Santas e Santos de 13 de julho

DESTAQUE DE 13 DE JULHO: NOSSA SENHORA DA ROSA MÍSTICA

13 DE JULHO: NOSSA SENHORA DA ROSA MÍSTICA.

Ver: … “‘Oração, Penitência, Reparação. Sou a Mãe de Jesus e a Mãe de todos vós!’. Nossa Senhora nas aparições a Pierina Gilli, na Itália. Nossa Senhora Rosa Mística é o título atribuído à Virgem Maria, mãe de Jesus, a partir das suas inúmeras aparições, decorridas entre 1947 e 1984, nas localidades de Montichiari e Fontanelle, na Itália, à vidente Pierina Gilli. De acordo com os relatos, a Santíssima Virgem teria aparecido vestida de branco, primeiramente com três espadas cravadas no peito e depois com três rosas substituindo as espadas: uma rosa era branca, simbolizando a oração; outra rosa era vermelha, simbolizando o sacrifício; e a outra rosa era amarela, simbolizando a penitência. O principal tema abordado por Nossa Senhora nestas aparições foi as vocações sacerdotais e religiosas, e a necessidade de oração para que os religiosos do mundo inteiro possam cumprir a sua missão evangelizadora e que sejam, de fato, instrumentos do amor de Deus.”:

– Ver “Rosa Mística é um poético título de Maria. Uma forma de devoção mariana é invocar as orações de Maria, chamando-a usando uma ladainha de diversos títulos, e o título ‘Rosa Mística’ é encontrado na Ladainha Lauretana.

O título também foi associado a uma forma de devoção promovida na Itália pela visionária Pierina Gilli, da Nossa Senhora Rosa Mística, também conhecida como Maria Rosa Mystica, a partir da aparição da Virgem Maria relatada, pela primeira vez, durante a primavera de 1947 e depois às demais aparições marianas decorridas até 1984 nas localidades de Montichiari e Fontanelle..” https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_da_Rosa_M%C3%ADstica

– Ver também “…Nossa Senhora Rosa Mística é a Mãe de Deus, a Mãe da Graça e a Mãe do Corpo Místico de Cristo, que é a Igreja! Como nos indicou a Rosa Mística, desde a sua primeira aparição, nos coloquemos em “oração, sacrifício e penitência” pelas almas consagradas ao Senhor, especialmente pelos sacerdotes, que são os filhos prediletos da Virgem Maria…”: https://blog.cancaonova.com/tododemaria/a-mensagem-de-nossa-senhora-rosa-mistica/

 

– Ver “…Significado da rosa – Para Tertuliano e Santo Ambrósio, a raiz representa a genealogia de Davi. O caule, por sua vez, é Maria. Enquanto a flor, ou seja, a rosa, é Cristo. Isto é, a rosa de Saron…

De fato, desde a Idade Média, o texto de Isaías se refere a Maria e Jesus desse modo.

“Brotará um rebento do tronco de Jessé e das suas raízes um renovo frutificará”

… Origem

Desde o ano de 1738, na diocese de Speyer, na Alemanha, no Santuário de Rosenberg, a imagem milagrosa da “Rosa Mística” é venerada. Isto é, três rosas – uma branca, uma vermelha e uma dourada – são pintadas no pedestal que contém a imagem.

A auréola luminosa que a cerca contém treze rosas douradas, o que remete à Virgem Maria, homenageada a cada 13 de julho como Maria, Rosa Mística.

A devoção à Rosa Mística aumentou após as aparições em Montichiari. No entanto, como foi mencionado, ela já estava presente na vida da Igreja…

Era Mariana

De fato, essa não foi a única aparição relatada da Nossa Senhora de Rosa Mística. É documentado que, desde então, a Virgem Maria manifestou-se à humanidade com uma frequência cada vez mais crescente.

A Era Mariana começou com a aparição de Nossa Senhora, em 1830, a Santa Catarina Laboure, a quem foi revelada a Medalha Milagrosa.

A partir desse momento, é relatado que a Nossa Senhora de Rosa Mística fez repetidas visitas com o objetivo de ajudar, avisar e levar a humanidade ao seu Filho.

As aparições que ocorreram após a Medalha Milagrosa foram:

  • Lourdes
  • Pontmain
  • Banneux
  • La Salette
  • Fátima

Em todas estas, há em comum um apelo constante à conversão, oração, penitência e redenção.

… Primeira aparição de Nossa Senhora de Rosa Mística

A primeira aparição da Nossa Senhora ocorreu com a santa com três rosas no peito. É descrito que a Nossa Senhora de Rosa Mística apareceu em um hospital, vestida de branco.

De modo a cobri-la, havia uma capa branca com reflexos de luz prateada. Um manto branco estava preso no seu pescoço.

Este manto chegava a seus pés, e seus cabelos castanhos moldavam o seu rosto. De acordo com o relato, sua guarnição era dourada, e a Virgem Maria disse:

“Eu sou a Mãe de Jesus e a Mãe de todos vocês”

Em seguida, ela abriu os braços e, em vez de espadas, tinham três rosas: uma branca, uma vermelha e uma dourada. De fato, esse chamado foi feito de maneira particular aos religiosos.

Contudo, os religiosos defendem que o chamado é estendido a todos os que ouvem a voz da Virgem Maria e desejam ter fé e ser fiel a ela. Afinal, segundo aos crédulas Nossa Senhora de Rosa Mística, este é o chamado de uma mãe para seus filhos.

As aparições de Nossa Senhora de Rosa Mística continuaram até dezembro daquele ano de 1947. Isto é, o período em que há relatos da sua revelação, após a revelação inicial em Fátima décadas antes.

Ela apareceu novamente para Pierina entre 1960 e 1975. Na ocasião, é relatado que Nossa Senhora de Rosa Mística renovou o chamado à conversão, pedindo uma consagração ao seu coração.

As três rosas

Rosa branca

A rosa branca é o espírito de oração. Ela é destinada para reparar as ofensas ao Senhor cometidas por religiosos que são infiéis às suas vocações.

Rosa vermelha

A rosa vermelha é o espírito de sacrifício. Ela é destinada a reparar as ofensas ao Senhor cometidas por religiosos que vivem em pecado mortal.

Rosa dourada

A rosa dourada é o espírito de total imolação. Ela é destinada a reparar as ofensas ao Senhor cometidas pelos sacerdotes de Judas. E, em particular, para a santificação dos sacerdotes.

De acordo com religiosos, essas três rosas são as que fizeram as três espadas caírem dos Sagrados Corações de Jesus e Maria.

Mensagens relatadas por Pierina Gilli

A Virgem, chorando, teria dito a Pierina:

“Oração, sacrifício e penitência”

“Nosso Senhor me enviou para semear uma nova devoção mariana em todos os institutos, tanto masculinos quanto femininos. Bem como nas comunidades religiosas e entre todos os padres. Eu prometo a você que, se você me venerar de maneira especial, desfrutará da minha proteção de uma maneira especial”

Em 1º de junho de 1947, Pierina relatou ter uma visão do inferno. Nela, a enfermeira e vidente mística viu, em três seções diferentes, três categorias de almas religiosas, consagradas e sacerdotes, correspondentes às três espadas da visão e às três intenções pelas quais ela deveria oferecer suas orações e sacrifícios à Nossa Senhora de Rosa Mística…”: https://definicao.net/significado-de-rosa-mistica/

– Ver ainda “… “Maria Rosa Mística” tem uma devoção válida, pois a Igreja venera a Virgem Maria invocando-a como Rosa Mística, mas também umas aparições relacionadas. De que aparições estamos falando? Das aparições de Nossa Senhora como Rosa Mística à italiana Pierina Gilli, que começaram em 1944, em Montichiarli (Itália).

Desde o século V, a rosa era considerada símbolo da Virgem Maria; portanto, a veneração da Rosa Mística remonta aos primeiros séculos do cristianismo. E, dando um salto no tempo, podemos ver também como, dentro das Ladainhas Lauretanas (1587), inclui-se o título de “Rosa Mística” em honra da Santíssima Virgem. Esta devoção à Rosa Mística tem um impulso ou momento particular a partir das aparições…”: https://pt.aleteia.org/2015/10/20/invocar-maria-como-rosa-mistica-foi-aprovado-pela-igreja/

 

– Ver ainda “…A simbologia das espadas e rosas – Existe um significado para as três rosas e para as três espadas que apareceram no coração de Maria. Uma das espadas simboliza a escassez das vocações; outra espada representa os pecados mortais dos religiosos e a última simboliza o sofrimento sentido pelos sacerdotes e monges que cometeram a mesma traição de Judas. Por outro lado, as rosas representam os três pedidos de nossa senhora, sendo eles: o espírito de oração, representado pela rosa branca; o espírito de expiação e sacrifício, simbolizado pela rosa vermelha e o espírito de penitência, simbolizado pela rosa dourada.”: https://cruzterrasanta.com.br/historia-de-nossa-senhora-da-rosa-mistica/495/102/

 

– Ver também “… Desejo também que o dia 31 de cada mês seja consagrado como dia mariano e os doze dias precedentes sirvam de preparação com orações especiais, e o dia 13 de julho de cada ano seja dedicado à “Rosa Mística”.
A Virgem explicou também o significado das espadas e das três rosas:
A primeira espada: representa a escassez das vocações.
A segunda espada: representava os pecados mortais dos sacerdotes, monges e monjas. 
A terceira espada era por causa dos sacerdotes e monges que cometem a mesma traição de Judas.
A Rosa branca: o espírito de oração.
A Rosa Vermelha: o espírito de expiação e sacrifício.
A Rosa dourada: o espírito de penitência.”: http://arquisp.org.br/liturgia/santo-do-dia/nossa-senhora-da-rosa-mistica

SANTAS E SANTOS DE 13 DE JULHO

1. Santo Hen­rique (também na Folhinha do Coração de Jesus de 13 de julho, Santo Henrique II), im­pe­rador dos Ro­manos, que, jun­ta­mente com sua es­posa, Santa Cu­ne­gundes, se em­pe­nhou na re­no­vação da vida da Igreja e na pro­pa­gação da fé cristã em toda a Eu­ropa; ani­mado por di­li­gente zelo mis­si­o­nário, ins­ti­tuiu muitas sedes epis­co­pais e fundou mos­teiros. Morreu neste dia em Grone, pró­ximo de Göttingen, na Fran­cónia, na ac­tual Alemanha. († 1024).

– Conforme o Martirológio Romano Monástico, em Bamberg, na Baviera, no ano graça de 1024, o nascimento no céu de Santo Henrique II, imperador. Grande admirador de Cluny e da literatura romana, ofereceu dotes a igrejas e mosteiros pobres, e ajudou nas reformas monásticas de Gorze e de São Maximino de Treves. Santo Henrique é o padroeiro celeste dos oblatos beneditinos. (R).  

– Ver páginas 38-50: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2013.pdf

– OBSERVAÇÃO: Em Bamberg, a morte de Santo Henrique I, imperador dos romanos e confessor: com Santa Cunegunda, sua esposa, guardou a castidade perpétua. A Santo Estêvão, rei da Hungria, fez com que abraçasse, com quase todo o reino, a fé católica. Celebra-se-lhe a festa a 15 deste mês. Ver página 466: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2012.pdf

– Ver também “Henrique II (Bad Abbach6 de maio de 973 – Gotinga13 de julho de 1024), também chamado de Santo Henrique, foi o Imperador Romano-Germânico de 1014 até sua morte e o último monarca da dinastia otoniana. Ele tornou-se Duque da Baviera em 995 depois da morte de seu pai, foi eleito Rei da Germânia em 1002 depois da morte repentina de seu primo Otão III e mais tarde eleito Rei da Itália em 1004. Era filho de Henrique II, Duque da Baviera, e Gisela da Borgonha… Faleceu em Bamberga, atual Alemanha, aos 13 de junho de 1024. Segundo se conta, ele e sua esposa fizeram votos de castidade e por isto não deixaram filhos.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Henrique_II_do_Sacro_Imp%C3%A9rio_Romano-Germ%C3%A2nico

– Ver ainda “…Ele e sua esposa, St. Cunegundes, viviam em castidade perpétua, à qual se comprometeram por voto. O Santo fez numerosas fundações piedosas, deu liberalmente a instituições piedosas e construiu a Catedral de Bamberg. Sua morte sagrada ocorreu no castelo de Grone, perto de Halberstad, em 1024. Ele é o santo padroeiro dos sem filhos, dos duques, dos deficientes e rejeitados pela ordem religiosa…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJuly13.html

– Ver também dia 15 de julho (nº 25).

2.   Co­me­mo­ração de Santo Es­dras, sa­cer­dote e es­criba, que, no tempo de Ar­ta­xerxes, rei dos Persas, re­gres­sando da Ba­bi­lónia para a Ju­deia, con­gregou o povo dis­perso e se em­pe­nhou com grande di­li­gência para que a lei do Se­nhor fosse in­ves­ti­gada, posta em prá­tica e en­si­nada em Israel.

Ver páginas 418-436: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2012.pdf

– Ver Santo Esdras, sacerdote do Antigo Testamento, século V a.C

“… Os livros 15 e 16 da Bíblia têm direito a ele, os dois livros são apresentados com os personagens de uma única obra, talvez do mesmo autor, publicada no século III. BC Esdras de linhagem sacerdotal, é apresentado como um “escriba especialista na lei de Moisés”. Nos primeiros capítulos do Livro de Esdras é relatado o famoso edito de Ciro (538 aC) que permitiu que os judeus pudessem retornar à sua terra natal, após o exílio e reconstruir o templo de Jerusalém, destruído pelos babilônios em 586 aC. cena Esdras, sacerdote, inspetor religioso enviado pelo rei da Pérsia, que veio a Jerusalém para revigorar a fé de Israel, que havia enfraquecido naqueles últimos anos. Ele e o governador Neemias, que se juntou a ele em 445 aC, eles tentaram trazer o povo de Jerusalém e da Palestina de volta ao mais rigoroso respeito pela lei de Deus e dos Padres. Esdras evitou firmemente qualquer ruptura da pureza religiosa. (Futuro)

… Os livros 15 e 16 da Bíblia têm direito a ele, na verdade o 16 têm o título de Neemias, mas os dois livros são apresentados com os personagens de uma única obra, na continuação das Crônicas; talvez do mesmo autor, publicado no século III. BC
Esdras de linhagem sacerdotal, como evidenciado pela longa genealogia que o apresenta, e começando no capítulo 7 do 1º livro e continuando no de Neemias; ele é apresentado como um “escriba especialista na lei de Moisés”.
Deve ser especificado que a função dos escribas foi de grande importância na história de Israel; foram inicialmente empregados como secretários, na administração régia dos últimos dias da monarquia e sobretudo após o exílio, especializaram-se na transcrição e explicação da Lei, tornando-se seus intérpretes oficiais.
Nos primeiros capítulos do Livro de Esdras é relatado o famoso edito de Ciro (538 aC) que permitiu que os judeus pudessem retornar à sua terra natal, após o exílio e reconstruir o templo em Jerusalém, destruído pelos babilônios em 586 aC
. a mil dificuldades internas e à hostilidade da população local; sua conclusão terminou em 515 aC e foi chamado de “segundo Templo”.
Várias décadas depois entra em cena Esdras, um sacerdote, um inspetor religioso enviado pelo rei da Pérsia, que veio a Jerusalém para revigorar a fé de Israel, que havia enfraquecido naqueles últimos anos.
A sua intervenção é variada no tempo, pois se o rei da Pérsia foi Artaxerxes I (465-424 aC) ou Artaxerxes II (404-358 aC), as datas são diferentes, no entanto tradicionalmente pensa-se que é Artaxerxes I datando sua chegada à Palestina em 458 aC
Ele e o governador Neemias, que se juntou a ele em 445 aC, procuraram restaurar o povo de Jerusalém e da Palestina ao mais rigoroso respeito pela lei de Deus e dos Pais. Esdras impediu com muita firmeza qualquer ruptura da pureza religiosa, introduziu uma reforma rigorosa dos casamentos mistos.
Isso porque os judeus daquele período haviam entrado em contato e convivência com outras populações deportadas para a Palestina pelo Império Babilônico para colonizá-la; isso levou a muitos casamentos entre os judeus e essas outras populações, em muitos casos também abraçando sua religião.
Também vários sacerdotes, também não deportados pelos babilônios e, portanto, permaneceram na Palestina, como parte dos judeus, casaram-se com mulheres estrangeiras, tornando-se impuros a si mesmos e a seus descendentes, conforme a lei divina professada pelos judeus.
Para que esses sacerdotes pudessem voltar a celebrar no Templo reconstruído, Esdras fez com que as esposas pagãs fossem repudiadas, bem como todas as famílias, incluindo o povo, que tinham esposas e mães estrangeiras dentro delas; para dar origem a uma nação sagrada, governada apenas pela lei divina, fechada e compactada dentro dela.
Toda a sociedade, cultura e tradição judaicas foram novamente estabelecidas de acordo com as leis da Aliança; o valor mais importante para os judeus tornou-se então o compromisso de respeitar a lei do Senhor.
A sinagoga, já utilizada na época da permanência na Babilônia, também foi introduzida em Israel e se tornou o local onde durante a semana se estudavam as Escrituras, os textos sagrados e as leis de Deus; onde havia uma escolinha e as assembleias mais importantes da Comunidade; em particular no sábado, quando os judeus se reuniam, liam os textos sagrados, comentavam, cantavam e oravam a Deus,
a “igreja” do “santo remanescente” de Israel, sobre a qual estavam fixadas as mais róseas previsões dos profetas.
E é nessa época que nasce o chamado judaísmo, iniciado, editado e sustentado por Esdras, com a decisiva contribuição do político Neemias.

Autor: Antonio Borelli…”: http://santiebeati.it/dettaglio/91906

3.   Co­me­mo­ração de São Silas, que, des­ti­nado pelos Após­tolos, jun­ta­mente com os santos Paulo e Bar­nabé, à Igreja dos gen­tios, cheio da graça de Deus, exerceu in­can­sa­vel­mente o mi­nis­tério da pre­gação do Evangelho.

Ver páginas 446-456: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2012.pdf

4.   Em Ale­xan­dria, no Egipto, São Se­ra­pião, mártir, que, no tempo do im­pe­rador Se­vero e do pre­feito Áquila, foi quei­mado vivo e assim al­cançou a coroa do martírio. († c. 212).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Alexandria, no começo do séc. III, São Serapião, mártir. “Interrogado sobre sua religião, respondeu com voz livre e clara que era cristão” (do Sinaxário grego). (M)

5.   Em Quios, ilha da Grécia, no Mar Egeu, Santa Mi­rope, mártir. († s. III/IV).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na mesma época, na ilha de Quio, no mar Egeu, o martírio de Santa Miropa. (M)

– Ver “… 251 – Santa Mirope Mártir da ilha de Chios, na Grécia, ela recuperou o corpo de Santo Isidoro após seu martírio.
Ela e um soldado romano, Amiano, foram presos por recuperar os restos mortais santificados. Myrope foi açoitada e morreu na prisão. Amiano também foi martirizado.”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJuly13.html

6.   Em Fi­lo­mélio, na Frígia, na ho­di­erna Tur­quia, os santos már­tires Ale­xandre e trinta sol­dados, que, se­gundo a tra­dição, so­freram o mar­tírio no tempo de Magno, pre­feito de An­ti­o­quia da Pisídia. († s. IV)

– Ver Mártires de Filomélio: https://catholicsaints.info/martyrs-of-philomelio/

7.   Em Albi, na Aqui­tânia, ac­tu­al­mente na França, o pas­sa­mento de Santo Eu­génio, bispo de Car­tago, glo­rioso pela sua fé e sua vir­tude, que so­freu o exílio du­rante a per­se­guição dos Vândalos. († 501).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 505, Santo Eugênio, bispo de Cartago. Por não ceder às exigências dos hereges do rei vândalo, foi exilado para o Languedoc, onde morreu como confessor da fé. (M).

– Ver “Santo Eugênio, Bispo de Cartago e seus companheiros, mártires e confessores, na perseguição dos vândalos…”, às páginas 392-417: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2012.pdf

– Ver “…505 – ST EUGENIUS, BISPO DE CARTHAGE … Quando os outros o lembraram de que ele deveria reservar algo para suas próprias necessidades, sua resposta foi: “Se o bom pastor deve dar a sua vida pelas suas ovelhas, será que me é desculpável preocupar-me com as necessidades passageiras do meu corpo?” …Ele morreu no exílio em 505 em um mosteiro perto de Albi.”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJuly13.html

8.   Na Bre­tanha Menor, também na ac­tual França, São Tu­riavo, abade do mos­teiro de Dol e bispo. († s. VII/VIII).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Bretanha, São Turião, abade, que foi sagrado bispo da Igreja de Dol, no séc. VI ou VII. (M)

9*.   Em Gé­nova, na Li­gúria, re­gião da Itália, o Beato Jaime (Giacomo) de Vorágine, bispo, da Ordem dos Pre­ga­dores, que, para pro­mover a vida cristã no povo, propôs nos seus es­critos muitos exem­plos de virtude. († 1298)

– Ver “…1298 – BD JAMES OF VORAGINE, ARCHBISHOP OF GENOA; autor de Legenda Sanctorum , agora conhecido em todos os lugares como Legenda Aurea , “A Lenda Dourada”…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJuly13.html

10*.   Em Norwich, na In­gla­terra, o Beato Tomás Tunstal, pres­bí­tero da Ordem de São Bento e mártir, que, no rei­nado de Jaime I, por ter en­trado na In­gla­terra como sa­cer­dote, foi con­de­nado à morte e sus­penso no patíbulo. († 1616)

11*.   Num sór­dido barco-prisão an­co­rado ao largo de Ro­che­fort, na França, os be­atos Luís (Ludovico) Ar­mando José Adam, da Ordem dos Frades Me­nores Con­ven­tuais, e Bar­to­lomeu Jar­rige de la Mo­rélie de Biars, pres­bí­teros e már­tires, que, na per­se­guição de­sen­ca­deada contra a Igreja, foram con­de­nados, como sa­cer­dotes ca­tó­licos, à prisão na ga­lera, onde mor­reram atin­gidos pelo con­tágio da en­fer­mi­dade, ví­timas da sua ca­ri­dade para com os com­pa­nheiros de cativeiro. († 1794)

12*.   Em Orange, na Pro­vença, re­gião da França, as be­atas Ma­da­lena da Mãe de Deus (Isabel Verchière) e cinco com­pa­nheiras, vir­gens e már­tires na mesma revolução. São estes os seus nomes: Maria da Anun­ci­ação (Te­resa Hen­ri­quina Faurie), Santo Aleixo (Ana An­dreia Mi­nutte), São Fran­cisco (Maria Ana Lam­bert), Santa Fran­cisca (Maria Ana De­peyre) e São Ger­vásio (Maria Anas­tásia de Roquart). († 1794)

13.   Em Chau Doc, ci­dade da Co­chin­china, ac­tu­al­mente no Vi­etnam, São Ma­nuel Lê Van Phung, mártir, pai de fa­mília que, em­bora de­tido no cár­cere, não cessou de exortar os fi­lhos e fa­mi­li­ares à ca­ri­dade para com os per­se­gui­dores e, fi­nal­mente, foi de­ca­pi­tado por ordem do im­pe­rador Tu Duc. († 1859)

14.   Em Bú­drio, na Fla­mínia, hoje na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, Santa Clélia Barbiéri, virgem, que se de­dicou à for­mação es­pi­ri­tual da ju­ven­tude fe­mi­nina e fundou a Con­gre­gação das Mí­nimas de Nossa Se­nhora das Dores, con­sa­grada prin­ci­pal­mente à for­mação hu­mana e cristã das me­ninas po­bres e indigentes. († 1870)

15*.   Em Ga­le­azza Pé­poli, perto de Bo­lonha, também na Itália, o Beato Fer­nando Maria Bacciliéri, pres­bí­tero, que as­sistiu com grande di­li­gência o povo que lhe foi con­fiado e fundou a Con­gre­gação das Servas de Maria, para ajudar as fa­mí­lias po­bres e es­pe­ci­al­mente para a for­mação da ju­ven­tude feminina. († 1893)

16.   Em Lang­ziqiao, pró­ximo de Hengshui, no Hebei, pro­víncia da China, São Paulo Liu Jinde, mártir, homem de avan­çada idade, que, du­rante a per­se­guição de­sen­ca­deada pelos “Yihe­tuan”, sendo o único cristão que per­ma­neceu na­quela po­vo­ação, foi ao en­contro dos per­se­gui­dores com o ro­sário e o livro de ora­ções na mão e os saudou de modo cristão, pelo que foi ime­di­a­ta­mente assassinado. († 1900)

17.   Em Nan­gong, ci­dade do Hebei, também pro­víncia da China, São José Wang Guiji, mártir, que, du­rante a mesma per­se­guição dos “Yihe­tuan”, re­jei­tando a ten­tação de salvar a vida com uma pe­quena men­tira que lhe su­ge­riam, pre­feriu a morte glo­riosa por Cristo. († 1900)

18. Na cidade de Angostura em Colômbia, Beato Mariano Jesus Euse Hoyos, sacerdote, que era famoso pela simplicidade e a integridade da vida e dedicou-se à oração, estudos e formação cristã das crianças.

19♦.   Em Ni­e­mowicze, perto de Grodno, na Po­lónia, hoje na Bi­e­lor­rúsia, a Beata Ma­riana Biernacka, viúva e mártir. († 1943)

– Ver “… Marianna Biernacka , nascida Czokało (1888 – 13 de julho de 1943) foi uma cidadã católica romana da Polônia e vítima da Alemanha nazista na Segunda Guerra Mundial . Ela é um dos 108 mártires beatificados da Segunda Guerra Mundial , um grupo também conhecido como os 108 Mártires Poloneses Beatos ( polonês : 108 błogosławionych męczenników )…”: https://en.wikipedia.org/wiki/Marianna_Biernacka

– Ver 108 MÁRTIRES DA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL: https://web.archive.org/web/20100924175605/http://www.catholicforum.com/saints/martyr08.htm

– Ver 12 DE JUNHO: 108 MÁRTIRES…: https://catholicsaints.info/108-martyrs-of-world-war-ii/   

20*.   Em São João de Porto Rico, o Beato Carlos Ma­nuel Ro­drí­guez Santiago, que se de­dicou in­ten­sa­mente à re­forma da sa­grada li­turgia e à di­fusão da fé entre os jovens. († 1963)

– Ver Beato Carlos Manoel Cecilio Rodrígues Santiago

Memorial

Perfil

Segundo de cinco filhos de Manuel Baudilio Rodríguez e Herminia Santiago; a família deles era uma família piedosa, pois uma de suas irmãs é uma freira carmelita , um irmão um monge beneditino , o primeiro porto-riquenho a ser abade . Quando Carlos tinha seis anos, a loja e a casa da família foram incendiadas, e os Rodriguezes foram morar com a família de sua mãe . Carlos passou um tempo com sua devota avó materna Alexjandrina Esteras, que foi uma influência significativa para ele. Aos 9 anos, Carlos lutou com um cachorro raivoso que arrebatou seu primo de 1 ano; Carlos foi gravemente ferido na luta, mordeu seu primo sobreviveu para viver uma longa vida. Carlos sofria de colite ulcerativa desde os 13 anos, o que interrompeu uma brilhante carreira acadêmica; ele completou o ensino médio , mas foram vários anos antes que ele pudesse passar para a faculdade .

Carlos nunca perdeu a chance de servir como coroinha . Ele trabalhou como escriturário até 1946 , e tentou frequentar a Universidade de Porto Rico , mas sua saúde o impediu. Depois de receber algumas lições, aprendeu sozinho a tocar piano e órgão e adorava passar dias caminhando no campo.

Trabalhou como escriturário em Caguas, Porto Rico , e na Estação Experimental de Agricultura da Universidade de Porto Rico . Parte de seus trabalhos foi como tradutor , convertendo documentos do inglês para o espanhol. Ele então usou suas habilidades de tradução para escrever , e com seu modesto salário para publicar, as revistas Liturgia e Cultura Cristã . Com a ajuda do Padre McWilliams, fundou um Círculo de Liturgia em Caguas. Com o Padre McGlone, organizou o coro Te Deum Laudamus .

O principal trabalho apostólico de Carlos foi no Centro Universitário Católico, Rio Piedras, Porto Rico , onde evangelizou alunos e professores . Ele organizou outro Círculo de Liturgia ( Círculo de Cultura Christiana : Círculo de Cultura Cristã ), e publicou Dias de Vida Cristã para ajudar os estudantes universitários a aproveitar os tempos litúrgicos. Membro da Brotherhood of Christian Doctrine , Holy Name Society e Knights of Columbus , ele ensinou catecismo a estudantes do ensino médio. , incentivou a renovação litúrgica entre clérigos e leigos , e trabalhou pela participação ativa dos leigos , o uso da língua vernácula e a devoção à Vigília Pascal – tudo anterior ao Vaticano II.

Com o passar dos anos, sua saúde piorou ainda mais. Ele sofria de câncer retal e da miséria da cirurgia agressiva em 1963 . Em um momento desta miséria sentiu-se abandonado por Deus , mas logo redescobriu sua  e entusiasmo, e foi um exemplo para todos de alegria em meio ao sofrimento.

Nascer

Morreu

Venerável

Beatificado

informação adicional

Leituras

Precisamos de católicos atentos ao momento presente… católicos modernos que saibam alimentar-se no passado, mas cujos olhos estejam fixos no futuro. – Beato Carlos

Citação MLA

21. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. VII, antes da nossa era, o Profeta Joel (também na Folhinha do Coração de Jesus), que anunciou “o dia do Senhor”, realizado em Pentecostes pela efusão do Espírito Santo (M).

– Ver páginas 437-445: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2012.pdf

21. Santa Angelina de Marsciano, na Folhinha do Coração de Jesus de 13 de julho. Ver dia 14 de julho no Martirológio Italiano e neste blog.

22. Santo Estêvão, confessor. Ver páginas 457-458: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2012.pdf

– Ver “… 794 – Santo Estêvão Sabbaites, sobrinho de São João Damasceno, entrou em Lavra de São Sava aos 10 anos; passou sua vida lá; recebeu dons de maravilhas e clarividência; curou os enfermos, expulsou demônios…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJuly13.html

23. Santa Sara, virgem. Ver páginas 459-460: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2012.pdf

– Ver Santa Sarra, eremita no Egito. “… Ela havia se retirado para o deserto do Egito. Lá ela conheceu muitas tentações, mas as dominou pelo mais rigoroso ascetismo. Conhecemos alguns apotegmas dela: “Pus o pé para subir a escada e coloco a morte diante dos olhos antes de subir”.
Ela permaneceu sessenta anos perto do Nilo e diz-se que ela nunca olhou para ele…: https://nominis.cef.fr/contenus/saint/10119/Sainte-Sarra.html

24. Santa Golindouch, mártir. Ver páginas 461-465: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2012.pdf

25. Santa Mildreda. Ver “Mildreda (em inglês antigoMildþrȳð; em inglêsMildrithMildthrythMildryth694 – Minster-in-Thanet, c. 716/733) foi uma abadessa anglo-saxã. Mildreda era a filha do rei Merevaldo de Magonsaete, um sub reino de Mércia, e de Santa Eormemburga,[1] filha do rei Etelberto de Kent e, como tal, personagem das lendas reais de Kent.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Mildreda

26. Santa Teresa de Jesus dos Andes (Santa Teresa dos Andes). Padroeira dos jovens das América Latina. Ver “… Santa Teresa de Jesus dos Andes (Santiago do Chile13 de julho de 1900 — 12 de abril de 1920) foi uma monja carmelita chilena.Foi beatificada pelo Papa João Paulo II, no dia 3 de abril de 1987, em Santiago do Chile. Foi canonizada pelo mesmo Papa João Paulo II, na Basílica de São Pedro, no dia 21 de março de 1993, e por ele proposta como um modelo para a juventude. É a primeira flor de santidade da nação chilena e do Carmelo da América Latina.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Teresa_dos_Andes

– Ver também “… Santa Teresa dos Andes é um filme de 1989 com duração de 400 minutos, dividida em cinco partes distribuídas em 3 DVDs. Traz a emocionante história de Juanita Fernández, que aos dezoito anos entrou para a vida religiosa no Carmelo de Los Andes, no Chile, onde recebeu o nome de Teresa de Jesus. Jovem de saúde frágil, nada realizou de extraordinário. Em sua breve existência, conseguiu superar as dificuldades que a vida religiosa, no Carmelo, lhe apresentou. Após onze meses de uma vida de intensa oração e trabalho morreu de tifo, com apenas vinte anos de idade. Teresa de Jesus foi proclamada santa pelo papa João Paulo II no dia 21 de março de 1993…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Teresa_de_los_Andes

– Ver ainda “…1920 Santa Teresa de los Andes Mística Carmelita Descalça; primeira chilena a ser beatificada ou canonizada; modelo para os jovens
Foi batizada Juanita Fernandez Solar, nascida em Santiago, Chile, em 13 de julho de 1900. Devotada a Cristo desde muito jovem, ela ingressou no mosteiro carmelita descalço de Los Andes. em 7 de maio de 1919. Lá ela recebeu o nome religioso de Teresa de Jesus. Ela faleceu em 12 de abril do ano seguinte, tendo feito a profissão religiosa como carmelita. Modelo para os jovens, Teresa foi beatificada em 1987 em Santiago, Chile, e canonizada pelo Papa João Paulo II em 21 de março de 1993.”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJuly13.html

– Ver “… Mas estavam por vir as grandes provações espirituais que uma vítima expiatória costuma receber. Quis Deus que ela, como outros santos, sofresse a terrível sensação de ter sido não só abandonada, mas condenada por Ele. Assim, ardendo em febre, fazia esforços para retirar seu escapulário e afastar os objetos de piedade que a rodeavam. Num tom de voz acabrunhador, exclamou: “Nunca pensei que a Santíssima Virgem fosse me abandonar!”. Depois de certo tempo de luta terrí­vel, foi-se acalmando aos poucos, até que num momento disse sorrindo, como se tivesse uma visão: “Meu esposo!” … Morreu suavemente três dias depois, em 12 de abril de 1920.”: https://www.arautos.org/secoes/artigos/especiais/santa-teresa-de-los-andes-carmelita-e-vitima-expiatoria-2-183391

– Ver ainda “…Na homilia de canonização de Santa Teresa, João Paulo II assinalou ainda que, “a uma sociedade secularizada, que vive de costas para Deus, esta carmelita chilena, que viveu com alegria apresentada como modelo da perene juventude do Evangelho, oferece o testemunho límpido de uma existência que proclama aos homens e mulheres de hoje que no amar, adorar e servir a Deus estão a grandeza e a alegria, a liberdade e a realização plena da criatura humana”.

O Pontífice ressaltou que a vida de Santa Teresa “grita suavemente a partir do claustro: ‘só Deus basta!’” e este é um grito “especialmente aos jovens, famintos de verdade e em busca de uma luz que dê sentido a suas vidas”.

“A uma juventude solicitada pelas contínuas mensagens e estímulos de uma cultura erotizada e uma sociedade que confunde amor genuíno, que é doação, com o uso hedonista do outro, esta jovem virgem dos Andes proclama hoje a beleza e bem-aventurança que emana corações puros”, acrescentou.”: https://osaopaulo.org.br/mundo/hoje-e-celebrada-santa-teresa-dos-andes-padroeira-dos-jovens-da-america-latina/

– Ver ainda “… Ao fazer sua primeira comunhão, recebeu de Deus a graça mística das locuções interiores, que a partir de então a apoiaram durante toda a sua vida. Deus assumiu suas inclinações naturais, transformando-as daquele dia em amizade e uma vida de oração…

… Depois de muitas provações interiores e indescritível sofrimento físico causado por um violento ataque de tifo que interrompeu sua vida, ela passou deste mundo para seu Pai celestial na noite de 12 de abril de 1920. Ela recebeu os últimos sacramentos com o maior fervor e em 7 de abril, por causa do perigo da morte, ela fez sua profissão religiosa. Faltava três meses para o seu 20º aniversário, e ainda tinha 6 meses para completar seu noviciado canônico e para ser legalmente capaz de fazer sua profissão religiosa. Ela morreu como noviça carmelita descalça…

…Quatro anos depois, ela recebeu uma revelação interior que moldou a direção de sua vida. Jesus disse a ela que ela seria uma carmelita e que a santidade deve ser seu objetivo. Com a graça abundante de Deus e a generosidade de uma jovem apaixonada, entregou-se à oração, à aquisição de virtude e à prática de uma vida de acordo com o Evangelho. Tal foi o seu esforço que, em poucos anos, alcançou um alto grau de união com Deus.

SANTA TERESA DE JESUS ​​DE LOS ANDES é a primeira chilena a ser declarada santa. Ela é a primeira Freira Carmelita Descalça a se tornar uma santa fora dos limites da Europa e a quarta Santa Teresa de Carmelo juntamente com a Santa Teresa de Ávila, de Florença e de Lisieux…”: https://otcarmo.org/santa-teresa-de-jesus-dos-andes-virgem-memoria/

27. VER SANTAS E SANTOS DE 13 DE JULHO (ALGUNS DESTACADOS ACIMA):

 <- OntemCalendárioAmanhã ->
Henrique II (Memorial Opcional) Nossa Senhora da Graça de Valsorda Nossa Senhora do Socorro — Arno de Würzburg Barthélemy Jarrige de la Morelie de Biars Berthold de Scheide Carlos Manuel Cecílio Rodríguez Santiago Clélia Barbieri Dogfan Emanuele Lê Van Phung Esdras, o Profeta Eugênio de Cartago Fernando Maria Baccileri Giustina de Arzano Iosephus Wang Kuiju Tiago de Voragine Jean da França Louis-Armand-Joseph Adam Mariano de Jesus Euse Hoyos Mildred de Thanet Murita de Cartago Myrope Paulus Liu Jinde Salutaris de Cartago Sara do Egito Serapião de AlexandriaSerapião da Macedônia Silvano de Jerusalém Thomas Tunstal Turiaf — Mártires de Alexandria – 10 santos Mártires de Chipre – 300 santos Mártires de Filomelio – 31 santos Mártires de Orange (Ver dia 09 de julho: https://catholicsaints.info/martyrs-of-orange/) Anne-Andrée Minutte Élisabeth Verchière Marie-Anastasie de Roquard Marie-Anne Depeyre Marie-Anne Lambert Thérèse-Henriette Faurie — Britta de Balagny Cruimther Fionntain de Cill-Airthir Ernin de Inis-Caoin Ernesto de Neresheim Fintan de Killerr Francisco da Casale Golindouch Maura de Balagny Senhor do Curdistão Estêvão, o Hinógrafo
todos esses memoriais em uma única página

28. Outros santos do dia 13 de JULHO, páginas 392-466:

http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2012.pdf – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 13 de julho, ver ainda: 13 de julho – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

EFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Na internet, foram consultadas no dia de hoje):

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 539-542: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp- content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. https://idoc.pub/queue/martirologio-romanopdf-2nv8gx23j9lk
  4. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  5. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  6. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  7. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  8. The Book of Saints – A Comprehensive Biographical Dictionary – Dom Basil Watkins, OSB on behalf of the Benedictine monks of St Augustine’s Abbey, Ramsgate Eighth Edition Entirely revised and reset – T&T Clark; 8ª edição (19 novembro 2015)
  9. https://www.eltestigofiel.org/index.php
  10. https://catholicsaints.info/13-july/
  11. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJuly13.html#                                 

  (sites que mostram os santos do dia, em inglês: Tradução Google) 

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* SENHOR, NOSSO DEUS E PAI AMADO, OBRIGADO POR TUDO O QUE O SENHOR NOS TEM DADO E PERMITIDO VIVER!

QUERIDA MÃE VIRGEM MARIA, SOCORRA-NOS, PROTEJA-NOS!

SÃO JOSÉ, SANTAS/OS E ANJOS, INTERCEDAM POR NÓS! OBRIGADO TODOS! BENDITO SEJA DEUS PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO!   AMÉM!

================

* PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PARA E PELO SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS, AMADO PAI, CORAGEM DE LUTAR COM ENTUSIASMO E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES SEDUTORAS, DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO  DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS A DOCILIDADE DAS OVELHAS! SOBRETUDO, DÊ-NOS A GRAÇA! PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

================

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA, ESCREVA-NOS:

barpuri@uol.com.br

================

  • SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

================

* “O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

================

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu só lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

================

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

================

  • “Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível”.

================

* 07 de janeiro ou 09 de abril – Beata Lindalva Justo de Oliveira: Toda santidade passa pelo crisol (lugar ou circunstância apropriada a evidenciar as melhores qualidades de algo ou alguém) do sofrimento

(referente à Beata Lindalva de Oliveira, conforme http://www.santosdobrasil.org.br/?system=news&eid=294)

================

* 17 de janeiro: Santo Antão ou Antônio

Oração: “Santo Antônio, você falou da importância de perseverar em nossa fé e nossa prática. Ajude-nos a acordar a cada dia com um novo zelo pela vida cristã e um desejo de enfrentar o próximo desafio em vez de apenas ficar parado. Amém!”

================

* 19 de janeiro, São Macário. “… A oração não requer muitas palavras. sobre você, você só precisa dizer: “SENHOR, TEM MISERICÓRDIA!” O Senhor sabe o que é útil para nós e nos concede misericórdia.”… “Se você deseja ser salvo, seja como um morto. Não fique com raiva quando insultado (e provocado), nem orgulhoso quando elogiado.” E ainda: “Se a calúnia (e a provocação) é como o louvor para você, a pobreza como a riqueza, a insuficiência como a abundância, então você não perecerá.“…

================

  • 04 de fevereiro, SANTO ANDRÉ CORSINI: “Ele trabalhou arduamente para subugar suas paixões por meio de humilhações extremas, obediência até mesmo à última pessoa na casa, pelo silêncio e oração (HUMILHAR-SE, OBEDECER, SILENCIAR, REZAR)”.

================

* 10 de fevereiro, SÃO JOSÉ SÁNCHEZ DEL RIO “Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio).

Ver: https://catholicsaints.info/saint-jose-sanchez-del-rio/

================

* 14 de fevereiro, SÃO JOÃO BATISTA DA CONCEIÇÃO GARCIA Ó meu

Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de

São João Batista da Conceição Garcia).

Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

================

* 14 de março, Albert Einstein: Deus Todo-Poderoso não joga dadosDiante de Deus somos todos igualmente sábios – igualmente tolos!

================

  • 15 de março: São Clemente-Maria Hoffbauer: “Ó Meu Redentor, chegará aquele terrível momento em que restarão poucos cristãos inspirados pelo espírito de fé, aquele momento em que Sua indignação será provocada e Sua proteção será tirada de nós? Nossos vícios e nossas vidas más moveram irrevogavelmente Sua justiça a se vingar, talvez neste mesmo dia, de Seus filhos para não deixar que a luz da fé se apague nas almas? “Lembre das antigas misericórdias, volta os olhos compassivos para a vinha plantada com a sua destra, regada pelas lágrimas dos Apóstolos, pelo sangue precioso de inúmeros mártires, e fecundada pelas orações de tantos confessores e virgens inocentes.

“Ó divino Mediador, olhe para aquelas almas zelosas que elevam seus corações ao Senhor e oram sem cessar pela manutenção desse seu dom mais precioso, a Verdadeira Fé. Mantenha-nos seguros na verdadeira fé católica e romana. Preserve-nos em sua santa fé, pois se formos ricos com este dom precioso, suportaremos com prazer todas as tristezas e nada poderá mudar nossa felicidade. Sem este grande tesouro da fé, nossa       infelicidade seria indizível e sem limites.

“Ó Bom Jesus, Autor da nossa fé, conservai-a pura em nós; guardai-nos na barca de Pedro, fiel e obediente ao seu sucessor, e Vosso vigário aqui na terra, para que se mantenha a unidade da santa Igreja, a santidade promovida, a Santa Sé protegida em liberdade e a Igreja universal estendida em benefício das almas.

“Ó Jesus, Autor da nossa fé, humilha e converte os inimigos da Sua Igreja; conceda verdadeira paz e concórdia a todos os reis e príncipes cristãos e a todos os crentes; fortalece-nos e preserva-nos no Seu santo serviço até ao fim, para que vivamos com o Senhor e morramos no Senhor. “Ó Jesus, Autor de nossa fé, deixe-nos viver pelo Senhor e morrer pelo Senhor. Amém.”

================

  • 15 de março, SANTA LUÍSA DE MARILLAC “… SEDE DILIGENTES NO SERVIÇO AOS POBRES . . . AMEM OS POBRES, HONREM-NOS, MEUS FILHOS, COMO VOCÊS HONRARIAM O PRÓPRIO CRISTO”

================

  • 21 de março, SÃO NICOLAU DE FLUE: “Salve, ó Mãe de toda pureza, virgem imaculada, Mãe de toda misericórdia e Mãe de nosso Salvador; venho rogar-lhe que interceda por um pobre pecador junto ao Seu Divino Filho, para que me conceda Sua santa Graça. O inimigo implacavelmente me persegue e me ataca. Você uma vez esmagou a cabeça da serpente ao dar à luz nosso Salvador – ajude-me a superar suas artimanhas e enganos. Você é meu refúgio. Por que você me afastaria? …

Não, ó Virgem graciosa! Você virá em meu socorro e o inimigo será derrotado. Amém! “São Nicolau relatou que nunca invocou Maria em vão e que sempre sentiu visivelmente os efeitos de sua proteção.”

================

  • 21 de março, SÃO SERAPIÃO DE THMUIS A mente é purificada pelo conhecimento espiritual (ou pela santa meditação e oração), as paixões espirituais da alma pela caridade e os apetites irregulares pela abstinência e penitência… (regra resumida da perfeição cristã – que São Serapião repetia muitas vezes) … “Nossos corpos podem se tornar instrumentos do bem ou do mal, dependendo da disposição do coração; tanto os homens justos quanto os ímpios são frequentemente mudados para o outro tipo.” http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayMarch21.html#370_St._Serapion_th e_Scholastic_Bishop)

================

  • 05 de abril, SÃO VICENTE FERRER “Faça o que fizer, não pense em si mesmo, mas em Deus…

Você deseja estudar a seu favor? Deixe a devoção acompanhar todos os seus estudos, e estude menos para se tornar um sábio do que para se tornar um santo.

Consulte a Deus mais do que seus livros, e peça-Lhe, com humildade, que faça você entender o que lê.

O ESTUDO CANSA E ESGOTA A MENTE E O CORAÇÃO. VÁ DE VEZ EM QUANDO, PARA REFRESCÁ-LOS, AOS PÉS DE JESUS CRISTO SOB SUA CRUZ. REPOUSE ALI.

Alguns momentos de repouso em suas chagas sagradas dão novo vigor e novas luzes.

Aplique-se por orações curtas, mas fervorosas e jaculatórias. Nunca comece ou termine seu estudo, sem ser pela oração.

A ciência é um dom do Pai das luzes“.

================

* 06 de abril: São Zeferino Agostini

Fundou a Pia União das Irmãs Devotas de Santa Ângela Merici…

Dizia a elas: “Não se assustem com o trabalho ou o sofrimento, nem com o fruto escasso de seu trabalho. Lembrem-se de que Deus recompensa não pelos resultados, mas pelo esforço.” (L’Observattore Romano).

Ele sabia que sua primeira prioridade era desenvolver seu relacionamento com Deus por meio da oração pessoal, porque Deus era a fonte de sua alegria e poder para fazer o bem…

================

*12 de abril: São David Uribe

“Perdoo todos os meus inimigos e peço a Deus e a quem ofendi que me perdoe.” -da última vontade e testamento de Saint David

PAI AMADO, QUE ESTA SEJA A MINHA (NOSSA) VONTADE E MEU (NOSSO) TESTAMENTO! AMÉM!

===============

* 21 de maio, PADRE MANOEL E COROINHA ADÍLIO “…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio)

================

  • 20 de abril: Projeto de vida de SÃO CONRADO DE PARZHAM

“MEU PROJETO DE VIDA É PRINCIPALMENTE ESTE: amar e sofrer, sempre meditando, adorando e admirando o amor indizível de Deus por suas criaturas mais humildes.”

RESOLUÇÕES DE SÃO CONRADO DE PARZHAM:

  • Resolvo em primeiro lugar permanecer continuamente na presença de Deus e perguntar-me frequentemente se faria isto ou aquilo se meu confessor ou superior estivesse me observando e principalmente se Deus e meu anjo da guarda estivessem presentes.
  • Resolvo me perguntar, sempre que tenho que encontrar cruzes de sofrimento: “Conrad, por que você veio aqui?”
  • Resolvo evitar sair do convento, na medida do possível, a menos que seja por amor ao próximo, obediência, motivos de saúde, peregrinação piedosa ou outra boa causa.
  • Resolvo fomentar a caridade fraterna em mim e nos outros. Portanto, resolvo tomar cuidado para nunca dizer uma palavra

indelicada. Resolvo suportar pacientemente os defeitos e as fraquezas dos outros e, na medida do possível, escondê-los com o manto da caridade, a menos que seja obrigado a manifestá-los a alguém que possa corrigi-los.

  • Resolvo observar o silêncio conscientemente. Resolvo falar brevemente e assim evitar muitas armadilhas e ser mais capaz de conversar com Deus.
  • Quando à mesa, resolvo colocar-me na presença de Deus o máximo que puder, permanecer recolhido e deixar de lado meus pratos favoritos para praticar uma forma oculta de mortificação. Resolvo não comer entre as refeições, a menos que seja ordenado a fazê-lo sob obediência.
  • Resolvo atender ao primeiro toque da campainha, a menos que seja legitimamente impedido.
  • Resolvo evitar, na medida do possível, conversar com o sexo oposto, a menos que a obediência me imponha deveres que tornem necessário falar com mulheres. Nesse caso, resolvo ser muito reservado e manter a guarda dos olhos.
  • Resolvo cumprir as ordens pontualmente e ao pé da letra. Resolvo especialmente fazer todos os esforços para conquistar minha própria vontade em todas as coisas.
  • Resolvo me forçar a prestar muita atenção aos pequenos detalhes e, na medida do possível, evitar todas as imperfeições. Resolvo observar fielmente a santa regra e não me afastar dela um fio de cabelo, aconteça o que acontecer.
  • Resolvo cultivar uma profunda devoção à Bem-Aventurada Virgem Maria e me esforçar para imitar suas virtudes.

UMA COMUNHÃO ESPIRITUAL, À NOITE, DE SÃO CONRADO DE PARZHAM

“Vim para passar alguns momentos contigo, ó Jesus, e em espírito me prostro no pó diante do Teu Santo Tabernáculo para adorar-Te, meu Senhor e Deus, na mais profunda humildade. Mais uma vez, um dia chegou ao fim, querido Jesus, outro dia que me aproxima da sepultura e do meu amado lar celestial. Mais uma vez, ó Jesus, meu coração anseia por Ti, o verdadeiro Pão da Vida, que contém toda doçura e prazer. Ó meu Jesus, perdoa-me misericordiosamente pelas faltas e ingratidão deste dia, e vem a mim para refrescar o meu pobre coração que anseia por Ti. Como o coração anseia pelas águas, como a terra seca anseia pelo orvalho do céu, assim meu pobre coração anseia por Ti, Tu Fonte da Vida. Eu Te amo, ó Jesus, espero em Ti, Te amo, e por Ti lamento sinceramente todos os meus pecados. Que Tua paz e Tua bênção sejam minhas agora e sempre e por toda a eternidade. Um homem.”

================

  • 28 de abril, São Luís Maria Grignion de Montfort. Algumas máximas… “…Você é verdadeiramente abençoado se o mundo o persegue injustamente, opondo-se a seus desígnios, por melhores que sejam, julgando mal suas intenções, caluniando sua conduta, roubando injustamente sua reputação ou sua riqueza.

Cuida, então, minha filha (meu filho), de não reclamar a ninguém, a não ser a mim, dos maus-tratos que você está sendo tratado, e de buscar meios de se justificar quando, em particular, é só você que sofre com isso…

Pelo contrário, reza por aqueles que te trazem a felicidade da perseguição…

Agradeça-me por tratarem-no como fui tratado na terra, sendo um sinal de contradição…

Não desanime em suas boas intenções, por causa da contradição; é uma marca de vitória futura; uma boa obra que não está marcada com o sinal da cruz, não tem grande valor diante de mim e em breve será destruída”. Conforme: https://catholicsaints.info/saint-louis-marie-grignion-de-montfort/

================

  • 29 DE ABRIL: SANTA CATARINA DE SENA:

«Por misericórdia Vós lavastes-nos no Sangue e por misericórdia desejastes dialogar com as criaturas. Ó Louco de amor! Não vos foi suficiente encarnar, mas também quisestes morrer! …»

================

* 31 de maio: NOSSA SENHORA DO SAGRADO CORAÇÃO

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DO SAGRADO CORAÇÃO

Lembrai-vos, ó Nossa Senhora do Sagrado Coração, do poder inefável que vosso divino filho vos concedeu sobre seu Coração adorável.

Com a maior confiança em vossos merecimentos, vimos
implorar a vossa proteção.
Vós sois celeste Tesoureira do Coração de Jesus, daquele coração que é o
manancial inexaurível de todas as graças e que podeis abrir a vosso
bel prazer para fazer descer sobre os homens todos os tesouros de amor e
misericórdia, de luz e salvação que Ele encerra;

concedei-nos, vo-lo pedimos, os favores que suplicamos (fazer o pedido).
Sois nossa Mãe, ó Nossa Senhora do Sagrado Coração.

Acolhei benignamente as nossas preces e dignai-vos a deferi-las.

Amém!
Nossa Senhora do Sagrado Coração, rogai por nós!

(conf.https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_do_Sagrado_Cora%C3%A7%C3%A3o)

================

  • 31 de maio, São NICOLAS BARRÉ, citações:
  • ACONTEÇA O QUE ACONTECER, ESTEJA SEMPRE EM PAZ E CONFIE EM DEUS, ISSO SERÁ FEITO A VOCÊ DE ACORDO COM SUA FÉ, SUA ESPERANÇA E SUA CARIDADE E MUITO MAIS. » Carta 61 (OC p 538) – Máxima de conduta para as amantes número 21 obras completas p.128
  • “DEVEMOS NOS CONCENTRAR MAIS EM ESTABELECER O BEM AO INVÉS DE DESTRUIR O MAL. ESTABELECIDO O BEM, O MAL NÃO PODERÁ MAIS SUBSISTIR. » Máxima para a Direção das Almas 17 Obras Completas p.357
  • “QUANTO MAIS ESTAMOS UNIDOS A DEUS, MAIS RECEBEMOS FORÇA DE ESPÍRITO E INFLUÊNCIA, POIS ELE É SUA FONTE E

OCEANO”. – Carta 27 (OC p 457)

================

* 08 DE JUNHO (09 de junho): SANTO EFRÉM

As virtudes são formadas pela oração. A oração preserva a temperança. A oração suprime a raiva. A oração previne emoções de orgulho e inveja. A oração atrai para a alma o Espírito Santo e eleva o homem ao céu. – Santo Efrém

Lembrem-se de mim, vocês, herdeiros de Deus, irmãos de Cristo; suplicai fervorosamente ao Salvador por mim, para que eu seja liberto por meio de Cristo daquele que luta contra mim dia a dia. – Santo Efrém, O Medo no Fim da Vida

Vós, mártires vitoriosos , que suportastes com alegria os tormentos por amor de Deus e Salvador, vós que tendes ousadia de falar para com o próprio Senhor, vós santos, intercedei por nós, homens tímidos e pecadores, cheios de preguiça, para que a graça de Cristo venha sobre nós e ilumine os corações de todos nós para que possamos amá-lo. – Santo Efrém, de Comentário sobre Marcos

Senhor, derrama sobre nossas almas obscurecidas a luz brilhante de tua sabedoria para que possamos ser iluminados e servi-lo com pureza renovada. O nascer do sol marca a hora para os homens começarem sua labuta, mas em nossas almas, Senhor, prepare uma morada para o dia que nunca terminará. Através do nosso zelo incessante por você. Senhor, coloca sobre nós o sinal do teu dia que não é medido pelo sol. Em seu sacramento, todos os dias te abraçamos e te recebemos em nossos corpos; torna-nos dignos de experimentar a ressurreição pela qual esperamos. Ensina-nos a encontrar a nossa alegria a teu favor! Salvador, sua crucificação marcou o fim de sua vida mortal; ensina-nos a crucificar-nos e a abrir caminho para a nossa vida no Espírito. – de um sermão de Santo Efrém”

================

* 13 DE JUNHO: SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA

“…. António de Pádua, ou de Lisboa como é conhecido, definiu a oração «como uma relação de amor, que leva o homem ao diálogo o Senhor”, e descreveu quatro “atitudes” que devem caracterizá-la: “(1) abrir com confiança o nosso coração a Deus, (2) conversar afetuosamente com Ele, (3) apresentar-lhe as nossas necessidades, (4) dar-lhe louvor e gratidão…” Conforme:

http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune13.html#1231_St._Anthony_or_Antonio_Of_Padua_a

================

* 21 DE JUNHO: SÃO LUÍS GONZAGA

“Não há sinal mais evidente de que alguém é santo e do número dos eleitos, do que vê-lo levando uma vida boa e ao mesmo tempo vítima de desolação, sofrimento e provações”– São Luís Gonzaga

“Aquele que deseja amar a Deus não o ama verdadeiramente se não tiver um desejo ardente e constante de sofrer por Ele”– São Luís Gonzaga

“Ó Santa Maria! Minha mãe; em tua bendita confiança e custódia especial, e no seio de tua misericórdia, eu neste dia, e todos os dias, e na hora de minha morte, entrego minha alma e meu corpo. A ti entrego todas as minhas ansiedades e dores, minha vida e o fim de minha vida, para que por tua santíssima intercessão e por teus méritos, todas as minhas ações sejam dirigidas e governadas por tua vontade e a de teu Filho– São Luís Gonzaga

“Que o conforto e a graça do Espírito Santo sejam seus para sempre, honrada senhora. Sua carta me encontrou ainda nesta região dos mortos, mas agora devo me levantar para finalmente fazer meu caminho para o céu e louvar a Deus para sempre na terra dos vivos; na verdade, eu esperava que antes dessa época minha viagem tivesse terminado. Se a caridade, como diz São Paulo, significa “chorar com os que choram e alegrar-se com os que se alegram”, então, querida mãe, você se alegrará muito que Deus em sua graça e seu amor por você está me mostrando o caminho para a verdadeira felicidade e me assegurando que nunca o perderei. Cuide-se acima de tudo, honrada senhora, para não insultar a infinita bondade de Deus; você certamente faria isso se lamentasse como morto um vivo face a face com Deus , alguém cujas orações podem lhe trazer em seus problemas uma ajuda mais poderosa do que jamais poderiam na terra. E nossa separação não será por muito tempo; nos veremos novamente no céu; estaremos unidos com nosso Salvador; lá o louvaremos de coração e alma, cantaremos suas misericórdias para sempre e desfrutaremos da felicidade eterna”– de uma carta à mãe de São Luís Gonzaga

Ó Deus, doador de dons celestiais, que em São Luís Gonzaga uniu a penitência a uma maravilhosa inocência da vida, concede por seus méritos e intercessão que, embora não o tenhamos seguido na inocência, possamos imitá-lo na penitência. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que vive e reina convosco na unidade do Espírito Santo, um só Deus, pelos séculos dos séculos– coleta para a memória litúrgica de São Luís Gonzaga

Citação MLA

================

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…” Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém! http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

================

27 de junho: NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO”

Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. Amém!

Ó Mãe do Perpétuo Socorro, nós vos suplicamos, com toda a força do nosso coração, amparar a cada um de nós em Vosso colo materno, nos momentos de insegurança e sofrimento.

Que o Vosso olhar esteja sempre atento, para não nos deixar cair em tentação e, que em vosso silêncio, aprendamos a aquietar nosso coração e fazer a vontade do Pai.

Intercedei junto a Ele pela paz no mundo e por nossas famílias.

Abençoai todos os Vossos filhos e filhas enfermos.

Iluminai nossos governantes e representantes para que sejam sempre servidores do grande povo de Deus.

Concedei-nos, ainda, muitas e santas vocações religiosas, sacerdotais e missionárias para a maior difusão do Reino de Vosso Filho Jesus Cristo. Enfim, derramai no coração dos Vossos filhos e filhas a Vossa bênção de amor e misericórdia. Sede sempre o nosso Perpétuo Socorro na vida e, principalmente, na hora da morte.

Amém.

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, rogai por nós!

================

  • 15 de setembro, SANTA CATARINA DE GÊNOVA “… a oração por um ente querido é, para o crente, uma forma de apagar qualquer distância, até mesmo a morte. Em oração, permanecemos na presença de Deus na companhia de alguém que amamos, mesmo que essa pessoa tenha morrido antes de nós

Não devemos transformar o purgatório em um campo de concentração em chamas à beira do inferno – ou mesmo em um ‘inferno por um curto período de tempo’. É uma blasfêmia pensar nisso como um lugar onde um Deus mesquinho cobra a última libra – ou grama – de carneSanta Catarina de Gênova (Festa dia 15 de setembro, mística do século 15), escreveu ‘fogo’ do purgatório é o amor de Deus ‘queimando’ a alma para que, por fim, a alma esteja totalmente em chamas. É a dor de querer ser feito totalmente digno de Alguém que é visto como infinitamente amável, a dor do desejo de união que agora está absolutamente assegurada, mas ainda não completamente experimentada

(Leonard Foley, OFM, Crendo em Jesus) …”:

================

* 21 de outubro, SANTO AGATÃO “… Não há nada mais difícil do que a oração, pois não há esforços que os demônios não façam para interromper este poderoso meio de os desanimar

================

*        27 de outubro SANTO ABRAÃO, ERMITÃO “… A PAIXÃO VIVE; APENAS ESTÁ REPRIMIDA… ESTÁ APENAS PRESA… AS PAIXÕES VIVEM, APENAS SÃO REPRIMIDAS PELOS SANTOS (COM A GRAÇA DE DEUS!) …”. SANTAS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS PARA QUE POSSAMOS REPRIMIR AS PAIXÕES! PAI AMADO, DÊ-NOS A GRAÇA DE REPRIMIR AS PAIXÕES! SANTO

ABRAÃO, ROGUE POR NÓS! AMÉM!”, conforme páginas 52-53: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

================

* ORAÇÃO DO ANO DE SÃO JOSÉ “PATRIS CORDE”

Salve, guardião do Redentor e esposo da Virgem Virgem Maria!

A vós, Deus confiou o seu Filho;

em vós Maria depositou a sua confiança;

  convosco, Cristo tornou-Se homem.

Ó Bem-aventurado José, mostrai-vos pai

também para nós e guiai-nos no caminho da vida.

Alcançai-nos graça, misericórdia e coragem e coragem,

e defendei-nos de todo o mal. Amém!

(Conforme < https://radio.cancaonova.com/sao-jose-do-rio-preto/oracao-ano- de-sao-jose/ >)

================

” Santo não é aquele que não cai, santo é aquele que mesmo caindo não desiste de levantar” (São João Paulo II)

================

* PAI, ABRACE-NOS!

JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS ENCHA E NOS UNA NO AMOR!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

SÃO JOSÉ, SANTAS, SANTOS E ANJOS, ROGUEM POR NÓS! POR CRISTO, NA UNIDADE DO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

================

  • Após Deus, o Pai amado, chamar minha amada esposa e companheira por 38 anos, 9 meses e oito dias, em 24.09.2017, descobri:
    • Posso comunicar com a minha Frô, pela ORAÇÃO;
    • Posso VER, ESCUTAR, SENTIR a FRÔ (transformada, sem dores, linda, maravilhosa) em meu ser;
    • Ela está vivendo nos braços de Deus (bondosos, vigorosos);
    • Um dia vamos estar juntos;
    • Quando Deus me chamar, quero levar coisas boas para o banquete celeste (contrição e obediência ao que Jesus mandou: amor a Deus e ao próximo. Jo 15,14.17).

Dê-nos essa Graça, Pai amado! Dê-nos A GRAÇA! AMÉM! Obrigado, Senhor, por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

                                                         ================                                  

“Senhor, eu tenho fé. Ajude-me a ter mais fé ainda!” (Mc 9,24)

================

“Coração de meu Jesus, doce e terno alanceado, seja o meu no vosso amor, cada vez mais abrasado”

“Doce coração de Maria, sede a nossa salvação”

================

* Ver o blog: https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!