Santos e Santos de 08 de novembro

Festa de NOSSA SENHORA MEDIANEIRA DE TODAS AS GRAÇAS 07,08,09 DE NOVEMBRO – SÁBADO ANTES DO SEGUNDO DOMINGO DE NOVEMBRO.  

Basílica da Medianeira - Santuário Basílica Nossa Senhora da Medianeira de  Todas as GraçasEm 2020, conforme o site da Diocese, dia 08 de novembro de 2020 é o dia da grande romaria (77ª ROMARIA OFICIAL DE NOSSA SENHORA MEDIANEIRA DE TODAS AS GRAÇAS), “Iniciamos a preparação para nossa grande Romaria que ocorrerá dia 08 de novembro! Neste ano com o Tema: “Maria, não tenhas medo, pois achaste graça diante de Deus” (Lc 1,30); e o Lema: “Vida eu te quero! Vida eu te quero! Vida és tu meu Deus”.”: http://www.diocesesantamaria.org.br/content/news/news_item.asp?content_ID=140

– Ver ainda:

FESTA, conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Província Eclesiástica do Rio Grande do Sul. Esta festa é celebrada NO SÁBADO ANTES DO SEGUNDO DOMINGO DE NOVEMBRO exceto quando houver rubrica indicando outra data. Em 2020 é dia 07 de novembro. No DIRETÓRIO DA LITURGIA DA CNBB de 2020, diz que a celebração é 09 de novembro. Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Medianeira

– Ver também: https://cruzterrasanta.com.br/historia-de-nossa-senhora-medianeira/47/102/

– Ver ainda: https://formacao.cancaonova.com/nossa-senhora/dogma/o-que-significa-ser-medianeira-de-todas-as-gracas/

– Ver ainda: https://www.google.com/search?q=Nossa+Senhora+Medianeira&oq=Nossa+Senhora+Medianeira&aqs=chrome..69i57j0l5.10413j0j8&sourceid=chrome&ie=UTF-8

VER 31 DE MAIO:

31 DE MAIO: NOSSA SENHORA MEDIANEIRA DE TODAS AS GRAÇAS

Ver “Era desígnio de Deus”, diz Leão XIII, que, após ter Maria servido de intermediária no mistério da Redenção, “continuasse igualmente a ser intermediária das graças que esse mistério faria correr em todos os tempos”: https://www.portalsaofrancisco.com.br/historia-geral/nossa-senhora-medianeira-de-todas-as-gracas

– Ver também “Em 1921, Bento XVI, a pedido do Cardeal Mercier, concedeu à Bélgica o ofício e a missa da Bem-aventurada Virgem Maria “Medianeira de todas as graças”, a celebrar no dia 31 de Maio. Depois, a Sé Apostólica concedeu o mesmo ofício e missa a numerosas dioceses e congregações religiosas. Daí que a memória da Bem-aventurada Maria Medianeira se tenha tornado quase universal. A Virgem Maria é Medianeira de graça, porque foi associada a Cristo na aquisição da graça maior, a Redenção, isto é, a salvação, a vida divina e a glória eterna (cf. LG 61).”: https://www.dehonianos.org/portal/nossa-senhora-medianeira-de-todas-as-gracas0/

História de Nossa Senhora Medianeira - Santos e Ícones Católicos - Cruz  Terra Santa-Ver ainda: “Medianeira (em latimMediatrix) na mariologia da Igreja Católica refere-se ao papel da Virgem Maria como uma mediadora de graças e bençãos através de Jesus. É um conceito distinto de Co-Redentora. Essa doutrina é baseada no fato de que Maria deu à luz Jesus, que é a responsável por todas as graças e bençãos concedidas à humanidade, assim ela participou da mediação dessas graças, devido ao seu Filho. Papas, como Leão XIII e Pio XII têm tradicionalmente apoiado esta interpretação. O conceito de medianeira não é um dogma mariano, embora tenham sido feitas petições por vários cardeais e bispos ao Papa para declará-lo (juntamente com o Co-Redentora) um dogma. Este conceito se tornaria o quinto dogma mariano aprovado pela Santa Sé.[1]”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Medianeira

– Ver também: https://www.google.com/search?safe=active&sxsrf=ALeKk01YEgZR00AxSH099RB5BZIOBnGR8w%3A1601413300165&source=hp&ei=tKBzX4TAB4C05OUP1pKLyAo&q=nossa+senhora+medianeira&oq=nossa+senhora+medianeira&gs_lcp=CgZwc3ktYWIQAzIECCMQJzICCAAyAggAMgIIADICCAAyAgguMgIIADoFCAAQsQM6BQguELEDOggIABCxAxCDAToECAAQClDQE1iKLGCyL2gAcAB4AIABzgGIAf8ikgEGMC4yMi4ymAEAoAEBqgEHZ3dzLXdpeg&sclient=psy-ab&ved=0ahUKEwiE6pG3oY_sAhUAGrkGHVbJAqkQ4dUDCAc&uact=5

MARIA MEDIADORA. Ver páginas 207-217: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2017.pdf

**************************************************************************

1.   Co­me­mo­ração dos santos Sim­pro­niano, Cláudio, Ni­cós­trato, Cas­tório e Sim­plício, már­tires, que, se­gundo a tra­dição, eram mar­mo­ristas em Sír­mium, na Pa­nónia, hoje Sremska Mi­tro­vica, na Sérvia, e porque se re­cu­saram, em nome de Jesus Cristo, a es­culpir a imagem de Es­cu­lápio, foram lan­çados ao rio por ordem do im­pe­rador Di­o­cle­ciano e co­ro­ados por Deus com a graça do mar­tírio. Desde tempos re­motos foi ve­ne­rada a sua me­mória na ba­sí­lica do monte Célio, sob o tí­tulo dos Quatro Coroados. († 306). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Panônia, atual Hungria, em 306, o martírio de Cinco Escultores, que foram decapitados por terem se recusado a fabricar estátuas de ídolos. Seus corpos foram jogados no Danúbio. (M).

Ver : https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Quatro_Mártires_Coroados

Ver 08 de agosto: Em Al­bano, na Via Ápia, a quinze mi­lhas da ci­dade de Roma, os santos Se­gundo, Car­pó­foro, Vi­to­rino e Se­ve­riano, mártires. († s. III f.-IV in.). Santos QUATRO MÁRTIRES COROADOS. Ver “O título de Quatro Mártires Coroados ou Quatro Santos Coroados (em latimSancti Quatuor Coronati) é, na verdade, uma referência a nove mártires diferentes, divididos em dois grupos: o primeiro é formado por Severo (ou Segundo), Severiano, Carpóforo e VitorinoA FESTA LITÚRGICA DESSES MÁRTIRES É 08 DE AGOSTO; o segundo, por Cláudio, Castório, Sinforiano (ou Simproniano), Nicostrato e SimplícioA FESTA LITÚRGICA DESSES MÁRTIRES É 08 DE NOVEMBRO”: Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Quatro_M%C3%A1rtires_Coroados

– Ver também: “Seu culto foi confinado aos calendários locais em 1969.

A designação Quatro Mártires Coroados ou Quatro Santos Coroados (latim, Sancti Quatuor Coronati) refere-se a nove indivíduos venerados como mártires e santos no cristianismo primitivo. Os nove santos estão divididos em dois grupos:

  1. Severo (ou Secundius), Severo (nós), Carpophorus (Carpoforus), Victorinus (Victorius, Vittorinus)
  2. Cláudio, Castório, Símforiano (Simplônio), Nicostrato e Simplicius”: https://www.catholic.org/saints/saint.php?saint_id=3430

-Ver também pág. 250: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf  

2.   Na re­gião de Tours, da Gália Li­o­nense, na ac­tual França, São Claro, pres­bí­tero, que foi dis­cí­pulo de São Mar­tinho e, junto do mos­teiro do bispo, cons­truiu uma mo­radia, onde con­gregou muitos irmãos. († c. 396). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Tours, perto de 386, São Claro, monge. “Jovem de grande nobreza, foi ordenado sacerdote e depois deixou tudo para ficar junto de São Martinho. Organizou um pavilhão não longe do mosteiro, onde recebia os jovens vocacionados” (Sulpício Severo). (M)

3.   Em Roma, junto de São Pedro, São Deus­dado I, ou Deusdedit (também na Folhinha do Coração de Jesus, São Deodato), papa, que amou o seu clero e o seu povo com ad­mi­rável sim­pli­ci­dade e sabedoria. († 618)

4.   Em Bremen, na Sa­xónia, ac­tu­al­mente na Ale­manha, São Vi­leado, bispo, na­tural da Nor­túm­bria e amigo de Al­cuíno, que pro­pagou o Evan­gelho de­pois de São Bo­ni­fácio na Frísia e na Sa­xónia e, or­de­nado bispo, cons­ti­tuiu a sede de Bremen e go­vernou-a com sabedoria. († 789). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 789, a morte de São Vilealdo, primeiro bispo de Bremen. Originário de Northumberland (Inglaterra), desenvolveu grande atividade missionária em meio aos frisões e aos saxões, sobretudo na região entre os rios Wesser e Elba, onde fora enviado por São Bonifácio. (M). Ver Santo Willehade, nas páginas 244-251: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

5.   Em Sois­sons, na França, o se­pul­ta­mento de São Go­do­fredo (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo de Amiens, que, edu­cado desde os cinco anos na vida mo­nás­tica, so­freu muito na con­ci­li­ação dos con­flitos entre os se­nhores e o povo da ci­dade, assim como na re­forma dos cos­tumes do clero e do povo. († 1115). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 1115, São Godofredo. Recebido aos cinco anos de idade na abadia do Monte Saint-Quentin, prestou diversos serviços em favor de seus irmãos. Ordenado ao vinte e cinco anos, tornou-se abade de Nogent, e foi mais tarde bispo de Amiens. Morreu no mosteiro de Santos Crispim e Crispiniano de Soissons, para onde se havia retirado. (M). Ver páginas 252-256: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

6*.   Em Co­lónia, na Lo­ta­ríngia, ac­tu­al­mente na Ale­manha, o Beato João Duns Escoto (também na Folhinha do Coração de Jesus), pres­bí­tero da Ordem dos Me­nores, que, oriundo da Es­cócia, en­sinou as dis­ci­plinas fi­lo­só­ficas em Cam­bridge, Ox­ford, Paris e fi­nal­mente em Co­lónia, como mestre in­signe, de en­genho subtil e ad­mi­rável fervor. († 1308). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/João_Duns_Escoto

– Ver também “O Beato João Duns Escoto, ou Scot ou Scotus1 O.F.M. (Berwickshire, c. 1266 – Colônia8 de novembro de 1308) foi um teólogo e filósofo escocês (ou nascido no Ulster). Viveu durante muitos anos em Paris, em cuja universidade lecionou. Membro da Ordem Franciscanafilósofo e teólogo da tradição escolástica, chamado o Doutor Sutil, foi mentor de outro grande nome da filosofia medievalGuilherme de Ockham. Foi beatificado em 20 de Março de 1993, durante o pontificado do Papa João Paulo II. Ele é um dos três filósofos-teólogos mais importantes da Europa Ocidental na Alta Idade Média, juntamente com Tomás de Aquino e o próprio Guilherme de Ockham.[3]”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_Duns_Escoto

7*.   Em Ostra Vé­tere, no Pi­ceno, hoje nas Marcas, re­gião da Itália, a Beata Maria Crucificada (Isabel Maria Sa­tél­lico), aba­dessa da Ordem das Cla­rissas, emi­nente na me­di­tação do mis­tério da Cruz e en­ri­que­cida com ca­rismas místicos. († 1745)

8.   Em Nam Dinh, ci­dade do Ton­quim, ac­tu­al­mente no Vi­etnam, os santos már­tires José Nguyen Dinh Nghi, Paulo Nguyen Ngân, Mar­tinho Ta Due Thinh, pres­bí­teros, Mar­tinho Tho e João Bap­tista Con, agri­cul­tores, que, no tempo do im­pe­rador Thieu Tri, foram de­go­lados por causa da sua fé cristã. († 1840). Ver páginas 249-250: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

9. Bem-Aventurado Gregório. Ver página 257: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

10. Santa Isabel (Elisabete) da Trindade.Ver “Elisabeth (No Brasil: Elisabeteda Trindade, OCD (Farges-en-Septaine18 de julho de 1880Dijon9 de novembro de 1906) foi uma monja carmelita descalça francesa… Nascida Elisabeth Catez Rolland, em 1901 entrou no Mosteiro das Carmelitas Descalças de Dijon. Foi uma verdadeira adoradora em espírito e verdade, entre penas interiores e doenças, viveu como “louvor de glória” da Santíssima Trindade presente na alma, encontrando no mistério da habitação de Deus na alma o seu “céu na terra“, seu carisma e missão eclesial…  Beatificação: 25/11/1984 por São João Paulo II; canonização em 16/10/2016 pelo Papa Francisco. Festa Litúrgica em 08 de novembro”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Isabel_da_Trindade

11. São Tisílio. Ver “São Tisílio (m. ca. 640) foi um bispo, príncipe e erudito galês, filho do rei de PowysBrochwel Ysgithrog,[1] sobrinho materno do grande Abade Dunod de Bangor Iscoed e um eclesiástico que tomou uma parte proeminente nas relações do País de Gales durante o período infeliz do início do século VII… São Tisílio é confundido, historicamente, com São Sulien, com alguns eruditos sugerindo que eles são o mesmo personagem histórico. Os fatos que eles viveram em estados celtas diferentes, e tinham dias festivos diferentes da Antiguidade, faz esta sugestão improvável.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A3o_Tis%C3%ADlio

12. Outros santos do dia 08 de novembro: págs. 244-260, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf  Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XIX – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 08 de novembro, ver ainda: https://pt.wikipedia.org/wiki/8_de_novembro

 1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 862-864:

Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Maria, protegei-nos!

São José, Anjos e Santos, intercedei por nós!

Amém!

PAI AMADO DAI-NOS, À NOSSA FAMÍLIA E A TODOS, A GRAÇA DE ESTARMOS COM O SENHOR, A MÃEZINHA MARIA, E TODAS AS SANTAS E SANTOS QUANDO O SENHOR NOS CHAMAR! DAI-NOS A VOSSA GRAÇA! OBRIGADO PAI AMADO! PEDIMOS POR JESUS CRISTO, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO!  NÓS CONFIAMOS EM VÓS! AMÉM!

OBSERVAÇÃO: MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS/OS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES.

CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS!

MUITO OBRIGADO!

Ver:

https://vidademartiressantasesantos.blog/