Santas e Santos de 21 de novembro

ME­MÓRIA DA APRE­SEN­TAÇÃO DA VIRGEM SANTA MARIA. No dia se­guinte à de­di­cação da ba­sí­lica de Santa Maria a Nova, cons­truída junto ao muro do an­tigo templo de Je­ru­salém, ce­lebra-se a de­di­cação que fez de si mesma a Deus desde a in­fância aquela que seria a Mãe de Deus, mo­vida pelo Es­pí­rito Santo, que a en­cheu de graça desde a sua Ima­cu­lada Conceição. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, apresentação da Bem-Aventurada Virgem Maria, predestinada a tornar-se o templo vivo da divindade. Esta festa é solenemente celebrada pelos Orientais. (R). Ver páginas 174-179: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2020.pdf

– Ver EXORTAÇÃO APOSTÓLICA MARIALIS CULTUS de Paulo VI: http://w2.vatican.va/content/paul-vi/pt/apost_exhortations/documents/hf_p-vi_exh_19740202_marialis-cultus.html

– Ver também “A Apresentação da Virgem Maria (no ocidente) ou A Entrada da Mais Sagrada Thetokos no Templo (no oriente) são nomes de uma festa litúrgica celebrada pela Igreja Católica, inclusive as de tradição oriental, e pela Igreja Ortodoxa… O relato da apresentação da Virgem Maria no Templo se baseia principalmente no Evangelho de Tiago, que tem sido datado pelos historiadores em por volta de 200 d.C. A história relata que para agradecer o nascimento da filha Maria, Joaquim e Ana decidiram consagrá-la a Deus e a levaram, aos três anos, para o Templo em Jerusalém. A apresentação de Maria traça paralelos com a do profeta Samuel, cuja mãe, Ana (Hannah), como Ana, também acreditava ser estéril e ofertou o filho como presente a Deus em Siló[1].

Maria permaneceu no Templo até os doze anos[1], quando foi confiada a José, seu novo guardião. De acordo com a tradição copta, Joaquim morreu quando Maria tinha seis anos de idade e sua mãe, quando ela tinha oito[1]. Ainda que sem nenhum fundamento histórico, a tradição serve para demonstrar que Maria, mesmo na infância, já estava completamente dedicada a Deus. É deste relato que que surgiu a festa da Apresentação de Maria[2]… Para a Igreja Católica, no dia da Apresentação de Maria, “nós celebramos a dedicação de si própria que Maria fez a Deus desde a sua tenra infância sob a inspiração do Espírito Santo, que preencheu-a com sua graça…”[6]. O papa Paulo VI, em sua encíclica de 1974, Marialis Cultus, escreveu que “apesar de seu conteúdo apócrifo, [a história da Apresentação] apresenta elevados e exemplares valores e avança veneráveis tradições de origem nas igrejas orientais”[2].”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Apresentação_de_Nossa_Senhora

– Ver ainda, em inglês, versão web “É uma tradição antiga, que a Virgem Maria foi assim solenemente oferecida a Deus no templo em sua infância.”: https://web.archive.org/web/20131123075320/http://www.passionistnuns.org/Saints/PresentationBVM/index.htm

2.   Co­me­mo­ração de São Rufo, a quem o após­tolo São Paulo, na sua Epís­tola aos Ro­manos, chama eleito do Senhor. São Paulo considerava a mãe de São Rufo como sua mãe (Rom 16,13).

3.   Em Pa­rén­tium, na Ís­tria, hoje Porec, na Croácia, Santo Amaro (Mauro), bispo e mártir. († c. s. IV)

4.   Em Ce­sa­reia da Pa­les­tina, Santo Agápio, mártir, que, muitas vezes tor­tu­rado, mas sempre di­fe­rido para su­plí­cios mais duros, du­rante os jogos do an­fi­te­atro foi ati­rado a um urso para que o de­vo­rasse na pre­sença do im­pe­rador Ma­xi­mino; mas, como ainda ficou com vida, no dia se­guinte ataram-lhe pe­dras aos pés e lan­çaram-no ao mar.(† 306). No Martirológio Romano-Monástico, DIA 20 DE NOVEMBRO:  em Cesaréia da Palestina, em 306, Santo Agápio. Mártir. Segundo o historiador Eusébio, este campeão da religião foi levado para o meio do anfiteatro e intimado a renegar sua fé. Respondeu em voz alta e clara que “não era por culpa de um crime, mas por causa da religião do Deus do Universo que ele iria sofrer”. (M)

– Ver páginas 170-171: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2020.pdf

5.   Em Roma, junto de São Pedro, São Ge­lásio I (também na Folhinha do Coração de Jesus), papa, ilustre pela sua dou­trina e san­ti­dade, o qual, para evitar que a au­to­ri­dade im­pe­rial pre­ju­di­casse a uni­dade da Igreja, es­cla­receu pro­fun­da­mente as com­pe­tên­cias dos dois po­deres e a sua mútua in­de­pen­dência; mo­vido pela sua grande ca­ri­dade e pelas ca­rên­cias dos in­di­gentes, para so­correr os po­bres morreu em ex­trema pobreza. († 496). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, no ano do Senhor de 496, São Gelásio I, papa. Dionísio, O Menor, declara que ele procurou mais servir do que exercer sua autoridade, que associou a castidade aos méritos da doutrina e que morreu pobre, após ter enriquecido os indigentes. A ele foi atribuído o Sacramentário que traz o seu nome. (M). Ver página 180: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2020.pdf

– Ver também: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Papa_Gelásio_I

– Ver “Gelásio I (em latimGelasius I) foi papa de 1 de março de 492, até a data de sua morte, em 21 de novembro de 496. Natural da antiga província de África, combateu o pelagianismo, o maniqueísmo e o arianismo, também ratificou os livros canônicos e apócrifos aprovados pela Igreja no Decretum Gelasianum.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Papa_Gel%C3%A1sio_I

6.   Em Ce­sena, na Fla­mínia, hoje na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, Santo Amaro (Mauro), bispo. († 946)

7*.   Em Roma, a Beata Maria de Jesus Bom Pastor (Fran­cisca de Si­e­dliska), virgem, que deixou a Po­lónia por causa das di­fí­ceis con­di­ções im­postas pelos go­ver­nantes e fundou o Ins­ti­tuto das Irmãs da Sa­grada Fa­mília de Na­zaré para prestar as­sis­tência aos emi­grantes da sua pátria. († 1902)

8. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, Nas proximidades de Reims, no ano da graça de 1192, Santo Alberto de Louvain (também na Folhinha do Coração de Jesus), martirizado por ter defendido os direitos da Igreja diante do imperador da Alemanha, Henrique V (M)

9. São Celso (também na Folhinha do Coração de Jesus)

10. São Colombano, abade. Ver páginas 181-184: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2020.pdf

11. São Nicolau Giustiniani e esposa Santa Ana. Ver página 185: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2020.pdf

12. Outros santos do dia 21 de novembro: págs. 174-185: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2020.pdf                

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XX – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 21 de novembro, ver ainda: https://pt.wikipedia.org/wiki/21_de_novembro

 1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 895-896:

Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Maria, protegei-nos!

São José, Anjos e Santos, intercedei por nós!

Amém!

PAI AMADO DAI-NOS, À NOSSA FAMÍLIA E A TODOS, A GRAÇA DE ESTARMOS COM O SENHOR, A MÃEZINHA MARIA, E TODAS AS SANTAS E SANTOS QUANDO O SENHOR NOS CHAMAR! DAI-NOS A VOSSA GRAÇA! OBRIGADO PAI AMADO! PEDIMOS POR JESUS CRISTO, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO!  NÓS CONFIAMOS EM VÓS! AMÉM!

OBSERVAÇÃO: MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS/OS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES.

CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS!

MUITO OBRIGADO!

Ver:

https://vidademartiressantasesantos.blog/