Santas e Santos de 06 de junho

1. São Nor­berto, bispo, homem de vida aus­tera, to­tal­mente con­sa­grado à união com Deus e à pre­gação do Evan­gelho, que fundou a Ordem de Có­negos Re­grantes Pre­mons­tra­tenses em Laon, na França; eleito de­pois bispo de Mag­de­burgo, na Sa­xónia, na ac­tual Ale­manha, em­pe­nhou-se na re­foma da vida cristã e na ex­pansão da fé entre os povos vizinhos. († 1134).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 1134, o nascimento no céu de São Norberto (também na Folhinha do Coração de Jesus) fundador da ordem dos Cônegos Premonstratenses, cujos membros se dedicam ao ministério pastoral na comunhão fraterna e à celebração litúrgica. Tornando-se arcebispo de Magdeburgo, na Saxônia, mostrou-se um dos maiores artífices da reforma gregoriana. Seu corpo foi transferido para Praga. (R).

Ver páginas 72-109: – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959 (NÃO TEM LINK)

– Ver também “Norberto de Gennep (GennepBaixo Reno, c. 1080 — Magdeburg6 de junho de 1134) é um santo cristão holandês

Norberto morreu no dia 6 de junho de 1134, na sua sede episcopal, onde foi sepultado.

Foi canonizado, em 1582, pelo papa Gregório XIII. Devido à Reforma Protestante, suas relíquias foram trasladadas para a abadia de Strahov, na cidade de Praga, capital da República Tcheca, em 1627, onde estão guardadas até hoje.

Ao lado de São BernardoSão Norberto é considerado um dos maiores reformadores eclesiásticos do século XII. Atualmente, existem milhares de cônegos da Ordem de São Norberto, em vários mosteiros encontrados em muitos países de todos os continentes, inclusive no Brasil.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Norberto_de_Xanten

2.   Na Via Au­rélia, a duas mi­lhas de Roma, os santos Ar­témio e Pau­lina (também na Folhinha do Coração de Jesus), mártires. († c. s. IV)

3.   Em Cete, no Egipto, São Bes­sa­rião, ana­co­reta, que viveu como men­digo e pe­re­grino por amor de Deus. († s. IV)

4*.   Em Gre­noble, na Bor­gonha, ac­tu­al­mente na França, São Ce­rázio, bispo, que agra­deceu ao papa São Leão Magno as cartas es­critas a Fla­viano e pre­servou o seu re­banho do con­tágio da heresia. († c. 452)

5.   Em Milão, na Li­gúria, hoje na Lom­bardia, re­gião da Itália, Santo Eus­tórgio II, bispo, que foi in­signe pela sua pi­e­dade, jus­tiça e vir­tudes pas­to­rais e edi­ficou um cé­lebre baptistério. († 518)

6*.   Na Ir­landa, São Jarlat, bispo. († c. 550)

7.   No ma­ciço do Jura, na Bor­gonha, re­gião da França, São Cláudio, que é ve­ne­rado como bispo e abade do mos­teiro de Condat. († c. 703).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. VI, São Cláudio. Inicialmente militar, abraçou a vida monástica em Condat, antes de ser eleito bispo de Besançon, mas demitiu-se logo desse cargo para buscar a solidão. Seu nome está ligado a seu mosteiro, e, por extensão, à cidade que se desenvolveu em seu redor. (M).

– Ver “Cláudio de Besançon (em francêsClaudec. 607–6 de junho de 696 ou 699), chamado também de Cláudio, o Taumaturgo[1], foi um padremongeabade e bispo. Um nativo do Franco-Condado, Cláudio foi ordenado sacerdote em Besançon e depois tornou-se monge. Segundo a Enciclopédia Católica“a vida de São Cláudio, abade do Condado, tem sido tema de muita controversa”.[2]”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Cl%C3%A1udio_de_Besan%C3%A7on

8.   No ter­ri­tório de Bo­lonha, na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, o pas­sa­mento de Santo Ale­xandre, bispo de Fié­sole, que, ao re­gressar da ci­dade de Pavia, aonde tinha ido re­clamar ao rei dos Lom­bardos os bens da sua Igreja usur­pados, foi lan­çado ao rio e afogado. († 823)

9.   Em Cons­tan­ti­nopla, hoje Is­tambul, na Tur­quia, Santo Hi­la­rião, pres­bí­tero e he­gú­meno do mos­teiro de Dal­mácio, que, por de­fender o culto das sa­gradas ima­gens, su­portou in­ven­ci­vel­mente o cár­cere, as fla­ge­la­ções e o exílio. († 845)

10*.   Nas ilhas Ór­cades, ao largo da Es­cócia, São Col­mano, bispo. († c. 1010)

11*.   No mos­teiro de Cava de’ Tir­réni, na Cam­pânia, re­gião da Itália, o Beato Falcão, abade. († 1146).

– Ver página 119 (NÃO TEM LINK): – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

12*.   Em Cler­mont-Fer­rand, na Aqui­tânia, re­gião da França, São Gil­berto, abade da Ordem Pre­mons­tra­tense, que, de­pois de ter vi­vido como ere­mita, cons­truiu o mos­teiro e o hos­pital de Neufontaines. († 1152).

– Ver páginas 123-124 (NÃO TEM LINK), São Gilberto, abade, e Santas Petronilha e a Bem-Aventurada Pôncia, abadessas: – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

13*.   Em Údine, no Friúli-Ve­nézia Giúlia, re­gião da Itália, o Beato Bel­trão, bispo de Aqui­leia e mártir, que pro­moveu com ardor a for­mação do clero, sus­tentou com os seus bens os po­bres no tempo da fome, de­fendeu vi­go­ro­sa­mente os di­reitos da sua Igreja e morreu no­na­ge­nário, fe­rido pelos golpes de al­guns sicários. († 1350)

14*.   Em Or­tona, nos Abruzos, também re­gião da Itália, o Beato Lou­renço de Más­culis de Villamagna, pres­bí­tero da Ordem dos Frades Me­nores, in­signe na pre­gação da pa­lavra de Deus. († 1535).

– Ver página 122 (NÃO TEM LINK): – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

15*.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, o Beato Gui­lherme Gre­enwood, mártir, da Car­tuxa desta ci­dade, que, pela sua tenaz fi­de­li­dade à Igreja, no rei­nado de Hen­rique VIII, so­freu o mar­tírio, con­su­mido pela sor­didez do cár­cere, pela fome e pelas enfermidades. († 1537)

16.   Em Saint-Cha­mond, ci­dade do ter­ri­tório de Lião, na França, São Mar­ce­lino Cham­pagnat (também na Folhinha do Coração de Jesus), pres­bí­tero da So­ci­e­dade de Maria, que fundou o Ins­ti­tuto dos Pe­quenos Ir­mãos de Maria para a for­mação cristã das crianças. († 1840).

– Ver “Marcellin Joseph Benoît Champagnat, aportuguesado para Marcelino José Bento Champagnat (20 de maio de 1789Marlhes – 6 de junho de 1840Notre Dame de l’Hermitage) foi um presbítero da Sociedade de Maria, fundador do Instituto dos Pequenos Irmãos de Maria e das Escolas Irmãos Maristas. Foi canonizado pelo Papa João Paulo II em 1999

… Chega em La Valla em junho de 1816 e em 2 de janeiro de 1817, aos seus 27 anos, reúne seus dois primeiros discípulos formando os irmãos Maristas. Ele forma seus irmãos com o intuito de catequizar os jovens e criar neles o espírito cristão, tendo por base as lições “mariais”.

Funda sua primeira casa, que logo se torna pequena pela quantidade de gente necessitando de ajuda, passa por inúmeras dificuldades, a principal delas a incompreensão do clero em relação aos seus projetos catequistas, mesmo assim continuou abrigando e catequizando crianças devido a intensa procura da população rural.

Eles fundam uma nova casa, com capacidade para um maior número de pessoas tendo o nome de: “Nossa Senhora de l’Hermitage”. “Tornar Jesus Cristo conhecido e amado” é a missão dos Irmãos, e eles realizam essa missão através das escolas e instituições sociais.

Em 1836, a igreja reconhece a Sociedade de Maria e lhe confia a missão da Oceania.

Esgotado pelo trabalho, morre aos 51 anos de idade, 6 de junho de 1840, deixando aos irmãos a mensagem: “Que haja entre vocês um só coração e um só espírito! Que se possa dizer dos irmãozinhos de Maria como dos primeiros cristãos: ‘vejam como eles se amam!'”.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Marcellin_Champagnat

– Ver também “…São Marcelino Champagnat, fundador dos Pequenos Irmãos de Maria, os maristas, colega de classe de São Vianney, nasceu em 20 de maio (1789-05-20) St. Etienne, França. Morreu em 6 de junho de 1840 (51 anos) Marlhes, França… O Instituto dos Irmãos Maristas não foi formalmente aprovado até 1863 pelo Papa Pio IX. A filosofia educacional de Champagnat era simples: para ensinar as crianças é preciso amá-las, e as disciplinas seculares deveriam ser bem ensinadas como meio das crianças para as escolas, onde aprenderiam os elementos básicos de sua fé. Champagnat viu Deus no centro da vida e a Virgem Maria como meio seguro de atrair as pessoas para Deus. Marcelino Champagnat foi declarado Venerável em 1920 pelo Papa Bento XV, beatificado pelo Papa Pio XII em 29 de maio de 1955 e canonizado pelo Papa João Paulo II em 18 de abril de 1999. Sua festa é celebrada na Igreja Católica Romana em 6 de junho. Em seu maior número, os Irmãos Maristas somavam cerca de 10.000. Em 2005, havia cerca de 5.000 irmãos…

Depois de uma longa e dolorosa enfermidade de câncer, Champagnat faleceu em 6 de junho de 1840, aos 51 anos, em Nossa Senhora de l’Hermitage, no vale do rio Gier, a cerca de 30 quilômetros de onde havia começado seu trabalho. Foi sepultado em 8 de junho. Ele deixou esta mensagem em seu Testamento espiritual de 18 de maio de 1840: “Haja entre vocês um só coração e uma só mente. Sempre se diga dos Pequenos Irmãos de Maria como o foi dos primeiros cristãos: Vede como eles amam um outro!” Naquela época, havia 280,4 Irmãos e 48,8 escolas maristas na França e na Oceania (Pacífico Sul), e em 1856 havia 300 casas e mais de 1.500 Irmãos…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune06.html

17.   Em Luong My, ci­dade do Ton­quim, hoje no Vi­etnam, os santos már­tires Pedro Dung e Pedro Thuan, pes­ca­dores, e Vi­cente Duong, agri­cultor, que, por se re­cu­sarem fir­me­mente a pisar a cruz, foram con­de­nados à fo­gueira no tempo do im­pe­rador Tu Duc. († 1862)

18*.   Na Ci­dade do Mé­xico, o pas­sa­mento de São Ra­fael Guizar Valência, bispo de Vera Cruz, no Mé­xico, que, no tempo da per­se­guição, apesar da sua si­tu­ação de exi­lado e clan­des­tino, exerceu va­lo­ro­sa­mente o mi­nis­tério episcopal. († 1938)

19*.   Em Sa­ch­se­nhausen, na Ale­manha, o Beato Ino­cêncio Guz, pres­bí­tero da Ordem dos Frades Me­nores Con­ven­tuais e mártir, na­tural da Po­lónia, que, du­rante a ocu­pação mi­litar da sua pá­tria por sec­tá­rios de uma dou­trina hostil à dig­ni­dade hu­mana e à re­li­gião, pela sua fé em Cristo foi cru­el­mente morto pelos guardas do campo de concentração. († 1940)

20. No Martirológio Romano-Monástico, na Palestina, São Filipe, que foi um dos sete primeiro diáconos ordenados pelos Apóstolos. Evangelizou a Samaria, converteu o mago Simão e batizou um criado da rainha da Etiópia, depois de haver-lhe anunciado a Boa Nova de Jesus, o Cordeiro de Deus e Servo Sofredor profetizado por Isaías (M).

– Ver páginas 110-115 (NÃO TEM LINK): – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

21. São Cerácico, Cerato ou Cerásio, bispo e confessor. Ver página 116 (NÃO TEM LINK): – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

22. Santo Agobardo, arcebispo. Ver páginas 117-118 (NÃO TEM LINK): – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

23. São Geraldo de Monza, confessor. Ver páginas 120-121 (NÃO TEM LINK): – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

24. São Bertrand de Angoulème, patriarca da Aquiléia e Mártir. Ver páginas 125-126 (NÃO TEM LINK): – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

25. Outros santos do dia 06 DE JUNHO: páginas: 72-128 – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959 – NÃO TEM LINK

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 06 de junho, ver ainda: 6 de junho – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

BIBLIOGRAFIA:

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIA NO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINA 452-455: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp- content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

7. http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune06.html

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Virgem Maria, socorra-nos, proteja-nos

São José, Anjos e Santos, intercedam por nós! Obrigado! Amém!

PAI AMADO DÊ-NOS, À NOSSA FAMÍLIA E A TODOS OS QUE O SENHOR JÁ CHAMOU E OS QUE ESTÃO AQUI, A GRAÇA DE ESTARMOS COM O SENHOR, A  MÃEZINHA MARIA, SÃO JOSÉ E TODAS AS SANTAS E SANTOS QUANDO O SENHOR NOS CHAMAR TAMBÉM! DÊ-NOS A SUA GRAÇA! OBRIGADO PAI AMADO! PEDIMOS POR JESUS CRISTO, SEU FILHO, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! NÓS CONFIAMOS NO SENHOR! AMÉM!

OBSERVAÇÃO:

MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE   SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES.

ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS! AMÉM!

“O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

“Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio, lembrado em 10 de fevereiro)

“Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro). Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

* “Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

* “Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”,
mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível.

(conforme: Saint of the Day (lngplants.com)

ou

Saint of the Day May 20 (lngplants.com)

* “…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio, lembrados em 21 de maio)

-Ver o blog:

https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.