Santas e Santos de 17 de setembro

17 DE SETEMBRO: Neste dia 17 de setembro, a Família Franciscana celebra, em todo o mundo, a festa da Impressão das Chagas, também chamada de Estigmas de São Francisco de Assis. A introdução litúrgica da Missa e Liturgia das Horas diz o seguinte: O Seráfico Pai Francisco, desde o início de sua conversão, dedicou-se de uma maneira toda especial à devoção e veneração do Cristo crucificado, devoção que até a morte ele inculcava a todos por palavras e exemplo. Quando, em 1224, Francisco se abismava em profunda contemplação no Monte Alverne, por um admirável e estupendo prodígio, o Senhor Jesus imprimiu-lhe no corpo as chagas de sua paixão. O Papa Bento XI concedeu à Ordem dos Frades Menores que todos os anos, neste dia, celebrasse, no grau de festa, a memória de tão memorável prodígio, comprovado pelos mais fidedignos testemunhos.”, conforme: https://franciscanos.org.br/carisma/especiais/impressao-das-chagas-de-sao-francisco-de-assis#gsc.tab=0

– Ver VIDAS DOS SANTOS, COMEMORAÇÃO DOS SAGRADOS ESTIGMAS DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS páginas 256-269: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

– Ver também: 17 DE SETEMBRO CELEBRAMOS OS ESTIGMAS DE SÃO FRANCISCO: “A VISITA DO AMOR QUE TANTO BUSCOU”:
https://www.google.com/search?q=comemora%C3%A7%C3%A3o+dos+sagrados+estigmas+de+S%C3%A3o+Francisco+de+Assis&oq=comemora%C3%A7%C3%A3o+dos+sagrados+estigmas+de+S%C3%A3o+Francisco+de+Assis&aqs=chrome..69i57.14313j1j8&sourceid=chrome&ie=UTF-8
–  Ver “… Se São Francisco foi ou não a primeira pessoa a ser assim marcada com os estigmas (Sinais gregos) de nosso Senhor crucificado, seu exemplo é inquestionavelmente o mais famoso e o melhor autenticado até os tempos recentes e contemporâneos; além disso, é a única ocorrência desse tipo a ser celebrada por uma festa litúrgica em toda a igreja ocidental. O acontecimento e a natureza geral do fenômeno estão fora de dúvida. É referido pelo Irmão Leão na nota que escreveu de próprio punho sobre a “bênção seráfica” de São Francisco, documento preservado pelos frades conventuais de Assis, e no anúncio da morte de seu patriarca aos frades da França. O irmão Elias escreveu em 1226: “Desde o início dos tempos não se ouviu tão grande assombro, a não ser no Filho de Deus que é Cristo nosso Deus. Por muito tempo antes de sua morte, nosso pai e irmão apareceram crucificados, carregando em seu corpo as cinco chagas que são, na verdade, os estigmas do Cristo; pois suas mãos e pés tinham como se fossem perfurações feitas por pregos fixados por cima e por baixo, que deixavam abertas as cicatrizes e tinham a aparência negra de pregos; enquanto seu lado parecia ter sido lancetado, e sangue frequentemente gotejava dele.”…”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DaySeptember17.html
OUTROS SANTOS DE 17 DE SETEMBRO
 1. São Roberto Belarmino (04/10/1542-17/09/1621), bispo, confessor e doutor. Festa dia 17 de setembro. Anotações de 13 de maio deste dia no VIDAS DOS SANTOS (beatificado no dia 13 de maio de 1923 e canonizado em 29 de junho de 1930). Ver págs. 318-323: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

Ver: São Ro­berto Be­lar­mino (também na Folhinha do Coração de Jesus de 17 de setembro), bispo e doutor da Igreja, da Com­pa­nhia de Jesus, que de­bateu ex­ce­len­te­mente as con­tro­vér­sias te­o­ló­gicas do seu tempo com acui­dade e com­pe­tência; no­meado car­deal, con­sa­grou-se com grande zelo ao mi­nis­tério pas­toral na Di­o­cese de Cápua, na Itália, e fi­nal­mente de­dicou-se em Roma a muitos tra­ba­lhos pela de­fesa da Sé Apos­tó­lica e da dou­trina da fé. († 1621).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico de 17 de setembro, em Roma, em 1621, a volta para Deus de São Roberto Belarmino. Nascido em Toscana, entrou aos dezoito anos para a Companhia de Jesus, passando alguns anos em Louvain como estudante, e depois como professor. Nomeado provincial em Nápoles, assumiu pouco depois cargos importantes na Cúria. Foi a seguir nomeado cardeal e bispo de Cápua. Defendeu a fé católica através de suas “CONTROVÉRSIAS” e pela redação de um “PEQUENO CATECISMO” que exerceu influência decisiva e duradoura. (R)

– Ver também: “23/2/2011. O Papa Bento XVI falou sobre a figura do italiano São Roberto Bellarmino, Cardeal, jesuíta e doutor da Igreja – que viveu no século XVI, época da Reforma Protestante”: http://itapiranga0205.blogspot.com/2012/10/do-livro-arte-de-morrer-bem-de-sao.html

– Ver ainda “Roberto Belarmino S.J. (em italiano: Roberto Francesco Romolo Bellarmino) foi um jesuíta italiano e um cardeal católico. Foi uma das mais importantes figuras da Contra-Reforma e, por suas obras, foi canonizado em 1930 e proclamado Doutor da Igreja. Também esteve envolvido no processo de Galileu Galilei…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Roberto_Belarmino

 

2.   Em Milão, na Li­gúria, hoje na Lom­bardia, re­gião da Itália, o se­pul­ta­mento de São Sá­tiro, cujos mé­ritos in­signes são men­ci­o­nados pelo seu irmão Santo Am­brósio. Ainda não ini­ciado nos mis­té­rios de Cristo, so­freu um nau­frágio, mas não temeu a morte; con­tudo, salvo das ondas, não que­rendo acabar esta vida sem ter re­ce­bido os sa­cra­mentos da fé, aderiu à Igreja de Deus; for­ta­leceu-se então a ín­tima e mútua fra­ter­ni­dade com seu irmão Am­brósio, pelo qual foi se­pul­tado junto ao mártir São Vítor. († c. 377).

Ver página 270: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

– Ver “… Sátiro era o irmão mais velho de Santo Ambrósio, nascido algum tempo antes do ano 340, provavelmente em Trier. A irmã, Santa Marcellina, era a mais velha. Quando seu pai, que era prefeito do pretório dos gauleses, morreu por volta de 3-4, a família mudou-se para Roma, onde os dois meninos foram bem-educados sob o olhar vigilante de sua mãe e irmã. Sátiro iniciou uma carreira pública, exerceu a profissão de advogado e tornou-se prefeito de uma província não identificada. Quando Santo Ambrósio foi eleito bispo de Milão em 374, Sátiro renunciou ao cargo para assumir a administração dos assuntos temporais da Sé para seu irmão. Ele fez várias viagens à África, na última das quais quase perdeu a vida no naufrágio, e em consequência aproveitou a primeira oportunidade para receber o batismo, tendo até então sido apenas um catecúmeno. Antes de pular do navio naufragado, ele recebeu uma partícula do Santíssimo Sacramento de um de seus companheiros de viagem, que embrulhou em um lenço e amarrou no pescoço. Morreu repentinamente em Milão, nos braços de sua irmã e de seu irmão, que distribuíram seus bens entre os pobres, de acordo com seu desejo de que os tratassem como achassem melhor…”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DaySeptember17.html

3.   Em Liège, na Austrásia, na actual Bélgica, a paixão de São Lamberto, bispo de Maastricht e mártir, que, mandado para o exílio, foi acolhido no mosteiro de Stavelot; regressando depois à sua sede, exerceu egregiamente o seu ministério pastoral, até ao momento que foi morto inocente por ímpios inimigos. († c. 705).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no mesmo dia, São Lamberto, bispo de Maastricht. Após vários anos de exílio, exerceu grande irradiação moral e espiritual na corte da Austrásia, assim como nas igrejas da Bélgica. Foi martirizado em 705 em uma casa que se tornou o núcleo da cidade de Liège (F)

– Ver “… Lamberto de Maastricht (em latimLandebertus ou Lambertusca. 636–ca. 700) foi bispo de Maastricht (Tongeren) entre 670 até sua morte. De uma família nobre da cidade, Lamberto era um protegido de seu tio, o bispo Teodardo de Maastricht. Quando ele foi assassinado, logo depois de 669, os conselheiros do rei merovíngio Quilderico II nomearam Lamberto seu sucessor. Ele era parente de Hugoberto e Plectrude, a esposa de Pepino de Herstal, um parente dos poderosos prefeitos do palácio (majordomo) hereditários que controlavam os reis merovíngios da Austrásia. Depois que Quilderico foi assassinado, em 675, a facção de Ebroíno, o prefeito do palácio da Nêustria e o verdadeiro poder atrás do trono, expulsou-o de sua sé em favor de seu próprio candidato, Faramundo. Lamberto passou sete anos no exílio na recém-inaugurada Abadia de Stavelot (674–681). Com uma mudança na situação política da época, Lamberto conseguiu retornar para sua … Acompanhado de São Vilibrordo, que havia chegado da Inglaterra em 691, Lamberto pregava o evangelho aos pagãos no baixo Meuse. Logo depois que a família de Lamberto (e Plectrude) assassinou Dodo, um doméstico de Pepino de Herstal e pai da amante dele, Alpaida, os parentes de Dodo assassinaram Lamberto em sua propriedade, a villa galo-romana que tornar-se-ia a cidade de Liège. Assim, Lamberto tornou-se mártir da fidelidade conjugal por denunciar a ligação de Pepino com Alpaida, a futura mãe de Carlos Martel[1]”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Lamberto_de_Maastricht

4*.   Na floresta de Argonne, junto ao rio Mosa, também na Austrásia, actualmente na França, São Rodingo, abade, que fundou e piedosamente dirigiu o mosteiro de Beaulieu. († s. VIII in.).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. VII, São Rodingo fundador e primeiro abade do mosteiro chamado depois de Beaulieu, na diocese de Verdun. A abadia foi associada a Cluny no séc. XII, e à Congregação de São Vânio no séc. XVII. (X)

5.   Em Cór­dova, na An­da­luzia, re­gião da Es­panha, Santa Co­lomba (também na Folhinha do Coração de Jesus), virgem e mártir, que, du­rante a per­se­guição dos Mouros, se apre­sentou es­pon­ta­ne­a­mente para dar tes­te­munho da sua fé pe­rante o juiz e o con­selho dos sá­trapas e foi ime­di­a­ta­mente de­go­lada junto às portas do palácio. († 853)

6*.   Em Me­li­nais, no ter­ri­tório de An­gers, na França, São Rei­naldo (Reginaldo), ere­mita, que se re­tirou na flo­resta de Craon para cum­prir mais per­fei­ta­mente os man­da­mentos do Senhor. († c. 1104).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto de 1104, São Reinaldo. Inicialmente cônego regular em Soissons, e depois discípulo de Roberto de Arbrissel, abraçou a vida eremítica em Melinais, perto de La Flèche, no local onde mais tarde, Henrique II Plantageneta construiu uma abadia. Seu culto foi confirmado por Pio IX em 1868, baseado num relatório do cardeal Pitra. (X)

7.   No mos­teiro de Ru­perts­berg, em Bingen, no es­tado de Hesse, na Ale­manha, Santa Hil­de­garda (também na Folhinha do Coração de Jesus), virgem, cé­lebre pela sua sa­be­doria nas ci­ên­cias na­tu­rais, na me­di­cina e na arte mu­sical, bem como na con­tem­plação mís­tica, sobre a qual es­creveu al­guns livros. († 1179).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na diocese de Mogúncia, em 1179, o nascimento no céu de Santa Hildegarda. Abadessa beneditina de Disibodenberg, fundou na Renânia os mosteiros de Rupertsberg e de Bingen. Versada nas ciências naturais e em medicina, foi sobretudo, agraciada com luzes sobrenaturais, que deixou registradas por escrito. Dirigiu aos pastores fiéis como aos ministros infiéis os salutares conselhos que lhe eram solicitados. Recebeu a visita de São Bernardo de Claraval. (B).

– Ver páginas 246-255: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

– Ver também “… Hildegarda de Bingen (em alemãoHildegard von BingenBermersheim vor der Höhe, verão de 1098 — Mosteiro de Rupertsberg17 de setembro de 1179), apelidada Sibila do Reno, foi uma

monja beneditinamísticateólogacompositorapregadoranaturalistamédica informal, poetisadramaturga e escritora alemã. Foi mestra do Mosteiro de Rupertsberg em Bingen am Rhein, na Alemanha. É uma santa e doutora da Igreja Católica”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Hildegarda_de_Bingen

– Ver “Santa Hildegarda de Bingen, Monja Professa da Ordem de São Bento, é proclamada Doutora da Igreja universal”…(Carta Apostólica do Papa Bento XVI): http://www.vatican.va/content/benedict-xvi/pt/apost_letters/documents/hf_ben-xvi_apl_20121007_ildegarda-bingen.html

8*.   Em Avi­gliana, no ter­ri­tório de Turim, no Pi­e­monte, re­gião da Itália, o Beato Que­rubim Testa, pres­bí­tero da Ordem dos Ere­mitas de Santo Agos­tinho, de­vo­tís­simo da Paixão do Senhor. († 1479)

9.   Em Sa­ra­goça, ci­dade de Aragão, na Es­panha, São Pedro de Ar­bués, pres­bí­tero e mártir, dos Có­negos Re­grantes de Santo Agos­tinho, que com­bateu as su­pers­ti­ções e he­re­sias no reino de Aragão e foi morto por al­guns in­qui­ridos di­ante do altar da igreja catedral. († 1485).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Espanha, no ano do Senhor de 1485, o martírio de São Pedro de Arbués, cônego regular, assassinado na Catedral de Saragoça. (M).

– Ver páginas 271-278: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

– Ver também “… Pedro de ArbuésC.R.S.A., (c. 1441–1485), foi um oficial da Inquisição Espanhola assassinado na Catedral do Salvador (La Seo) de Saragoça, em 1485, num suposto complô perpetrado por conversos e judeus. Rapidamente passou a ser venerado como santo por aclamação popular e sua morte em muito ajudou a Inquisição e o inquisidor-geral Tomás de Torquemada em sua campanha contra a heresia e o criptojudaísmo. Foi oficialmente canonizado em 1867…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Pedro_de_Arbu%C3%A9s

10♦.   Em Gora Kalwária, na Po­lónia, Santo Es­ta­nislau de Jesus e María (João Papczynski), pres­bí­tero e fun­dador dos Clé­rigos Ma­ri­anos da Ima­cu­lada Con­ceição da Virgem Maria. († 1701).

– Ver “… Santo Estanislau Papczynski ou Estanislau de Jesus e Maria, nascido João Papczynski, (Podergrodzie, 18 de maio de 1631 – Góra Kalwaria17 de setembro de 1701) foi um sacerdote da Igreja Católica, membro da Ordem Piarista e fundador da Congregação dos Padres Marianos.

Hoje a Congregação dos Padres Marianos renovada em 1909 pelo bem-aventurado Bispo Jorge Matulaitis conta com mais de 500 membros em 18 países de todos os continentes…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Estanislau_Paczynski

11.   Em Hué, no Anam, ac­tu­al­mente no Vi­etnam, São Ma­nuel Hguyen Van Trieu, pres­bí­tero e mártir, no rei­nado de Canh Thin. († 1798).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Cochinchina, atual Vietnan, o Bem-Aventurado Emanuel Trieu, filho de um mandarim que se tornou sacerdote católico e foi martirizado em 1798. (X)

12.   Em Gé­nova, na Li­gúria, re­gião da Itália, São Fran­cisco Maria de Cam­po­rosso, re­li­gioso da Ordem dos Frades Me­nores Ca­pu­chi­nhos, in­signe pela sua ca­ri­dade para com os po­bres, que, du­rante a epi­demia da peste, con­traiu ele pró­prio a en­fer­mi­dade, ofe­re­cendo-se como ví­tima pela sal­vação do próximo. († 1866)

13*.   Em Cra­cóvia, na Po­lónia, São Se­gis­mundo Félix Felinski (Zygmunt Felinski, também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo de Var­sóvia, que, su­pe­rando muitas e graves tri­bu­la­ções, tra­ba­lhou ener­gi­ca­mente pela li­ber­dade e res­tau­ração da Igreja e, para acudir a todas as ne­ces­si­dades do povo, fundou a Con­gre­gação das Irmãs Fran­cis­canas da Fa­mília de Maria. († 1895)

14*.   Em Cas­tillo de Vil­la­ma­lefa, lo­ca­li­dade pró­xima de Cas­tellón, na Es­panha, o Beato João Ven­tura Solsona, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante a per­se­guição re­li­giosa, pela sua in­ven­cível cons­tância na fé passou à glória celeste. († 1936)

15*.   Em Ma­drid, na Es­panha, o Beato Ti­móteo Va­lero Pérez, pres­bí­tero da Con­gre­gação dos Ter­ciá­rios Ca­pu­chi­nhos de Nossa Se­nhora das Dores e mártir, que, na mesma per­se­guição, al­cançou a vi­tória no glo­rioso com­bate por Cristo. († 1936)

16♦.   Em Al­cácer de San Juan, perto de Ciudad Real, na Es­panha, o Beato Ál­varo Santos Cejudo, mártir, que, sendo pai de fa­mília, du­rante a mesma per­se­guição foi re­ce­bido na glória do Senhor. († 1936)

17*.   Na flo­resta de Pal­miry, perto de Var­sóvia, na Po­lónia, o Beato Se­gis­mundo Sajna, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante a guerra, morreu fu­zi­lado por se re­cusar in­que­bran­ta­vel­mente a ab­jurar a fé pe­rante um re­gime in­vasor e hostil a Deus. († 1940)

18. Em Akko, na Pa­les­tina (conforme Martirológio Romano de 14 de setembro), Santo Al­berto, bispo, que, trans­fe­rido da Igreja de Ver­celas para a Igreja de Je­ru­salém, compôs uma regra para os ere­mitas do monte Car­melo e, quando ce­le­brava a festa da Exal­tação da Santa Cruz, foi pas­sado à es­pada por um homem ímpio que ele tinha repreendido. († 1215).

– “Festa a 17 de Setembro”: http://www.carmelitas.pt/site/santos/santos_ver.php?cod_santo=31

-Ver(VIDAS DOS SANTOS de 14 de setembro) Santo Alberto e a origem da Ordem dos Carmelitas, págs. 173-185: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

– Ver ainda “Santo Alberto de Jerusalém foi cônego regular, bispo e patriarca Latino de Jerusalém.

Estudou teologia e Direito, principalmente o Direito Canónico. Depois de concluir os seus estudos, entrou para os Cônegos Regulares de Santa Cruz de Mortara (Pavia), onde em 1180 foi nomeado prior. Bispo de Bobbio em 1184 e de Vercelli no ano seguinte. Mediou os acordos de paz entre Pavia e Milão em 1194 e entre Parma e Piacenza em 1199.

Foi designado Patriarca Latino de Jerusalém em 1205. No exercício do seu ministério encarnou sempre o ideal do Bom Pastor, tanto pela palavra como pelo exemplo de sua vida. Ajudou na fundação da Ordem dos Carmelitas no ano de 1209, na mediação das várias disputas entre o Reino de Jerusalém e o Reino do Chipre, bem como entre a Ordem dos Templários e o Reino Arménio da Cilícia. No ano de 1214, foi convidado a participar no Quarto Concílio de Latrão, mas foi assassinado em São João de Acre.

Durante o tempo em que esteve na Terra Santa escreveu a Regra da Ordem do Carmo, conhecida como Regra Albertina.

Sua festa litúrgica é celebrada dia 17 de setembro.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Alberto_de_Jerusal%C3%A9m

19. Outras santas e santos do dia 17 de setembro, págs. 246-281, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

 Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XIII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

 “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre 17 de setembro, ver ainda: 17 de setembro – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

BIBLIOGRAFIA:

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi eCaterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS  730-733: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livrariaon line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  7. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DaySeptember17.html

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Virgem Maria, socorra-nos, proteja-nos

São José, Anjos e Santos, intercedam por nós! Obrigado! Amém!

PAI AMADO, DÊ-ME ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA E DOCILIDADE! DÊ-ME ARDOR MISSIONÁRIO PELO E PARA O SENHOR! TIRE-ME O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-ME A GRAÇA, AMADO PAI, DE LUTAR COM ENTUSIASMO E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES POR MEIO DA ORAÇÃO, ESFORÇO, CORAGEM E TRABALHO. PEÇO EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! O MESMO PEÇO PARA A FAMÍLIA! AMÉM!

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DESANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

* SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

“O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

“Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio,lembrado em 10 de fevereiro)

Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro). Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

“Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível.

(conforme: Saint of the Day (lngplants.com)

ou

Saint of the Day May 20 (lngplants.com)

“…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio, lembrados em 21 de maio)

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

* Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém!

* PAI, ABRACE-NOS! JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS UNA!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

EM NOME DE JESUS, PAI! AMÉM!

* Ver o blog https://vidademartiressantasesantos.blog/E

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.