Santas e Santos de 17 de junho

1.   Em Roma, junto à Via Sa­lária An­tiga “ad Septem Co­lúmbas”, os santos Blasto e Dió­genes, mártires. († data inc.)

– Ver Santos Blasto e Diógenes, mártires

Blasto (ou Biagio) e Diógenes são dois mártires da antiguidade cujos restos repousam em Roma na Basílica de Santa Prassede. Venerado já na Idade Média, sabe-se deles que Biagio foi um tribuno condenado em 269 por ser cristão; uma epígrafe do presbítero Marea fala do martírio de Diógenes.  

Martirológio Romano: Em Roma, na Via Salaria Vecchia, Santos Blasto e Diógenes, mártires.

Santos BLASTO e DIOGENES, mártires, venerados em ROMA.
Destes dois santos, venerados na antiguidade e na Idade Média em Roma, temos notícias do Martirológio Jerónimo de 17 de junho. De um Blasto, tribuno de Cláudio o gótico e condenado por ele à morte como cristão (269), falamos nos Atos do mártir São Valentim, mas nada nos autoriza a identificá-lo com o nosso. Para São Diógenes, conserva-se o texto da epígrafe sepulcral do presbítero Marea, na qual se menciona uma violação do túmulo durante o cerco de Vitiges (536).
Eles foram enterrados na igreja de San Giovanni martire na Via Salaria “ad septem palumbas” (perto da Acqua Acetosa), e lá venerados como atestam os itinerários medievais. Seus corpos foram transportados pelo Papa Pascoal I para a basílica de Santa Prassede, conforme mostra o catálogo de mármore; outras relíquias são encontradas na igreja de San Marcello na Via Lata, como mostra uma inscrição do século XI-XII.

Autor: Dante Balboni: http://santiebeati.it/dettaglio/57860

2.   Em Apo­lónia, na Ma­ce­dónia, hoje Po­jáni, na Al­bânia, os santos Isauro, Ino­cêncio, Félix, Hér­mias, Pe­re­grino e Ba­sílio, mártires. († data inc.).

– Ver Mártires de Apolônia

Memorial

Perfil

Um grupo de cristãos que fugiu para uma caverna perto de Apollonia, na Macedônia , para escapar da perseguição por sua  , mas foi capturado e executadoMártires . Os nomes que conhecemos são

Morreu

Canonizado

informação adicional

Citação MLA

3.   Em Do­rós­toro, na Mésia, hoje Si­listra, na Bul­gária, os santos már­tires Ni­candro e Mar­ciano, que, sendo sol­dados, re­cu­saram ofertas e ne­garam-se fir­me­mente a sa­cri­ficar aos deuses; por isso foram con­de­nados à morte pelo go­ver­nador Má­ximo, du­rante a per­se­guição do im­pe­rador Diocleciano. († c. 297).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Campânia, perto de 297, o martírio dos Santos Nicandro e Marciano. No dia de seu suplício, Marciano afirmou diante do presidente do tribunal: “Hoje, nossa fé vai encontrar diante de Cristo sua plena realização. Manda-nos depressa ver o Crucificado que você não receia maldizer com sua boca criminosa, mas a quem nós amamos e adoramos”. (M).

Ver páginas 11-16 (NÃO TEM LINK): Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

4.   Em Be­sançon, na Gália Li­o­nense, na ac­tual França, Santo An­tídio, bispo e mártir, que, se­gundo a tra­dição, re­cebeu a sen­tença da con­de­nação à morte no tempo de Croco, rei dos Vândalos. († c. 411).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto de 411, Santo Antídio, bispo de Besançon, que ofereceu sua vida por seu rebanho. (M)

5.   Na Bi­tínia, ter­ri­tório da ac­tual Tur­quia, Santo Hi­pácio, he­gú­meno do mos­teiro dos Ru­fi­ni­anos, que, com uma vida aus­tera e ri­go­rosos je­juns, en­sinou aos seus dis­cí­pulos a per­feita obe­di­ência à ob­ser­vância mo­nás­tica e aos leigos o ver­da­deiro temor de Deus. († 446).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. V, Santo Hipácio, abade. Instalado num velho mosteiro perto de Calcedônia com seu amigo Jonas, atraiu grande número de discípulos e se fez adversário implacável da heresia nestoriana. (M).

Ver páginas 19-20 (NÃO TEM LINK): Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

6*.   Na Bre­tanha Menor, ac­tu­al­mente ter­ri­tório da França, Santo Herveu (ou Hervé, Ervéo), ere­mita, que, se­gundo a tra­dição, sendo cego de nas­cença, can­tava ale­gre­mente a fe­li­ci­dade do Paraíso. († s. VI).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, Santo Hervé, monge. Cego de nascença, levou inicialmente uma vida de peregrino, guiado por um lobo. Mais tarde, fixou-se em Plouvier, e depois em Lan-Houarneau, lugar de sua morte e sepultura, onde seu culto continuou a ser honrado (X).

– Ver página 21 (NÃO TEM LINK): Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

7.   Em Or­leães, na Gália, também na ac­tual França, Santo Avito, abade. († c. 530).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto de 530, Santo Avito. Originário da Auvergne, retirou-se com São Calásio para um lugar isolado do Perche, vindo a morrer na região de Orléans. (M)

8.   Em Pisa, na Etrúria, hoje na Tos­cana, re­gião da Itália, São Rai­nério (ou Ranieri, tocador de lira que sacrificou seus talentos artísticos por amor a Deus, conforme o Martirológio Romano-Monástico, também na Folhinha do Coração de Jesus), pobre e pe­re­grino por Cristo. († 1160).

– Ver São Raniero, páginas 26-27 (NÃO TEM LINK): Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

9.   Em Lorvão, lo­ca­li­dade de Por­tugal, a Beata Te­resa de Portugal, cuja me­mória se ce­lebra em Por­tugal no dia 20 de Junho, jun­ta­mente com suas irmãs Sancha e Mafalda. († 1250). Santa Teresa de Portugal e Santa Sância.

– Ver páginas 24-25 (NÃO TEM LINK): Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

– Ver também “D. Teresa Sanches de PortugalO.S.B., (Coimbra4 de outubro de 1176[1][2] – Lorvão18 de junho de 1250[3]) também chamada ao tempo de Tarasia ou Tareja, e mais tarde, a Infanta-Rainha ou Rainha Santa Teresa, era a filha mais velha do rei D. Sancho I de Portugal, e esposa de Afonso IX de Leão.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Beata_Teresa_de_Portugal

– Ver dia 20 de junho: Be­atas Sancha e Ma­falda, vir­gens, e Te­resa, re­li­giosa, fi­lhas de Dom Sancho I, rei de Por­tugal, que desde a in­fância foram mo­delo de vir­tudes. Sancha co­meçou a levar vida mo­nacal em Alen­quer, con­sa­grando-se ge­ne­ro­sa­mente ao ser­viço de Deus, e de­pois re­tirou-se para o mos­teiro cis­ter­ci­ense de Celas, junto de Coimbra, onde morreu san­ta­mente no dia treze de Março. Ma­falda, após uma pi­e­dosa ju­ven­tude, re­nun­ci­ando ao ma­tri­mónio que lhe foi pro­posto com o rei de Cas­tela, tomou o há­bito cis­ter­ci­ense no mos­teiro de Arouca, do dis­trito de Aveiro, onde deu exemplo de vida per­feita, e aí morreu no dia 1 de Maio. Te­resa, apesar da sua as­pi­ração à vida claus­tral, foi dada em ca­sa­mento ao rei de Leão; mas, re­co­nhe­cida a nu­li­dade do ma­tri­mónio, re­tirou-se para o mos­teiro de Lorvão, do dis­trito de Coimbra, onde tomou o há­bito cis­ter­ci­ense e san­ta­mente morreu no dia 17 de Junho. († c. 1229; 1256; 1250)

10*.   Em Ve­neza, hoje no Vé­neto, re­gião da Itália, o Beato Pedro Gam­ba­corta, fun­dador da Ordem dos Ere­mitas de São Je­ró­nimo, que teve como pri­meiros re­li­gi­osos al­guns la­drões por ele convertidos. († 1435).

– Ver páginas 28-29 (NÃO TEM LINK): Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

11*.   Em Ná­poles, na Cam­pânia, também re­gião da Itália, o Beato Paulo Buráli, da Ordem dos Clé­rigos Re­grantes Te­a­tinos, bispo de Pi­a­cenza e de­pois bispo de Ná­poles, que tra­ba­lhou com toda a sua di­li­gência para res­taurar a dis­ci­plina da Igreja e con­firmar na fé o povo que lhe foi confiado. († 1578)

12*.   Num barco an­co­rado ao largo de Ro­che­fort, na França, o Beato Fi­lipe Papon, pres­bí­tero de Autun e mártir, que, sendo pá­roco, du­rante a Re­vo­lução Fran­cesa, por causa do sa­cer­dócio foi con­de­nado à prisão numa ga­lera e, de­pois de ter dado a ab­sol­vição a um com­pa­nheiro de prisão mo­ri­bundo, também ele expirou. († 1794)

13.   Em Qua-Linh, lo­ca­li­dade do Ton­quim, hoje no Vi­etnam, São Pedro , mártir, que, sendo car­pin­teiro e sa­cristão, apesar de tor­tu­rado com muitos e atrozes su­plí­cios no tempo do im­pe­rador Tu Duc, per­ma­neceu firme na pro­fissão de fé e fi­nal­mente morreu na fogueira. († 1862)

14♦.   No mos­teiro de Santa Maria do De­serto, em Cas­se­neuil, perto de Tou­louse, na França, o Beato José Maria Cassant (Pedro José Cas­sant), pres­bí­tero da Ordem Cis­ter­ci­ense da An­tiga Ob­ser­vância (Tra­pista), es­pe­ci­al­mente egrégio pelo ad­mi­rável exemplo de pe­ni­tência, cons­tância e pa­ci­ência nos so­fri­mentos e na enfermidade. († 1903)

15. SANTO ISMAEL, (na Folhinha do Coração de Jesus), SÃO MANUEL, (na Folhinha do Coração de Jesus), SÃO SABEL.

– Ver “… Os Santos Mártires Manuel, Sabel e Ismael, irmãos de nascimento, eram descendentes de uma ilustre família persa. Seu pai era pagão, mas sua mãe era cristã, que batizou os filhos e os criou com fé firme em Cristo Salvador. Quando atingiram a idade adulta, os irmãos entraram no serviço militar. Falando em nome do imperador persa Alamundar, eles foram seus emissários na conclusão de um tratado de paz com o imperador Juliano, o Apóstata (361-363). Juliano os recebeu com as devidas honras e mostrou-lhes seu favor. Mas quando os irmãos se recusaram a participar de um sacrifício pagão, Julian ficou furioso. Ele anulou o tratado e encarcerou os embaixadores de um país estrangeiro como criminosos comuns. No interrogatório, ele disse-lhes que se desprezassem os deuses que ele adorava, seria impossível chegar a qualquer paz ou acordo entre os dois lados. Os irmãos sagrados responderam que foram enviados como emissários de seu imperador em questões de estado, e não para discutir sobre “deuses”. Vendo sua firmeza de fé, o imperador ordenou que os irmãos fossem torturados. Eles espancaram os santos mártires e, em seguida, pregaram as mãos e os pés nas árvores. Mais tarde, eles enfiaram pontas de ferro em suas cabeças e cravaram lascas afiadas sob as unhas dos pés e das mãos. Durante esse tempo de tormento, os santos glorificaram a Deus e oraram como se não sentissem as torturas. Finalmente, os santos mártires foram decapitados…

… Os cristãos enterraram reverentemente os corpos dos santos mártires Manuel, Sabel e Ismael no ano 362. Desde então, as relíquias dos santos portadores da paixão foram glorificadas com milagres…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune17.html

16. No Martirológio Romano-Monástico (deste dia 17 de junho), no Egito, na segunda metade do séc. IV, São Bessarião, anacoreta. A tradição conta que foi discípulo de Santo Antão e de São Macário de Cétia, e o apresenta trazendo sempre sob o braço o Evangelho, que era toda sua biblioteca (M).

– Ver páginas 17-18(NÃO TEM LINK): Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

 VER 06 DE JUNHO: Em Cete, no Egipto, São Bes­sa­rião, ana­co­reta, que viveu como men­digo e pe­re­grino por amor de Deus. († s. IV)

– Ver “BESSARION é muito venerado no Oriente, onde seu nome em várias formas às vezes é dado no batismo; por exemplo, o pai de Joseph Stalin chamava-se Vissarion. Ele era natural do Egito e, tendo ouvido o chamado à perfeição, foi para o deserto, onde foi discípulo primeiro de Santo Antônio e depois de São Macário. Somos informados de que em vez de viver sob um teto, ele vagava como um pássaro, observando o silêncio e subjugando sua carne por meio de um poderoso jejum; diz-se que certa vez ficou quarenta dias sem comer, orando em meio a espinheiros. A sua caridade de vizinhança conduziu-o ao cume da perfeição que se manifestou por milagres: tornou a água salgada fresca, várias vezes trouxe chuva durante a seca, caminhou sobre o Nilo, venceu demónios. Como tantos outros padres do deserto, São Bessário viveu até uma idade avançada; e ele foi comparado por seus admiradores a Moisés, Josué, Elias e João Batista.
São Bessarion é nomeado hoje, ‘16 de junho, no Martirológio Romano-Monástico’, mas sua data usual no Oriente é 6 de junho.”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune17.html

17. Bem-aventurado Paulo D’Arezzo. Ver páginas 09-10(NÃO TEM LINK): Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.  

– Ver Cardeal Paolo Burali

Itri, Gaeta, 1511 – Torre del Greco, 17 de junho de 1578

Ele nasceu em Itri perto de Gaeta em 1511. De família nobre, seu nome era Scipione (Cipião). Passou a infância em Nápoles e aos 14 anos frequentou a Universidade de Salerno e depois mudou-se para Bolonha, onde se formou em direito civil e canônico. Exerceu a advocacia em Nápoles durante 14 anos com retidão e integridade, ocupando simultaneamente cargos políticos e diplomáticos. 

Em 1557 tomou a decisão de abandonar tudo. Retirou-se para o convento teatino de San Paolo Maggiore, onde recebeu o nome de Paul. Seguiu-se a ordenação sacerdotal e a nomeação como superior do convento. Ele também teve que aceitar novamente cargos diplomáticos na corte espanhola e ser transferido para Roma como superior do convento de San Silvestro. Na cidade do Papa conheceu alguns dos expoentes da reforma católica e já em 1568 Pio V o nomeou bispo de Piacenza. Aqui Burali revelou-se um discípulo e um emulado de São Carlos Borromeu. Imediatamente após sua chegada, fundou o seminário, convocou dois sínodos diocesanos, visitou toda a diocese duas vezes, exigindo a aplicação fiel das normas tridentinas e das disposições sinodais. Em apoio à sua ação, chamou alguns religiosos envolvidos na reforma, como os somascos, os capuchinhos e os próprios teatinos. Nomeado cardeal, o beato Burali esteve algum tempo em Roma com cargos na cúria antes de ser definitivamente transferido para Nápoles em 1576. Na cidade napolitana sua breve passagem foi como “um clarão” (De Maio). Ele morreu em Torre del Greco em 1578.

Martirológio Romano: Em Nápoles, o beato Paolo Buralo, da Ordem dos Clérigos Regulares Teatinos, bispo primeiro de Piacenza e depois de Nápoles, que trabalhou para renovar a disciplina da Igreja e fortalecer o rebanho que lhe foi confiado na fé…: http://santiebeati.it/dettaglio/90843

18. São Botulfo e Santo Adolfo, confessores. Ver página 22(NÃO TEM LINK): Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

– Ver “ST BOTULF, OU BOTOLPH, ABBOT E ST ADULF. Nada menos que setenta igrejas inglesas – dezesseis delas em Norfolk – são dedicadas em homenagem a St Botulf, mas embora ele pareça ter sido tido em grande veneração na Inglaterra anglo-saxônica, pouco se sabe realmente de sua história. De acordo com uma vida escrita por Folcard, abade de Thorney, em 1068, ele e seu irmão Adulf eram filhos de nobres pais saxões e nasceram no início do século VII. No Breviário de Slesvig, entretanto, ele disse ter sido um “escocês”, ou seja, um irlandês. Cristãos educados, eles foram enviados para completar sua educação na Alemanha ou na Gália belga, onde receberam o hábito monástico. Diz-se que Adulf foi elevado ao episcopado, em Utrecht ou Maestricht. Se esta afirmação estiver correta, ele provavelmente era um bispo regional, pois seu nome não aparece na lista de prelados de nenhuma das dioceses. Com o passar do tempo, Botulf voltou para a Inglaterra e foi recebido favoravelmente por Ethelmund, um rei dos anglos meridionais, cujas irmãs conhecera no exterior…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune17.html

19. São Moling, bispo. Página 23 (NÃO TEM LINK): Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

– Ver “…São Moling Bispo de Ferns; sucessor de St. Aidan. Nasceu em Wexford, Irlanda. Ele também está listado como Dairchilla, Molignus, Moling ou Myllin. Moling era um monge em Glendalough e então fundou uma abadia em Achad Cainigh, que se tornou Teghmollin, ou Tech Molin, St. Mullins. Ele foi enterrado lá.

O culto de St Moling (Mulling, Molingus, Daircheall) remonta a uma data muito antiga e foi amplamente difundido na Irlanda…

… Giraldus Cambrensis afirma que os livros da SS. Patrick, Columba, Moling e Broccan, a quem ele caracteriza como os quatro profetas da Irlanda, existiam em seu tempo na língua irlandesa. Infelizmente, nenhum registro preciso da história de St Moling, nem de seus escritos, foi preservado para nós, e só podemos chegar a um esboço conjectural de sua carreira com base em uma tradição tardia…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune17.html

20. Beata Maria Dolorosa de Brabante. Ver “Beata Maria Dolorosa do Brabante, Virgem e Mártir – 17 de junho… Maria foi enterrada viva. Imediatamente depois, enquanto provavelmente ainda respirava, foi perfurada com um pau afiado, empurrado mais e mais profundamente por três homens, que se sucediam nessa obra. Era o dia 18 de junho de 1290.”: http://heroinasdacristandade.blogspot.com/2017/06/beata-maria-dolorosa-do-brabante-virgem.html

21. VER SANTAS E SANTOS DO DIA 16 DE JUNHO (alguns destacados acima):

<- OntemCalendárioAmanhã ->
Maria na florestaAdolfo de Utreque Agripino de Como Albert Chmielowski Alberto Leccapecore Antidio de Besançon Arnaldo de Foligno Avito de Perche Blasto de Roma Botolf de Ikanhoe Briavel de Gloucestershire Davi de Bourges Dignamerita de Brescia Diógenes de Roma Gundulphus de Bourges Herveus da Bretanha Himério de Amélia Hipácio de Calcedônia Molling de Wexford Montano de GaetaNectan de Hartland Paul Burali d’Arezzo Peter Gambacorta Phêrô Ða Philippe Papon Pierre-Joseph Cassant Anterior Rambold de Ratisbona Ranieri Scaccero Teresa de PortugalMártires de Apolônia – 7 santos Mártires de Aquileia – 4 santos Mártires de Calcedônia – 3 santos Mártires de Fez – 4 beati Mártires de Roma – 262 santos Mártires de Venafro – 3 santos — Colman de Lynn Herbot Joseph-Marie Cassant
todos esses memoriais em uma única página

22. Outros santos do dia 17 DE JUNHO: páginas: 09-31 (NÃO TEM LINK):  Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 17 de junho, ver ainda: 17 de junho – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Na internet, foram consultadas no dia de hoje);

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 476-478: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp- content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf  e 

https://idoc.pub/queue/martirologio-romanopdf-2nv8gx23j9lk

  (este site mostra os santos do dia, em inglês. Tradução Google) 

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* SENHOR, NOSSO DEUS E PAI AMADO, OBRIGADO POR TUDO O QUE O SENHOR NOS TEMDADO E PERMITIDO VIVER!

QUERIDA MÃE VIRGEM MARIA, SOCORRA-NOS, PROTEJA-NOS!

SÃO JOSÉ, SANTAS/OS E ANJOS, INTERCEDAM POR NÓS! OBRIGADO! AMÉM!

================

* PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PARA E PELO SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS, AMADO PAI, CORAGEM DE LUTAR COM ENTUSIASMO E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES SEDUTORAS, DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO  DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS A DOCILIDADE DAS OVELHAS! SOBRETUDO, DÊ-NOS A GRAÇA! PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

================

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA, ESCREVA-NOS:

barpuri@uol.com.br

================

  • SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

================

* “O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

================

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu só lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

================

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

================

  • “Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível”.

================

* 07 de janeiro ou 09 de abril – Beata Lindalva Justo de Oliveira: Toda santidade passa pelo crisol (lugar ou circunstância apropriada a evidenciar as melhores qualidades de algo ou alguém) do sofrimento

(referente à Beata Lindalva de Oliveira, conforme http://www.santosdobrasil.org.br/?system=news&eid=294)

================

* 17 de janeiro: Santo Antão ou Antônio

Oração: “Santo Antônio, você falou da importância de perseverar em nossa fé e nossa prática. Ajude-nos a acordar a cada dia com um novo zelo pela vida cristã e um desejo de enfrentar o próximo desafio em vez de apenas ficar parado. Amém!”

================

* 19 de janeiro, São Macário. “… A oração não requer muitas palavras. sobre você, você só precisa dizer: “SENHOR, TEM MISERICÓRDIA!” O Senhor sabe o que é útil para nós e nos concede misericórdia.”… “Se você deseja ser salvo, seja como um morto. Não fique com raiva quando insultado (e provocado), nem orgulhoso quando elogiado.” E ainda: “Se a calúnia (e a provocação) é como o louvor para você, a pobreza como a riqueza, a insuficiência como a abundância, então você não perecerá.“…

================

  • 04 de fevereiro, SANTO ANDRÉ CORSINI: “Ele trabalhou arduamente para subjugar suas paixões por meio de humilhações extremas, obediência até mesmo à última pessoa na casa, pelo silêncio e oração (HUMILHAR-SE, OBEDECER, SILENCIAR, REZAR)”.

================

* 10 de fevereiro, SÃO JOSÉ SÁNCHEZ DEL RIO “Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio).

Ver: https://catholicsaints.info/saint-jose-sanchez-del-rio/

================

* 14 de fevereiro, SÃO JOÃO BATISTA DA CONCEIÇÃO GARCIA Ó meu

Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de

São João Batista da Conceição Garcia).

Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

================

* 14 de março, Albert Einstein: Deus Todo-Poderoso não joga dadosDiante de Deus somos todos igualmente sábios – igualmente tolos!

================

  • 15 de março: São Clemente-Maria Hoffbauer: “Ó Meu Redentor, chegará aquele terrível momento em que restarão poucos cristãos inspirados pelo espírito de fé, aquele momento em que Sua indignação será provocada e Sua proteção será tirada de nós? Nossos vícios e nossas vidas más moveram irrevogavelmente Sua justiça a se vingar, talvez neste mesmo dia, de Seus filhos para não deixar que a luz da fé se apague nas almas? “Lembre das antigas misericórdias, volta os olhos compassivos para a vinha plantada com a sua destra, regada pelas lágrimas dos Apóstolos, pelo sangue precioso de inúmeros mártires, e fecundada pelas orações de tantos confessores e virgens inocentes.

“Ó divino Mediador, olhe para aquelas almas zelosas que elevam seus corações ao Senhor e oram sem cessar pela manutenção desse seu dom mais precioso, a Verdadeira Fé. Mantenha-nos seguros na verdadeira fé católica e romana. Preserve-nos em sua santa fé, pois se formos ricos com este dom precioso, suportaremos com prazer todas as tristezas e nada poderá mudar nossa felicidade. Sem este grande tesouro da fé, nossa       infelicidade seria indizível e sem limites.

“Ó Bom Jesus, Autor da nossa fé, conservai-a pura em nós; guardai-nos na barca de Pedro, fiel e obediente ao seu sucessor, e Vosso vigário aqui na terra, para que se mantenha a unidade da santa Igreja, a santidade promovida, a Santa Sé protegida em liberdade e a Igreja universal estendida em benefício das almas.

“Ó Jesus, Autor da nossa fé, humilha e converte os inimigos da Sua Igreja; conceda verdadeira paz e concórdia a todos os reis e príncipes cristãos e a todos os crentes; fortalece-nos e preserva-nos no Seu santo serviço até ao fim, para que vivamos com o Senhor e morramos no Senhor. “Ó Jesus, Autor de nossa fé, deixe-nos viver pelo Senhor e morrer pelo Senhor. Amém.”

================

  • 15 de março, SANTA LUÍSA DE MARILLAC “… SEDE DILIGENTES NO SERVIÇO AOS POBRES . . . AMEM OS POBRES, HONREM-NOS, MEUS FILHOS, COMO VOCÊS HONRARIAM O PRÓPRIO CRISTO”

================

  • 21 de março, SÃO NICOLAU DE FLUE: “Salve, ó Mãe de toda pureza, virgem imaculada, Mãe de toda misericórdia e Mãe de nosso Salvador; venho rogar-lhe que interceda por um pobre pecador junto ao Seu Divino Filho, para que me conceda Sua santa Graça. O inimigo implacavelmente me persegue e me ataca. Você uma vez esmagou a cabeça da serpente ao dar à luz nosso Salvador – ajude-me a superar suas artimanhas e enganos. Você é meu refúgio. Por que você me afastaria? …

Não, ó Virgem graciosa! Você virá em meu socorro e o inimigo será derrotado. Amém! “São Nicolau relatou que nunca invocou Maria em vão e que sempre sentiu visivelmente os efeitos de sua proteção.”

================

  • 21 de março, SÃO SERAPIÃO DE THMUIS A mente é purificada pelo conhecimento espiritual (ou pela santa meditação e oração), as paixões espirituais da alma pela caridade e os apetites irregulares pela abstinência e penitência… (regra resumida da perfeição cristã – que São Serapião repetia muitas vezes) … “Nossos corpos podem se tornar instrumentos do bem ou do mal, dependendo da disposição do coração; tanto os homens justos quanto os ímpios são frequentemente mudados para o outro tipo.” http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayMarch21.html#370_St._Serapion_th e_Scholastic_Bishop)

================

  • 05 de abril, SÃO VICENTE FERRER “Faça o que fizer, não pense em si mesmo, mas em Deus…

Você deseja estudar a seu favor? Deixe a devoção acompanhar todos os seus estudos, e estude menos para se tornar um sábio do que para se tornar um santo.

Consulte a Deus mais do que seus livros, e peça-Lhe, com humildade, que faça você entender o que lê.

O ESTUDO CANSA E ESGOTA A MENTE E O CORAÇÃO. VÁ DE VEZ EM QUANDO, PARA REFRESCÁ-LOS, AOS PÉS DE JESUS CRISTO SOB SUA CRUZ. REPOUSE ALI.

Alguns momentos de repouso em suas chagas sagradas dão novo vigor e novas luzes.

Aplique-se por orações curtas, mas fervorosas e jaculatórias. Nunca comece ou termine seu estudo, sem ser pela oração.

A ciência é um dom do Pai das luzes“.

================

* 06 de abril: São Zeferino Agostini

Fundou a Pia União das Irmãs Devotas de Santa Ângela Merici…

Dizia a elas: “Não se assustem com o trabalho ou o sofrimento, nem com o fruto escasso de seu trabalho. Lembrem-se de que Deus recompensa não pelos resultados, mas pelo esforço.” (L’Observattore Romano).

Ele sabia que sua primeira prioridade era desenvolver seu relacionamento com Deus por meio da oração pessoal, porque Deus era a fonte de sua alegria e poder para fazer o bem…

================

*12 de abril: São David Uribe

“Perdoo todos os meus inimigos e peço a Deus e a quem ofendi que me perdoe.” -da última vontade e testamento de Saint David

PAI AMADO, QUE ESTA SEJA A MINHA (NOSSA) VONTADE E MEU (NOSSO) TESTAMENTO! AMÉM!

===============

* 21 de maio, PADRE MANOEL E COROINHA ADÍLIO “…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio)

================

  • 20 de abril: Projeto de vida de SÃO CONRADO DE PARZHAM

“MEU PROJETO DE VIDA É PRINCIPALMENTE ESTE: amar e sofrer, sempre meditando, adorando e admirando o amor indizível de Deus por suas criaturas mais humildes.”

RESOLUÇÕES DE SÃO CONRADO DE PARZHAM:

  • Resolvo em primeiro lugar permanecer continuamente na presença de Deus e perguntar-me frequentemente se faria isto ou aquilo se meu confessor ou superior estivesse me observando e principalmente se Deus e meu anjo da guarda estivessem presentes.
  • Resolvo me perguntar, sempre que tenho que encontrar cruzes de sofrimento: “Conrad, por que você veio aqui?”
  • Resolvo evitar sair do convento, na medida do possível, a menos que seja por amor ao próximo, obediência, motivos de saúde, peregrinação piedosa ou outra boa causa.
  • Resolvo fomentar a caridade fraterna em mim e nos outros. Portanto, resolvo tomar cuidado para nunca dizer uma palavra

indelicada. Resolvo suportar pacientemente os defeitos e as fraquezas dos outros e, na medida do possível, escondê-los com o manto da caridade, a menos que seja obrigado a manifestá-los a alguém que possa corrigi-los.

  • Resolvo observar o silêncio conscientemente. Resolvo falar brevemente e assim evitar muitas armadilhas e ser mais capaz de conversar com Deus.
  • Quando à mesa, resolvo colocar-me na presença de Deus o máximo que puder, permanecer recolhido e deixar de lado meus pratos favoritos para praticar uma forma oculta de mortificação. Resolvo não comer entre as refeições, a menos que seja ordenado a fazê-lo sob obediência.
  • Resolvo atender ao primeiro toque da campainha, a menos que seja legitimamente impedido.
  • Resolvo evitar, na medida do possível, conversar com o sexo oposto, a menos que a obediência me imponha deveres que tornem necessário falar com mulheres. Nesse caso, resolvo ser muito reservado e manter a guarda dos olhos.
  • Resolvo cumprir as ordens pontualmente e ao pé da letra. Resolvo especialmente fazer todos os esforços para conquistar minha própria vontade em todas as coisas.
  • Resolvo me forçar a prestar muita atenção aos pequenos detalhes e, na medida do possível, evitar todas as imperfeições. Resolvo observar fielmente a santa regra e não me afastar dela um fio de cabelo, aconteça o que acontecer.
  • Resolvo cultivar uma profunda devoção à Bem-Aventurada Virgem Maria e me esforçar para imitar suas virtudes.

UMA COMUNHÃO ESPIRITUAL, À NOITE, DE SÃO CONRADO DE PARZHAM

“Vim para passar alguns momentos contigo, ó Jesus, e em espírito me prostro no pó diante do Teu Santo Tabernáculo para adorar-Te, meu Senhor e Deus, na mais profunda humildade. Mais uma vez, um dia chegou ao fim, querido Jesus, outro dia que me aproxima da sepultura e do meu amado lar celestial. Mais uma vez, ó Jesus, meu coração anseia por Ti, o verdadeiro Pão da Vida, que contém toda doçura e prazer. Ó meu Jesus, perdoa-me misericordiosamente pelas faltas e ingratidão deste dia, e vem a mim para refrescar o meu pobre coração que anseia por Ti. Como o coração anseia pelas águas, como a terra seca anseia pelo orvalho do céu, assim meu pobre coração anseia por Ti, Tu Fonte da Vida. Eu Te amo, ó Jesus, espero em Ti, Te amo, e por Ti lamento sinceramente todos os meus pecados. Que Tua paz e Tua bênção sejam minhas agora e sempre e por toda a eternidade. Um homem.”

================

  • 28 de abril, São Luís Maria Grignion de Montfort. Algumas máximas… “…Você é verdadeiramente abençoado se o mundo o persegue injustamente, opondo-se a seus desígnios, por melhores que sejam, julgando mal suas intenções, caluniando sua conduta, roubando injustamente sua reputação ou sua riqueza.

Cuida, então, minha filha (meu filho), de não reclamar a ninguém, a não ser a mim, dos maus-tratos que você está sendo tratado, e de buscar meios de se justificar quando, em particular, é só você que sofre com isso…

Pelo contrário, reza por aqueles que te trazem a felicidade da perseguição…

Agradeça-me por tratarem-no como fui tratado na terra, sendo um sinal de contradição…

Não desanime em suas boas intenções, por causa da contradição; é uma marca de vitória futura; uma boa obra que não está marcada com o sinal da cruz, não tem grande valor diante de mim e em breve será destruída”. Conforme: https://catholicsaints.info/saint-louis-marie-grignion-de-montfort/

================

  • 29 DE ABRIL: SANTA CATARINA DE SENA:

«Por misericórdia Vós lavastes-nos no Sangue e por misericórdia desejastes dialogar com as criaturas. Ó Louco de amor! Não vos foi suficiente encarnar, mas também quisestes morrer! …»

================

* 31 de maio: NOSSA SENHORA DO SAGRADO CORAÇÃO

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DO SAGRADO CORAÇÃO

Lembrai-vos, ó Nossa Senhora do Sagrado Coração, do poder inefável que vosso divino filho vos concedeu sobre seu Coração adorável.

Com a maior confiança em vossos merecimentos, vimos
implorar a vossa proteção.
Vós sois celeste Tesoureira do Coração de Jesus, daquele coração que é o
manancial inexaurível de todas as graças e que podeis abrir a vosso
bel prazer para fazer descer sobre os homens todos os tesouros de amor e
misericórdia, de luz e salvação que Ele encerra;

concedei-nos, vo-lo pedimos, os favores que suplicamos (fazer o pedido).
Sois nossa Mãe, ó Nossa Senhora do Sagrado Coração.

Acolhei benignamente as nossas preces e dignai-vos a deferi-las.

Amém!
Nossa Senhora do Sagrado Coração, rogai por nós!

(conf.https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_do_Sagrado_Cora%C3%A7%C3%A3o)

================

  • 31 de maio, São NICOLAS BARRÉ, citações:
  • ACONTEÇA O QUE ACONTECER, ESTEJA SEMPRE EM PAZ E CONFIE EM DEUS, ISSO SERÁ FEITO A VOCÊ DE ACORDO COM SUA FÉ, SUA ESPERANÇA E SUA CARIDADE E MUITO MAIS. » Carta 61 (OC p 538) – Máxima de conduta para as amantes número 21 obras completas p.128
  • “DEVEMOS NOS CONCENTRAR MAIS EM ESTABELECER O BEM AO INVÉS DE DESTRUIR O MAL. ESTABELECIDO O BEM, O MAL NÃO PODERÁ MAIS SUBSISTIR. » Máxima para a Direção das Almas 17 Obras Completas p.357
  • “QUANTO MAIS ESTAMOS UNIDOS A DEUS, MAIS RECEBEMOS FORÇA DE ESPÍRITO E INFLUÊNCIA, POIS ELE É SUA FONTE E

OCEANO”. – Carta 27 (OC p 457)

================

* 08 DE JUNHO (09 de junho): SANTO EFRÉM

As virtudes são formadas pela oração. A oração preserva a temperança. A oração suprime a raiva. A oração previne emoções de orgulho e inveja. A oração atrai para a alma o Espírito Santo e eleva o homem ao céu. – Santo Efrém

Lembrem-se de mim, vocês, herdeiros de Deus, irmãos de Cristo; suplicai fervorosamente ao Salvador por mim, para que eu seja liberto por meio de Cristo daquele que luta contra mim dia a dia. – Santo Efrém, O Medo no Fim da Vida

Vós, mártires vitoriosos , que suportastes com alegria os tormentos por amor de Deus e Salvador, vós que tendes ousadia de falar para com o próprio Senhor, vós santos, intercedei por nós, homens tímidos e pecadores, cheios de preguiça, para que a graça de Cristo venha sobre nós e ilumine os corações de todos nós para que possamos amá-lo. – Santo Efrém, de Comentário sobre Marcos

Senhor, derrama sobre nossas almas obscurecidas a luz brilhante de tua sabedoria para que possamos ser iluminados e servi-lo com pureza renovada. O nascer do sol marca a hora para os homens começarem sua labuta, mas em nossas almas, Senhor, prepare uma morada para o dia que nunca terminará. Através do nosso zelo incessante por você. Senhor, coloca sobre nós o sinal do teu dia que não é medido pelo sol. Em seu sacramento, todos os dias te abraçamos e te recebemos em nossos corpos; torna-nos dignos de experimentar a ressurreição pela qual esperamos. Ensina-nos a encontrar a nossa alegria a teu favor! Salvador, sua crucificação marcou o fim de sua vida mortal; ensina-nos a crucificar-nos e a abrir caminho para a nossa vida no Espírito. – de um sermão de Santo Efrém”

================

* 13 DE JUNHO: SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA

“…. António de Pádua, ou de Lisboa como é conhecido, definiu a oração «como uma relação de amor, que leva o homem ao diálogo o Senhor”, e descreveu quatro “atitudes” que devem caracterizá-la: “(1) abrir com confiança o nosso coração a Deus, (2) conversar afetuosamente com Ele, (3) apresentar-lhe as nossas necessidades, (4) dar-lhe louvor e gratidão…” Conforme:

http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune13.html#1231_St._Anthony_or_Antonio_Of_Padua_a

================

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…” Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém! http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

================

  • 15 de setembro, SANTA CATARINA DE GÊNOVA “… a oração por um ente querido é, para o crente, uma forma de apagar qualquer distância, até mesmo a morte. Em oração, permanecemos na presença de Deus na companhia de alguém que amamos, mesmo que essa pessoa tenha morrido antes de nós

Não devemos transformar o purgatório em um campo de concentração em chamas à beira do inferno – ou mesmo em um ‘inferno por um curto período de tempo’. É uma blasfêmia pensar nisso como um lugar onde um Deus mesquinho cobra a última libra – ou grama – de carneSanta Catarina de Gênova (Festa dia 15 de setembro, mística do século 15), escreveu ‘fogo’ do purgatório é o amor de Deus ‘queimando’ a alma para que, por fim, a alma esteja totalmente em chamas. É a dor de querer ser feito totalmente digno de Alguém que é visto como infinitamente amável, a dor do desejo de união que agora está absolutamente assegurada, mas ainda não completamente experimentada

(Leonard Foley, OFM, Crendo em Jesus) …”:

================

* 21 de outubro, SANTO AGATÃO “… Não há nada mais difícil do que a oração, pois não há esforços que os demônios não façam para interromper este poderoso meio de os desanimar

================

*        27 de outubro SANTO ABRAÃO, ERMITÃO “… A PAIXÃO VIVE; APENAS ESTÁ REPRIMIDA… ESTÁ APENAS PRESA… AS PAIXÕES VIVEM, APENAS SÃO REPRIMIDAS PELOS SANTOS (COM A GRAÇA DE DEUS!) …”. SANTAS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS PARA QUE POSSAMOS REPRIMIR AS PAIXÕES! PAI AMADO, DÊ-NOS A GRAÇA DE REPRIMIR AS PAIXÕES! SANTO

ABRAÃO, ROGUE POR NÓS! AMÉM!”, conforme páginas 52-53: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

================

* ORAÇÃO DO ANO DE SÃO JOSÉ “PATRIS CORDE”

Salve, guardião do Redentor e esposo da Virgem Virgem Maria!

A vós, Deus confiou o seu Filho;

em vós Maria depositou a sua confiança;

  convosco, Cristo tornou-Se homem.

Ó Bem-aventurado José, mostrai-vos pai

também para nós e guiai-nos no caminho da vida.

Alcançai-nos graça, misericórdia e coragem e coragem,

e defendei-nos de todo o mal. Amém!

(Conforme < https://radio.cancaonova.com/sao-jose-do-rio-preto/oracao-ano- de-sao-jose/ >)

================

” Santo não é aquele que não cai, santo é aquele que mesmo caindo não desiste de levantar” (São João Paulo II)

================

* PAI, ABRACE-NOS!

JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS ENCHA E NOS UNA NO AMOR!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

SÃO JOSÉ, SANTAS, SANTOS E ANJOS, ROGUEM POR NÓS! POR CRISTO, NA UNIDADE DO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

================

  • Após Deus, o Pai amado, chamar minha amada esposa e companheira por 38 anos, 9 meses e oito dias, em 24.09.2017, descobri:
    • Posso comunicar com a minha Frô, pela ORAÇÃO;
    • Posso VER, ESCUTAR, SENTIR a FRÔ (transformada, sem dores, linda, maravilhosa) em meu ser;
    • Ela está vivendo nos braços de Deus (bondosos, vigorosos);
    • Um dia vamos estar juntos;
    • Quando Deus me chamar, quero levar coisas boas para o banquete celeste (amor a Deus e ao próximo).

Dê-nos essa Graça, Pai amado! Dê-nos A GRAÇA! AMÉM! Obrigado, Senhor, por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

                                                         ================                                  

“Senhor, eu tenho fé. Ajude-me a ter mais fé ainda!” (Mc 9,24)

================

* Ver o blog: https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.