Santas e Santos de 09 de novembro

NOSSA SENHORA DE ALMUDENA, PADROEIRA DE MADRI. Ver: “A 9 de novembro celebra-se a festa da Virgem da Almudena, padroeira de Madri. Durante os anos 30 era frequente S. Josemaria parar para rezar de joelhos diante desta imagem… O nome Almudena provém de Almudaina, que em árabe significa armazém próximo do lugar onde estava escondida a imagem… A tradição conta que, quando os muçulmanos estavam para entrar em Madri, os cristãos esconderam uma imagem de Nossa Senhora na muralha para não ser profanada, e que, quando o rei cristão Afonso VI estava para reconquistar a ‘Villa’, a muralha se desmoronou milagrosamente, e a imagem da Virgem Maria ficou descoberta.”: https://opusdei.org/pt-br/article/s-josemaria-e-a-virgem-da-almudena/

– Ver também “Virgem foi chamada de Almudena por ter estado todo o tempo escondido num sítio ao qual os árabes chamavam de “almudín” (em espanhol e ‘al-mudy’ em árabe), um depósito de trigo. Conseguem imaginar quando foi encontrada a Virgem?? Exactamente! 9 de Novembro de 1085! E por isso, desde esse dia e a cada 9 de Novembro a cidade de Madrid celebra a data em que recuperou um dos seus bens mais preciosos!”: https://desbravandomadrid.com/lenda-catedral-almudena/

– Ver ainda: “O Dia de Nossa Senhora de Almudena festeja-se a 9 de novembro. Reza a história que a 9 de novembro de 1083 se encontrou a imagem da Virgem que os cristãos tinham escondido dos mouros ao se rasgar misteriosamente a frente de uma torre da parede da Puerta de la Veja, a muralha de Madrid. A imagem tinha vela acesas ao lado, como tinha sido deixada 369 anos antes.”: https://www.calendarr.com/portugal/dia-de-nossa-senhora-de-almudena/

– Ver também: https://www.youtube.com/watch?v=2KFcI23KcBE

********************************************************

Festa da De­di­cação da Ba­sí­lica de La­trão (também na Folhinha do Coração de Jesus), em honra de Cristo Sal­vador, cons­truída pelo im­pe­rador Cons­tan­tino como sede dos bispos de Roma, cuja ce­le­bração anual em toda a Igreja La­tina é um sinal de amor e uni­dade com o Ro­mano Pontífice. († s. IV). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, Dedicação da Basílica do Latrão, igreja catedral do bispo de Roma, e por causa desse título, mãe e cabeça de todas as igrejas do mundo cristão. Foi edificada pelo imperador Constantino perto do ano 324, ao lado do palácio da antiga família dos Laterani, e dedicada ao Cristo Salvador. Cinco Concílios Ecumênicos nela tiveram sua sede. (R). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Arquibasílica_de_São_João_de_Latrão

– Ver “San Giovanni in Laterano ou Arquibasílica Papal de São João de Latrão (em latimArchibasilica Sanctissimi Salvatoris et Sanctorum Iohannes Baptista et Evangelista in Laterano), chamada geralmente apenas de São João de Latrão ou Basílica de Latrão, é a catedral da Diocese de Roma e a sé episcopal oficial do bispo de Roma, o Papa.[1] É sede da paróquia de Santissimo Salvatore e Santi Giovanni Battista ed Evangelista in Laterano.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Arquibas%C3%ADlica_de_S%C3%A3o_Jo%C3%A3o_de_Latr%C3%A3o

– Ver também páginas 267-268: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf  

2.   Em Bourges, na Gália, ac­tu­al­mente na França, Santo Ur­sino, o pri­meiro bispo desta ci­dade, que anun­ciou Cristo Se­nhor ao povo e trans­formou em igreja a casa do se­nador Le­o­cádio, se­nador das Gá­lias, ainda pagão, para uso dos fiéis, a maior parte pobres. († s. III). Ver páginas 269-270: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

3.   Em Ná­poles, na Cam­pânia, re­gião da Itália, Santo Agri­pino, bispo, um dos pri­meiros que pre­si­diram a esta Igreja e que os an­tigos mo­nu­mentos as­si­nalam como de­fensor da cidade. († s. III). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no final do séc. III, Santo Agripino, bispo de Nápoles. Segundo a tradição, “ele aumentou em muito o rebanho dos que acreditam no Senhor, e os reuniu no seio da Santa Madre Igreja”. (M)

4*.  Em Verdun, na Gália Bél­gica, ac­tu­al­mente na França, São Vito, bispo. († c. 530)

5.   Em Cons­tan­ti­nopla, hoje Is­tambul, na Tur­quia, as santas Eus­tólia e Só­patra, vir­gens e monjas. († s. VI). Ver “Em Constantinopla, as santas virgens Eustólia, nascida em Roma, e Sópatra, filha do imperador Maurício.” página 271: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

6*.   Em Lodève, na Gália Nar­bo­nense, hoje na França, São Jorge, bispo. († c. 870)

7*.   Em Signa, perto de Flo­rença, na Etrúria, hoje na Tos­cana, re­gião da Itália, a Beata Joana, virgem, que por Cristo abraçou a vida solitária. († 1307)

8*.   Em An­cona, no Pi­ceno, hoje nas Marcas, também re­gião da Itália, o Beato Ga­briel Ferrétti, pres­bí­tero da Ordem dos Me­nores, que res­plan­deceu pela as­sis­tência às cri­anças e aos en­fermos e pela sua obe­di­ência e ob­ser­vância da Regra. ( † 1456)

9*.   Em Bo­lonha, na Emília-Ro­manha, também re­gião da Itália, o Beato Luís Morbióli, que, dei­xando o ca­minho dos ví­cios e con­ver­tendo-se ao Se­nhor, abraçou uma vida pe­ni­tente de du­rís­sima aus­te­ri­dade e com a sua pa­lavra e exemplo re­cu­perou os seus con­ci­da­dãos para a vida de piedade. († 1485)

10*.   Em Mu­rano, na Ve­nécia, hoje no Vé­neto, também re­gião da Itália, o Beato Graça de Cátaro, re­li­gioso da Ordem de Santo Agos­tinho, que, em tempo de grande es­cassez, quando con­duzia uma pe­quena barca em busca de ali­mentos, mo­vido pela pre­gação do Beato Simão de Ca­me­rino pediu o há­bito re­li­gioso e levou uma vida piedosíssima. († 1508)

11*.   Em Ox­ford, na In­gla­terra, o Beato Jorge Napper (também na Folhinha do Coração de Jesus), pres­bí­tero e mártir, que, tanto no mi­nis­tério clan­des­tino como no cár­cere, tra­ba­lhou ad­mi­ra­vel­mente para ga­nhar as almas para Cristo na Igreja e, no rei­nado de Jaime I, me­receu a coroa do mar­tírio por causa do seu sacerdócio. († 1610)

12♦.   Em An­te­quera, na An­da­luzia, re­gião da Es­panha, a Beata Maria do Carmo do Me­nino Jesus (Maria do Carmo Gon­zález Ramos Garcia-Prieto de Muñoz), viúva e fun­da­dora do Ins­ti­tuto das Irmãs Fran­cis­canas dos Sa­grados Corações. († 1899)

13*.   Em Dijon, na França, Santa Isabel da San­tís­sima Trin­dade Catez, virgem da Ordem das Car­me­litas Des­calças, que desde tenra idade pro­curou no ín­timo do co­ração o co­nhe­ci­mento e a con­tem­plação da San­tís­sima Trin­dade e, ainda jovem, entre muitas tri­bu­la­ções, pros­se­guiu o ca­minho, como so­nhava, «para o amor, a luz e a vida». († 1906)

14♦.   Em Pa­ra­cu­ellos del Ja­rama, lo­ca­li­dade pró­xima de Ma­drid, na Es­panha, o Beato Fran­cisco José Martin López de Arroyave, re­li­gioso da So­ci­e­dade Sa­le­siana e mártir, que, na du­rante a per­se­guição re­li­giosa, como fiel dis­cí­pulo, me­receu a sal­vação no sangue de Cristo. († 1936)

15*.   Em Borysow, po­vo­ação da Po­lónia, o Beato Hen­rique Hlebowicz, pres­bí­tero e mártir, que, no furor da guerra, foi fu­zi­lado em ódio à fé cristã. († 1941)

16*.   Em Roma, o Beato Luís Bel­trame Quattróchi, pai de fa­mília, que, tanto nos as­suntos pú­blicos como na vida fa­mi­liar, se­guiu os man­da­mentos de Cristo e os ma­ni­festou com di­li­gência e ho­nes­ti­dade de vida. († 1951)

17. Santo Orestes (também na Folhinha do Coração de Jesus). Ver “Em Tiana, na Capadócia, o martírio de Santo Orestes, quando do imperador Diocleciano.” página 271: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

18. São Salvador (também na Folhinha do Coração de Jesus). Pode ser relacionado a “Em Beirute, Síria, a memória da imagem do Salvador, que, tendo sido crucificado pelos judeus, com tanta abundância espalhou o sangue, que as igrejas do Oriente e do Ocidente foram sumamente providas.” à página 272: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

19. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no mesmo dia os Santos Vanne e  Hidulfo. O primeiro foi bispo de Verdun no reinado de Clóvis. Hidulfo, que morreu perto de 707, foi inicialmente bispo auxiliar de Treves e depois fundou Moyenmoutier na região dos Vosges, para onde se retirou. Em 1593, Dom Didier de la Cour  lançou-se à reforma das duas abadias, a de Verdun e a dd Moyenmoutier, núcleo de uma nova congregação beneditina, que foi colocada sob o patrocínio dos dois santos. Por decisão da Santa Sé, a congregação de Solesmes foi oficialmente constituída sua herdeira. (M)

20. São Teodoro, jovem soldado e mártir. Ver páginas 261-266: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

– Ver “Teodoro de Amásia ou Teodoro de Amaseia (em grego: Θεόδωρος; romaniz.: Theódoros; em latimTheodorus) é um dos dois santos de mesmo nome e que são venerados como santos guerreiros e grandes mártires pela Igreja Ortodoxa. No cristianismo ocidental, ele é geralmente chamado de “Teodoro de Amásia” (ou Amaseia), uma referência à cidade no Ponto onde ele sofreu o martírio. Já no cristianismo oriental, ele é conhecido como Teodoro Tiro[a] — uma referência à palavra “tiro”, do latim clássico, que significa “recentemente alistado” ou “recruta”[4] — ou Teodoro, o Recruta.[5] Outra versão, da Enciclopédia Católica, afirma que ele não era um recruta e era chamado de “Tyro” por ter servido na coorte dos Tiranos.[6] O outro é São Teodoro Estratelata, conhecido também como “Teodoro de Heracleia“, mas é possível que os dois sejam o mesmo santo. Quando o epíteto é omitido, a referência é geralmente para Teodoro de Amásia.[7]”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Teodoro_de_Am%C3%A1sia

21. Outros santos do dia 09 de novembro: págs. 261-272, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf  Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XIX – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 09 de novembro, ver ainda: https://pt.wikipedia.org/wiki/9_de_novembro

 1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 864-866:

Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Maria, protegei-nos!

São José, Anjos e Santos, intercedei por nós!

Amém!

PAI AMADO DAI-NOS, À NOSSA FAMÍLIA E A TODOS, A GRAÇA DE ESTARMOS COM O SENHOR, A MÃEZINHA MARIA, E TODAS AS SANTAS E SANTOS QUANDO O SENHOR NOS CHAMAR! DAI-NOS A VOSSA GRAÇA! OBRIGADO PAI AMADO! PEDIMOS POR JESUS CRISTO, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO!  NÓS CONFIAMOS EM VÓS! AMÉM!

OBSERVAÇÃO: MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS/OS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES.

CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS!

MUITO OBRIGADO!

Ver:

https://vidademartiressantasesantos.blog/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.