Santas e Santos de 09 de junho

1. No DIRETÓRIO DE LITURGIA DA CNBB, MEMÓRIA DE SÃO JOSÉ DE ANCHIETA. (também na Folhinha do Coração de Jesus).

FOI CANONIZADO EM 03 DE ABRIL DE 2014 PELO PAPA FRANCISCO. Em Re­ti­riba, no Brasil, São José de Anchieta, pres­bí­tero da Com­pa­nhia de Jesus, na­tural das Ilhas Ca­ná­rias, que se con­sa­grou in­tensa e fru­tu­o­sa­mente du­rante quase todo o tempo da sua vida ao tra­balho mis­si­o­nário no Brasil. († 1597).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, memória do Bem-Aventurado José de Anchieta. Nasceu em 1534 em Tenerife, nas Ilhas Canárias, e ingressou na Companhia de Jesus, tendo sido enviado logo após ao Brasil. Ordenado sacerdote em 1566, foi escolhido para superior em São Paulo, e mais tarde provincial da missão no Brasil. Escreveu na língua dos indígenas uma gramática e um catecismo. Mereceu o epiteto de “Apóstolo do Brasil”. Faleceu em 9 de junho 1597. O Papa João Paulo II, em 22 de junho 1980, inscreveu-o entre os Bem-Aventurados. (R).

– Ver “São José de Anchieta SJ (San Cristóbal de La Laguna19 de março de 1534 — Reritiba9 de junho de 1597) foi um padre jesuíta espanhol e um dos fundadores das cidades brasileiras de São Paulo e do Rio de Janeiro.

Foi o primeiro dramaturgo, o primeiro gramático e o primeiro poeta nascido nas Ilhas Canárias. Foi o autor da primeira gramática da língua tupi e um dos primeiros autores da literatura brasileira, para a qual compôs inúmeras peças teatrais e poemas de teor religioso e uma epopeia.[3]

Considerado santo pela Igreja Católica, foi beatificado em 1980 pelo papa João Paulo II e canonizado em 2014 pelo papa Francisco. É conhecido como o Apóstolo do Brasil, por ter sido um dos pioneiros na introdução do cristianismo no país. Em abril de 2015 foi declarado co-padroeiro do Brasil na 53ª Assembleia Geral da CNBB.[4][5]

É o patrono da cadeira de número um da Academia Brasileira de Música.[6]…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jos%C3%A9_de_Anchieta

– Ver ainda “… José de Anchieta morreu no dia 9 de junho de 1597, na pequena vila de Reritiba, atual cidade de Anchieta, no Espírito Santo, sendo reconhecido como o “Apóstolo do Brasil”. Foi beatificado pelo papa João Paulo II em 1980. A festa litúrgica foi instituída no dia de sua morte.”: http://www.arquisp.org.br/liturgia/santo-do-dia/sao-jose-de-anchieta

– Ver também São José de Anchieta.

Também conhecido como

  • Apóstolo do Brasil
  • Giuseppe de Anchieta
  • José Anchieta

Memorial

Perfil

Filho de uma família rica e proeminente, e possivelmente relacionado com Santo Inácio de Loyola . Educado em Portugal . Ingressou nos jesuítas em 1551 aos 17 anos. Missionário no Brasil , chegando em 13 de julho de 1553 . Ele é o Apóstolo Nacional do Brasil , e foi co-fundador das cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

Na juventude , ele deslocou a coluna. Quando ele se juntou aos jesuítas , ele foi enviado ao Brasil por seu clima ameno na esperança de que suas costas melhorassem. Isso nunca aconteceu, e ele sofreu constantes dores durante os 44 anos em que trabalhou nas Américas .

Ele e o jesuíta Emanuel Nóbrega chegaram a Piratininga na festa de São Paulo e assim batizaram a missão São Paulo . Em 1553 conheceu os índios Tupi que viviam na periferia do povoado. Como era adepto de idiomas, Joseph logo aprendeu o deles. Por duas décadas Joseph trabalhou em uma gramática e dicionário usado por colonos e missionários portugueses .

Mais tarde, Joseph foi mantido refém por cinco meses pela tribo Tamoyo, período em que se ocupou compondo um poema em latim em homenagem à Santíssima Virgem . Como não tinha material de escrita, escreveu na areia molhada e memorizou os versos. Ao chegar novamente a São Vicente, colocou todas as 4.172 linhas no papel.

Joseph converteu a tribo Maramomis e compôs peças para seus alunos , escrevendo -as em latim, espanhol, português e tupi. Como seus dramas foram os primeiros escritos no Brasil , Joseph é conhecido como o Pai da literatura nacional brasileira .

…  Em cartas a seus companheiros missionários , ele advertiu que o desejo ardente não era suficiente: “Você deve vir com uma sacola cheia de virtudes”.

Nascer

Morreu

Venerado

Beatificado

Canonizado

Representação

informação adicional

Citação MLA

2. Santo Efrém, no DIRETÓRIO DA LITURGIA DA CNBB, dia 08 de junho; no Martirológio Romano, dia 09 de junho. Diácono e doutor da Igreja, que exerceu o mi­nis­tério da pre­gação e do en­sino da dou­trina sa­grada pri­mei­ra­mente em Ní­sibe, sua pá­tria; de­pois, re­fu­gi­ando-se com os seus dis­cí­pulos em Edessa, no Os­roene, hoje na Tur­quia, após a in­vasão de Ní­sibe pelos Persas, aí es­ta­be­leceu os fun­da­mentos de uma es­cola te­o­ló­gica. Con­sa­grou-se ao mi­nis­tério com a pa­lavra e com os es­critos e tornou-se tão cé­lebre pela sua aus­te­ri­dade de vida e dou­trina es­pi­ri­tual, que me­receu, pelos ex­ce­lentes hinos que compôs, ser cha­mado a cí­tara do Es­pí­rito Santo. († 378)

Obs: Santo Efrém, no DIRETÓRIO DA LITURGIA DA CNBB, dia 08 de junho, é lembrado também dia 08 de junho na Folhinha do Coração de Jesus.

Conforme o Martirológio Romano-Monástico de 08 de junho, em Edessa, na Síria, no ano da graça de 373, o nascimento no céu de Santo Efrém (também na Folhinha do Coração de Jesus), diácono e Doutor da Igreja. Teólogo zeloso da ortodoxia e poeta de grande talento, compôs em honra de Cristo e da Virgem Maria inumeráveis cantos litúrgicos, que lhe valeram o cognome de “Harpa do Espírito Santo”. (R).

– Ver “Efrém da Síria ou Efrém, o Sírio (em siríaco: ܐܦܪܝܡ ܣܘܪܝܝܐ; romaniz.: Mor/Mar Afrêm Sûryāyâ; em grego: Ἐφραίμ ὁ Σῦρος; romaniz.: Ephraem Syrusc. 306 — 9 de junho de 373) foi um prolífico compositor de hinos e teólogo do século IV, venerado por cristãos do mundo inteiro, especialmente pela Igreja Ortodoxa Síria, como um santo. Nascido em Nísibis, foi discípulo de Tiago de Nísibis na famosa escola da cidade

FESTA  LITÚRGICA: 28 de janeiro (Igreja Ortodoxa OrientalIgreja Católica Oriental); 7º sábado antes da Páscoa (Igreja Ortodoxa Síria); 9 de junho (Igreja Católica Apostólica Romana e Comunhão Anglicana)
18 de junho (Igreja Maronita)”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Efr%C3%A9m_da_S%C3%ADria

– Ver “do Ofício das Leituras, memória de Santo Efrém: Dos Sermões de Santo Efrém, diácono – (Sermo 3, De fine et admonitione, 2.4-5: ed. Lamy, 3,216-222) (Séc.IV)

A economia divina é imagem do mundo espiritual

“Fazei resplandecer, Senhor, o dia radioso do vosso conhecimento e dissipai da nossa mente as trevas noturnas, para que, iluminada, ela vos sirva renovada e pura. O nascer do sol indica aos mortais o início dos seus trabalhos; preparai, Senhor, a morada da nossa alma, para que nela permaneça o esplendor daquele dia que não conhece fim. Concedei, Senhor, que contemplemos em nós mesmos a vida da ressurreição e que nada consiga afastar o nosso espírito de vossas alegrias. Imprimi, Senhor, em nossos corações o sinal daquele dia que não se rege pelo movimento do sol, infundindo-nos uma constante orientação para vós.

Diariamente vos abraçamos nos sacramentos e vos recebemos em nosso corpo; tornai-nos dignos de sentir em nós mesmos a ressurreição que esperamos. Com a graça do batismo, conservamos escondido em nosso corpo o tesouro que nos destes, tesouro que aumenta na mesa dos vossos sacramentos; fazei-nos viver sempre na alegria da vossa graça. Possuímos em nós, Senhor, o memorial que recebemos de vossa mesa espiritual; concedei-nos a graça de possuirmos, na renovação futura, a realidade plena que ele nos recorda.

Nós vos pedimos que, através daquela beleza espiritual que a vossa vontade imortal faz resplandecer até nas criaturas mortais, nos leveis a compreender retamente a beleza da nossa própria dignidade.

A vossa crucifixão, ó Salvador dos homens, foi o termo da vossa vida corpórea; concedei-nos que, pela crucifixão do nosso espírito, alcancemos o penhor da vida espiritual. Vossa ressurreição, ó Jesus, faça crescer em nós o homem espiritual; e os sinais dos vossos sacramentos sejam para nós um espelho para conhecê-lo. Vossa economia divina, ó Salvador dos homens, é imagem do mundo espiritual; dai-nos correr nele como homens espirituais.

Não priveis, Senhor, a nossa mente da vossa revelação espiritual, e não afasteis de nossos membros o calor da vossa suavidade. A natureza mortal, que se oculta em nosso corpo, leva-nos à corrupção da morte; infundi em nossos corações o vosso amor espiritual, para que afaste de nós os efeitos da mortalidade. Concedei, Senhor, que caminhemos velozmente para a nossa pátria celeste e, como Moisés no alto monte, possamos contemplá-la desde já através da revelação. AMÉM!”: https://www.facebook.com/260890654330701/posts/690733464679749/

– Ver ainda Santo Efrém da Síria.

Também conhecido como

  • Efrém de Edessa
  • Efrém, o Sírio
  • Efraem…
  • Efraim…
  • Ephraem Syrus
  • Diácono de Edessa
  • Harpa do Espírito Santo
  • Jefrem Sirin
  • Sol dos Sírios

Memorial

Perfil

Pode ter sido filho de um padre pagão . Trazido à  por São Tiago de Nísibis , e batizado aos 18 anos. Ajudou a evangelizar Nísibis, Mesopotâmia. Pode ter participado do Concílio de Nicéia em 325 . Diácono . Pregador . Tinha uma grande devoção à Santíssima Virgem Maria . Em 363 Nísibis foi cedida à Pérsia ; uma grande perseguição aos cristãos começou, e Eprem liderou um êxodo dos fiéis para Edessa. Fundou uma escola teológica em Edessa. Escreveu homilias, hinos e poesias . Ajudou a introduzir o uso de hinos no culto público. Lutou contra o gnosticismo e o arianismo por meio de seus escritos , incluindo poemas e hinos. Proclamou Doutor da Igreja em 1920 .

Nascer

Morreu

Canonizado

Significado do nome

  • frutífero ( hebraico )

Patrocínio

Representação

informação adicional

Leituras

As virtudes são formadas pela oração. A oração preserva a temperança. A oração suprime a raiva. A oração previne emoções de orgulho e inveja. A oração atrai para a alma o Espírito Santo e eleva o homem ao céu. – Santo Efrém

Lembrem-se de mim, vocês, herdeiros de Deus, irmãos de Cristo; suplicai fervorosamente ao Salvador por mim, para que eu seja liberto por meio de Cristo daquele que luta contra mim dia a dia. – Santo Efrém, O Medo no Fim da Vida

Vós, mártires vitoriosos , que suportastes com alegria os tormentos por amor de Deus e Salvador, vós que tendes ousadia de falar para com o próprio Senhor, vós santos, intercedei por nós, homens tímidos e pecadores, cheios de preguiça, para que a graça de Cristo venha sobre nós e ilumine os corações de todos nós para que possamos amá-lo. – Santo Efrém, de Comentário sobre Marcos

Senhor, derrama sobre nossas almas obscurecidas a luz brilhante de tua sabedoria para que possamos ser iluminados e servi-lo com pureza renovada. O nascer do sol marca a hora para os homens começarem sua labuta, mas em nossas almas, Senhor, prepare uma morada para o dia que nunca terminará. 

Através do nosso zelo incessante por você. Senhor, coloca sobre nós o sinal do teu dia que não é medido pelo sol. 

Em seu sacramento, todos os dias te abraçamos e te recebemos em nossos corpos; torna-nos dignos de experimentar a ressurreição pela qual esperamos. 

Ensina-nos a encontrar a nossa alegria a teu favor! 

Salvador, sua crucificação marcou o fim de sua vida mortal; ensina-nos a crucificar-nos e a abrir caminho para a nossa vida no Espírito. – de um sermão de Santo Efrém

Citação MLA

– Ver também (Outro Santo Efraim em 08 de junho): 425 Santo Efraim, Patriarca de Antioquia. Defendeu o ensinamento da Igreja Ortodoxa sobre a união de duas naturezas a divina e a humana da Pessoa de nosso Senhor Jesus Cristo; um sírio distinguido por sua virtude, piedade e compaixão por todos os miseráveis, ​​milagre do omophorion (Omofório é uma vestimenta litúrgica usada por bispos das igrejas seguidoras do rito oriental. É uma faixa de tecido, originalmente lã, decorada com cruzes e vestida pelos bispos abaixo do pescoço, à volta dos ombros durante os rituais litúrgicos. Wikipédia)
Um general militar sob os imperadores Anastácio (491-518) e Justino (518-527)
 O santo foi distinguido por sua virtude, piedade e compaixão para todos os indigentes.
No ano de 526 o Senhor puniu Antioquia pelos cristãos que caíram nas heresias de Nestório e Eutiques. Um terremoto destruiu esta magnífica cidade. Um grande número de habitantes pereceu. Patriarca Euphrasios foi esmagado sob uma coluna caída.
O imperador convocou Efraim para supervisionar a restauração da cidade em ruínas. Entre os trabalhadores estava um bispo que deixou sua sede por razões desconhecidas. Ele predisse a Efraim sua eleição ao trono patriarcal e pediu-lhe que não abandonasse os atos de caridade e lutasse firmemente contra os hereges. No ano de 527 Efraim foi de fato eleito para o trono patriarcal. Ele governou seu rebanho com firmeza e sabedoria pelo exemplo de sua vida. Ele também a defendeu contra os ensinamentos heréticos por meio de seus sermões e cartas.
O evento a seguir dá uma ideia de sua fé. Perto de Herakleia havia um estilita praticando o ascetismo, que havia caído em heresia. 

Aprendendo sobre o asceta, Efraim foi até ele e o exortou a se reunir à Igreja Ortodoxa. O estilo não era agradável. Ele decidiu assustar o patriarca e se ofereceu para acender uma grande fogueira, para que ambos pudessem entrar no fogo. A fogueira estava pronta, mas o estilista não se atreveu a entrar nela. O patriarca orou ao Senhor Jesus Cristo para mostrar que sua fé era a correta e, removendo sua omoforion, colocou-a na fogueira. Depois de três horas a lenha foi consumida, mas o omophorion do santo foi retirado ileso. O estilita foi convertido de sua heresia e reunido à Igreja.
Efraim adormeceu no Senhor no ano 425.

Entre seus trabalhos, Efraim defendeu o ensinamento da Igreja Ortodoxa sobre a união de duas naturezas, a divina e a humana, na Pessoa de nosso Senhor Jesus Cristo…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune08.html#425_Saint_Ephraim_Patriarch_of_Antioch

3.   Na Via No­men­tana, a quinze mi­lhas de Roma, no lugar cha­mado “Ad Arcas”, os santos Primo e Fe­li­ciano, mártires. († data inc.).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, na Via Normentana, os Santos Primo e Feliciano. Sua “Paixão” os apresenta como dois irmãos, patrícios romanos, que foram condenados à morte por causa de sua fé cristã, durante a perseguição de Diocleciano (M).

– Ver páginas 163-164 (NÃO TEM LINK): – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

– Ver também “Primo e Feliciano (em latimPrimus et Felicianus) foram irmãos martirizados em 297 durante a perseguição de Diocleciano. Segundo o Martyrologium Hieronymianum[1], os dois foram enterrados no décimo-quarto marco quilométrico da Via Nomentana.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Primo_e_Feliciano

4.   Em Ni­ceia, na Bi­tínia, hoje İznik, na Tur­quia, São Di­o­medes, mártir. († data inc.)

– Ver São Diomedes de Tarso.

  • Diomedes de Nicéia
  • Diomedes de Piche
  • Diomede…

Memorial

Perfil

Médico em ConstantinoplaEvangelista leigoMartirizado nas perseguições de Diocleciano.

Nascer

  • Tarso

Morreu

Canonizado

Informações adicionais

Citação MLA

5.   Em Ver­nemet, no ter­ri­tório de Agen, na Aqui­tânia, hoje na França, São Vi­cente, mártir, que, se­gundo a tra­dição, con­sumou o seu mar­tírio pelo nome de Cristo du­rante uma festa pagã dos gen­tios em honra do sol. († s. IV in.).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na diocese de Agen, no séc. III, São Vicente, mártir. (M)

6.   Em Si­ra­cusa, na Si­cília, re­gião da Itália, São Ma­xi­miano, bispo, que é men­ci­o­nado fre­quen­te­mente pelo papa São Gre­gório Magno. († 594).

– Ver páginas 165-166 (NÃO TEM LINK): – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

– Ver São Maximiano de Siracusa.

Também conhecido como

  • Massimiano

Memorial

Perfil

Monge no mosteiro de Santo André, Coelian Hill, Roma , Itália . Irmão monge com o Papa São Gregório Magno . Embaixador papal em Contantinopla . Bispo de Siracusa , Sicília .

Nascer

Morreu

  • 594 de causas naturais

Canonizado

informação adicional

Citação MLA

7.   Em Iona, ilha da Es­cócia, São Co­lomba (Columba) ou Colum Cille, pres­bí­tero e abade, na­tural da Ir­landa e ins­truído nos pre­ceitos mo­nás­ticos, que fundou na sua pá­tria e de­pois em Iona vá­rios mos­teiros in­signes pela ob­ser­vância re­li­giosa e pela cul­tura li­te­rária, até que, já an­cião, es­perou se­re­na­mente o seu úl­timo dia e di­ante do altar des­cansou no Senhor. († 597).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na ilha de Iona, no litoral da Escócia, no ano do Senhor de 597, São Columba, abade. Um de seus sucessores o retrata assim: “Natureza aristocrática, brilhante em suas palavras, grandioso em seus conselhos, cheio de amor para com todos, repleto até o fundo de seu coração da serenidade e da alegria do Espírito Santo”. (M).

– Ver páginas 167-170 (NÃO TEM LINK): – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

– Ver também “São Columba (7 de dezembro de 521 – 9 de junho de 597), também conhecido como Columba de Iona, ou, em gaélico, Colm Cille ou Columcille (“pomba da Igreja“). Foi a grande figura missionária da Escócia. Monge irlandês (gaélico), reintroduziu o Cristianismo entre os Pictos medievais. Diz-se ser o primeiro a ter avistado Nessie, o monstro do lago Ness.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A3o_Columba

– Ver ainda “… O mais famoso dos santos escoceses, Columba, era na verdade um irlandês da UI Néill do Norte e nasceu, provavelmente por volta do ano 521, em Gartan, no condado de Donegal. Em ambos os lados ele era de linhagem real, pois seu pai Fedhlimidh, ou Phelim, era bisneto de Niall dos Nove Reféns, senhor da Irlanda, enquanto sua mãe Eithne, além de ser parente dos príncipes da Dalriada escocesa, era descendente de um rei de Leinster. Em seu batismo, administrado por seu pai adotivo, o padre Cruithnechan, o menino recebeu o nome de Coim, Colum ou Columba. Mais tarde na vida, ele foi comumente chamado de Colmcille – uma designação que Bede deriva de cella et Columba, e ser seu lar para o resto de sua vida e que seria famoso em toda a cristandade ocidental por séculos. Seu parente Conall, rei da escocesa Dairiada, a cujo convite ele pode ter vindo para a Escócia, transferiu as terras para ele. Situada em frente à fronteira entre os pictos do norte e os escoceses do sul, Iona formava um centro ideal para missões a ambos os povos. No início, Columba parece ter dedicado seu esforço missionário a ensinar os cristãos imperfeitamente instruídos da Dalriada – a maioria dos quais eram descendentes de irlandeses -, mas depois de cerca de dois anos ele voltou sua atenção para a evangelização dos pictos da Escócia…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune08.html

8.   Em Ân­dria, na Apúlia, re­gião da Itália, São Ri­cardo (também na Folhinha do Coração de Jesus, São Ricardo de Andria), bispo, na­tural da In­gla­terra e cé­lebre pela sua vir­tude, que aco­lheu con­dig­na­mente as re­lí­quias dos santos Erasmo e Ponciano. († s. XII f.).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. XII, São Ricardo, bispo de origem inglesa, eleito para o serviço da Igreja de Andria, na Puglia. A fama de sua santidade se espalhou pelas cidades vizinhas, que reclamavam o pão de sua palavra. (M).

– Ver páginas 171-172 (NÃO TEM LINK): – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

9.  Em Lon­dres, na In­gla­terra, o Beato Ro­berto Salt, mártir, monge da Car­tuxa desta ci­dade, que, pela fi­de­li­dade à Igreja fir­me­mente con­ser­vada contra o rei Hen­rique VIII, foi de­tido no cár­cere de New­port, onde morreu de fome. († 1537)

10*.   Ao largo de Ro­che­fort, na França, o Beato José Imbert, pres­bí­tero e mártir, da Com­pa­nhia de Jesus, que, du­rante a Re­vo­lução Fran­cesa, foi no­meado pelo papa Pio VI vi­gário apos­tó­lico de Mo­lins e, en­cer­rado num barco-prisão em ódio à Igreja, aí morreu con­ta­giado por uma in­fecção mortal. († 1794)

11*.   Em Roma, a Beata Ana Maria Taigi, mãe de fa­mília, que, mal­tra­tada pela vi­o­lência do es­poso, per­se­verou fi­el­mente a cuidar dele e a ocupar-se da edu­cação dos sete fi­lhos, sem omitir nunca a so­li­ci­tude es­pi­ri­tual e ma­te­rial pelos po­bres e doentes. († 1837).

– Ver páginas 176-179 (NÃO TEM LINK): – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

– Ver também “Anne suportaria agonias mentais e físicas ao lutar em oração pela conversão de algum pecador endurecido. Freqüentemente, ela lia os pensamentos e motivos de quem a visitava e, portanto, era capaz de ajudá-los de uma forma que parecia sobrenatural. Entre outras pessoas com quem manteve contato, pode-se citar São Vicente Strambi, a data de cuja morte ela predisse. Nos primeiros anos após sua conversão, Bd Anne Mary teve muitos consolos espirituais e êxtases, mas mais tarde, e especialmente durante seus últimos anos, ela sofreu muito com os ataques de Satanás e desolação espiritual. Todas essas provações, bem como problemas de saúde e calúnias, ela suportou com alegria. Ela morreu em 9 de junho de 1837, após sete meses de sofrimento agudo, aos sessenta e oito anos; e foi beatificada em 1920. Seu santuário fica na igreja de São Crisógono dos Trinitários, ordem da qual ela era membro terciário…

Bem-aventurada Anna Maria Taigi, Matrona (AC) Nasceu em Siena, Itália, em 29 de maio de 1769; morreu em 1837; beatificada em 1920….

… Em 14 anos, ela teve quatro filhos e três filhas. Três crianças morreram jovens. Anna Maria sempre confiou na abundância de Deus. Ela instruiu seus filhos na religião católica e tentou formá-los de acordo com o Modelo divino. Ela era rígida, mas misericordiosa. Ela ia à missa diária, de madrugada, e trabalhava até tarde da noite. Ela costurava e lavava roupas para sustentar sua casa e os pobres. Sua casa estava impecável; seus filhos, bem cuidados. Raramente ela aceitava caridade. Em suma, ela era uma dona de casa e mãe modelo.
Domenico não era um santo, mas um marido moderadamente bom.

Ele era mal-humorado, mas depois de sua morte, disse: “Foi por causa dela que corrigi alguns de meus defeitos.” Ele sempre encontrava sua esposa acordada e esperando por ele quando ele voltava do trabalho, às vezes às 2h ou 3h. Obediente ao marido, ela o honrou como o chefe da família…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune08.html

12♦.   Em Turim, na Itália, o Beato Luís Boccardo, pres­bí­tero da di­o­cese de Turim, fun­dador do Ins­ti­tuto das Fi­lhas de Jesus Rei. († 1936)

13. São Julião, solitário na Síria. Ver páginas 159-162 (NÃO TEM LINK): – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

14. Santa Diana, na Folhinha do Coração de Jesus.

– Conforme VIDA DOS SANTOS, Bem-Aventuradas Diana de Andalo, Cecília, Amada e companheiras. Ver páginas 173-175: – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

– Ver também “Diana degli Andalò (1201 – 10 de junho de 1236), às vezes d’Andalo , foi uma freira dominicana que fundou para sua ordem um convento dedicado a Santa Inês na Itália… Em 1223, Santa Inês em Bolonha foi fundada e Diana entrou na ordem dominicana. [7] Quatro outras freiras também foram trazidas do convento de Santo Sisto em Roma, incluindo Cecília Cesarini , que foi feita prioresa, e Amata ; os três estão sempre associados. [11] [12] [13] Diana permaneceu em Santa Inês até sua morte em 1236, e foi enterrada lá, junto com os restos mortais de Cecília e Amata. Suas relíquias foram movidas várias vezes, mas sempre juntas. A cabeça de Diana foi colocada em um relicário perto da tumba de Dominic. [7] Sua festa é 9 de junho. [10] Ela, junto com Cecília e Amata, foram beatificadas pelo Papa Leão XIII em 1891[14]”: https://en.wikipedia.org/wiki/Diana_degli_Andal%C3%B2

15. VER SANTAS E SANTOS DO DIA 09 DE JUNHO (alguns destacados acima):

<- OntemCalendárioAmanhã ->
Efrém da Síria (Memorial Opcional) Madonna della Fonte Nuova Maria, Mãe da Graça Maria da noz — Alexandre de Kouchta Alexandre de Prusa Ana Maria Taigi Arnulfo de Velseca Baithen de Iona Columba de Iona Comus da Escócia Cumian de Bobbio Ciro Diomedes de Tarso Feliciano Henrique o sapateiro José de AnchietaJoseph Imbert Juliano da Mesopotâmia Luigi Boccardo Maximiano de Siracusa Pelagia de Antioquia Primus Ricardo de Andria Robert Salt Silvestre Ventura Valério de Milão Vicente de AgeMártires de Arbil – 5 santos Martirizado na Guerra Civil Espanhola Luciano Verdejo Acuña — Cecília Cesarina
todos esses memoriais em uma única página

16. Outros santos do dia 09 DE JUNHO: páginas: 159-180 – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959 – NÃO TEM LINK

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 09 de junho, ver ainda: 9 de junho – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Na internet, foram consultadas no dia de hoje);

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 459-461: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp- content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf  e 

https://idoc.pub/queue/martirologio-romanopdf-2nv8gx23j9lk

  (este site mostra os santos do dia, em inglês. Tradução Google)  

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* SENHOR, NOSSO DEUS E PAI AMADO, OBRIGADO POR TUDO O QUE O SENHOR NOS TEMDADO E PERMITIDO VIVER!

QUERIDA MÃE VIRGEM MARIA, SOCORRA-NOS, PROTEJA-NOS!

SÃO JOSÉ, SANTAS/OS E ANJOS, INTERCEDAM POR NÓS! OBRIGADO! AMÉM!

================

* PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PARA E PELO SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS, AMADO PAI, CORAGEM DE LUTAR COM ENTUSIASMO E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES SEDUTORAS, DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO  DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS A DOCILIDADE DAS OVELHAS! SOBRETUDO, DÊ-NOS A GRAÇA! PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

================

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA, ESCREVA-NOS:

barpuri@uol.com.br

================

  • SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

================

* “O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

================

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu só lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

================

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

================

  • “Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível”.

================

* 07 de janeiro ou 09 de abril – Beata Lindalva Justo de Oliveira: Toda santidade passa pelo crisol (lugar ou circunstância apropriada a evidenciar as melhores qualidades de algo ou alguém) do sofrimento

(referente à Beata Lindalva de Oliveira, conforme http://www.santosdobrasil.org.br/?system=news&eid=294)

================

* 17 de janeiro: Santo Antão ou Antônio

Oração: “Santo Antônio, você falou da importância de perseverar em nossa fé e nossa prática. Ajude-nos a acordar a cada dia com um novo zelo pela vida cristã e um desejo de enfrentar o próximo desafio em vez de apenas ficar parado. Amém!”

================

* 19 de janeiro, São Macário. “… A oração não requer muitas palavras. sobre você, você só precisa dizer: “SENHOR, TEM MISERICÓRDIA!” O Senhor sabe o que é útil para nós e nos concede misericórdia.”… “Se você deseja ser salvo, seja como um morto. Não fique com raiva quando insultado (e provocado), nem orgulhoso quando elogiado.” E ainda: “Se a calúnia (e a provocação) é como o louvor para você, a pobreza como a riqueza, a insuficiência como a abundância, então você não perecerá.“…

================

  • 04 de fevereiro, SANTO ANDRÉ CORSINI: “Ele trabalhou arduamente para subjugar suas paixões por meio de humilhações extremas, obediência até mesmo à última pessoa na casa, pelo silêncio e oração (HUMILHAR-SE, OBEDECER, SILENCIAR, REZAR)”.

================

* 10 de fevereiro, SÃO JOSÉ SÁNCHEZ DEL RIO “Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio).

Ver: https://catholicsaints.info/saint-jose-sanchez-del-rio/

================

* 14 de fevereiro, SÃO JOÃO BATISTA DA CONCEIÇÃO GARCIA Ó meu

Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de

São João Batista da Conceição Garcia).

Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

================

* 14 de março, Albert Einstein: Deus Todo-Poderoso não joga dadosDiante de Deus somos todos igualmente sábios – igualmente tolos!

================

  • 15 de março: São Clemente-Maria Hoffbauer: “Ó Meu Redentor, chegará aquele terrível momento em que restarão poucos cristãos inspirados pelo espírito de fé, aquele momento em que Sua indignação será provocada e Sua proteção será tirada de nós? Nossos vícios e nossas vidas más moveram irrevogavelmente Sua justiça a se vingar, talvez neste mesmo dia, de Seus filhos para não deixar que a luz da fé se apague nas almas? “Lembre das antigas misericórdias, volta os olhos compassivos para a vinha plantada com a sua destra, regada pelas lágrimas dos Apóstolos, pelo sangue precioso de inúmeros mártires, e fecundada pelas orações de tantos confessores e virgens inocentes.

“Ó divino Mediador, olhe para aquelas almas zelosas que elevam seus corações ao Senhor e oram sem cessar pela manutenção desse seu dom mais precioso, a Verdadeira Fé. Mantenha-nos seguros na verdadeira fé católica e romana. Preserve-nos em sua santa fé, pois se formos ricos com este dom precioso, suportaremos com prazer todas as tristezas e nada poderá mudar nossa felicidade. Sem este grande tesouro da fé, nossa       infelicidade seria indizível e sem limites.

“Ó Bom Jesus, Autor da nossa fé, conservai-a pura em nós; guardai-nos na barca de Pedro, fiel e obediente ao seu sucessor, e Vosso vigário aqui na terra, para que se mantenha a unidade da santa Igreja, a santidade promovida, a Santa Sé protegida em liberdade e a Igreja universal estendida em benefício das almas.

“Ó Jesus, Autor da nossa fé, humilha e converte os inimigos da Sua Igreja; conceda verdadeira paz e concórdia a todos os reis e príncipes cristãos e a todos os crentes; fortalece-nos e preserva-nos no Seu santo serviço até ao fim, para que vivamos com o Senhor e morramos no Senhor. “Ó Jesus, Autor de nossa fé, deixe-nos viver pelo Senhor e morrer pelo Senhor. Amém.”

================

  • 15 de março, SANTA LUÍSA DE MARILLAC “… SEDE DILIGENTES NO SERVIÇO AOS POBRES . . . AMEM OS POBRES, HONREM-NOS, MEUS FILHOS, COMO VOCÊS HONRARIAM O PRÓPRIO CRISTO”

================

  • 21 de março, SÃO NICOLAU DE FLUE: “Salve, ó Mãe de toda pureza, virgem imaculada, Mãe de toda misericórdia e Mãe de nosso Salvador; venho rogar-lhe que interceda por um pobre pecador junto ao seu Divino Filho, para que me conceda Sua santa Graça. O inimigo implacavelmente me persegue e me ataca. Você uma vez esmagou a cabeça da serpente ao dar à luz nosso Salvador – ajude-me a superar suas artimanhas e enganos. Você é meu refúgio. Por que você me afastaria? …

Não, ó Virgem graciosa! Você virá em meu socorro e o inimigo será derrotado. Amém! “São Nicolau relatou que nunca invocou Maria em vão e que sempre sentiu visivelmente os efeitos de sua proteção.”

================

  • 21 de março, SÃO SERAPIÃO DE THMUIS A mente é purificada pelo conhecimento espiritual (ou pela santa meditação e oração), as paixões espirituais da alma pela caridade e os apetites irregulares pela abstinência e penitência… (regra resumida da perfeição cristã – que São Serapião repetia muitas vezes) … “Nossos corpos podem se tornar instrumentos do bem ou do mal, dependendo da disposição do coração; tanto os homens justos quanto os ímpios são frequentemente mudados para o outro tipo.” http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayMarch21.html#370_St._Serapion_th e_Scholastic_Bishop)

================

  • 05 de abril, SÃO VICENTE FERRER “Faça o que fizer, não pense em si mesmo, mas em Deus…

Você deseja estudar a seu favor? Deixe a devoção acompanhar todos os seus estudos, e estude menos para se tornar um sábio do que para se tornar um santo.

Consulte a Deus mais do que seus livros, e peça-Lhe, com humildade, que faça você entender o que lê.

O ESTUDO CANSA E ESGOTA A MENTE E O CORAÇÃO. VÁ DE VEZ EM QUANDO, PARA REFRESCÁ-LOS, AOS PÉS DE JESUS CRISTO SOB SUA CRUZ. REPOUSE ALI.

Alguns momentos de repouso em suas chagas sagradas dão novo vigor e novas luzes.

Aplique-se por orações curtas, mas fervorosas e jaculatórias. Nunca comece ou termine seu estudo, sem ser pela oração.

A ciência é um dom do Pai das luzes“.

================

* 06 de abril: São Zeferino Agostini

Fundou a Pia União das Irmãs Devotas de Santa Ângela Merici…

Dizia a elas: “Não se assustem com o trabalho ou o sofrimento, nem com o fruto escasso de seu trabalho. Lembrem-se de que Deus recompensa não pelos resultados, mas pelo esforço.” (L’Observattore Romano).

Ele sabia que sua primeira prioridade era desenvolver seu relacionamento com Deus por meio da oração pessoal, porque Deus era a fonte de sua alegria e poder para fazer o bem…

================

*12 de abril: São David Uribe

“Perdoo todos os meus inimigos e peço a Deus e a quem ofendi que me perdoe.” -da última vontade e testamento de Saint David

===============

* 21 de maio, PADRE MANOEL E COROINHA ADÍLIO “…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio)

================

  • 20 de abril: Projeto de vida de SÃO CONRADO DE PARZHAM

“MEU PROJETO DE VIDA É PRINCIPALMENTE ESTE: amar e sofrer, sempre meditando, adorando e admirando o amor indizível de Deus por suas criaturas mais humildes.”

RESOLUÇÕES DE SÃO CONRADO DE PARZHAM:

  • Resolvo em primeiro lugar permanecer continuamente na presença de Deus e perguntar-me frequentemente se faria isto ou aquilo se meu confessor ou superior estivesse me observando e principalmente se Deus e meu anjo da guarda estivessem presentes.
  • Resolvo me perguntar, sempre que tenho que encontrar cruzes de sofrimento: “Conrad, por que você veio aqui?”
  • Resolvo evitar sair do convento, na medida do possível, a menos que seja por amor ao próximo, obediência, motivos de saúde, peregrinação piedosa ou outra boa causa.
  • Resolvo fomentar a caridade fraterna em mim e nos outros. Portanto, resolvo tomar cuidado para nunca dizer uma palavra

indelicada. Resolvo suportar pacientemente os defeitos e as fraquezas dos outros e, na medida do possível, escondê-los com o manto da caridade, a menos que seja obrigado a manifestá-los a alguém que possa corrigi-los.

  • Resolvo observar o silêncio conscientemente. Resolvo falar brevemente e assim evitar muitas armadilhas e ser mais capaz de conversar com Deus.
  • Quando à mesa, resolvo colocar-me na presença de Deus o máximo que puder, permanecer recolhido e deixar de lado meus pratos favoritos para praticar uma forma oculta de mortificação. Resolvo não comer entre as refeições, a menos que seja ordenado a fazê-lo sob obediência.
  • Resolvo atender ao primeiro toque da campainha, a menos que seja legitimamente impedido.
  • Resolvo evitar, na medida do possível, conversar com o sexo oposto, a menos que a obediência me imponha deveres que tornem necessário falar com mulheres. Nesse caso, resolvo ser muito reservado e manter a guarda dos olhos.
  • Resolvo cumprir as ordens pontualmente e ao pé da letra. Resolvo especialmente fazer todos os esforços para conquistar minha própria vontade em todas as coisas.
  • Resolvo me forçar a prestar muita atenção aos pequenos detalhes e, na medida do possível, evitar todas as imperfeições. Resolvo observar fielmente a santa regra e não me afastar dela um fio de cabelo, aconteça o que acontecer.
  • Resolvo cultivar uma profunda devoção à Bem-Aventurada Virgem Maria e me esforçar para imitar suas virtudes.

UMA COMUNHÃO ESPIRITUAL, À NOITE, DE SÃO CONRADO DE PARZHAM

“Vim para passar alguns momentos contigo, ó Jesus, e em espírito me prostro no pó diante do Teu Santo Tabernáculo para adorar-Te, meu Senhor e Deus, na mais profunda humildade. Mais uma vez, um dia chegou ao fim, querido Jesus, outro dia que me aproxima da sepultura e do meu amado lar celestial. Mais uma vez, ó Jesus, meu coração anseia por Ti, o verdadeiro Pão da Vida, que contém toda doçura e prazer. Ó meu Jesus, perdoa-me misericordiosamente pelas faltas e ingratidão deste dia, e vem a mim para refrescar o meu pobre coração que anseia por Ti. Como o coração anseia pelas águas, como a terra seca anseia pelo orvalho do céu, assim meu pobre coração anseia por Ti, Tu Fonte da Vida. Eu Te amo, ó Jesus, espero em Ti, Te amo, e por Ti lamento sinceramente todos os meus pecados. Que Tua paz e Tua bênção sejam minhas agora e sempre e por toda a eternidade. Um homem.”

================

  • 28 de abril, São Luís Maria Grignion de Montfort. Algumas máximas… “…Você é verdadeiramente abençoado se o mundo o persegue injustamente, opondo-se a seus desígnios, por melhores que sejam, julgando mal suas intenções, caluniando sua conduta, roubando injustamente sua reputação ou sua riqueza.

Cuida, então, minha filha (meu filho), de não reclamar a ninguém, a não ser a mim, dos maus-tratos que você está sendo tratado, e de buscar meios de se justificar quando, em particular, é só você que sofre com isso…

Pelo contrário, reza por aqueles que te trazem a felicidade da perseguição…

Agradeça-me por tratarem-no como fui tratado na terra, sendo um sinal de contradição…

Não desanime em suas boas intenções, por causa da contradição; é uma marca de vitória futura; uma boa obra que não está marcada com o sinal da cruz, não tem grande valor diante de mim e em breve será destruída”.

Conforme: https://catholicsaints.info/saint-louis-marie-grignion-de-montfort/

================

  • 29 DE ABRIL: SANTA CATARINA DE SENA:

«Por misericórdia Vós lavastes-nos no Sangue e por misericórdia desejastes dialogar com as criaturas. Ó Louco de amor! Não vos foi suficiente encarnar, mas também quisestes morrer! …»

================

* 31 de maio: NOSSA SENHORA DO SAGRADO CORAÇÃO

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DO SAGRADO CORAÇÃO

Lembrai-vos, ó Nossa Senhora do Sagrado Coração, do poder
Inefável que vosso divino filho vos concedeu sobre seu Coração
adorável.

Com a maior confiança em vossos merecimentos, vimos
implorar a vossa proteção.
Vós sois celeste Tesoureira do Coração de Jesus, daquele coração que é o
manancial inexaurível de todas as graças e que podeis abrir a vosso
bel prazer para fazer descer sobre os homens todos os tesouros de amor e
misericórdia, de luz e salvação que Ele encerra;

concedei-nos, vo-lo pedimos, os favores que suplicamos (fazer o pedido).
Sois nossa Mãe, ó Nossa Senhora do Sagrado Coração.

Acolhei benignamente as nossas preces e dignai-vos a deferi-las.

Amém!
Nossa Senhora do Sagrado Coração, rogai por nós!

(conf.https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_do_Sagrado_Cora%C3%A7%C3%A3o)

================

  • 31 de maio, São NICOLAS BARRÉ, citações:
  • ACONTEÇA O QUE ACONTECER, ESTEJA SEMPRE EM PAZ E CONFIE EM DEUS, ISSO SERÁ FEITO A VOCÊ DE ACORDO COM SUA FÉ, SUA ESPERANÇA E SUA CARIDADE E MUITO MAIS. » Carta 61 (OC p 538) – Máxima de conduta para as amantes número 21 obras completas p.128
  • “DEVEMOS NOS CONCENTRAR MAIS EM ESTABELECER O BEM AO INVÉS DE DESTRUIR O MAL. ESTABELECIDO O BEM, O MAL NÃO PODERÁ MAIS SUBSISTIR. » Máxima para a Direção das Almas 17 Obras Completas p.357
  • “QUANTO MAIS ESTAMOS UNIDOS A DEUS, MAIS RECEBEMOS FORÇA DE ESPÍRITO E INFLUÊNCIA, POIS ELE É SUA FONTE E

OCEANO”. – Carta 27 (OC p 457)

================

* 08 DE JUNHO (09 de junho): SANTO EFRÉM

As virtudes são formadas pela oração. A oração preserva a temperança. A oração suprime a raiva. A oração previne emoções de orgulho e inveja. A oração atrai para a alma o Espírito Santo e eleva o homem ao céu. – Santo Efrém

Lembrem-se de mim, vocês, herdeiros de Deus, irmãos de Cristo; suplicai fervorosamente ao Salvador por mim, para que eu seja liberto por meio de Cristo daquele que luta contra mim dia a dia. – Santo Efrém, O Medo no Fim da Vida

Vós, mártires vitoriosos , que suportastes com alegria os tormentos por amor de Deus e Salvador, vós que tendes ousadia de falar para com o próprio Senhor, vós santos, intercedei por nós, homens tímidos e pecadores, cheios de preguiça, para que a graça de Cristo venha sobre nós e ilumine os corações de todos nós para que possamos amá-lo. – Santo Efrém, de Comentário sobre Marcos

Senhor, derrama sobre nossas almas obscurecidas a luz brilhante de tua sabedoria para que possamos ser iluminados e servi-lo com pureza renovada. O nascer do sol marca a hora para os homens começarem sua labuta, mas em nossas almas, Senhor, prepare uma morada para o dia que nunca terminará. Através do nosso zelo incessante por você. Senhor, coloca sobre nós o sinal do teu dia que não é medido pelo sol. Em seu sacramento, todos os dias te abraçamos e te recebemos em nossos corpos; torna-nos dignos de experimentar a ressurreição pela qual esperamos. Ensina-nos a encontrar a nossa alegria a teu favor! Salvador, sua crucificação marcou o fim de sua vida mortal; ensina-nos a crucificar-nos e a abrir caminho para a nossa vida no Espírito. – de um sermão de Santo Efrém”

================

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…” Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém! http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

================

  • 15 de setembro, SANTA CATARINA DE GÊNOVA “… a oração por um ente querido é, para o crente, uma forma de apagar qualquer distância, até mesmo a morte. Em oração, permanecemos na presença de Deus na companhia de alguém que amamos, mesmo que essa pessoa tenha morrido antes de nós

Não devemos transformar o purgatório em um campo de concentração em chamas à beira do inferno – ou mesmo em um ‘inferno por um curto período de tempo’. É uma blasfêmia pensar nisso como um lugar onde um Deus mesquinho cobra a última libra – ou grama – de carneSanta Catarina de Gênova (Festa dia 15 de setembro, mística do século 15), escreveu ‘fogo’ do purgatório é o amor de Deus ‘queimando’ a alma para que, por fim, a alma esteja totalmente em chamas. É a dor de querer ser feito totalmente digno de Alguém que é visto como infinitamente amável, a dor do desejo de união que agora está absolutamente assegurada, mas ainda não completamente experimentada

(Leonard Foley, OFM, Crendo em Jesus) …”:

================

* 21 de outubro, SANTO AGATÃO “… Não há nada mais difícil do que a oração, pois não há esforços que os demônios não façam para interromper este poderoso meio de os desanimar

================

*        27 de outubro SANTO ABRAÃO, ERMITÃO “… A PAIXÃO VIVE; APENAS ESTÁ REPRIMIDA… ESTÁ APENAS PRESA… AS PAIXÕES VIVEM, APENAS SÃO REPRIMIDAS PELOS SANTOS (COM A GRAÇA DE DEUS!) …”. SANTAS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS PARA QUE POSSAMOS REPRIMIR AS PAIXÕES! PAI AMADO, DÊ-NOS A GRAÇA DE REPRIMIR AS PAIXÕES! SANTO

ABRAÃO, ROGUE POR NÓS! AMÉM!”, conforme páginas 52-53: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

================

* ORAÇÃO DO ANO DE SÃO JOSÉ “PATRIS CORDE”

Salve, guardião do Redentor e esposo da Virgem Virgem Maria!

A vós, Deus confiou o seu Filho;

em vós Maria depositou a sua confiança;

  convosco, Cristo tornou-Se homem.

Ó Bem-aventurado José, mostrai-vos pai

também para nós e guiai-nos no caminho da vida.

Alcançai-nos graça, misericórdia e coragem e coragem,

e defendei-nos de todo o mal. Amém!

(Conforme < https://radio.cancaonova.com/sao-jose-do-rio-preto/oracao-ano- de-sao-jose/ >)

================

” Santo não é aquele que não cai, santo é aquele que mesmo caindo não desiste de levantar” (São João Paulo II)

================

* PAI, ABRACE-NOS!

JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS ENCHA E NOS UNA NO AMOR!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

SÃO JOSÉ, SANTAS, SANTOS E ANJOS, ROGUEM POR NÓS! POR CRISTO, NA UNIDADE DO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

================

  • Após Deus, o Pai amado, chamar minha amada esposa e companheira por 38 anos, 9 meses e oito dias, em 24.09.2017, descobri:
    • Posso comunicar com a minha Frô, pela ORAÇÃO;
    • Posso VER, ESCUTAR, SENTIR a FRÔ (transformada, sem dores, linda, maravilhosa) em meu ser;
    • Ela está vivendo nos braços de Deus (bondosos, vigorosos);
    • Um dia vamos estar juntos;
    • Quando Deus me chamar, quero levar coisas boas para o banquete celeste (amor a Deus e ao próximo).

Dê-nos essa Graça, Pai amado! Dê-nos A GRAÇA! AMÉM! Obrigado, Senhor, por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

                                                         ================                                  

“Senhor, eu tenho fé. Ajude-me a ter mais fé ainda!” (Mc 9,24)

================

* Ver o blog: https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.