Santas e Santos de 20 de junho

1. Be­atas Sancha e Ma­falda, vir­gens, e Te­resa, re­li­giosa, fi­lhas de Dom Sancho I, rei de Por­tugal, que desde a in­fância foram mo­delo de vir­tudes. Sancha co­meçou a levar vida mo­nacal em Alen­quer, con­sa­grando-se ge­ne­ro­sa­mente ao ser­viço de Deus, e de­pois re­tirou-se para o mos­teiro cis­ter­ci­ense de Celas, junto de Coimbra, onde morreu san­ta­mente no dia treze de Março. Ma­falda, após uma pi­e­dosa ju­ven­tude, re­nun­ci­ando ao ma­tri­mónio que lhe foi pro­posto com o rei de Cas­tela, tomou o há­bito cis­ter­ci­ense no mos­teiro de Arouca, do dis­trito de Aveiro, onde deu exemplo de vida per­feita, e aí morreu no dia 1 de Maio. Te­resa, apesar da sua as­pi­ração à vida claus­tral, foi dada em ca­sa­mento ao rei de Leão; mas, re­co­nhe­cida a nu­li­dade do ma­tri­mónio, re­tirou-se para o mos­teiro de Lorvão, do dis­trito de Coimbra, onde tomou o há­bito cis­ter­ci­ense e san­ta­mente morreu no dia 17 de Junho. († c. 1229; 1256; 1250)

Ver dia 17 de junho: Em Lorvão, lo­ca­li­dade de Por­tugal, a Beata Te­resa de Portugal, cuja me­mória se ce­lebra em Por­tugal no dia 20 de Junho, jun­ta­mente com suas irmãs Sancha e Mafalda. († 1250). Santa Teresa de Portugal e Santa Sância.

– Ver páginas 24-25 (NÃO TEM LINK): Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

– Ver também “D. Teresa Sanches de PortugalO.S.B., (Coimbra4 de outubro de 1176[1][2] – Lorvão18 de junho de 1250[3]) também chamada ao tempo de Tarasia ou Tareja, e mais tarde, a Infanta-Rainha ou Rainha Santa Teresa, era a filha mais velha do rei D. Sancho I de Portugal, e esposa de Afonso IX de Leão.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Beata_Teresa_de_Portugal

2.   Co­me­mo­ração de São Me­tódio, bispo de Olimpo e mártir, que es­creveu li­vros de ex­po­sição clara e har­mo­niosa e no final da per­se­guição do im­pe­rador Di­o­cle­ciano foi co­roado com o martírio. († c. 312)

3.   No ter­ri­tório de Laon, na Nêus­tria, ac­tu­al­mente na França, São Go­bano, pres­bí­tero, que, na­tural da Ir­landa, foi dis­cí­pulo de São Fusco na In­gla­terra e, por amor de Cristo, partiu para a Gália, onde levou vida ere­mí­tica na floresta. († c. 670)

4*.   No mos­teiro de São Tiago de Fóggia, na Apúlia, re­gião da Itália, São João de Matera, abade, que foi in­signe pela sua aus­te­ri­dade e pela sua pre­gação ao povo e, na re­gião de Gár­gano, fundou a Con­gre­gação de Pul­sano sob a ob­ser­vância da regra de São Bento. († 1139).

– Ver páginas 67-68 (NÃO TEM LINK): Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

– Ver também “São João de Matera, nascido Giovanni Scalcione (Matera1070 (1080) – Foggia20 de Junho de 1139) é o fundador da extinta Congregação de Observação Beneditina de Pulsano. É venerado como Santo pela Igreja Católica…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Giovanni_Scalcione

5*.   No mos­teiro de Me­dingen, na Ba­viera, re­gião da Ale­manha, a Beata Mar­ga­rida Ebner, virgem da Ordem dos Pre­ga­dores, que, so­frendo por Cristo muitas tri­bu­la­ções, teve uma vida santa, ad­mi­rável aos olhos de todos e agra­dável a Deus e es­creveu vá­rias obras sobre a ex­pe­ri­ência mística. († 1351).

– Ver “Margarida Ebner (DonauworthBaviera1291 – Medingen, 20 de junho de 1351 foi uma freira do Monastério de Maria Santíssima de Medingen e da Ordem dos Pregadores e é venerada como Beata pela Igreja Católica.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Margarida_Ebner

6*.   Em Du­blin, na Ir­landa, a paixão do Beato Der­mício O’Hurley, bispo e mártir, ju­rista leigo, que, por von­tade do papa Gre­gório XIII, foi no­meado bispo de Cashel. Du­rante o rei­nado de Isabel I, de­pois de so­frer in­ter­ro­ga­tó­rios e tor­turas du­rante vá­rios meses, ne­gando fir­me­mente todas as ca­lú­nias, fi­nal­mente, di­ante do pa­tí­bulo le­van­tado para ele em Hoggen Green, de­clarou pu­bli­ca­mente que morria por causa da fé ca­tó­lica e pelo mi­nis­tério episcopal. († 1584)

7*.   Também em Du­blin, a co­me­mo­ração da Beata Mar­ga­rida Ball, mártir, que, já viúva, por aco­lher em sua casa vá­rios sa­cer­dotes per­se­guidos, por de­núncia de um dos fi­lhos foi presa e, de­pois de vá­rios gé­neros de tor­turas no cár­cere, morreu sep­tu­a­ge­nária em dia incerto. († 1584).  

8*.   Em Na­ga­sáki, no Japão, os be­atos már­tires Fran­cisco Pa­checo, pres­bí­tero, e oito companheiros, da Com­pa­nhia de Jesus, que foram quei­mados vivos em ódio à fé cristã. São estes os seus nomes: Bal­tasar de Torres e João Bap­tista Zola, pres­bí­teros; Pedro Rinsei, Vi­cente Kaun, João Ki­sáku, Paulo Kin­zuke, Mi­guel Roso e Gaspar Sa­da­mátsu, religiosos. († 1626)

9*.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, os be­atos már­tires Tomás Whit­bread e com­pa­nheiros Gui­lherme Har­court, João Fenwich, João Gavan e An­tónio Turner, pres­bí­teros da Com­pa­nhia de Jesus, que, acu­sados fal­sa­mente de tomar parte numa con­jura para as­sas­sinar o rei Carlos II, so­freram na praça de Ty­burn o mar­tírio pelo reino dos Céus. († 1679).

– Ver páginas 65-66 (NÃO TEM LINK): Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

– Ver “… Bem-aventurado Thomas Whitbread & Comp., SJ MM (AC) Nascido em Essex, Inglaterra; beatificado em 1929. Thomas foi educado em Saint Omer e ingressou na Companhia de Jesus em 1635. Ele era provincial da missão inglesa e na época da Conspiração Papista foi condenado com quatro outros padres jesuítas sob a falsa acusação de conspirar para assassinar Carlos II. Por isso ele foi enforcado em Tyburn (beneditinos)…

BD WILLIAM HARCOURT, ou Waring – cujo nome verdadeiro era Barrow – veio de Lancashire. Ele entrou na Companhia de Jesus aos vinte e três anos, trabalhou na Inglaterra por trinta e cinco anos e orou diariamente por vinte anos para que pudesse ganhar a coroa do martírio: sua petição foi concedida quando ele tinha mais de setenta anos…

1679 Bl. John Fenwick e John Gavan Jesuítas Mártires da Inglaterra Titus Qates trama histeria, falsamente acusado de cumplicidade. John Fenwick nasceu em Durham e foi educado em Saint-Omer. Ele se tornou um jesuíta em 1656. John Gavan nasceu em Londres e entrou para os jesuítas em 1660. Eles estiveram envolvidos na histeria da conspiração de Titus Qates, falsamente acusados ​​de cumplicidade e condenados à morte em Tyburn com três companheiros jesuítas…”

1679 Bl. Anthony Turner Mártir da Inglaterra Jesuítas filho de um ministro protestante. Ele nasceu em Leicestershire e foi educado em Cambridge. Um convertido ao catolicismo, Anthony foi para Roma e se juntou aos jesuítas em Flandres e foi ordenado em 1661. Ele retornou à Inglaterra e trabalhou em Worcester até ser preso no chamado caso Titus Oates. Condenado por provas perjúrias, ele foi enforcado, sorteado e esquartejado em Tyburn em 20 de junho. Anthony foi beatificado em 1929.: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune20.html

10. No Martirológio Romano-Monástico, em 547, o martírio de São Silvério (também na Folhinha do Coração de Jesus), papa. Recusando-se a restabelecer o patriarca herético de Constantinopla, deposto por seu predecessor, foi, a pedido da imperatriz Teodora, exilado na Ilha de Ponza, na Itália Meridional (M). Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Papa_Silv%C3%A9rio

– Ver também “São Silvério ocupara a Sé de Pedro durante dois anos e alguns dias. Sua morte ocorreu no dia 20 de junho do ano 538. O Martirológio Romano diz dele neste dia: “Na ilha de Ponza, o natalício [para o céu] de São Silvério, papa e mártir. Negando-se a reconduzir Antimo, bispo herético, que seu predecessor Agapito depusera, foi desterrado por Belisário, sob a instigação da ímpia imperatriz Teodora. Finou-se naquela ilha, consumido de tribulações, que sofrera pela fé católica”.”: 20/06 – São Silvério Papa, Mártir – Instituto Plinio Corrêa de Oliveira (ipco.org.br)

– VER DIA 02 DE DEZEMBRO: Na ilha de Pal­ma­rola, na Li­gúria, também re­gião da Itália, o pas­sa­mento de São Sil­vério, papa e mártir, que, não que­rendo re­a­bi­litar An­timo, bispo he­ré­tico de Cons­tan­ti­nopla de­posto pelo seu an­te­cessor Santo Aga­pito, por ordem da im­pe­ra­triz Te­o­dora foi pri­vado da sua sede e en­viado para o exílio, onde morreu con­su­mido por muitas tribulações. († 537).

– Ver “São Silvério nasceu em Frosinone, cerca do 480, filho do papa Hormisda, que fora casado antes de se tornar prelado. Silvério foi Papa de 1 de Junho de 536 a março de 537.[1] É venerado como Santo pela Igreja Católica…”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Papa_Silvério

– Ver página 68 “… São Silvério, papa e mártir … faleceu depois de atrozes sofrimentos em 537… o santo papa no exílio comeu o pão da tribulação e bebeu a água da angústia…”: (NÃO TEM LINK): Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

11. No Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 981, a volta para Deus de Santo Adalberto. Monge de São Maximino de Treves, foi enviado pelo imperador Otão, o grande, como chefe de um grupo de missionários para evangelizar os eslavos. A missão foi massacrada logo que entrou na Rússia. Adalberto, o único que voltou, foi colocado na abadia de Wissemburg, perto de Spira, sendo depois escolhido como o primeiro titular da nova sede episcopal de Magdeburgo, na Saxônia (M).

– Ver “Adalberto de Magdeburgo (também Alberto de MagdeburgoLorena, ca. 910 – Zscherben20 de junho de 981) algumas vezes conhecido por Apóstolo dos Eslavos, foi o primeiro arcebispo de Magdeburgo (a partir de 968)[1]missionário e historiógrafo. Foi mais tarde canonizado; o dia de sua festa litúrgica é 20 de junho”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Adalberto_de_Magdeburgo

12. No Martirológio Romano-Monástico, no sécl. III, os Santos Adalgísio e Gabano, monges irlandeses, cujo campo de apostolado estendeu-se para o continente, o primeiro se fixando em Thiérache, e o segundo nos confins da região de Laon (X).



13. Santa Florentina, na Folhinha do Coração de Jesus.

– Santa Florentina ou Florência. Ver (… herança que São Leandro deixou a Santa Florentina) páginas 59-63 (NÃO TEM LINK): Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

– Ver também “Florentina de Cartagena, amplamente conhecida como Santa Florentina, chamada também de Florência (em latimFlorentia) é uma santa venerada pela Igreja Católica. Nascida em meados do século VI em Cartagena, na região da Hispânia[1], ela e a família era cristãs engajadas na disseminação do cristianismoFlorentina era irmã de três bispos ibéricos na época do reino visigóticoLeandro & Isidoro de Sevilha e Fulgêncio de Ruspe, e consagrou sua virgindade a Deus. Todos os quatro acabaram canonizados.[2]”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Florentina_de_Cartagena

14. Bem-aventurado Benincosa. Ver “… consagrou-se ao serviço de Deus desde a juventude e escolheu a ordem dos servitas… Levou vida de grande penitência não se alimentando senão de pão e água… Foi morar em uma gruta que mais tarde se transformou em capela… Morreu a 09 de maio de 1426” página 64 (NÃO TEM LINK): Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

VER 09 DE MAIO: Em Mon­tic­chiélli, ci­dade da Etrúria, também re­gião da Itália, o Beato Be­nin­casa de Montepulciano, re­li­gioso da Ordem dos Servos de Maria, que se re­tirou numa gruta do monte Amiata, no ter­ri­tório de Sena, onde abraçou uma vida penitente. († 1426).

15. Outros santos do dia 20 DE JUNHO: páginas: 59-70 (NÃO TEM LINK):  Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 20 de junho, ver ainda: 20 de junho – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

BIBLIOGRAFIA:

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIA NO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINA 481-483: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp- content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

7. http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune20.html

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Virgem Maria, socorra-nos, proteja-nos

São José, Anjos e Santos, intercedam por nós! Obrigado! Amém!

PAI AMADO DÊ-NOS, À NOSSA FAMÍLIA E A TODOS OS QUE O SENHOR JÁ CHAMOU E OS QUE ESTÃO AQUI, A GRAÇA DE ESTARMOS COM O SENHOR, A  MÃEZINHA MARIA, SÃO JOSÉ E TODAS AS SANTAS E SANTOS QUANDO O SENHOR NOS CHAMAR TAMBÉM! DÊ-NOS A SUA GRAÇA! OBRIGADO PAI AMADO! PEDIMOS POR JESUS CRISTO, SEU FILHO, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! NÓS CONFIAMOS NO SENHOR! AMÉM!

OBSERVAÇÃO:

MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE   SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES.

ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

“O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

“Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio, lembrado em 10 de fevereiro)

“Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro). Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

* “Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

* “Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”,
mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível.

(conforme: Saint of the Day (lngplants.com)

ou

Saint of the Day May 20 (lngplants.com)

* “…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio, lembrados em 21 de maio)

-Ver o blog:

https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!