.com.br/historia-geral/nossa-senhora-medianeira-de-todas-as-gracas

OS PAPAS E MARIA MEDIATRIX: “Os Papas de Maria – Mediatrix

Bem-aventurado Papa Pio IX, Ubi primum, 2 de fevereiro de 1849:
        Deus comprometeu-lhe o tesouro de todas as coisas boas, para que todos saibam que através dela são obtidas toda esperança, toda graça e toda salvação. Pois esta é a Sua vontade, de obtermos tudo através de Maria.

 Papa Leão XIII, 22 de setembro de 1891:
        Podemos afirmar que, pela vontade de Deus, nada nos é dado sem a mediação de Maria, de tal maneira que, assim como ninguém pode se aproximar do Pai Todo-Poderoso, mas através de Seu Filho, ninguém, por assim dizer, pode se aproximar de Cristo, mas através de sua mãe.

 Papa Leão XIIIAdjutricem populi, 5 de setembro de 1895:
        Ó Virgem Santíssima, ninguém existe no conhecimento de Deus, a não ser por ti. Ninguém, ó Mãe de Deus, obtém salvação exceto por ti. Ninguém recebe um presente do trono da misericórdia, exceto através de ti.

 Papa São Pio X, Encíclico de 2 de fevereiro de 1904:
        Pela comunhão de tristezas e vontade entre Cristo e Maria, ela mereceu tornar-se dispensadora de todas as bênçãos que Jesus adquiriu para nós por Seu sangue.

 Papa Pio XI, discurso de 15 de agosto de 1933:
        Somente Deus concede graça de acordo com a medida que Ele prevê em Sua infinita sabedoria. Mas, embora essa graça venha de Deus, é dada por Maria, nossa advogada e mediadora, uma vez que a afeição materna, por um lado, encontra resposta na devoção infantil, por outro.

 Papa Pio XIIngravescentibus malis 29 de setembro de 1937 Imploramos a
        Deus através da mediação da Virgem, tão aceitável para Ele, para usar as palavras de São Bernardo: “Tal é a vontade de Deus que desejou que todas as coisas tivéssemos através de Maria. “

 Papa Pio XII, Carta ao Cardeal Maglione de 15 de abril de 1940:
         Como São Bernardo declara: “É a vontade de Deus que obtemos todos os favores através de Maria”, que todos se apressem em recorrer a Maria … Tão poderoso de fato é a Santíssima Virgem com Deus e seu Filho unigênito que, como Dante escreve, “quem deseja Sua ajuda e deixa de recorrer a Maria é como alguém tentando voar sem asas”.

Papa Pio XIIAuspicia quaedam 1 de maio de 1948:

       Que ela, que nos deu Jesus, obtenha para nós que todos os que se afastaram do caminho da verdade possam retornar imediatamente a Ele motivados pela contrição salutar. Que ela obtenha para nós – pois ela é nossa Mãe mais amável, que sempre se mostrou, diante de todos os perigos, nosso poderoso ajudante e canal de graça – que ela possa obter para nós, dizemos, uma solução justa, até no meio de nossas necessidades mais graves.”. Ver: http://www.rosarychurch.net/mary/mediatrix.html

– Ver também: http://www.rosarychurch.net/mary/redemptrix.html

– Ver ainda: https://www.youtube.com/watch?v=xqYzRaDu4Y0

– Ver também “Escola da Fé – “Maria é a medianeira de todas as graças!”, Papa Pio XI”: https://www.youtube.com/watch?v=ceYo2rzsqt0

– Ver: “Em 1921, Bento XVI (Bento XV) a pedido do Cardeal Mercier, concedeu à Bélgica o ofício e a missa da Bem-aventurada Virgem Maria “Medianeira de todas as graças”, a celebrar no dia 31 de Maio”: https://www.dehonianos.org/portal/nossa-senhora-medianeira-de-todas-as-gracas0/

1.0. MEMÓRIA DE SÃO DOMINGOS E O ROSÁRIO: Memória de São Do­mingos de Gusmão (também na Folhinha do Coração de Jesus), pres­bí­tero, có­nego de Osma, ci­dade da pro­víncia de Sória, na Es­panha, que hu­mil­de­mente se de­dicou ao mi­nis­tério da pre­gação nas re­giões per­tur­badas pela he­resia dos Al­bi­genses e viveu vo­lun­ta­ri­a­mente nas pri­va­ções da po­breza, fa­lando sempre com Deus ou de Deus. De­se­joso de en­con­trar uma nova forma de pro­pagar a fé, fundou a Ordem dos Pre­ga­dores, para re­novar na Igreja a forma de vida apos­tó­lica, man­dando aos seus ir­mãos que se de­di­cassem ao ser­viço do pró­ximo com a oração, o es­tudo e o mi­nis­tério da pa­lavra. Morreu em Bo­lonha, ci­dade da Itália, no dia seis de Agosto. († 1221).

– No Martirológio Romano de 06 de agosto, Em Bo­lonha, na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, o dia natal – dies natalis – (aniversário da morte) de São Do­mingos de Gusmão, pres­bí­tero, cuja me­mória se ce­lebra no dia oito deste mês. († 1221).

– Ver “…São Domingos de Gusmão (CaleruegaReino de Castela24 de Junho de 1170 — Bolonha6 de Agosto de 1221) foi um frade e santo católico fundador da Ordem dos Pregadores, cujos membros são conhecidos como Frades Dominicanos…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Domingos_de_Gusm%C3%A3o

1.1. 07 de outubro: Me­mória de Nossa Se­nhora do Rosário (também na Folhinha do Coração de Jesus), no dia em que, pela re­ci­tação do Ro­sário ou coroa ma­riana, se in­voca o au­xílio da Santa Mãe de Deus, me­di­tando os mis­té­rios de Cristo, tendo por guia aquela que es­teve as­so­ciada de modo sin­gular à En­car­nação, Paixão e Res­sur­reição do Filho de Deus. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, memória de Nossa Senhora do Rosário, proclamada bem-aventurada por todas as gerações no coração dos mistérios da encarnação e da redenção.(R)

1.2. FESTA DO ROSÁRIO: 1º DOMINGO DE OUTUBRO conforme VIDAS DOS SANTOS. Ver páginas 171-176: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2017.pdf  

1.3.- FESTA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO: 07 DE OUTUBRO:

Ver DIRETÓRIO DA LITURGIA DA CNBB e também “… Nossa Senhora do RosárioNossa Senhora do Santo Rosário ou Nossa Senhora do Santíssimo Rosário é o título mariano apresentado aquando da aparição da Santíssima Virgem Maria a São Domingos de Gusmão em 1214 na igreja do mosteiro de Prouille, na qual a mãe de Jesus entregou o Rosário ao fiel frade dominicano. É também o título pelo qual a Virgem Maria se apresentou aos três pastorinhos nas suas aparições em Fátima…”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_do_Rosário             

– Ver páginas 390-400: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2017.pdf

1.4.- CONFORME ANOTAÇÕES DE 06 DE AGOSTO: Em Bo­lonha, na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, o dia natal – dies natalis – (aniversário da morte) de São Do­mingos de Gusmão, pres­bí­tero, cuja me­mória se ce­lebra no dia oito deste mês. († 1221).

– No Martirológio Romano-Monástico, de 08 de agosto, memória de São Domingos de Gusmão, sacerdote, morto em Bolonha no dia 06 de agosto de 1221. Originário da Província de Burgos, na Espanha, tomou aos vinte e oito anos o hábito dos cônegos regulares de Osma. Após ter estabelecido um convento de religiosas em Prouille, perto de Toulouse, fundou nesta cidade a Ordem Mendicante dos Frades Pregadores, para a difusão, através da pregação, da verdade contemplada e aprofundada pelos estudos Teológicos. (R). Conforme o Martirológio Romano e o Martirológio Romano Italiano de 08 de agosto, memória de São Domingos de Gusmão, presbítero, cónego de Osma, cidade da província de Sória, na Espanha, que humildemente se dedicou ao ministério da pregação nas regiões perturbadas pela heresia dos Albigenses e viveu voluntariamente nas privações da pobreza, falando sempre com Deus ou de Deus. Desejoso de encontrar uma nova forma de propagar a fé, fundou a Ordem dos Pregadores, para renovar na Igreja a forma de vida apostólica, mandando aos seus irmãos que se dedicassem ao serviço do próximo com a oração, o estudo e o ministério da palavra. Morreu em Bolonha, cidade da Itália, no dia seis de Agosto. Ver VIDAS DOS SANTOS de 04 de agosto: págs. 94-123: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

1.5.- Ver também, a prática e a instituição do Santo Rosário por São Domingos, às páginas 109-123 (VIDAS DOS SANTOS de 04 de agosto): http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

1.6.-Ver carta Encíclica de Leão XIII: Octobri mense: http://w2.vatican.va/content/leo-xiii/pt/encyclicals/documents/hf_l-xiii_enc_22091891_octobri-mense.html

1.7.- Ver aindaPalavras de João Paulo II sobre o Rosário”: https://www.acidigital.com/rosario/papa.htm  

1.8. Ver ainda: ainda “O Rosário do Papa João Paulo II incluindo os mistérios luminosos”:  http://www.derradeirasgracas.com/2.%20Segunda%20P%C3%A1gina/As%20Devo%C3%A7%C3%B5es/3.%20ORA%C3%87%C3%95ES%20GERAIS/O%20Ros%C3%A1rio%20do%20papa%20Jo%C3%A3o%20Paulo%20II.htm

1.9.- e mais, a CARTA APOSTÓLICA ROSARIUM VIRGINIS MARIAE”: http://w2.vatican.va/content/john-paul-ii/pt/apost_letters/2002/documents/hf_jp-ii_apl_20021016_rosarium-virginis-mariae.html

OBSERVAÇÃO: SÃO JOÃO PAULO II ERA DOMINICANO.

OUTRAS SANTAS E SANTOS DE 08 DE AGOSTO

1. BEM-AVENTURADA JOANA DE ASA, mãe de São Domingos de Gusmão. Ver páginas 219-220: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

2.   Em Al­bano, na Via Ápia, a quinze mi­lhas da ci­dade de Roma, os santos Se­gundo, Car­pó­foro, Vi­to­rino e Se­ve­riano, mártires. († s. III f.-IV in.). Santos QUATRO MÁRTIRES COROADOS. Ver “O título de Quatro Mártires Coroados ou Quatro Santos Coroados (em latimSancti Quatuor Coronati) é, na verdade, uma referência a nove mártires diferentes, divididos em dois grupos: o primeiro é formado por Severo (ou Segundo), Severiano A FESTA LITÚRGICA DESSES MÁRTIRES É 08 DE AGOSTO, Carpóforo e Vitorino…; o segundo, por Cláudio, Castório, Sinforiano (ou Simproniano), Nicostrato e SimplícioA FESTA LITÚRGICA DESSES MÁRTIRES É 08 DE NOVEMBRO”:

– Ver também: “Seu culto foi confinado aos calendários locais em 1969.

A designação Quatro Mártires Coroados ou Quatro Santos Coroados (latim, Sancti Quatuor Coronati) refere-se a nove indivíduos venerados como mártires e santos no cristianismo primitivo. Os nove santos estão divididos em dois grupos:

  1. Severo (ou Secundius), Severo (nós), Carpophorus (Carpoforus), Victorinus (Victorius, Vittorinus)
  2. Cláudio, Castório, Símforiano (Simplônio), Nicostrato e Simplicius”: https://www.catholic.org/saints/saint.php?saint_id=3430

Ver também 08 de novembro: Co­me­mo­ração dos santos Sim­pro­niano, Cláudio, Ni­cós­trato, Cas­tório e Sim­plício, már­tires, que, se­gundo a tra­dição, eram mar­mo­ristas em Sír­mium, na Pa­nónia, hoje Sremska Mi­tro­vica, na Sérvia, e porque se re­cu­saram, em nome de Jesus Cristo, a es­culpir a imagem de Es­cu­lápio, foram lan­çados ao rio por ordem do im­pe­rador Di­o­cle­ciano e co­ro­ados por Deus com a graça do mar­tírio. Desde tempos re­motos foi ve­ne­rada a sua me­mória na ba­sí­lica do monte Célio, sob o tí­tulo dos Quatro Coroados. († 306).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico de 08 de novembro, na Panônia, atual Hungria, em 306, o martírio de Cinco Escultores, que foram decapitados por terem se recusado a fabricar estátuas de ídolos. Seus corpos foram jogados no Danúbio. (M).

– Ver “… O título de Quatro Mártires Coroados ou Quatro Santos Coroados (em latimSancti Quatuor Coronati) é, na verdade, uma referência a nove mártires diferentes, divididos em dois grupos: o primeiro é formado por Severo (ou Segundo), Severiano, Carpóforo e Vitorino; o segundo, por Cláudio, Castório, Sinforiano (ou Simproniano), Nicostrato e Simplício…

… De acordo com a “Lenda Dourada“, os nomes dos membros do primeiro grupo não eram conhecidos na época do martírio, “mas foram aprendidos através da revelação do Senhor depois de muitos anos”[1] e é justamente por isto que ficaram conhecidos simplesmente como “Quatro Mártires Coroados” (a coroa é uma referência ao martírio). Não se sabe com certeza de onde os nomes surgiram de fato, mas sabe-se que os nomes deles são idênticos aos nomes dos convertidos por Policarpo, o Padre, na lenda de São Sebastião[2].

Martirológio Romano celebra o grupo 2 em 8 de novembro e o grupo 1 em 8 de agosto[3].”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Quatro_Mártires_Coroados

-Ver também pág. 250: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

3.   Em Roma, na milha sé­tima da Via Os­ti­ense, os santos Ci­ríaco, Largo, Cres­cen­ciano, Mémia, Ju­liana e Es­me­raldo, mártires. († s. IV in.).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, na Via Óstia, o martírio dos Santos Ciríaco, Largo, Crescenciano, Mêmia, Juliana e Esmaragdo. (M).

– Ver páginas 214-216: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

– Ver “… Ciríaco de Roma é um mártir cristão perseguido e morto por ordem de Diocleciano, sendo um dos vinte e sete santos católicos a usarem este nome. É um dos Catorze santos auxiliares. São Ciríaco é venerado pela cristandade e seu dia consagrado é 8 de agosto. São profundos os estudos sobre sua vida e seu ministério.[1]”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Cir%C3%ADaco_de_Roma

– Ver “… São Ciríaco, 8 de agosto – Contra a tentação no leito de morte…”: Catorze santos auxiliares – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

4.   Em Tarso, na Ci­lícia, na ac­tual Tur­quia, a paixão de São Ma­rinho, an­cião de Ana­zarbo, que, no tempo do im­pe­rador Di­o­cle­ciano e do go­ver­nador Lí­sias, foi de­go­lado, e o seu corpo, por ordem do pre­feito, lan­çado ao pasto das feras. († c. 303-311).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no começo do séc. IV, o martírio de São Marino. (M)

5.   Em Milão, na Li­gúria, hoje na Lom­bardia, re­gião da Itália, Santo Eu­sébio, bispo, que tra­ba­lhou as­si­du­a­mente para manter a ver­da­deira fé e re­cons­truiu a igreja ca­te­dral des­truída pelos Hunos. († c. 462)

6.   Em Vi­enne, na Gália Li­o­nense, hoje na França, São Se­vero, presbítero. († c. s. V)

7*.   Em Bor­déus, na Aqui­tânia, também na ac­tual França, São Mú­mulo (Mummolo), abade de Fleury. († 678).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. VII, São Leodebaldo, fundador e primeiro abade de Fleury sur-Loire, juntamente com São Mamolo, seu sucessor, que transferiu de Monte Cassino para a França os corpos de São Bento e de Santa Escolástica, conforme uma antiga lenda não comprovada. (X)

8.   Em Cí­zico, no He­les­ponto, na ac­tual Tur­quia, Santo Emi­liano (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo, que por de­fender o culto das sa­gradas ima­gens su­portou muitos tor­mentos da parte do im­pe­rador Leão e morreu no exílio. († s. IX).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no Helesponto, Santo Emiliano, bispo de Cisíquia, morto no exílio por ter recusado a intervenção imperial em assunto religioso. (M)

9*.   No mos­teiro de Götweig, na Áus­tria, Santo Alt­mano, bispo de Passau, que fundou nu­me­rosas co­mu­ni­dades de clé­rigos com a regra de Santo Agos­tinho, res­taurou a dis­ci­plina do clero e por de­fender a li­ber­dade da Igreja morreu no exílio, ex­pulso da sua sede pelo im­pe­rador Hen­rique IV. († 1091).

– Ver Santo Almano, páginas 217-218: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

10*.   Em Gal­lese, pró­ximo de Vi­terbo, na Tos­cana, hoje no Lácio, re­gião da Itália, São Fa­mião (Famiano), ere­mita, na­tural de Co­lónia, que dis­tri­buiu os seus bens pelos po­bres e, de­pois de vá­rias pe­re­gri­na­ções, morreu neste lugar com o há­bito cisterciense. († c. 1150)

11*.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, o Beato João Felton, mártir, que, por ter afi­xado pu­bli­ca­mente a bula de ex­co­mu­nhão pro­cla­mada pelo papa São Pio V contra a rainha Isabel I, foi cru­el­mente es­quar­te­jado junto à ca­te­dral de São Paulo e, in­vo­cando o nome de Jesus, con­sumou glo­ri­o­sa­mente o seu martírio. († 1570)

12*.   Em York, também na In­gla­terra, o Beato João Fin­gley, pres­bí­tero e mártir, que, no mesmo rei­nado de Isabel I, foi con­de­nado à morte e en­for­cado por ser sa­cer­dote. Com ele co­me­mora-se também o Beato Ro­berto Bid­ken­dike, mártir, que, no mesmo tempo mas em dia e ano in­certos, pa­deceu os mesmos tor­mentos por se ter re­con­ci­liado com a Igreja católica. († 1586)

13.   Em Xi­xi­a­odun, perto de Xi­nhe­xian, no Hebei, pro­víncia da China, São Paulo Ke Tingzhu, mártir, que, sendo di­ri­gente de uma al­deia de cris­tãos, du­rante a per­se­guição de­sen­ca­deada pelos se­quazes da seita dos “Yihe­tuan”, foi es­quar­te­jado, membro após membro, dando aos ou­tros cris­tãos um lu­mi­noso exemplo de cons­tância na pro­fissão da fé. († 1900)

14*.   Em Za­mora, na Es­panha, Santa Bo­ni­fácia Ro­drí­guez de Castro, virgem, que, ar­den­te­mente em­pe­nhada na pro­moção cristã e so­cial das mu­lheres através da oração e do tra­balho, fundou a Con­gre­gação das Servas de São José, se­gundo o mo­delo da Sa­grada Fa­mília de Nazaré. († 1905)

15*.   Em Sydney, na Aus­trália, Santa Maria da Cruz (Maria He­lena Mac­Killop), virgem, que fundou a Con­gre­gação das Irmãs de São José e do Sa­grado Co­ração e a di­rigiu entre muitas tri­bu­la­ções e adversidades. († 1909).

– Ver “…Mary MacKillop (FitzroyVictoriaAustrália15 de janeiro de 1842 – North Sydney, Austrália, 8 de agosto de 1909) foi uma freira católica australiana que, juntamente com o padre Julian Tenison Woods, fundou a Congregação das Irmãs de São José do Sagrado Coração. É a única australiana a ser beatificada (1995). Em 19 de dezembro de 2009, a Santa Sé anunciou o reconhecimento do segundo milagre atribuído a ela,[1] e a sua canonização foi anunciada em 19 de fevereiro de 2010 e realizada em 17 de outubro de 2010.[2] MacKillop tornou-se assim a primeira santa australiana,[3] e num dos poucos santos a ter sido anteriormente excomungado pela Igreja Católica…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Mary_MacKillop

16*.   Em Póggio a Caiano, na Etrúria, hoje na Tos­cana, re­gião da Itália, a Beata Maria Mar­ga­rida (Maria Ana Rosa Caiáni), virgem, que fundou o Ins­ti­tuto Fran­cis­cano das Irmãs Mí­nimas do Sa­grado Co­ração, para a ins­trução da ju­ven­tude e a as­sis­tência aos enfermos. († 1921)

17*.   No lugar cha­mado El Saler, perto de Va­lência, na Es­panha, o Beato An­tónio Sil­vestre Moya, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante a per­se­guição contra a fé, pelo seu in­que­bran­tável tes­te­munho de Cristo al­cançou vi­to­ri­o­sa­mente o reino celeste. († 1936)

18*.   Em Va­lência, também na Es­panha, as be­atas Maria do Me­nino Jesus (María Jo­sefa An­tonia Bal­dillou y Bullit) e com­pa­nheiras, vir­gens do Ins­ti­tuto das Fi­lhas de Maria das Es­colas Pias e már­tires, que, na mesma per­se­guição, de­pois de so­frer a vi­o­lência dos ini­migos da Igreja, foram glo­ri­o­sa­mente ao en­contro de Cristo, seu Esposo. São estes os seus nomes: Apre­sen­tação da Sa­grada Fa­mília (Pas­co­a­lina Gallén y Marti), Maria Luísa de Jesus (Maria Luísa Giron y Ro­mera), Car­mela de São Fi­lipe Néri (Na­zária Gómez y Le­zaun) e Cle­mência de São João Bap­tista (An­tónia Riba y Mestres). († 1936)

19♦.   Em San An­dréu de Pa­lomar, na Ca­ta­lunha, também na Es­panha, o Beato An­tero Mateo Garcia, pai de fa­mília e mártir, que, sendo pai de fa­mília, du­rante a mesma per­se­guição foi re­ce­bido na glória do Senhor. († 1936)

20♦.   Em Villat de Olalla, lo­ca­li­dade da pro­víncia de Cu­enca, também na Es­panha, os be­atos e már­tires Cruz La­plana y Laguna, bispo de Cu­enca e Fer­nando Español Berdié, pres­bí­tero da mesma di­o­cese, que, na mesma per­se­guição, me­receu re­ceber a su­blime palma do martírio. († 1936)

21♦.   Em Tra­ver­seras, na Ca­ta­lunha, também na Es­panha, os be­atos Di­o­nísio Luís (Ma­teus Mo­linos Co­loma) e Le­o­nardo José (José Maria Ara­gonês Mateu), re­li­gi­osos, re­li­gioso da Con­gre­gação dos Ir­mãos das Es­colas Cristãs e már­tires na mesma per­se­guição contra a fé cristã. († 1936)

22♦.   Em Fu­ente el Fresno, perto de Ciudad Real, também na Es­panha, o Beato Fi­lipe José (Pedro João Ál­varez Pérez), da Con­gre­gação dos Ir­mãos das Es­colas Cristãs e már­tires, que con­sumou egre­gi­a­mente o seu com­bate por Cristo. († 1936)

23♦.   Em Val­li­rana, lo­ca­li­dade da pro­víncia de Bar­ce­lona, também Es­panha, as be­atas Maria do Carmo Za­ra­goza Za­ra­goza e Maria Rosa Adrover Marti (An­tónia Adrover Marti), vir­gens da Con­gre­gação das Do­mi­ni­canas de Santa Ca­ta­rina de Sena e már­tires, que, na mesma per­se­guição, com­ba­tendo pela fé em Cristo Es­poso, al­can­çaram a re­com­pensa eterna. († 1936)

24♦.   Em Ma­drid, também na Es­panha, o Beato Ni­colau de la Torre Merino, re­li­gioso da So­ci­e­dade Sa­le­siana e mártir. († 1936)

25*.   Em Gusen, lo­ca­li­dade da Ale­manha, o Beato Vla­di­miro Las­kowski, pres­bí­tero e mártir, que, em tempo da guerra, foi de­por­tado por causa da sua fé para este campo de con­cen­tração e, atroz­mente tor­tu­rado, al­cançou a glória do martírio. († 1940)

26. São Miro (também na Folhinha do Coração de Jesus).

– Conforme VIDAS DOS SANTOS, em Creta, São Miro, bispo, afamado por seus milagres. Ver página 233: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf 

27. No “VIDAS DOS SANTOS”, Santo Hormisdas e outros Mártires, na Pérsia. Ver páginas 210-213: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

– Ver “… A chocante perseguição aos cristãos realizada por Sapor II, rei da Pérsia, foi renovada por Yazdagird I, a ocasião sendo o incêndio de um templo mazdau por um sacerdote. Esse homem infeliz, que tanto angustiou os fiéis, foi forçado a admitir que a persuasão, e não a violência, é o único método cristão, mas isso não acalmou a ira do rei. Não é fácil, diz Teodoreto, descrever ou expressar as crueldades que foram inventadas contra os discípulos de Cristo. Com a morte de Yazdagird, a perseguição foi continuada por seu filho Bahram; e Hormisdas (Hormizd) foi uma das principais vítimas. Ele era da nobreza entre os persas, filho do governador de uma província. Bahram mandou chamá-lo e ordenou-lhe que renunciasse a Jesus Cristo. Hormisdas respondeu-lhe: “Não! Isso ofenderia a Deus e seria contra a caridade e a justiça; quem se atreve a violar a lei suprema do soberano Senhor de todos, facilmente trairá seu rei, que é apenas um homem mortal. Se isso é um crime que merece a morte, o que deve ele renunciar ao Deus e governante do universo? … Ordenou-lhe que tomasse conta dos camelos do exército. Algum tempo depois de Bahram ver Hormisdas todo queimado de sol e coberto de poeira, e lembrando-se de sua posição anterior e do alto cargo de seu pai, ele ficou cheio de pena; mandou chamá-lo, mandou que lhe desse um vestido e disse: “Agora ponha de lado sua obstinação e renuncie ao filho do carpinteiro.” O santo tirou o vestido e jogou-o fora, dizendo: “Por que você pensou que eu seria tão facilmente tentado a abandonar a lei de Deus? Leve de volta o seu presente.” O rei, indignado com sua ousadia, mandou-o de volta para seus camelos. Não se sabe quando e como São Hormisdas sofreu o martírio.”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayAugust08.html

28. SANTOS AUXILIADORES: Conforme o VIDAS DOS SANTOS, eis os Santos Auxiliadores: 1. São Jorge, acompanhado do dragão, que cura enfermidades dartrosas (afecções cutâneas); 2. São Brás, representado com dois círios cruzados, que livra os devotos dos males da garganta; 3. Santo Erasmo, curador de males e de dores de estômago; 4. São Pantaleão, invocado na depauperação (empobrecer, perder a força física); 5. São Cristóvão, aquele que leva nos ombros a Jesus Menino, protetor dos viajantes, livrando-os dos desastres, da morte súbita, das tempestades e dos raios; 6. São Dionísio, o que caminha levando nas mãos -a própria cabeça, preserva o fiel da possessão diabólica; 7. São Ciríaco, o diácono, poderoso também contra os assaltos do demônio, é curador dos males dos olhos; 8. Santo Acácio, cercado de espinhos, é invocado nas dores de cabeça; 9. Santo Eustáquio, lembrado nos incêndios, preserva-nos do fogo eterno; 10. São Gil, também Egídio, abade beneditino, sempre representado com uma cabra, traz a paz aos loucos, aos que são tomados de pânico e aos medrosos da escuridão e sinistro silêncio das noites; 11. Santa Margarida, a do dragão e da cruz, invocada contra males dos rins e pelas gestantes; 12, Santa Bárbara, invocada nos temporais, contra os raios, também, como São Cristóvão, preserva-nos da morte súbita. É padroeira dos matemáticos, dos artilheiros e dos bombeiros; 13. Santa Catarina, a sábia conselheira dos filósofos, dos advogados e dos pensadores.

– Ver ACIMA, páginas 224-225: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

  • Santo Acácio, 8 de maio – Contra as dores e demais males de cabeça.
  • Santa Bárbara, 4 de dezembro – Contra febre, morte súbita ou decorrente de tempestade.
  • São Brás, 3 de fevereiro – Contra doenças da garganta e protetor dos animais domésticos.
  • Santa Catarina de Alexandria, 25 de novembro – Contra morte súbita
  • São Cristóvão, 25 de julho – Contra a peste bubônica e perigos durante a viagem.
  • São Ciríaco, 8 de agosto – Contra a tentação no leito de morte.
  • São Denis, 9 de outubro – Contra as dores e demais males de cabeça
  • Santo Erasmo, 2 de junho – Contra as enfermidades do ventre, dos intestinos e as dores de parto.
  • Santo Eustáquio, 20 de setembro – Contra a discórdia familiar.
  • São Jorge, 23 de abril – Pela saúde dos animais domésticos.
  • Santo Egídio, 1 de setembro – Contra a praga, por uma boa confissão, e pelos inválidos, mendigos e ferreiros.
  • Santa Margarida de Antioquia, 20 de julho – Contra os ataques diabólicos e por um bom parto.
  • São Pantaleão, 27 de julho – Contra o câncer (cancro) e a tuberculose, e pelos médicos.
  • São Vito, 15 de junho – Contra epilepsia, morte decorrente de tempestade, e pela proteção dos animais domésticos.

OBSERVAÇÃO: SEM ESQUECER A NOSSA QUERIDA MÃE MARIA, MEDIADORA (MEDIATRIX) DE TODAS AS GRAÇAS, NOSSA MAIOR AUXILIADORA. Ver páginas 225-230:

http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

Conforme Wikipedia, “Os catorze santos auxiliares são um grupo de santos invocados pelos cristãos em casos de necessidade especial, geralmente para se curar de doenças particulares. As tradições cristãs contam que a devoção a esses santos nasceu na Alemanha, na região da Renania do século XV, quando o Menino Jesus teria aparecido ao pastor Hermann Leicht Langheim [1], a peste negra que assolava a Europa no supracitado período teria auxiliado a propagação do culto.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Catorze_santos_auxiliares

29. Outros santos do dia 08 de agosto, páginas: 210-233: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santase Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre 08 de agosto, ver ainda: 8 de agosto – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

BIBLIOGRAFIA:

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi eCaterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS  616-620: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livrariaon line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  7. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayAugust08.html

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Virgem Maria, socorra-nos, proteja-nos

São José, Anjos e Santos, intercedam por nós! Obrigado! Amém!

PAI AMADO, DÊ-NOS A GRAÇA PARA LUTAR COM ENTUSIASMO

E FORÇA DE VONTADE,

POR MEIO DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO,

MESMO EM SITUAÇÕES DIFÍCEIS E ESPINHOSAS,

PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ

DE BONS COSTUMES E SANTIDADE!

LIVRA-NOS DA CERVIZ DURA E DO CORAÇÃO EMPEDERNIDO!

EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO!

AMÉM!

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DESANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

* SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

“O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

“Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio,lembrado em 10 de fevereiro)

“Ó meu Deus, “sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro). Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

“Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo,na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

“Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível.

(conforme: Saint of the Day (lngplants.com)

ou

Saint of the Day May 20 (lngplants.com)

“…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio, lembrados em 21 de maio)

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

* Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém!

* PAI, ABRACE-NOS! JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS UNA!

MÃEZINHA MARIA, VELE POR NÓS!

EM NOME DE JESUS, PAI! AMÉM!

* Ver o blog https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.